A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

União nas Romarias: Motivação Pessoal Espírito de Equipa Liderança Nuno P. Nunes Dezembro 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "União nas Romarias: Motivação Pessoal Espírito de Equipa Liderança Nuno P. Nunes Dezembro 2012."— Transcrição da apresentação:

1 União nas Romarias: Motivação Pessoal Espírito de Equipa Liderança Nuno P. Nunes Dezembro 2012

2 2 Objetivo Geral Este curso de formação visa o desenvolvimento de competências, comportamentos e atitudes para uma melhor União em Romaria

3 3 1. Motivação

4 4 Motivação Pessoal Vídeo 1

5 5 Motivação Conjunto das forças internas (motivação intrínseca) e externas (motivação extrínseca) que orientam o indivíduo para um objectivo. A razão pela qual a pessoa faz algo Força para atingir uma meta

6 6 Tipos de Motivação: Factores Internos – Intrínseca + Factores Externos – Extrínseca

7 7 Motivação Intrínseca Esforço em fazer algo porque sabe bem, pelo prazer da actividade De acordo com os valores morais do indivíduo (reforços / incentivos internos)

8 8 Motivação Extrínseca

9 9 Motivação Extrínsica Esforço em fazer algo para receber uma recompensa (material, emocional, verbal, etc…) Reforços / Incentivos externos

10 10 Necessidade de Afiliação e Aprovação

11 11 Necessidade de Prestígio, Sucesso e Competência

12 12 Necessidade de Poder

13 13 Missão Pessoal Na ausência de metas claramente definidas, tornamo-nos estranhamente leais a actos triviais

14 14 Motivação: Missão Pessoal Vídeo 2

15 15 2. Espírito de Equipa

16 16 Trabalho em Equipa 1. Líder 2. Equipa 3. Plano

17 17 1. Líder Define objetivos e estratégia Toma responsabilidade por alcançar os objetivos Comunica com a equipa e com outros líderes Tenta motivar e unir a equipa

18 18 2. Equipa (família) Elementos com diferentes pontos fortes Comunicam entre si e com o líder São responsáveis pelos objetivos da equipa (vs. individuais)

19 19 3. Plano Estratégia Objetivos Responsabilidades na equipa

20 20 ESPÍRITO DE EQUIPA Líder Equipa Plano –Ganhar – Ganhar

21 21 Conflitos = Afetam o Espírito de Equipa

22 22 Definição de Conflito Processo característico do Ser Humano porque estamos integrados em grupos / redes sociais, estamos sempre rodeados de outras pessoas… Família Amigos Colegas de trabalho Sociedade

23 23 Espírito de Equipa Vídeo 3

24 24 Consequências dos Conflitos 1)Positivas 2)Negativas

25 25 Consequências Positivas –Fortalecem o ESPÍRITO DE EQUIPA –Mudança –Estimulação de novas ideias e estratégias para se fazer algo –Definição de novos objectivos –União entre pessoas

26 26 Consequências Negativas (Colectivo) Baixa eficácia / produtividade Redução do bem-estar Baixa de cooperação Perda de relacionamentos de cooperação entre colaboradores Aumento da tensão

27 27 Consequências Negativas (Colectivo) Perda de Tempo Diversos estudos (incluindo Rahim, 2001) indicam que directores, gestores e quadros intermédios gastam entre - 18% e 26% do seu tempo diário a lidar com conflitos!

28 28 Consequências Negativas (Individual) Psicológicas Emocionais (Irritação, tristeza) Sociais (perda de amizades) Profissionais (despromoções, despedimentos) Saúde (causada pelo stress)

29 29 a. Conflitos: Comunicação

30 30 Problemas de Comunicação Dos 100% que pensamos dizer, dizemos apenas 80%, o receptor escuta só 60%, e assimila cerca de 40%

31 31 b. Conflitos: Interpretação da Situação

32 32 Então na mesma situação todos nós podemos ter percepções, pensamentos, ou opiniões diferentes das outras pessoas

33 33 Factores que afectam as nossas interpretações: Tempo Stress, Cansaço Ansiedade em acabar o trabalho Preocupações Problemas de saúde Perto da hora de saída, fim de semana, não me apetece estar aqui…

34 34 c. Conflitos: Porque somos diferentes e queremos coisas diferentes (6 Biliões de pessoas no Mundo)

35 35 3. Liderança

36 36 Bom Líder Consegue que os elementos de uma equipa tenham motivação própria para atingir o objetivo comum

37 37 Mau Líder Consegue por todos a trabalhar para um objetivo comum, sem: Sem espírito de equipa Sem motivação Sem prazer ou bem-estar

38 38 Atitudes Comunicacionais de LIDERANÇA Falar COM a pessoa e não PARA a pessoa (ou pessoas que estão à volta) Saber Ouvir e Escutar Ouvir é uma atitude passiva, mas escutar requer prestar atenção e compreender

39 39 Atitudes Comunicacionais de LIDERANÇA Pensar antes de agir Sorrir Fazer perguntas e mostrar interesse em perceber bem a situação Utilizar tom de voz adequado Utilizar a distância de forma adequada Agir no tempo certo Ter um estilo assertivo

40 40 Liderança e Motivação

41 41 Como é que eu motivo os outros? Agressivo Passivo Manipulador Assertivo

42 42 Estilo Assertivo Também chamado de estilo afirmativo em que a defesa do direitos e interesses e a expressão dos sentimentos é feita de forma aberta e honesta Respeito por si e pelos outros Abertura à comunicação directa e à negociação

43 43 Estilo Assertivo Comunicação cara-a-cara Procura compromisso de ambas as partes Relacionamentos saudáveis com todos, mesmo quando há desacordo

44 44 LIDERANÇA: Estratégias de Motivação Reconhecer os pontos fortes Rever as situações de sucesso Fazer uma coisa de cada vez Concentrar-se no futuro Demonstrar confiança Desdramatizar a situação Estabelecer metas Pensar na realização pessoal

45 45 Motivação dos Outros Vídeo 4

46 46 Fim! Questões Discussão Avaliação


Carregar ppt "União nas Romarias: Motivação Pessoal Espírito de Equipa Liderança Nuno P. Nunes Dezembro 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google