A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO"— Transcrição da apresentação:

1 SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO
PROFº ALESSON BELO

2 O QUE VEREMOS CONCEITOS FUNÇÕES TIPOS DE MÚSCULOS ESTRUTURA DO SME FÁSCIA MUSCULAR ORIGEM E INSERÇÃO DOS MÚSCULOS

3 SISTEMA MUSCULAR MIOLOGIA:
É parte da anatomia que estuda os músculos e seus anexos. O QUE SÃO MÚSCULOS? São estruturas anatômicas que apresentam a capacidade de se contrair, sob estímulos. E são compostas por: Ventre e Tendão. t

4 VENTRE é a parte carnosa, constituída por fibras musculares que se contraem. b)TENDÃO é a parte não contrátil e esta localizado nas extremidades dos músculos.É composto de tecido conjuntivo resistente e esbranquiçado.

5 SISTEMA MUSCULAR É composto pelos músculos, São responsáveis diretos pelo movimento, Constituídos de inúmeras células musculares, especializadas para a contração e relaxamento

6 FUNÇÕES DO SISTEMA MUSCULAR
a) DINÂMICA DO CORPO: Os músculos fixam-se por suas extremidades. Havendo contração de suas fibras ocorre um encurtamento da distância entre as extremidades, movendo então os segmentos do corpo. b) ESTÁTICA: Mantém unidas as peças ósseas, determinando a posição e postura do esqueleto

7 TRABALHO MUSCULAR Ação mecânica de um músculo leva ao deslocamento de um segmento do corpo. O ventre muscular não se prende ao esqueleto e as extremidade, prendem-se em pelo menos dois ossos cruzando um articulação.

8 - Durante a contração as fibras musculares reduzem-se em um 1/3 ou metade de seu tamanho inicial.
O trabalho muscular é diretamente proporcional ao número de fibras (potência) e o grau de encurtamento (amplitude), Coordenação motora

9 TIPOS DE MÚSCULOS VOLUNTÁRIOS - a sua contração resulta de um ato de vontade. Possuem estrias transversais (mm. Estriados) e pelo menos uma de suas extremidades prende-se ao esqueleto (mm. Esqueléticos). B) INVOLUNTÁRIOS: A sua contração resulta de um ato inconsciente. Não possuem estriações transversais (mm lisos) e são encontrados nas paredes das vísceras (mm viscerais).

10 TIPOS DE MÚSCULOS 1) Tecido Muscular Estriados ou Esquelético - Responsáveis pelos movimentos voluntários; 2) Tecido Muscular Liso ou Visceral - Pertence à vida de nutrição (digestão, excreção, etc); involuntários; 3) Músculo Cardíaco ou Miocárdio - Vermelho e estriado, porém, involuntário.

11 TIPOS DE MÚSCULOS

12

13 ESTRUTURA DO SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO
I - Funções do músculo estriado ou esquelético: Movimento e a manutenção da postura; Produção de calor; Proteção e a alteração da pressão para auxiliar a circulação; Absorventes de choques para proteger o corpo.

14 COMPONENTES DE UM MÚSCULO ESTRIADO ESQUELÉTICO
Os músculos estriados esqueléticos são compostos de três porções: uma média e extremidades a) PORÇÃO MÉDIA: é o ventre muscular, vermelho no vivente, vulgarmente chamado de carne. É a parte ativa (contrátil) do músculo por possuir fibras musculares.

15 b) EXTREMIDADES: são estruturas formadas por tecido conjuntivo denso, rico em fibras colágenas, esbranquiçadas e brilhantes, de grande resistência e praticamente inextensíveis. O tecido muscular não é constituído apenas por FIBRAS MUSCULARES. Há também o TECIDO CONJUNTIVO que as envolve e se prolongam, formando os TENDÕES(em forma de fita ou cilindróide) e APONEUROSES (Laminares)que fixam o músculo a um osso.

16 FÁSCIA MUSCULAR É uma lâmina de tecido conjuntivo que reveste cada músculo, desempenhando várias funções: Bainha elástica de contenção: limita os movimentos Deslizamento dos músculos Pode contribuir na fixação dos músculos ao esqueleto Formação de lojas musculares: septos intermusculares.

17 ORIGEM E INSERÇÃO a) PONTO DE ORIGEM - Extremidade do músculo presa à peça óssea que não se desloca. É também chamado de PONTO FIXO. b) PONTO DE INSERÇÃO - Extremidade do músculo presa á peça óssea que se desloca. É também chamado de PONTO MÓVEL.

18 ORIGEM E INSERÇÃO

19 PRINCIPAIS MOVIMENTOS REALIZADOS PELOS SEGMENTOS DO CORPO
MOVIMENTOS ANGULARES: diminuição ou aumento do ângulo entre o segmento que se desloca e o que permanece fixo. São eles: a flexão (diminuição do ângulo) e extensão (aumento do ângulo). b) ADUÇÃO E ABDUÇÃO: Respectivamente, aproximação ou afastamento do plano mediano.

20 c) ROTAÇÃO: O segmento gira em torno de um eixo longitudinal
c) ROTAÇÃO: O segmento gira em torno de um eixo longitudinal. Quando a face anterior gira em direção ao plano mediano, há rotação medial. Quando ocorre o contrário, há rotação lateral. d) CIRCUNDAÇÃO: Combinação de movimentos (adução, extensão, abdução e flexão)

21 CLASSIFICAÇÃO DOS MÚSCULOS
QUANTO Á FORMA E DISPOSIÇÃO DAS FIBRAS DISPOSIÇÃO PARALELA DAS FIBRAS: Fibras paralelas à direção da tração do músculo. 2) DISPOSIÇÃO OBLÍQUA DAS FIBRAS Fibras oblíquas à direção do tendão de inserção

22 DISPOSIÇÃO PARALELAS DAS FIBRAS:
a) Músculos Longos: comprimento predomina em relação à largura. Ex.: Esternocleidomastóideo. b) Músculos Largos: comprimento e largura se equivalem. Ex.: Glúteo Máximo

23 Esternocleidomastóideo Glúteo Máximo

24 c) Músculo Fusiforme: é um músculo longo em que as fibras musculares convergem em direção aos tendões. Ex.: Bíceps Braquial. d) Músculo em Leque: é um músculo largo em que as fibras musculares convergem para apenas uma extremidade. Ex.: Peitoral Maior

25 Bíceps Braquial Peitoral Maior

26 2) DISPOSIÇÃO OBLÍQUA DAS FIBRAS
“São denominados de peniformes por lembrarem as barbas de uma pena”. Músculo Unipenado: os feixes musculares prendem-se apenas numa borda do tendão Ex.: Extensor longo dos Dedos. b) Músculo Bipenado: os feixes musculares prendem-se nas duas bordas do tendão. Ex.: Reto da Coxa

27 MÚSCULOS PENADOS

28 Número de cabeças de origem
QUANTO A ORIGEM Número de cabeças de origem Bíceps: duas cabeças de origem Ex.: Bíceps Braquial b) Tríceps: três cabeças de origem Ex.: Tríceps Braquial c) Quadríceps: quatro cabeças de origem Ex.: Quadríceps

29

30 Número de tendões de inserção
QUANTO A INSERÇÃO Número de tendões de inserção a) Monocaudados: um tendão de inserção. Ex.: Panturrilha

31 b) Bicaudado: dois tendões de inserção
Ex.: Bíceps Braquial

32 c) Policaudado: três tendões de inserção.
Ex.: extensor longo dos dedos

33 QUANTO AO VENTRE MUSCULAR Número de ventres musculares
a) Digástrico: dois ventres musculares / tendão intermediário. Ex.: Músculo digástrico.

34 b) Poligástrico: três ou mais ventres / tendões intermediários.
Ex.: Reto do abdome

35 Tipo de movimento produzido
QUANTO A AÇÃO Tipo de movimento produzido Extensor Flexor Adutor Abdutor Flexor plantar Flexor dorsal Pronador Supinador

36 QUANTO A ATIVIDADE PRINCIPAL
AGONISTA: Agente principal na execução de um movimento. Ex.: Flexão do cotovelo: Bíceps braquial, Braquial e Braquiorradial b) ANTAGONISTA: Quando opõem-se ao trabalho de um agonista seja para regular a rapidez ou a potência deste. Ex.: Flexão do tronco: Agonista = mm do abdome, Antagonista = mm eretores da espinha

37 c)SINERGISTA: Atuam no sentido de eliminar algum movimento indesejado ou estabilizar as partes do corpo para tornar possível a ação principal. d) FIXADORES/ POSTURAIS: mantém a postura.


Carregar ppt "SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google