A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O mercado da Índia Breve análise e recomendação para a acção Lisboa, 11 de Dezembro de 2008 Paulo Amorim – ViniPortugal.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O mercado da Índia Breve análise e recomendação para a acção Lisboa, 11 de Dezembro de 2008 Paulo Amorim – ViniPortugal."— Transcrição da apresentação:

1 O mercado da Índia Breve análise e recomendação para a acção Lisboa, 11 de Dezembro de 2008 Paulo Amorim – ViniPortugal

2

3 É o segundo país mais populoso do mundo (depois da China), com mais de um bilião de habitantes e o sétimo maior por área. A capital do país é New Delhi. A Índia ou República da Índia é um país federal asiático, que ocupa a maior parte do subcontinente indiano e ainda as ilhas Laquedivas, Andamão e Nicobar. É o segundo país mais populoso do mundo (depois da China), com mais de um bilião de habitantes e o sétimo maior por área. A capital do país é New Delhi. A Índia reconhece 23 línguas oficiais, entre elas o híndi (falada no norte, é a língua da administração central), o tâmil (no sul) e o inglês. A civilização indiana é uma das mais antigas do mundo. Quatro grandes religiões surgiram no sub continente: o hinduísmo, o budismo, o jainismo e o siquismo.

4 Após décadas de estagnação económica, o país tem-se vindo a desenvolver nos últimos quinze anos, em especial depois das reformas de 1991, embora ainda enfrente altos níveis de pobreza, analfabetismo, desnutrição e problemas ambientais. Já é uma potência regional e é apontada como uma das futuras grandes potências do século XXI, sendo já a quarta maior economia do Planeta (critério PPC). Nos últimos anos, a Índia tornou-se um importante centro de serviços relacionados com tecnologias de informação. Na Índia, surge um milionário por cada hora que passa.

5 Nos últimos 10 anos, a economia indiana cresceu a uma taxa média superior a 7%. A Tata, a Infosys e a Wipro recrutam cada uma mais de 1,000 pessoas por mês. A Índia costuma ser apontada como a maior democracia do mundo. O presidente, na qualidade de Chefe de Estado, exerce um papel principalmente protocolar. A chefia do governo é exercida por um primeiro-ministro, que concentra a maior parte dos poderes executivos. Nos últimos 10 anos, a economia indiana cresceu a uma taxa média superior a 7%.

6 Capital: New Delhi (20 milhões de habitantes) Outras cidades importantes: Mumbai (Bombay - 19 milhões, 6ª maior metrópole do Mundo); Kolkata (Calcutta - 15 milhões); Chennai (Madras - 7,3 milhões); Bangalore (6,6 milhões); Hyderabad (6,3 milhões) Unidade monetária: Rupia indiana (INR) 1 EUR = 57,143 INR

7 7 Civilização com anos População de 1,1 Biliões de habitantes Maior democracia mundial 10ª Maior economia mundial (PIB $800 Biliões) -4ª considerando a PPP 2ª economia mundial com crescimento mais rápido (8% de crescimento anual do PIB) 336 tribos, 325 línguas, dialectos 18 línguas oficiais 7 tipos clássicos de dança, >45 tipos de danças populares diários, semanários, periódicos em 21 línguas com uma circulação total de ~142 Milhões Governo parlamentar 29 Estados, 5 territórios unificados Maior nação do mundo utilizadora da língua inglesa 2ª Maior comunidade de cientistas e engenheiros 3º Maior exército com mais de 1,5 Milhões de soldados ÍNDIA: PRINCIPAIS FACTOS

8 8 A DIVERSIDADE REGIONAL INDIANA COLOCA DESAFIOS ÚNICOS… Inferior a Superior a 900 PIB do Estado Per Capita (US$) NORTE Língua principal: Hindi Religiões: Hindu, Sikh, Islâmica Hub Agrícola PIB/Cap: $580 22,4% do PIB Indiano ESTE Línguas principais : Hindi, Bengali Religião : Hindu Hub de Recursos Naturais PIB/Cap: $415 18% do PIB Indiano OESTE Línguas principais : Hindi, Gujarati, Marathi Religiões : Hindu, Parsi, Islâmica Hub Financeiro PIB/Cap: $790 26,8% do PIB Indiano SUL Línguas principais : Tamil, Malyalam, Kanada Religiões : Hindu, Cristianismo Hub Tecnológico PIB/Cap: $717 26,6% do PIB Indiano Andhra Pradesh 41 Karnataka 29.4 Gujarat 37.2 Madhya Pradesh 22.5 Chattisgarh 8.6 Maharashtra 74 Orissa 12 Rajasthan 23.2 West Bengal 42.2 Delhi 18.6 Seven Sisters 2.5 Goa 2.1 Punjab 18 Haryana 16.4 Nota:Números sob o nome dos estados indicam o PIB (US$Bn) do mesmo em 2004 Fonte: Statistical Outline of India, Central Statistical Organisation Uttar Pradesh 47.8 Kerala 19.9 Tamilnadu 37.4 Jarkhand 8.8 Bihar 12.5 CENTRO Língua principal : Hindi Religião: Hindu PIB/Cap: $430 5,8% do PIB Indiano Himachal Pradesh 4 Jammu & Kashmir

9 9...E A DISPARIDADE DE RENDIMENTOS AUMENTA...E A DISPARIDADE DE RENDIMENTOS AUMENTA

10 10 VARIAÇÕES EXTREMAS NA QUALIDADE DAS INFRA-ESTRUTURAS Alguns sucessos espectaculares mas ainda há muito a fazer Metro de Deli ($ 2 biliões) Golden Quadrangle ($ 15 biliões)

11 11 VÁRIAS EMPRESAS FIZERAM O OUTSOURCE DAS SUAS OPERAÇÕES PARA A ÍNDIA - Alguns exemplos Bens Industriais Bens de Consumo/ Serviços/Hi-Tech Serviços Financeiros

12 12 UM DIA NORMAL NA ÍNDIA...

13 13 Exemplo de loja de bebidas em New Delhi

14 Consumo total de vinho: caixas. 2. Importação: 25% desse valor – caixas (França, Itália, Austrália ( caixas/ano, das quais de Jacob´s Creek), EUA, Chile, Nova Zelândia, Espanha, África do Sul). 3. Existe um mercado paralelo significativo. 4. Classe média com algum poder de compra (350 milhões de pessoas, embora apenas 60/80 milhões comparáveis à classe média dos EUA). 5. PVP médio vinho indiano: R$ 390, R$ 650 e R$ 1.200, conforme os segmentos. DADOS SOBRE O MERCADO

15 15 6. PVP médio whisky: R$ A maior parte das lojas de retalho são controladas pelo governo, embora em Goa não exista controlo governamental. 8. Há Estados onde o consumo de vinho não é permitido. No Gujarat a venda é proibida, embora em Damão e Diu, devido à antiga influência portuguesa, seja livre. 9. A maior parte da indústria do vinho está localizada perto de Mumbai, (em Nashik, a 300 kms) e de Bangalore, utilizando muitas vezes granel importado da Austrália para produzir os lotes. 10. Existem cerca de 60 vinícolas, das quais 40 são mais activas, apenas 3 produzindo vinho com uma qualidade que consideraríamos aceitável (por exemplo, Grover em Bangalore). DADOS SOBRE O MERCADO

16 As import basic customs duties passaram de 100% para 150%. 12. O additional customs duty de 100% foi abolido em Julho de 2007 por pressão da União Europeia e dos EUA, no âmbito do WTO, mas os Estados têm agora latitude fiscal para imporem novos excise duties, que rondam os 150%. Por exemplo, o Maharashtra (que curiosamente produz vinho) impôs em Novembro de 2007 impostos discriminatórios de 200% em vez de 150%. 13. O VAT é de 20%. 14. Vinhos Verdes e Rosés estão à partida bem adaptados ao clima e à comida locais. 15. É necessária uma licença de álcool e os supermercados ainda não a têm. Excepção : Goa + Damão e Diu (enclaves de Gujarat). 16. Portugal apenas exporta, a nível global, para a Índia, 29 milhões de euros. DADOS SOBRE O MERCADO

17 17

18 18

19 19 Seminários e Provas de Vinhos na Residência do Embaixador de Portugal em New Delhi e no Grand Hyatt Mumbai EVENTOS VINIPORTUGAL DE NOVEMBRO DE 2008

20 20 Prova de Vinhos na Residência do Cônsul-Geral de Portugal em Goa (Nota: Goa tem 1,35 milhões de habitantes, 2 milhões de turistas domésticos e 400 mil turistas estrangeiros – Reino Unido, Alemanha, Israel e Rússia. A melhor sales season é de Novembro a Março) EVENTOS VINIPORTUGAL DE NOVEMBRO DE 2008

21 21 Jornalistas, importadores, sommeliers, F&B managers, líderes de opinião PÚBLICO-ALVO

22 22 1. Janeiro – New Delhi) 1. Presença na IFOWS - India International Food & Wine Show (Janeiro – New Delhi) 2. Seminários e Provas de Vinhos em Mumbai, New Delhi e Goa 3. Seminário e Prova de Vinhos em Bangalore (Sylicon Valley indiano, público-alvo jovem, viajado e com poder de compra acima da média) ou em Chennai (ex-Madras) EVENTOS RECOMENDADOS PARA 2009

23 Cuidado com os pagamentos. Exigir carta de crédito Pedir o registo local das marcas Existe muito proteccionismo Não se devem criar expectativas muito optimistas Na Índia, nada do que parece é… CONSELHOS DE NEGÓCIO PARA ACTUAÇÃO NO MERCADO

24 24 FIMObrigado! Deu borém Corun!


Carregar ppt "O mercado da Índia Breve análise e recomendação para a acção Lisboa, 11 de Dezembro de 2008 Paulo Amorim – ViniPortugal."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google