A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A HISTÓRIA DO ENTÃO GEASSEG: 07 DE MAIO DE 1997, ÀS 10 HORAS – Aconteceu a 1ª Reunião PLANIEX - 2000 GEASSEG - 2007 GEACEX - 2002 GEASSEG - 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A HISTÓRIA DO ENTÃO GEASSEG: 07 DE MAIO DE 1997, ÀS 10 HORAS – Aconteceu a 1ª Reunião PLANIEX - 2000 GEASSEG - 2007 GEACEX - 2002 GEASSEG - 2008."— Transcrição da apresentação:

1 A HISTÓRIA DO ENTÃO GEASSEG: 07 DE MAIO DE 1997, ÀS 10 HORAS – Aconteceu a 1ª Reunião PLANIEX GEASSEG GEACEX GEASSEG

2 Amigos Geasseguianos, 4 Temos que corrigir a ordem e datas de encontros dos Executivos de Asseio e Segurança já realizados. 4 O primeiro evento aconteceu em Brasília/DF, na sede da Fenavist no dia 07 de maio de 1997, às 10 horas com as seguintes presenças:

3 NomeEstado Alice Eluisa A. de Mendonça SilvestrePA Ângela Dittmar CardosoPR Antônio LisboaDF ClodoaldoBA Edineide Gomes RochaGO Emmanuel BezerraPE Gesualdo DelenaDF Ivanilto G. da SilvaPB José Antônio S. CostaSP José Milton Pimentel FilhoCE Marli Ferreira OliveiraDF Tadeu CarioniSC Valdivino Reis de MeloGO Walter Marques CartaxoPB

4 4 Observe que a ausência de Isabel nesta reunião foi compensado pelo seu antecessor e esposo Gesualdo Delena (alguém deve lembrar que naquele dia eu estava com afonia). 4 Neste encontro, os executivos participaram de uma palestra ministrada pelo então presidente da Fenavist Dr. Lélio Vieira Carneiro, sobre Estrutura Sindical e Representação Classista, para logo em seguida tratarem dos seguintes assuntos:

5 4 - Registro e regularização dos sindicatos da categoria no Ministério do Trabalho; 4 - Registro na Confederação Nacional do Comércio – CNC; 4 - Participação de representantes dos sindicatos filiados nos Conselhos Regionais do Sesc e Senac; 4 - Internet; 4 - Obtenção do Código Sindical junto à Caixa Econômica Federal; 4 - Uniformização das siglas dos sindicatos, vinculando-os ao Sistema Fenavist; 4 - Contribuições confederativa e sindical; 4 - Troca de experiências sobre funcionamento, organização e administração dos sindicatos; 4 - Prestação de serviços aos associados como forma de manter boa arrecadação;

6 BRASÍLIA, 07 DE MAIO DE 1997

7 BRASÍLIA 1997

8 O segundo encontro dos executivos, foi intitulado de Planiex – Planejamento Executivo do Secor de Serviços e ocorreu nos dias 14 a 16 de junho de 2000, na Estância Park Hotel, em Anápolis/GO e lá compareceram: NomeEstado Cleide Camilo MarianoPR Cristiane OliveiraDF Deusilene Socorro de SiqueiraGO Giordano Adjuto TeixeiraMG Isabel Maria Donas e SilvaDF Ivan ZanardoSC José de Alencar Leite MagalhãesRJ José Milton Pimentel FilhoCE Luciene Silva MoreiraES Maria Denise G. Arco e FlexaSP Mauro Hermes Franco FigueiredoPA Rosângela MenezesDF Sávio PalazzoSP Sérgio Luiz de AlmeidaRS Tadeu MargaridaSC Uzel Manélio Duplat NetoBA Valdivino Reis de MeloGO

9 4 O primeiro ato do seminário foi discutir este fluxograma.

10 4 Em seguida foram distribuídas tarefas para desenvolvimento do Pré-Projeto Estratégico e, o grupo intitulado Os Valorosos foi composto por Milton, Cristiane, Rosângela e Valdivino, encarregados do projeto Proposta de Padronização das Receitas Sindicais. 4 Durante a permanência do grupo nesse encontro e sob a batuta do facilitador/consultor Sávio Palazzo, os executivos focaram nos seguintes temas:

11 4 - Princípios de Comunicação; 4 - Planejamento Estratégico de Asseio, Conservação e Segurança; 4 - Missão do Planejamento Estratégico de Asseio, Conservação e Segurança; 4 - Diferentes tipos de Informação Fundamentais a Nível Executivo; 4 - Importantes Perguntas cujas respostas devemos levantar dos nossos associados; 4 - Exemplo de um processo de comunicação e informação; 4 - Fatores de sucesso (versão individual); 4 - Fatores Críticos de Sucesso – FCS (em ordem decrescente de importância relativa); 4 - Áreas de Interesse – AI; 4 - Objetivos; 4 - Direcionamento Estratégico (em ordem decrescente de importância relativa); 4 - Problemas; 4 - Problemas Prioritários; 4 - Grupos de Projeto; 4 - Mensagem.

12 Finalizou-se este Planiex com o seguinte direcionamento estratégico pelos grupos: 4 Direcionamento: 4 Giordano e Denise 4 - Disponibilizar, no site da entidade sindical, na internet, alguns assuntos e mecanismos de estrema valia e importância para o segmento de asseio e conservação e vigilância, no entanto, restrito às empresas associadas. 4 Isabel, Sérgio e Mauro 4 - Definir estratégias a serem adotadas para encantar os não associados e levá-los a participar do quadro do sindicato. 4 Rosângela, Cristiane, Milton e Valdivino 4 - Padronizar e divulgar as opções de formas de arrecadação viabilizando os valores de acordo com a capacidade de cada empresa.

13 José de Alencar e Uzel - Proporcionar ao nosso associado o melhor atendimento visando sua plena satisfação e crescente fidelização. Problemas Prioritários: José de Alencar e Deusilene - Excesso de rigidez de paradigmas. Cleide e Luciene - Falta de atividades diferenciadas.

14 Assim, o nosso primeiro pré-projeto estratégico, em sua íntegra ficou definido:

15 Grupo: Sindicatos On-Line Participantes: Denise e Giordano Nome do Projeto: Internas 4 Foco do projeto 4 Atração e manutenção de associados. 4 Breve descrição 4 Disponibilização de serviços on-line, via internet, de interesse direto das empresas atuantes no ramo de asseio, conservação e vigilância, tais como fornecimento de certidões, banco de dados, legislação, pareceres e artigos de interesse, decisões judiciais, modelos de petições, etc. 4 Principais objetivos 4 Criar novos serviços atrativos para aqueles que atuam em nosso segmento; fazendo com que surja o interesse e, mais, a necessidade de filiação de novas empresas. 4 Benefícios para a nossa empresa / Unidade estratégica de sucesso 4 Agregar serviços de utilidade às empresas atuantes no segmento de asseio, conservação e vigilância, disponibilizando-os via internet. Como os tais serviços necessitarão de senhor para serem usufruídos, isto fará com que os interesses sejam impedidos a se associarem aos sindicatos. A demais, os serviços oferecidos reforçarão a imagem institucional das entidades de classe, oferecendo uma prestação diferenciada e encaminhando os clientes. 4 Benefícios para outros; Quem? Quais Benefícios? 4 Os associados serão beneficiados na medida em que poderão usufruir, de maneira ágil e eficaz, serviços facilitadores da realização das atividades meio de suas empresas.

16 Necessidades gerais Faz-se necessário o trabalho de um profissional ligado à internet, a fim de executar o presente projeto, lançando mão do material disponibilizado pelos sindicatos. Também é necessário levantar previamente quais são os serviços de interesse dos clientes (conhecer suas expectativas). Estratégia de implementação Como todo projeto de execução via internet, a disponibilização dos serviços ao usuário final somente pode acontecer após a elaboração total e testes executivos de funcionabilidade do mesmo. Com o produto finalizado, proceder-se-á à sua ampla divulgação, sendo recomendável um período limitado de livre acesso aos serviços como estratégia de divulgação. Fatores especiais a serem considerados Não se pode perder de vista o fato de que o presente projeto se enquadrado na categoria de e-business, devendo ser tratado como um bem de valor econômico, devendo ser tratado como uma mercadoria.

17 Grupo: Atendimento com excelência diferenciado Participantes: Cleide e Luciene Nome do Projeto: Atividades Diferenciadas 4 Foco do projeto 4 Atividades diferenciadas 4 Breve descrição 4 Elaboração de atividades como envio de Leis, M.P., Portarias, modelos de editais de impugnação, assessorias jurídicas, trabalhistas, tributárias, acompanhamento de licitações, emissão de certidão, certificação de atestados; Orientação das Federações; Lazer e bem estar em estadias nos sindicatos, federações, atendimento com profissionalismo e eficiência; Transparência nos atos e atitudes. 4 Principais objetivos 4 Municiar os associados com orientações pertinentes do ramo inteirados de absolutamente todas as novidades na legislação. Equipamentos, cursos, treinamento; Ações coletivas em benefício dos associados; Atendimento com excelência; Câmara de conciliação. 4 Benefícios para a nossa empresa / Unidade estratégica de sucesso 4 Novos associados e em conseqüência aumento de receitas; Manter empresas, sindicatos e federações atualizados no mercado; Satisfação e orgulho de participar da entidade.

18 4 Benefícios para outros; Quem? Quais Benefícios? 4 Prestador de serviços – Orientá-los de acordo com a legislação vigente, atualizando com produtos e equipamentos, engajando na lei da classe; buscar melhorias gerais de sua empresa, participando ativamente; 4 Tomador – Certeza de estar contratando empresas com respaldo; 4 Parceiros – Não é mais uma empresa é a empresa qualificada; 4 Necessidades gerais 4 Microcomputador atualizado; Internet; Site; Assinaturas do D.O.U. seção I e II, Diário Oficial do Estado, Informativo da Entidade; Auditório dotado de capacidade para elaboração de palestras e cursos; Treinamentos de uso de internet; 4 Estratégia de implementação 4 Informar todo segmento das facilidades oferecidas pela entidade; conscientizar sobre a importância da participação nas entidades, com o poder de voto nas decisões do segmento; insistir na orientação; esclarecer sobre o que é a Federação, Sindicato e o que representam; qual a importância da participação da empresa/sindicato, dentro da entidade. 4 Fatores especiais a serem considerados 4 Divulgação maior do trabalho das Federações; reuniões (federação e sindicato), das mesmas, com cópia de ata aos associados; abrir os olhos do segmento para a valorização das atividades; devido ao crescimento do ramo, há necessidade de destacamento da importância do maior empregador, de um dos maiores arrecadadores; serviços; apoio da diretoria e dos associados; valorizar reuniões e fazê-los quando necessário.

19 Grupo: Equipe Bingo Participantes: Uzel, José de Alencar e Deusilene Nome do Projeto: Muro de Berlim 4 Foco do projeto 4 Excesso e rigidez de paradigmas 4 Breve descrição 4 Forma comportamental de treinamento para atingir metas e atitudes dentro da entidade; trabalho intenso e sistemático de conscientização de todos os empregados; definir estratégias de comprometimento com o serviço; 4 Principais objetivos 4 Mudança de comportamento e em conseqüência a capacitação profissional e valorização pessoal; aperfeiçoamento do processo de comunicação, bem como, permanente busca de excelência na qualidade de trabalho. 4 Benefícios para a nossa empresa / Unidade estratégica de sucesso 4 Boa qualidade de trabalho que permitiria: agilidade de resposta nas informações e na prestação de serviços; satisfação dos diversos níveis de informação e comunicação; imagem, credibilidade e reputação das instituições; motivação pra as empresas não filiadas a se integrarem ao quadro social; melhor relacionamento interpessoal.

20 4 Benefícios para outros; Quem? Quais Benefícios? 4 Associados e comunicação em geral; acesso mais rápido às informações com imparcialidade e transparência, atingindo dessa forma sua satisfação e crescente fidelização. 4 Necessidades gerais 4 Treinamento específico e sistêmico; intercâmbio com a chefia; auditório, equipamento e monitores capacitados. 4 Estratégia de implementação 4 Comprometimento da diretoria com as mudanças, ou seja, estabelecer o projeto inicial com a mesma de forma que seja priorizado em modelo padrão de comportamento. Comprometimento da diretoria de revisar as estratégias adotadas num período próprio de seis meses. 4 Fatores especiais a serem considerados 4 Criação de pólos de excelência de forma que seja criada uma padronização moderna das atividades jurídicas.

21 Grupo: Equipe Bingo Participantes: Uzel, José de Alencar e Deusilene Nome do Projeto: Satisfação Dez 4 Foco do projeto 4 Proporcionar ao nosso associado o melhor atendimento visando a sua plena satisfação e crescente fidelização. 4 Breve descrição 4 Tomar medidas de ordem administrativa, visando treinar os nossos funcionários na prestação do melhor atendimento ao associado. Efetivar treinamentos permanentes na busca da excelência da quebra dos paradigmas, valorizando sempre a ética em suas ações. Incentivo a capacidade de inovar. 4 Principais objetivos 4 Atingir uma postura proativa de toda a equipe da área de atendimento. Trabalhar em equipe, mantendo uma comunicação interpessoal, de formas que as informações sejam homogêneas. Espaço e incentivo para a criatividade na entidade. Quebra de paradigmas. 4 Benefícios para a nossa empresa / Unidade estratégica de sucesso 4 Aumento da fidelização no quadro social, bem como aumento de associados na entidade. Melhor relacionamento interpessoal. Credibilidade.

22 4 Benefícios para outros; Quem? Quais Benefícios? 4 Associados. Gama de informações em diversos níveis, cursos de qualificação e mão-de-obra; pleno conhecimento do mercado e suas transformações. Agilidade de resposta no atendimento. 4 Necessidades gerais 4 Treinamento permanente. Comprometimento do pessoal. Programa de incentivos. 4 Estratégia de implementação 4 Estabelecer com a diretoria uma sinergia de atitudes, apresentando permanentemente programas de ações inovadoras, ou seja, cursos específicos para atividades específicas. Os sindicatos precisam de equipamentos de comunicação e informática em consonância com as necessidades atuais. Efetivar um programa inovador e criativo na internet. 4 Fatores especiais a serem considerados 4 Quebra de paradigmas é fundamentalmente para a consecução do objetivo.

23 Grupo: Sergisauro Participantes: Isabel, Sérgio e Mauro Nome do Projeto: Estratégia para atrair não filiados 4 Foco do projeto 4 Estratégia para manter os associados e atrair novos membros. 4 Breve descrição 4 Folder apresentando os benefícios da filiação; ações judiciais visando o interesse dos associados; ações judiciais cobrando os inadimplentes; disponibilizar serviços administrativos; utilizar a convenção coletiva para facilitar os associados; isentar mensalidades durante o pagamento assistencial; cursos a respeito da convenção coletiva para associados, não associados e tomadores de serviços. 4 Principais objetivos 4 Valorizar a entidade como prestadora de serviços para o setor como um todo; manter a fidelidade para com o associado; atrair novos associados; resgatar a imagem do sindicato perante o segmento; difundir o sindicato junto aos tomadores de serviço.

24 4 Benefícios para a nossa empresa / Unidade estratégica de sucesso 4 Aumentar a representatividade perante a sociedade; facilitar as ações políticas perante os órgãos públicos; fortalecimento nas negociações; aumento da arrecadação; favorecimento à criação e implementação de um código de ética. 4 Benefícios para outros; Quem? Quais Benefícios? 4 Federação – aumento da arrecadação; Confederação – arrecadação; Tomador de Serviços – contratação com mais segurança; A comunidade – gerar mais empregos; Governo – arrecadação maior; 4 Necessidades gerais 4 Assistência à comunicação social; serviços jurídicos especializados (tributário, comercial e cobrança); adequar às instalações e mão-de-obra; 4 Estratégia de implementação 4 Vender a idéia do projeto para a diretoria; solicitar a indicação de um componente da diretoria para coordenar; viabilizar os recursos financeiros para impugnação do projeto; iniciar no âmbito da capital. 4 Fatores especiais a serem considerados 4 Número de empresas existentes no Estado; número de empresas associadas; localização das empresas.

25 Grupo: Os Valorosos Participantes: Milton, Cristiane, Rosângela e Valdivino Nome do Projeto: Proposta de Padronização das Receitas Sindicais 4 Foco do projeto 4 Padronizar e divulgar as opções de arrecadação viabilizando os valores de acordo com a capacidade de cada empresa. 4 Breve descrição 4 Identificar, descrever e radiografar as entidades necessitadas de suporte monetário abrigadas pelas federações Febrac/Fenavist, elaborando projetos visando suas auto sustentações e independências financeiras. 4 Principais objetivos 4 Visa propiciar às bases sindicais no âmbito das federações Febrac/Fenavist as ações de implementação de métodos aceitáveis de arrecadações em patamares condicionados à capacidade e a estrutura de cada empresa dos segmentos representados de modo a que seja reconhecido por todas como legítima e saneadora das necessidades dos setores econômicos.

26 4 Benefícios para a nossa empresa / Unidade estratégica de sucesso 4 Ampliar a sua área de atuação junto às suas filiadas, proporcionando- lhes condições de se fortalecer e serem representadas junto às instituições governamentais e outros. 4 Benefícios para outros; Quem? Quais Benefícios? 4 Poderá tratar de forma direta, as questões das filiadas dando eficácia às suas ações, oferecendo assistências permanentes de assessorias institucionais, jurídicas, administrativas, apoio técnico e suporte logístico, etc. 4 Necessidades gerais 4 Aprovar taxa única mensal, excluindo as tradicionais: confederativa, assistencial e social, e alterando este sistema, vinculando a receita com base ao número de funcionários existentes, multiplicando pelo piso da categoria e aplicando um percentual satisfatório ao nível da estratégia de implementação de cada unidade da Federação. 4 Estratégia de implementação 4 Levantamento das necessidades das entidades: custos fixos, operacional, pessoal e reservas; levantamento da quantidade obreira existentes nos estados, para cálculos das contribuições a serem arrecadadas pelas entidades.

27 4 Fatores especiais a serem considerados 4 A priorização e o tempo necessário para a implementação destes projetos, bem como o sucesso das intenções aqui apresentadas, dependerá exclusivamente do apoio total e irrestrito dos presidentes e demais diretores das entidades representativas, com recomendações explícitas por parte destes aos demais associados. 4 Para finalizar, veja abaixo o cenário dos próximos 20 anos comentados pelo crupo em 16 de junho de 2000 no encerramento do Plani-ex:

28 Quase tão banal quanto o walkman hoje será um mini aparelho que combinará telefone, fax e computador. (Cleide) – Toda a despoluição das águas e do solo será feita por microorganismos. Primeiro grande êxito na terapia genética do câncer. (Cristiane) – O infarto poderá ser prevenido e tratado com uma sonda que limpará as artérias. (Alencar) – Computadores serão capazes de fazer traduções de todas as línguas. (Giordano) – A maior parte das causas do câncer será descoberta. (Milton) – Membros artificiais serão ligados ao sistema nervoso e poderão ter movimentos normais. (Valdivino) – Automóveis solares serão triviais e a cegueira será curada com implante de olhos artificiais. (Sérgio) – Supercondutores baratearão a energia elétrica em todo o mundo. (Isabel) – Vacinas genéticas contra muitas formas de câncer. Poderão ser criados sistemas absorvedores de gases causadores do efeito estufa. (Uzel) – Centrais de energia solar deverão abastecer o mundo. (Rosângela

29 Veja o que alguns dos executivos comentaram no canal on-line criado pelo competentíssimo Giordano: Terça-feira, 20 de junho de :43 Aqui está minha mensagem de apresentação para você: Olá colegas! Conforme me comprometi no 2º Planiex Febrac/Fenavist, está criada nossa lista de discussão. Ao receberem este , vocês estarão automaticamente inscritos e aptos a enviar e receber mensagens de interesse geral do segmento de asseio, conservação e vigilância. Basta, para tanto, encaminharem suas mensagens para o endereço Somente com a colaboração de todos poderemos fazer desta lista um canal ativo de troca de informações e conhecimentos ligados ao nosso ramo de atuação. Abraço a todos Giordano Adjuto Teixeira SEAC/MG

30 Terça-feira, 20 de junho de :59 Conforme solicitado, segue anexo, arquivo compactado com todo o conteúdo dos disquetes. Valdivino Reis de Melo Diretor Executivo do SEAC/SINDESP-GO/TO Quarta-feira, 21 de junho de :43 Alô pessoal, Esse é apenas um primeiro contato, a fim de que possamos tornar realidade nosso intercâmbio de idéias, consequentemente, fortalecendo nossas entidades de classe. Em breve, estarei encaminhando via , alguns dados técnicos contra a atuação de cooperativas, bem como outros versando sobre marketing dos sindicatos. Vamos seguir em frente a todo vapor. Abraços José de Alencar SEAC-RJ

31 Quarta-feira, 21 de junho de :35 Obrigado por enviar os arquivos do Planiex, Valdivino. Eles foram recebidos com sucesso. Giordano Segunda-feira, 26 de junho de :52 Parabéns Valdivino, Mais uma vez você caprichou na cortesia. As fotos ficaram ótimas e certamente vou publicá-las na revista Limpeza Plus, caso devidamente autorizado. Abraços JALM (José de Alencar)

32 Quarta-feira, 28 de junho de :51 Test: Pretty Park.exe :) Sindseac Quarta-feira, 28 de junho de :40 Caro Giordano, Confesso que me faltou tempo para endereçar-lhe algumas palavras de reconhecimento pelo relevante e belo trabalho elaborado por ti, que é o correio eletrônico Muito inteligente essa sua iniciativa. Parabéns. Valdivino Reis de melo SEAC/SINDESP-GO/TO

33 Quarta-feira, 28 de junho de :18 Olá Isabel, Foi enviada, por meio de seu , para lista Planiex uma mensagem intitulada C:\coolprogs\pretty park.exe, que contém um arquivo (pretty park.exe). Tenho fortes suspeitas que se trata de um vírus cavalo-de-tróia (similar ao conhecido I Love You). Não abram esse arquivo atachado. Por favor, Isabel, confirme se foi vc, ou não, que encaminhou tal anexo. Em caso negativo, recomendo fortemente que use um anti-vírus nos computadores aí do Sindseac. Um abraço Giordano.

34 Quarta-feira, 28 de junho de :25 Quequeísso Valdivino. Assim vc me deixa encabulado.:) Falando sério, agradeço muito suas palavras. As listas de discussão são um belo meio para aproximarem as pessoas nessa vastidão que é a internet. Quando usadas para fins profissionais específicos, como nosso caso, se torna uma ferramenta poderosa para troca ágil e rápida de informações entre os seus integrantes. E olhe que é bem simples criar uma dela. Pra quem estiver interessado, visite o endereço Abraço, Giordano Quarta-feira, 28 de junho de :36 Caros colegas do Planiex, Estou sendo acusada de algo que não fiz. Já recebi várias mensagens com o nome Pretty Park.exe; para ser mais exata foram 8 (oito). Tentei abrir e não consegui. O Giordano mandou-me uma mensagem dizendo que partiu do meu computador e agora sei que não consegui abrir a mensagem por que o meu também é protegido com o Norton Anti-Vírus, que está devidamente atualizado. Com certeza não partiu daqui do SEAC-DF. A única mensagem que enviei para todo o grupo foi com referência à impugnação do Sindicato Nacional de Limpeza Urbana. Agora fica a acusação e a vontade de saber de onde partiu essa brincadeira de mau gosto. Um abraço, Isabel.

35 Quarta-feira, 28 de junho de :20 Alô amigos do planiex, Desejo um abraço a todos, agradecendo os momentos de aprendizagem, camaradagem e troca de conhecimentos. Valdivino as fotos estão ótimas!!! Denise não recebi o livro das cooperativas!!! Agradeço ao Giordano o mais novo canal de comunicação. Isabel, o SEAC/CE já protocolou a impugnação, pela Febrac. José de Alencar (do Ceará) caso você possua em arquivo, favor enviar um estudo sobre os encargos sociais de 82,20%. Um abraço a todos. Milton Pimentel (GB)

36 PLANIEX ANÁPOLIS – GOIÁS / 2000

37

38

39

40 Para finalizar o encontro de 2000, segue um desafio: Adivinhe quem é, e ganhe um prêmio.

41 Brasília

42 PARANÁ

43 Sergipe

44 São Paulo

45 Minas Gerais

46 Rio de Janeiro

47 Rio de Janeiro

48 Rio Grande do Sul

49 Bahia

50 Goiás – 2007

51 As vezes aparece umas figuras, muito lindas por sinal. Goiás

52 Tem até cantoras, cantores... Goiás

53 Santa Catarina

54 Tem também..., sem comentários. Santa Catarina

55 Amazonas

56

57 Temos talentos que desconheciamos. Amazonas

58 Brasília 2009

59 Caso os nobres executivos possam narrar um pouco mais de nossa história, o canal está aberto. Valdivino Reis de Melo


Carregar ppt "A HISTÓRIA DO ENTÃO GEASSEG: 07 DE MAIO DE 1997, ÀS 10 HORAS – Aconteceu a 1ª Reunião PLANIEX - 2000 GEASSEG - 2007 GEACEX - 2002 GEASSEG - 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google