A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Internet Bem Público Delimitação das fronteiras entre público e privado deve ser observado, especialmente no que tange à própria definição do termo público.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Internet Bem Público Delimitação das fronteiras entre público e privado deve ser observado, especialmente no que tange à própria definição do termo público."— Transcrição da apresentação:

1 Internet Bem Público Delimitação das fronteiras entre público e privado deve ser observado, especialmente no que tange à própria definição do termo público.

2 Internet como processo de comunicação Os avanços da ciência e tecnologia têm gerado novos cenários, transformando culturas, valores, modos de vida e de interação social. Dentro destes cenários que vão surgindo a comunicação pública ganha importância como instrumento mediador de diálogo entre pessoas e comunidades, afetando não só a realidade das empresas mas todo o processo de comunicação, de produção e veiculação de informações, e na forma de interação com seu público interno e externo. Empresas públicas de TIC devem cada vez mais estarem ligadas à gestão em políticas públicas.

3 Brasil tem 6 milhões de pessoas que acessam a internet de locais públicos. O Brasil tem 6 milhões de pessoas que acessam a internet exclusivamente de locais públicos pagos ou gratuitos, de acordo com pesquisa "Internet Pública", divulgada nesta segunda-feira (02/10) pelo Ibope/NetRatings. A pesquisa ouviu 16 mil pessoas em nove regiões metropolitanas brasileiras - São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Fortaleza, Salvador, Distrito Federal e Recife - em julho deste ano. De acordo com a pesquisa, 4,4 milhões de pessoas acessam a internet de locais públicos pagos, como cibercafés e Lan Houses, pelo menos duas vezes por semana. Gastam, em média, entre 10 e 15 reais por mês. Apenas 1,6 milhão de pessoas acessam a web de locais gratuitos, número que foi considerado uma surpresa para o Ibope. Imaginávamos que seria muito mais, afirmou Fábia Juliasz, diretora executiva do Ibope/NetRatings. Nos locais pagos, as classes A e B têm participação de 42%, contra 40% da classe C. Nos gratuitos, a classe C representa 42% e as classes D e E, 22%. Mesmos nos gratuitos, as classes A e B têm participação, pois o acesso acontece em bibliotecas, escolas e universidades, justifica Juliasz. Embora não tenha sido a preocupação primária, os pesquisadores do Ibope notaram que internautas de locais públicos pagos acessam mais conteúdos multimídia e de entretenimento. Nos gratuitos, o acesso é mais usado para estudo e para ler e escrever s. O potencial de desenvolvimento da região e da melhoria do ensino é evidente, acredita Juliasz. (http://computerworld.uol.com.br/mercado/2006/10/02/idgnoticia ) Por Ralphe Manzoni Jr, do IDG Now! Publicada em 02 de outubro de h25 Atualizada em 02 de outubro de h31 Copyright 2006 IDG Brasil Ltda. Todos os direitos reservados.

4 Projeto Wireless Philadelphia Projeto do Governo da Cidade da Filadélfia, Estado da Pensylvania, EUA; Parceria entre Governo e Iniciativa Privada para a construção de infra-estrutura de comunicação sem fio em toda a área urbana; O modelo de negócio com a Earthlink prevê que a nova rede vai pertencer a esta empresa e não à prefeitura; A empresa vai se limitar a repassar um percentual do faturamento bruto com serviços de rede à cidade da Filadélfia, além de entregar á prefeitura 3000 contas de Internet para uso gratuito e mais 700 contas T-1, com preço altamente subsidiado para empresas nascentes; Além disso, a Earthlink vai prover acesso sem fio gratuito em 20 áreas públicas da cidade (ex.: parques, museus, calçadão, etc.); O quê há de comum entre as visões do Projeto Wireless Philadelphia e a estratégia da Prefeitura de Porto Alegre para Redes Metropolitanas Sem Fio é a necessidade de desenvolver um conjunto de Serviços de Inclusão Digital e Social para a população de menor poder aquisitivo e, também, para micro e pequenas empresas da região.

5 Reflexões finais: O futuro das telecomunicações será a internet e não a telefonia? Internet como ferramenta de desenvolvimento social e econômico; A Internet hoje tem que ser percebida como um bem público? Os principais locais utilizados pelos internautas de classe D/E para acesso à Internet são escola e trabalho; Adoção de uma política pública voltada para a disseminação da Internet para todos os cidadãos;

6 Muito Obrigado! André Imar Kulczynski


Carregar ppt "Internet Bem Público Delimitação das fronteiras entre público e privado deve ser observado, especialmente no que tange à própria definição do termo público."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google