A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Março/2012 INSTITUCIONAL www.febraban.org.br. SUMÁRIO VISÃO VISÃO MISSÃO E PRINCIPAIS STAKEHOLDERS MISSÃO E PRINCIPAIS STAKEHOLDERS VALORES VALORES OBJETIVOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Março/2012 INSTITUCIONAL www.febraban.org.br. SUMÁRIO VISÃO VISÃO MISSÃO E PRINCIPAIS STAKEHOLDERS MISSÃO E PRINCIPAIS STAKEHOLDERS VALORES VALORES OBJETIVOS."— Transcrição da apresentação:

1 Março/2012 INSTITUCIONAL

2 SUMÁRIO VISÃO VISÃO MISSÃO E PRINCIPAIS STAKEHOLDERS MISSÃO E PRINCIPAIS STAKEHOLDERS VALORES VALORES OBJETIVOS ESTRATÉGICOS OBJETIVOS ESTRATÉGICOS LINHAS DE ATUAÇÃO LINHAS DE ATUAÇÃO ESTRUTURA, CONSELHOS, DIRETORIA E COMITÊS ESTRUTURA, CONSELHOS, DIRETORIA E COMITÊS PRINCIPAIS PRODUTOS E SERVIÇOS PRINCIPAIS PRODUTOS E SERVIÇOS O PAPEL DOS BANCOS O PAPEL DOS BANCOS SETOR BANCÁRIO 2003 A 2010 SETOR BANCÁRIO 2003 A 2010 DESAFIO E PILARES DA IMAGEM DESAFIO E PILARES DA IMAGEM PÚBLICOS E TEMAS PÚBLICOS E TEMAS PRINCIPAIS PROJETOS PRINCIPAIS PROJETOS

3 VISÃO Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País

4 Organismos Internacionais Associados Poderes Constituídos Entidades Representativas da Sociedade Sociedade Formadores de Opinião Imprensa Outros Setores Econômicos Funcionários Reguladores do Sistema Financeiro Sindicatos Associações de Classe Missão Contribuir para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do país, representando os seus associados e buscando a melhoria contínua do sistema financeiro e de suas relações com a sociedade MISSÃO E PRINCIPAIS STAKEHOLDERS MISSÃO E PRINCIPAIS STAKEHOLDERS

5 VALORES Promover valores éticos, morais e legais Valorizar as pessoas, o trabalho e o empreendedorismo Valorizar as pessoas, o trabalho e o empreendedorismo Incentivar práticas de cidadania e responsabilidade sócio- ambiental Incentivar práticas de cidadania e responsabilidade sócio- ambiental Defender a iniciativa privada, o livre mercado e a livre concorrência Defender a iniciativa privada, o livre mercado e a livre concorrência Defender o diálogo, o respeito e a transparência nas relações com Defender o diálogo, o respeito e a transparência nas relações com clientes e com a sociedade clientes e com a sociedade Atuar com profissionalismo e transparência Atuar com profissionalismo e transparência Valorizar a diversidade e a inclusão social Valorizar a diversidade e a inclusão social

6 OBJETIVOS ESTRATÉGICOS Representar os seus associados perante os poderes constituídos e entidades representativas da sociedade Interagir com autoridades e instituições na elaboração e aperfeiçoamento do sistema normativo Interagir com autoridades e instituições na elaboração e aperfeiçoamento do sistema normativo Desenvolver iniciativas para a contínua melhoria da produtividade do sistema e a redução dos níveis de risco Desenvolver iniciativas para a contínua melhoria da produtividade do sistema e a redução dos níveis de risco Zelar pela eficiência da intermediação financeira e aumentar a sua contribuição para a sociedade, inclusive desenvolvendo esforços que viabilizem o crescente acesso da população a produtos e serviços financeiros Zelar pela eficiência da intermediação financeira e aumentar a sua contribuição para a sociedade, inclusive desenvolvendo esforços que viabilizem o crescente acesso da população a produtos e serviços financeiros Transmitir à sociedade o papel e a contribuição do sistema financeiro para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do país Transmitir à sociedade o papel e a contribuição do sistema financeiro para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do país

7 LINHAS DE ATUAÇÃO Propor e defender mudanças ou edição de normas que aumentem a eficiência do sistema financeiro e o aprimoramento dos seus instrumentos Desenvolver e manter canais de comunicação com Executivo, Legislativo, Judiciário, Associações de Classe, Órgãos de Defesa dos Consumidores, Sindicatos e demais entidades e organismos nacionais e internacionais Coordenar, quando necessária, a contratação de profissionais para a defesa de legítimos interesses dos associados Realizar e divulgar estudos e pesquisas visando o aperfeiçoamento do sistema financeiro Comunicar o papel e atuação do sistema financeiro de forma pró-ativa

8 LINHAS DE ATUAÇÃO Manifestar-se, quando for o caso, sobre temas de interesse da opinião pública Desenvolver programas de formação e qualificação para os funcionários dos associados Implementar programas de autorregulação Divulgar aos associados informações relevantes sobre assuntos objeto de sua atuação Incentivar e apoiar projetos voltados à preservação da biodiversidade e do uso racional dos recursos naturais Incentivar e promover o financiamento de iniciativas que esteja em harmonia com o desenvolvimento sustentável

9 ESTRUTURA GERAL

10 CONSELHO CONSULTIVO SETOR BANCÁRIO Aldemir Bendine - Banco do Brasil Conrado Engel - HSBC José Ermírio de Moraes Neto – Votorantim Luiz Carlos Trabuco Cappi – Bradesco Jorge Fontes Hereda – Caixa Econômica Federal Pedro Moreira Salles – Itaú Unibanco Roberto Egydio Setúbal – Itaú-Unibanco OUTROS SETORES Abram Abe Szajman – Fecomércio Cledorvino Belini – Anfavea Fabio C. Barbosa – Grupo Abril João Batista Crestana – Secovi / SP Sindicato da Habitação José Roberto Mendonça de Barros MB Associados Luiz Fernando Furlan – Brasil Foods Paulo Godoy – ABDIB Roberto Rodrigues - Fundação Getulio Vargas Viviane Senna - Instituto Ayrton Senna

11 PRESIDENTE Roberto Egydio Setubal Roberto Egydio SetubalCONSELHEIROS Banco ABC Brasil Banco ABC Brasil Banco Alfa Banco Alfa Banco BBM Banco BBM Banco do Brasil Banco do Brasil Banco Industrial e Comercial Banco Industrial e Comercial Banco Toyota do Brasil Banco Toyota do Brasil BNP Paribas Brasil BNP Paribas Brasil Bradesco Bradesco BTG Pactual BTG Pactual Caixa Econômica Federal Caixa Econômica Federal Citibank NA Citibank NA Credit Suisse Credit Suisse HSBC HSBC Itaú-Unibanco Itaú-Unibanco Rural Rural Safra Safra Votorantim Votorantim CONSELHO DIRETOR - PRESIDENTES CONSELHO DIRETOR - PRESIDENTES

12 PRESIDENTE Júlio de Siqueira Carvalho de Araújo (Bradesco) Júlio de Siqueira Carvalho de Araújo (Bradesco)VICE-PRESIDENTE Elcio Anibal de Lucca (LUCCRA) Elcio Anibal de Lucca (LUCCRA)CONSELHEIROS Augusto Sérgio Amorim Costa (Banpará) Augusto Sérgio Amorim Costa (Banpará) Angelim Curiel (Citibank) Angelim Curiel (Citibank) Décio Carbonari de Almeida (Banco Volkswagen) Décio Carbonari de Almeida (Banco Volkswagen) Jorge Fontes Hereda (Caixa Econômica Federal) Jorge Fontes Hereda (Caixa Econômica Federal) José de Menezes Berenguer Neto (Santander) José de Menezes Berenguer Neto (Santander) Luiz Carlos Everton de Farias (BNB) Luiz Carlos Everton de Farias (BNB) CONSELHO DE AUTORREGULAÇÃO CONSELHO DE AUTORREGULAÇÃO

13 Luiz Horácio da Silva Montenegro (Banco Toyota) Luiz Horácio da Silva Montenegro (Banco Toyota) Marcos de Barros Lisboa (Banco Itaú-Unibanco) Marcos de Barros Lisboa (Banco Itaú-Unibanco) Milton Roberto Pereira (Banco Votorantim) Milton Roberto Pereira (Banco Votorantim) Paulo Sérgio Cavalheiro (Banco Safra) Paulo Sérgio Cavalheiro (Banco Safra) Taise Christine da Cruz (Mercantil do Brasil) Taise Christine da Cruz (Mercantil do Brasil) Walter Malieni Junior (Banco do Brasil) Walter Malieni Junior (Banco do Brasil) Walter Shinomata (HSBC) Walter Shinomata (HSBC) VAGO (Banrisul) VAGO (Banrisul) CONSELHEIROS INDEPENDENTES Alencar Burti (Associação Comercial de São Paulo) Alencar Burti (Associação Comercial de São Paulo) José Pastore (Concord Relações do Trabalho) José Pastore (Concord Relações do Trabalho) José Vicente (Universidade Unipalmares/AFROBRAS) José Vicente (Universidade Unipalmares/AFROBRAS) Luiz Lara (LewLara\TBWA) Luiz Lara (LewLara\TBWA) CONSELHO DE AUTORREGULAÇÃO

14 PRESIDENTE Murilo Portugal – Presidente (FEBRABAN) Murilo Portugal – Presidente (FEBRABAN)VICE-PRESIDENTES Julio de Siqueira Carvalho de Araujo - Vice-Presidente (Bradesco) Julio de Siqueira Carvalho de Araujo - Vice-Presidente (Bradesco) Marcos de Barros Lisboa - Vice-Presidente (Itaú-Unibanco) Marcos de Barros Lisboa - Vice-Presidente (Itaú-Unibanco) VICE-PRESIDENTE EXECUTIVO Wilson Roberto Levorato (FEBRABAN) Wilson Roberto Levorato (FEBRABAN)DIRETORES Alexandre Corrêa Abreu (Banco do Brasil) Alexandre Corrêa Abreu (Banco do Brasil) Angelim Curiel (Citibank) Angelim Curiel (Citibank) Carlos Alberto Vieira (Safra) Carlos Alberto Vieira (Safra) Érico Sodré Quirino Ferreira - (ACREFI) Érico Sodré Quirino Ferreira - (ACREFI) Hélio Ribeiro Duarte (HSBC e Presidente ABBI) Hélio Ribeiro Duarte (HSBC e Presidente ABBI) José de Menezes Berenguer Neto (Santander Brasil) José de Menezes Berenguer Neto (Santander Brasil) Márcio Percival Alves Pinto (Caixa Econômica Federal) Márcio Percival Alves Pinto (Caixa Econômica Federal) Milton Roberto Pereira (Votorantin) Milton Roberto Pereira (Votorantin) Oswaldo de Assis Filho (BTG Pactual) Oswaldo de Assis Filho (BTG Pactual) Renato Martins Oliva (Banco Cacique) Renato Martins Oliva (Banco Cacique) DIRETORIA EXECUTIVA

15 COMITÊS EXECUTIVOS COMITÊS EXECUTIVOS Relações Institucionais Suporte e Controle Negócios Coordenador : Hélio Ribeiro Duarte (HSBC) Comissões técnicas Economia Marketing e Comunicação Social Marketing e Comunicação Social Relações Institucionais Relações Institucionais Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Social e Sustentabilidade Recursos Humanos Recursos Humanos Ouvidorias e Relações com Clientes Ouvidorias e Relações com Clientes Jurídica Jurídica Assuntos latino americanos (FELABAN) Assuntos latino americanos (FELABAN)

16 COMITÊS EXECUTIVOS COMITÊS EXECUTIVOS Relações Institucionais Negócios Suporte e Controle Coordenador: Oswaldo de Assis (BTG Pactual Coordenador: Oswaldo de Assis (BTG Pactual) Comissões técnicas Assuntos Contábeis e Fiscais Assuntos Contábeis e Fiscais Auditoria Interna Auditoria Interna Compliance Compliance Gestão de Riscos Gestão de Riscos Segurança Bancária Segurança Bancária Tecnologia e Automação Bancária Tecnologia e Automação Bancária Custos Custos Numerário Numerário Serviços Bancários Serviços Bancários Tributária Tributária Prevenção a Fraudes Prevenção a Fraudes

17 COMITÊS EXECUTIVOS Relações Institucionais Suporte e Controle Negócios Coordenador: José Berenguer (Santander) Comissões técnicas ABECS – cartões ABECS – cartões Correspondentes no País Correspondentes no País ABECIP - Crédito Imobiliário e Poupança ABECIP - Crédito Imobiliário e Poupança Operações de Tesouraria Operações de Tesouraria Operações Internacionais Operações Internacionais Política de Crédito Política de Crédito Produtos de Crédito PF Produtos de Crédito PF Produtos de Crédito PJ Produtos de Crédito PJ ABBI - bancos internacionais ABBI - bancos internacionais Financiamento de Veículos Financiamento de Veículos ABEL – leasing ABEL – leasing ACREFI – financeiras ACREFI – financeiras Crédito Consignado Crédito Consignado

18 DINÂMICA DE ATUAÇÃO DINÂMICA DE ATUAÇÃO DIRETORIA EXECUTIVA COMITÊS EXECUTIVOS COMISSÕES TÉCNICAS GRUPOS DE TRABALHO ConsumidoresMídia/ImprensaCongressoAssociaçõesAcademiaSindicatos Banco Central Min. Fazenda

19 PRINCIPAIS PRODUTOS E SERVIÇOS PRINCIPAIS PRODUTOS E SERVIÇOS FEBRABAN Elaboração de estudos e notas técnicas relativas aos projetos de lei no Congresso nacionalElaboração de estudos e notas técnicas relativas aos projetos de lei no Congresso nacional Coordenação de iniciativas judiciais para a defesa do setorCoordenação de iniciativas judiciais para a defesa do setor Posicionamento junto às mídias sobre temas de interesse dos associados e da sociedadePosicionamento junto às mídias sobre temas de interesse dos associados e da sociedade Representação dos bancos junto à autoridades, entidades nacionais e internacionaisRepresentação dos bancos junto à autoridades, entidades nacionais e internacionais Elaboração, divulgação e discussão junto aos reguladores de propostas visando a eficiência do sistema e a minimização dos seus riscosElaboração, divulgação e discussão junto aos reguladores de propostas visando a eficiência do sistema e a minimização dos seus riscos Divulgação de informações sobre produtos e serviços bancáriosDivulgação de informações sobre produtos e serviços bancários Coordenação de estudos, pesquisas e iniciativas que visem a melhoria da imagem do setor, do atendimento e das relações com os consumidoresCoordenação de estudos, pesquisas e iniciativas que visem a melhoria da imagem do setor, do atendimento e das relações com os consumidores Implantação e gestão da autorregulação dos bancosImplantação e gestão da autorregulação dos bancos Implantação de ações de responsabilidade social, sustentabilidade e inclusão socialImplantação de ações de responsabilidade social, sustentabilidade e inclusão social Capacitação dos associadosCapacitação dos associados Realização de eventos de interesse dos associados e da sociedadeRealização de eventos de interesse dos associados e da sociedade Negociação do Contrato Coletivo de Trabalho do SetorNegociação do Contrato Coletivo de Trabalho do Setor

20 FEBRABAN REPRESENTATIVIDADE – TOTAL DOS BANCOS REPRESENTATIVIDADE – TOTAL DOS BANCOS

21 SETOR BANCÁRIO 2003 a 2010 Presente em municípios ativo total de R$ 3,8 trilhões + 190% patrimônio liquido total R$ 351 bilhões + 183% índice de Basiléia 17,1 % crédito total R$ bilhões + 308% depósitos totais R$ bilhões + 199% mais de 460 mil colaboradores R$ 1 bilhão em investimentos sociais e culturais

22 SETOR BANCÁRIO 2003 a 2010 MAIOR ACESSO 243 mil pontos de atendimento ao público + 177% 153 milhões de cartões de crédito + 240% 37,8 milhões de clientes com acesso à internet + 183% MAIOR AUTOMAÇÃO DO SISTEMA 5,2 bilhões de transações no caixa da agência + 10% MAIOR BANCARIZAÇÃO 141 milhões de contas correntes + 62% 97 milhões de contas poupança + 56% 2,9 bilhões de transações com cartões de crédito + 222% 56 bilhões de transações bancárias + 212% 3 bilhões de transações de utilidade pública + 31%

23 SETOR BANCÁRIO 2010 MAIOR ACESSIBILIDADE 101 mil ATMS adaptadas para pessoas com deficiência TRANSAÇÕES INTERBANCÁRIAS 96 milhões de TEDs 2,1 bilhões de bloquetos compensados ATENDIMENTO 43% auto-atendimento 23% internet banking 9,4% presencial no caixa 5,6% correspondente no País 5,2% automáticas 4,2% POS 2,9% call centers 2,0% cheques

24 O PAPEL DOS BANCOS O PAPEL DOS BANCOS proteger e remunerar a poupança dos indivíduos e das pessoas proteger e remunerar a poupança dos indivíduos e das pessoas jurídicas jurídicas conceder crédito ao consumo, à produção e ao investimento conceder crédito ao consumo, à produção e ao investimento prestar serviços de pagamentos e recebimentos prestar serviços de pagamentos e recebimentos Intermediação Financeira Intermediação Financeira Juros e comissões Tarifas, anuidades e taxas de administração Prestação de serviços

25 25 de Federação que PROTEGE os BANCOS DESAFIO DE IMAGEM DESAFIO DE IMAGEM para Federação que DIALOGA com a SOCIEDADE

26 26 CAMINHO ESTRATÉGICO Trabalhar em dois pilares Valorizar atributos positivos percebidos ou não SETORSETORFEBRABANFEBRABAN CREDENCIAIS PRESTAÇÃO DE SERVIÇO + Resgatar orgulho de ser bancário. Valorizar suas competências Funcionários Sociedade Consolidar o diálogo com a sociedade Consolidar o diálogo com a sociedade

27 27 CREDENCIAIS PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS + Fortalecer a contribuição do setor bancário para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do país e sua busca contínua pela melhoria do sistema e de suas relações com a sociedade. Ampliar e consolidar o diálogo com a sociedade por meio da prestação de serviços de orientação sobre o bom uso do banco e consumo consciente, promovendo a educação financeira. PILAR 2PILAR 1 CAMINHO ESTRATÉGICO CAMINHO ESTRATÉGICO

28 28 Dotar o sistema bancário das condições e ferramentas necessárias para que possa prestar os serviços que a sociedade dele espera O QUE QUEREMOS... O QUE QUEREMOS...

29 29 Compromisso com o aperfeiçoamento do sistema financeiro nacional com benefício do consumidor Compromisso com o desenvolvimento socioeconômico sustentável Promoção da cidadania e da educação financeira Diálogo com a sociedade PILARES DE IMAGEM

30 30 Plano Geral de Ações Para Fortalecer a Imagem do Setor e da FEBRABAN MONITORAMENTO E ANÁLISE SISTEMÁTICAS COMUNICAÇÃO COM FUNCIONÁRIOS DOS BANCOS COMUNICAÇÃO COM FUNCIONÁRIOS DOS BANCOS PROPAGANDA RELAÇÕES PÚBLICAS RELAÇÕES PÚBLICAS RELAÇÕES COM A MÍDIA RELAÇÕES COM A MÍDIA COMUNICAÇÃO INTEGRADA COMUNICAÇÃO INTEGRADA ROTEIRO DAS AÇÕES DE COMUNICAÇÃO

31 31 PÚBLICOS PÚBLICOS Órgãos de defesa do consumidor Clientes Formadores de opinião Academia Sindicatos Imprensa Bancos /setor FEBRABAN Bancários Público interno Entidades e associações Governos

32 32 CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS Fale com seu bancoSACs e Ouvidoria

33 33 CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS DDANOVA LOGOMARCA

34 34 CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS LANÇAMENTO DO PORTAL MEU BOLSO EM DIA

35 35 CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS LANÇAMENTO DA CENTRAL CONTE AQUI

36 36 CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS USO CONSCIENTE DO CRÉDITO

37 37 NOVA LOGOMARCA Logomarca anos 90 e 2000Nova Logomarca - ano 2009

38 38 BOLETIM FEBRABAN DE NOTÍCIAS – ano 2010 Edição nº 1 (25/03): 1.Carta do presidente – lançamento da newsletter 2.Lançamento da BRAIN – Brasil Investimentos e Negócios 3.Lançamento do portal de educação financeira Meu Bolso em Dia Edição nº 2 (14/05) 1.Grupos temáticos (negociações entre bancos e sindicatos dos bancários) 2.Portal Meu Bolso em Dia 3.Aumento do crédito no Brasil Edição nº 3 (07/07) 1.Spread 2.Protocolo Verde 3.II Prêmio FEBRABAN de Economia Bancária Edição nº 4 (22/07) 1.Lucros dos bancos

39 39 BOLETIM FEBRABAN DE NOTÍCIAS – 2010 BOLETIM FEBRABAN DE NOTÍCIAS – 2010 Edição nº 5 (02/08) 1.Protocolo assinado com a Polícia Federal para combater fraudes eletrônicas 2.Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) de acessibilidade 3.Valorização da Diversidade – acordos com SEPPIR, SPM e MEC Edição nº 6 (17/08): 1.Serviços Bancário e tarifas 2.SEMARC Pesquisa FEBRABAN de Projeções Macroeconômicas e Expectativas de Mercado Edição nº 7 (16/09) 1.20 anos do Código de Defesa do Consumidor 2.Café com Sustentabilidade Edição nº 8 (07/10) 1.Protocolo Verde

40 40 BOLETIM FEBRABAN DE NOTÍCIAS – 2010 BOLETIM FEBRABAN DE NOTÍCIAS – 2010 Edição nº 9 (03/11) 1.Lançamento do CONTE AQUI Edição nº 10 (16/11) 1.Lançamento da CED Edição nº 11 (25/11): 1.Lançamento da Caravana Meu Bolso em Dia 2.Lançamento do STAR Pacote de Tarifas Edição nº 12 (16/12) 1.Lançamento das novas cédulas do Real Edição nº 13 (22/12) 1.Mensagem do Presidente sobre o ano de 2010 – estabilidade do setor e inclusão bancária

41 41 BOLETIM FEBRABAN DE NOTÍCIAS – 2011 BOLETIM FEBRABAN DE NOTÍCIAS – 2011 Edição nº14 (19/01) 1.STAR Pacote de Tarifas – recorde de acessos Edição nº15 (06/04) 1.Programa FEBRABAN de Capacitação e Inclusão de Pessoas com Deficiência - PCDs Edição nº16 (01/06) 1.Compensação de Cheques entra na era digital Edição nº17 (22/08) 1.FEBRABAN lança campanha pelo uso consciente do crédito

42 42 PROJETOS E TEMAS Educação financeiraEducação financeira Fórum da DiversidadeFórum da Diversidade 2ª turma Capacitação e Inclusão de PCDs2ª turma Capacitação e Inclusão de PCDs Jovem aprendizJovem aprendiz Bancarização e Inclusão FinanceiraBancarização e Inclusão Financeira Programa Começar de NovoPrograma Começar de Novo FEBRABAN OportunidadesFEBRABAN Oportunidades Promoção da cidadania e da educação financeira

43 43 PROJETOS E TEMAS Diálogo com a sociedade STAR STAR Conte Aqui - AutorregulaçãoConte Aqui - Autorregulação Selo AutorregulaçãoSelo Autorregulação Pesquisa de ProjeçõesPesquisa de Projeções Informativo Semanal de Economia BancáriaInformativo Semanal de Economia Bancária Pesquisa de Crédito e EndividamentoPesquisa de Crédito e Endividamento Relatório AnualRelatório Anual

44 44 PROJETOS E TEMAS PROJETOS E TEMAS Compromisso com o desenvolvimento socioeconômico sustentável Crédito de longo prazoCrédito de longo prazo Protocolo VerdeProtocolo Verde Ciclo de Finanças SustentáveisCiclo de Finanças Sustentáveis Sistema de Pagamentos de VarejoSistema de Pagamentos de Varejo

45 45 PROJETOS E TEMAS PROJETOS E TEMAS Compromisso com o aperfeiçoamento do sistema financeiro nacional em benefício da sociedade M-PaymentM-Payment Central de Cessão de CréditoCentral de Cessão de Crédito Compe com ImagemCompe com Imagem Correspondentes no PaísCorrespondentes no País Proteção de dados individuais,Proteção de dados individuais, superendividamento e cadastro positivo superendividamento e cadastro positivo Segurança bancáriaSegurança bancária Central Exposição a DerivativosCentral Exposição a Derivativos

46 Obrigado !


Carregar ppt "Março/2012 INSTITUCIONAL www.febraban.org.br. SUMÁRIO VISÃO VISÃO MISSÃO E PRINCIPAIS STAKEHOLDERS MISSÃO E PRINCIPAIS STAKEHOLDERS VALORES VALORES OBJETIVOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google