A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bolsa Brasileira de Mercadorias PREGÃO ELETRÔNICO Licitações Públicas – Aquisições de Bens e Serviços www.bbmnet.com.br.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bolsa Brasileira de Mercadorias PREGÃO ELETRÔNICO Licitações Públicas – Aquisições de Bens e Serviços www.bbmnet.com.br."— Transcrição da apresentação:

1 Bolsa Brasileira de Mercadorias PREGÃO ELETRÔNICO Licitações Públicas – Aquisições de Bens e Serviços

2 Bolsa Brasileira de Mercadorias O que é pregão eletrônico? É um sistema operacional desenvolvido com a utilização de recursos da tecnologia da informação para realização de pregões eletrônicos para aquisições de bens e serviços comuns. Vence o fornecedor que apresentar o melhor preço (pregão reverso) O local de negociação é a internet:

3 Bolsa Brasileira de Mercadorias Pregão Eletrônico - Amparo Legal Lei , de 17 de julho de 2002 Art. 2º § 1º Poderá ser realizado o pregão por meio da utilização de recursos de tecnologia da informação, nos termos de regulamentação específica. § 2º Será facultado, nos termos de regulamentos próprios da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, a participação de bolsas de mercadorias no apoio técnico e operacional aos órgãos e entidades promotores da modalidade de pregão, utilizando-se de recursos de tecnologia da informação. § 3º As bolsas a que se referem o §2º deverão estar organizadas sob a forma de sociedades civis sem fins lucrativos e com a participação plural de corretoras que operem sistemas eletrônicos unificados de pregões.

4 Bolsa Brasileira de Mercadorias Como pode ser utilizado pelo órgão comprador? O órgão promotor do pregão por utilizar o sistema da Bolsa mediante assinatura de um Convênio de Cooperação Técnica e Operacional, conforme modelo padrão oferecido pela Bolsa. Não incide nenhum custo ao órgão comprador Ver a necessidade de Legislação complementar

5 Bolsa Brasileira de Mercadorias Credenciamentos São credenciados com atribuições de chaves e senhas pessoais e intransferíveis: Órgão Promotor do Pregão (comprador) AUTORIDADE COMPETENTE - opcional PRESIDENTE DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO PREGOEIRO E EQUIPE DE APOIO (coordenadores dos pregões) Corretora OPERADOR REPRESENTANTE LEGAL DO FORNECEDOR (licitante) Regional da Bolsa Brasileira de Mercadorias SUPERINTENDENTE REGIONAL

6 Bolsa Brasileira de Mercadorias Atribuições – Perfis Autoridade competente: Indicar o Presidente da Comissão (opcional) Presidente da Comissão de Licitação: Indicar pregoeiro e equipe de apoio Divulgar o edital Pregoeiro e equipe de apoio: Coordenar o pregão com o auxílio da equipe de apoio Operadores das corretoras: Oferecer propostas iniciais de preços, lances e manifestar interesse de interpor recursos. Superintendente Regional da BBM Aprova a documentação cadastral do licitante interessado antes do pregão

7 Bolsa Brasileira de Mercadorias Qual a abrangência do pregão? Podem adquirir produtos ou serviços por meio do pregão: A União Os Estados O Distrito Federal Os Municípios e Consórcios de Municípios Os Fundos especiais As Autarquias As Fundações As Sociedades de Economia Mista As Empresas controladas direta ou indiretamente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios

8 Bolsa Brasileira de Mercadorias Como os fornecedores participam? Qualquer pessoa física ou jurídica que atendas as condições do Edital pode participar. É necessário um credenciamento prévio junto a uma Regional da Bolsa, por intermédio de uma corretora, até 1 hora antes do prazo para iniciar o pregão. (é conferido pelo Superintendente da BBM) Todas as funcionalidades oferecidas pela sistema são executadas por uma corretora associada por conta e ordem fornecedor As propostas e lances são realizadas por meio eletrônico através do operador da corretora devidamente credenciado na bolsa (senha própria)

9 Bolsa Brasileira de Mercadorias Quem define as regras? Cabe exclusivamente ao órgão promotor do pregão (comprador) definir no Edital as condições do pregão. São elas: Objeto da licitação Exigências de habilitação Critérios de aceitação das propostas Sanções Cláusulas contratuais Prazos de fornecimento Condições de participação Nomeação do pregoeiro e equipe de apoio Outras

10 Bolsa Brasileira de Mercadorias Quem coordena o pregão? A coordenação do pregão é de responsabilidade exclusiva do pregoeiro com o auxílio da equipe de apoio indicados pelo órgão promotor (comprador) Todas as funcionalidades de coordenação também são executadas por meio eletrônico O sistema disponibiliza um CHAT para troca de informações entre pregoeiro e participantes.

11 Bolsa Brasileira de Mercadorias Quais as vantagens? Melhores preços Sem custos operacionais ao órgão promotor do pregão Participação ativa de corretoras como fomentadores de negócios Baixíssimo índice de impugnações e recursos Transparência Agilidade nas contratações = celeridade Simplificação do processo licitatório Sessão pública de fácil acesso Sistema operacional amigável, seguro e rápido Participação de fornecedores distantes Inibição de formação de carteis

12 Bolsa Brasileira de Mercadorias O que pode ser adquirido através do pregão ? Bens e serviços comuns que podem ser padronizados e precisamente definidos em edital; Exemplo: veículos, maquinário em geral, equipamentos médicos, medicamentos, alimentos, suprimentos de informática, materiais escolares, eletrodomésticos, passagens aéreas, vales refeições, serviços de conservação e limpeza, consultorias especializadas, vigilância, combustíveis, sementes, mudas, cestas básicas, materiais cirúrgicos, componentes elétricos, materiais para obras viárias e outros.

13 Bolsa Brasileira de Mercadorias Como funciona o sistema operacional? É operado via internet, com recursos de criptografia e autenticação. Cadastramento dos participantes; Abertura e recepção das propostas iniciais de preços Ordenamento das ofertas Fase competitiva – lances sucessivos Fechamento automático por tempo –randômico (é opcional) Indicação do vencedor Abertura de prazo para manifestação de recursos Adjudicação Habilitação Ata eletrônica

14 Bolsa Brasileira de Mercadorias Outras funcionalidades? O sistema permite ao órgão comprador optar por algumas funcionalidades prevista no Edital. São elas: Utilização do critério de desclassificação dos licitantes que tenham apresentado propostas com valores superiores a 10% da melhor proposta O fechamento randômico pode ocorrer automaticamente pelos sistema de 0 até 30 minutos aleatóriamente após acionado pelo pregoeiro Ocultação dos nomes dos fornecedores participantes Lances em percentuais de descontos crescentes Lances em valores negativos. O sistema eletrônico está hospedado na BM&F em São Paulo – SP

15 Bolsa Brasileira de Mercadorias Como são realizados os pagamentos? Liquidação financeira via Bolsa Liquidação direta – Comprador fornecedor A Bolsa cobra uma taxa pela utilização do sistema.

16 Bolsa Brasileira de Mercadorias ÓRGÃO PROMOTOR 01 - Fase Preparatória - Cadastramentos FORNECEDOR CORRETORAS PREGÃO DIA E HORA CADASTRO PROCURAÇÃO DECLARAÇÃO CATÁLOGO CADASTRO FORNECEDOR EDITAL PROPOSTA INICIAL DE PREÇO CATÁLOGO DO PRODUTO / SERVIÇO DIVULGAÇÃO DO EDITAL 8 DIAS ANTES SENHAS INDICAÇÕES - RESPONSÁVEL PREGOEIRO APOIO ADESÃO TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA

17 Bolsa Brasileira de Mercadorias ÓRGÃO PROMOTOR 02 - Fase Competitiva - Negociação FORNECEDOR A PREGOEIRO PREGÃO SALA VIRTUAL DIA E HORA CORRETORA ACORRETORA B FORNECEDOR B COORDENAÇÃO 1)ABERTURA DAS PROPOSTAS 2)ORDENAMENTO DAS OFERTAS 3)NEGOCIAÇÃO CONTRA OFERTA 4)FECHAMENTO RANDOMICO OU NÃO 5)INDICAÇÃO DO VENCEDOR 6)ABERTURA DO PRAZO DE RECURSO LANCE 01 LANCE 02

18 Bolsa Brasileira de Mercadorias 03 - Fechamento FORNECEDOR COMPRADOR PREGOEIRO PAGAMENTOREPASSE ABJUDICAÇÃO DOCUMENTOS PARA HABILITAÇÃO CONTRATO ENTREGA

19 Bolsa Brasileira de Mercadorias Configuração de software Internet explorer 5.0 ou superior Netscape 4.5 ou superior Configuração de 128 bits Java versão 3805 ou superior

20 Bolsa Brasileira de Mercadorias Quem utiliza o Pregão da Bolsa? Governo do Estado do Mato Grosso do Sul Governo do Estado do Mato Grosso Governo do Estado do Ceará Governo do Estado de Santa Catarina Governo do Estado de Goiás Usina Hidrelétrica de Itaipu

21 Bolsa Brasileira de Mercadorias A Bolsa Brasileira de Mercadorias – Estrutura Associação civil sem fins lucrativos Quadro social composto por 375 corretoras de mercadorias em todo Brasil Matriz em Brasília – DF


Carregar ppt "Bolsa Brasileira de Mercadorias PREGÃO ELETRÔNICO Licitações Públicas – Aquisições de Bens e Serviços www.bbmnet.com.br."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google