A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

7 - Criação de Páginas Web

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "7 - Criação de Páginas Web"— Transcrição da apresentação:

1 7 - Criação de Páginas Web
A Internet

2 A Internet Empresas, instituições e pessoas individuais estão cada vez mais interessadas não só em aceder ao imenso manancial de informação disponibilizado pela Internet mas também em oferecer a sua própria informação a muitas outras pessoas. Criar páginas Web torna-se, pois, uma inevitabilidade.

3 A Internet Criar uma página Web permite gerar um ambiente com muitas potencialidades, onde é possível: mostrar um estilo estético próprio, personalizado e oportuno; promover a pesquisa de informação; promover produtos e serviços; estimular com interfaces próprias a troca de textos, imagens, sons, etc.; fornecer informação filtrada, seleccionada e comentada; criar contextos propícios ao ensino à distância; estimular compras, trocas e vendas; criar «espaços virtuais» onde se pode conversar, ver e ouvir outras pessoas em tempo real; consultar «grupos de estudo»; criar ferramentas para trabalhar cooperativamente com outras pessoas; etc.

4 7 - Criação de Páginas Web
Técnicas de implantação

5 Programação páginas Web
Para se criar uma página Web, terá de se usar uma das seguintes linguagens de programação: Linguagem Características HTML HyperText Markup Language: linguagem de marcação com hipertexto (documento com palavras ou imagens que permitem «saltar» para outras páginas com o clique do rato), usada para criar documentos para a Web. DHTML Dynamic HTML: linguagem de HTML dinâmico, que inclui recursos interactivos para criar páginas Web. Utilizam-se cada vez mais scripts de linguagens de programação. O JavaScript é um bom exemplo. VRML Virtual Reality Modeling Language: linguagem para modelação de realidade virtual, que permite, através de elementos geométricos, apresentar ambientes tridimensionais ou virtuais. Para ver páginas em VRML é necessário um plug-in (aplicação simples a instalar no computador «cliente» para manipular informação em determinado formato). XML EXtensible Markup Language: linguagem de marcação de dados que prevê um formato para descrever dados estruturados e facilita declarações mais precisas do conteúdo e resultados mais significativos de busca através de múltiplas plataformas. Enquanto o HTML permite descrever a aparência dos dados, o XML permite definir o significado dos dados.

6 Editores de página Web Há duas formas de criar documentos para a Web:
Inserir o conteúdo (textos, imagens, sons, etc.) e formatá-lo através dos códigos de formatação e marcação HTML. Utilizar um editor WYSIWYG (What You See Is What You Get – o que se vê é o que obtém), o que permite inserir o conteúdo de forma gráfica, ficando a escrita dos códigos a cargo do editor.

7 Editores de imagem e efeitos especiais
A Web baseia-se na combinação de textos, imagens e outros componentes de forma coerente, racional e estética. Existem vários editores de imagens, como por exemplo, o Corel Draw, o JASC Paint Shop Pro e o Adobe Photoshop, que são programas que permitem manipular imagens ou fotografias, usando ferramentas poderosas.

8 Editores de programas de animação gráfica
Para criar animações existem vários programas, como por exemplo: O Macromedia Studio MX2004 with Flash Profissional é um programa de tratamento de animação vectorial. Permite criar animações interactivas para a Web; O GIF Animator é um programa que visa a produção de imagens animadas. Permite manipular imagens com formato GIF; O COOL 3D é um programa que gera animações a três dimensões (3D) como esferas, cubos, cones, etc.

9 Ferramentas e utilitários
Depois de criarmos uma página Web no nosso computador, ela só se torna acessível ao Mundo se a colocarmos num computador servidor, ao qual corresponderá um determinado endereço, ou URL (Uniform Resource Locator).

10 Ferramentas e utilitários
O Protocolo para Transferência de Ficheiros (FTP, File Transfer Protocol) é o protocolo que define a forma de enviar ficheiros pela Internet. Para publicar um site na Web existem diversas ferramentas, como por exemplo o WSFTP e o CuteFTP. Estes programas permitem «verter» informação de um computador para um servidor (computador que armazena um site e que o mantém disponível na Web). Para transferir um site para um servidor, é preciso a identificação de utilizador e palavra-passe. O explorador do Windows executa FTP directamente, sem necessidade de recorrer a outro software específico

11 Criação de páginas Web A seguir indicam-se os princípios gerais a ter em conta quando se cria uma página para a Web: A página de entrada: é frequente ser de apresentação institucional. No topo poderá aparecer o logotipo, nome, endereço, números de telefone, etc.; no rodapé, a data da última actualização, o contacto do responsável pela página e o número de utilizadores que acederam à página. Fontes: devem escolher-se fontes como o Arial e o Verdana para visualizações no ecrã e o Times New Roman para impressões. Relativamente ao tamanho, os mais adequados são: 2 (10 pontos) para texto, 3 (12 pontos) para subtítulos e 4 (14 pontos) para títulos. Cores: deve existir contraste entre o fundo e o texto. Além disso, devem usar-se cores da paleta Web de 216 cores, de modo a garantir que a cor é sempre igual em qualquer computador e resolução. Não se deve usar um número excessivo de cores.

12 Criação de páginas Web Imagens: apresentá-las com o mínimo tamanho (em bytes) possível. Optimizar a imagem, de preferência, nos formatos JPG, GIF e PNG. Não se deve abusar de GIF animados. Vídeo e áudio: deve incluir-se sempre o tamanho dos ficheiros e indicar o plug-in necessário para ver / ouvir / manipular o ficheiro. Molduras: usar no caso de haver conteúdos fixos e de controlo de navegação. Tabelas: no Word, a largura disponível para o texto é fixa e depende da largura da página. No FrontPage a largura depende da resolução do ecrã de quem visualiza a página, pelo que o texto ajustar-se-á até ocupar toda a largura, originando desformatações frequentes. As tabelas com bordo 0 (zero) são excelentes para fixar larguras e/ou comprimentos, pelo que devem ser usadas para misturar imagens e texto.

13 Planeamento de um web site
Antes de iniciar a criação de um site para a Web, é necessário planeá-lo. Deve começar-se por determinar objectivos, respondendo à questão «O que pretende o site?». É importante caracterizar quem visitará o site: «Que computadores utilizará?; Que velocidade de ligação à Internet terá?» As respostas a perguntas como estas condicionarão a complexidade da estrutura de navegação, a possibilidade de utilizar recursos como vídeo e/ou som, o tamanho das páginas, a necessidade de plug-ins e o grafismo utilizado.

14 Planeamento de um web site
Determinar e organizar o site por secções de visualização, colocando na mesma pasta as páginas relacionadas. Sempre que for adequado, utilizar subpastas. Decidir previamente onde serão armazenados todos os itens, como imagens e ficheiros de som. É conveniente colocar todas as imagens de uma secção numa única pasta, para facilitar a localização. Desenhar em papel, esquematicamente, a aparência e a organização das páginas, de modo a manter uma certa coerência no aspecto e na navegação. Uma abordagem mais avançada seria criar um desenho digital do site, utilizando aplicações como o Macromedia FreeHand, por exemplo. Criar mecanismos e sinalética que indiquem em que parte do site o utilizador está (utilizar, por exemplo, índices e motores de busca internos). Reunir antecipadamente todos os recursos (imagens, sons, etc.) que vão integrar as páginas antes de as começar a construir, evitando a interrupção constante do desenvolvimento do site.


Carregar ppt "7 - Criação de Páginas Web"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google