A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Integrar o processo de auto-avaliação na escola Eulália Gameiro de Sousa Nunes05-05-20141.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Integrar o processo de auto-avaliação na escola Eulália Gameiro de Sousa Nunes05-05-20141."— Transcrição da apresentação:

1

2 Integrar o processo de auto-avaliação na escola Eulália Gameiro de Sousa Nunes

3 I O sentido da auto- avaliação. Objectivos implicados. III As etapas do processo. II O envolvimento dos diferentes tipos de utilizadores. IV O impacto que se espera que venha a ter na biblioteca. V Impactos que se perspectivam para o trabalho dos professores e para as aprendizagens dos alunos. VI Como será feita a comunicação e a integração dos resultados no relatório de avaliação da escola. Eulália Gameiro de Sousa Nunes

4 I-O sentido da auto-avaliação. Objectivos implicados. PRIORIDADE DO GOVERNO A melhoria dos resultados escolares dos alunos e da qualidade da escola devem ser medidos por meio de um processo de auto-avaliação. Eulália Gameiro de Sousa Nunes

5 A BE é essencial no processo de ensino/aprendizagem; como tal, deve fazer parte do processo de auto-avaliação da escola. Eulália Gameiro de Sousa Nunes

6 O Relatório Anual encontrar respostas para os desempenhos menos/mais bem sucedidos. Auto-avaliar o desempenho da BE através de indicadores é apenas uma extensão daquilo que já vem sendo feito! Eulália Gameiro de Sousa Nunes

7 Identificar o que a BE está a conseguir fazer BEM ou MAL. Identificar os aspectos a melhorar, para aumentar a eficácia; Melhorar o serviço e justificar as despesas, bem como o investimento; Objectivar os resultados através de evidências; Elevar a confiança, através do envolvimento dos utilizadores. Eulália Gameiro de Sousa Nunes

8 Medir o sucesso da BE deve ser tarefa de toda a comunidade educativa porque a BE não funciona isoladamente – o seu papel principal é o de apoiar o desempenho de toda a escola. QUESTIONÁRIOSENTREVISTAS FORMULÁRIOS II-ENVOLVIMENTO DOS UTILIZADORES Eulália Gameiro de Sousa Nunes

9 III - As Etapas do Processo RECOLHA DE EVIDÊNCIAS TRATAMENTO DOS DADOS DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS Eulália Gameiro de Sousa Nunes

10 INFORMAÇÃO QUE JÁ EXISTE INFORMAÇÃO QUE PODE SER DESCOBERTA NA INFORMAÇÃO EXISTENTE INFORMAÇÃO ESPECÍFICA, QUE PRECISA DE SER RECOLHIDA Eulália Gameiro de Sousa Nunes

11 DIFERENTES ESTRUTURAS QUE INTERAGEM COM A BE ESTRUTURAS DE GESTÃO PROFESSORES ALUNOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO CONSELHO EXECUTIVO/DIRECTOR CONSELHO PEDAGÓGICO ASSEMBLEIA DE ESCOLA/CONSELHO GERAL Eulália Gameiro de Sousa Nunes

12 FAZER O TRATAMENTO DE TODA A INFORMAÇÃO RECOLHIDA Cruzamento dos dados Comparação com as metas propostas e os objectivos a atingir Eulália Gameiro de Sousa Nunes

13 IV-O impacto que se espera que venha a ter na biblioteca. É possível julgar… Quais as que apenas necessitam de manter o desempenho. Qual o sucesso da BE; Quais as áreas que necessitam de melhorar Eulália Gameiro de Sousa Nunes

14 PONTOS FRACOSAMEAÇAS OPORTUNIDADES Eulália Gameiro de Sousa Nunes PONTOS FORTES

15 ESTABELECER OBJECTIVOS ESPECÍFICOS A CURTO… A MÉDIO… A LONGO PRAZO ESTABELECER UM PLANO DE ACÇÃO PEQUENAS METAS INTERMÉDIAS AVALIAÇÃO INTERMÉDIA Eulália Gameiro de Sousa Nunes

16 NOVAS ÁREAS QUE NECESSITAM DE SER DESENVOLVIDAS Eulália Gameiro de Sousa Nunes

17 V-Impactos que se perspectivam para o trabalho dos professores e para as aprendizagens dos alunos. O ENVOLVIMENTO DE TODOS LIDERANÇA DO PROFESSOR BIBLIOTECÁRIO MELHORIA DAS APRENDIZAGENS E DOS RESULTADOS ESCOLARES TRABALHO COLABORATIVO Eulália Gameiro de Sousa Nunes

18 VI-Como será feita a comunicação e a integração dos resultados no relatório de avaliação da escola VÁRIOS CANAIS DE COMUNICAÇÃO DA BE DEBATE EM CONSELHO PEDAGÓGICO DEBATE EM CONSELHO GERAL/ASSEMBLEIA DE ESCOLA RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DA ESCOLA SÍNTESE DA AUTO-AVALIAÇÃO DA BE Eulália Gameiro de Sousa Nunes

19 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INTERNA DA ESCOLA INSPECÇÃO GERAL DO ENSINO RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE AVALIAÇÃO EXTERNA DA ESCOLA Eulália Gameiro de Sousa Nunes

20 BIBLIOGRAFIA Scott, Elspeth (2002) How good is your school library resource centre? An introduction to performance measurement. 68th IFLA Council and General Conference August. [20/08/2008] Todd, Ross (2002) School librarian as teachers: learning outcomes and evidence- based practice. 68th IFLA Council and General Conference August. [20/08/2008] Johnson, Doug (2005) Getting the Most from Your School Library Media Program, Principal. Jan/Feb 2005 [20/08/2008] Eulália Gameiro de Sousa Nunes


Carregar ppt "Integrar o processo de auto-avaliação na escola Eulália Gameiro de Sousa Nunes05-05-20141."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google