A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS A iniciativa Cluster Excellence do Programa Europeu de Competitividade e Inovação Planejamento,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS A iniciativa Cluster Excellence do Programa Europeu de Competitividade e Inovação Planejamento,"— Transcrição da apresentação:

1 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS A iniciativa Cluster Excellence do Programa Europeu de Competitividade e Inovação Planejamento, execução e avaliação: Melhores práticas e novos modelos de gestão Brasilia, 10/11/2011

2 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Cluster Excellence.UE Por que a iniciativa Cluster Excellence? Quem são os parceiros? O que estamos fazendo? Quais resultados esperamos? A Agenda de Cooperação em Clusters

3 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Cluster Excellence.UE Por que a iniciativa Cluster Excellence? Quem são os parceiros? O que estamos fazendo? Quais resultados esperamos? A Agenda de Cooperação em Clusters

4 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Por que a Iniciativa Cluster Excellence? Ter clusters não é suficiente Eles precisam ser bons O que é um bom cluster? Exemplo: Cluster Automotivo na Europa

5 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Avaliação da força regional do cluster: Automotivo

6 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 6 CLUSTEREMPREGOTAMANHOESPEC.FOC ESTR ELA INOV.EXPORTAÇÃO Stuttgart, DE136 3535.25%6.629.35%***AltoMuito forte Piemonte (Turin), IT85 9153.31%3.494.92%***MédioFraco Oberbayern (München), DE82 3393.17%3.695.22%***AltoMuito forte Braunschweig, DE79 9973.08%10.7315.16%***AltoMuito forte Dogu Marmara (Bursa), TR44 9011.73%4.646.55%***N/AForte Västsverige (Gothenburg), SE42 8321.65%3.665.17%***AltoForte Karlsruhe, DE40 6941.57%3.034.28%***AltoMuito forte Niederbayern (Landshut), DE37 9601.46%7.4410.51%***MédioMuito forte W Midlands (Birmingham), UK37 9131.46%2.263.20%***AltoFraco Sud - Muntenia (Ploiesti), RO32 9351.27%2.713.82%***N/AFraco Severovychod (Hradec Králové), CZ31 5781.22%3.404.80%***BaixoForte Stredni Cechy (Prague Surr), CZ29 5111.14%4.025.68%***MédioForte Castilla y León (Valladolid), ES27 1361.04%2.072.93%***BaixoForte Avaliação da força do cluster automotivo: Estrelas

7 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 7 Burgenland, Wien, Niederösterreich Cluster Automotivo de Viena Região OberösterreichAutomobil-Cluster Wallonie Cluster Auto-Mobilité de Wallonie HalleMAHREG Automotive KölnCar Saarlandautomotive.saarland DenmarkAluCluster País VascoACICAE Galicia Cluster de Empresas de Automoción de Galicia Hedmark og Oppland Arena Lettmetall SloveniaAutomotive Cluster of Slovenia SydsverigeNetworking Companies Sydsverige, Småland Aluminiumriket CLUSTEREMPREGO Stuttgart, DE136 353 Piemonte (Turin), IT85 915 Oberbayern (München), DE82 339 Braunschweig, DE79 997 Dogu Marmara (Bursa), TR44 901 Västsverige (Gothenburg), SE42 832 Karlsruhe, DE40 694 Niederbayern (Landshut), DE37 960 W Midlands (Birmingham), UK37 913 Sud - Muntenia (Ploiesti), RO32 935 Severovychod (Hradec K), CZ31 578 Stredni Cechy (Prague Surr), CZ29 511 Castilla y León (Valladolid), ES27 136 Automotivo Organizações do Cluster

8 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Por que a Iniciativa Cluster Excellence? Ter clusters não é suficiente Eles precisam ser bons O que é um bom cluster? Exemplo: Cluster Automotivo na Europa Melhorar o observatório European Cluster Filtrar e melhorar as organizações do cluster

9 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Cluster Excellence.EU Por que a iniciativa Cluster Excellence? Quem são os parceiros? O que estamos fazendo? Quais resultados esperamos? A Agenda de Cooperação em Clusters

10 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Cluster Excellence.EU Parceiros

11 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Cluster Excellence.EU Parceiros Coordenador 2.5M

12 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Cluster Excellence.EU Por que a iniciativa Cluster Excellence? Quem são os parceiros? O que estamos fazendo? Quais resultados esperamos? A Agenda de Cooperação em Clusters

13 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Iniciativa European Cluster Excellence Plataforma de Colaboração de Clusters Europeus Status quo para Cluster Management Excellence: Identificação de indicadores de performance e treinamentos presenciais para gerenciamento de cluster Certificado de Qualidade de Cluster Management Excellence: Abordagem de gestão de qualidade, sistema de revisão (peer) Conhecimento de Cluster Management Excellence: Estudos de caso e desenvolvimento de conhecimento e materiais de treinamento Promoção de Cluster Management Excellence: Clube Europeu de Gerentes de Cluster

14 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Seleção de Indicadores de Qualidade Desenvolver uma abordagem de Gestão de Qualidade para a Gestão de Cluster baseada em : entendimento mútuo sobre indicadores de qualidade avaliação de pares No que estamos trabalhando agora: Objetivos: Indicadores Cluster Management Excellence

15 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Indicadores Cluster Management Excellence

16 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Condições de enquadramento Atores do cluster Organização do cluster Avaliação concentrada sobre a organização do cluster Indicadores Cluster Management Excellence

17 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 1 Estrutura do Cluster 2 Tipologia, governança, cooperação 3 Financiamento do gerenciamento do cluster 4 Estratégia, objetivos, serviços 5 Conquistas, reconhecimento Total de 31 indicadores de qualidade Indicadores Cluster Management Excellence

18 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Objetivos: Desenvolver materiais de estudo para treinar gerentes de clusters e ajudá-los a atingir excelência na gestão de cluster Oferecer uma metodologia de treinamento auto-explicativa suportada por casos, que cubra o necessário para atingir os indicadores de qualidade selecionados e definidos no projeto Desenvolmento de materiais de treinamento (manuais, notas explicativas, material audiovisual) Desenvolvimento de casos de estudo de referência No que estamos trabalhando agora: Conhecimento Cluster Management Excellence

19 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Definindo uma vantagem competitiva sustentável Estruturando ações para criar uma nova cadeia de valor Definindo os desafios futuros 5 - 8 meses Primeiro Encontro Entrevistas com as empresas e instituições Segundo Encontro Viagens de referência Entrevistas com compradores Reuniões estratégicas Terceiro Encontro Grupos de trabalho para linhas de ação Conhecimento Cluster Iniciativa de Reforço da Competitividade

20 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Conhecimento Cluster O plano de trabalho do IRC

21 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 2001 20062008 200920102011 1993 Da teoria a prática: aplicando as teorias de Porter e aprendendo na prática Execução através de times próprios de consultores de alto nível Criação de Manual da Consultoria: uma coleção de erros Anos iniciais: Espanha A evolução do IRC

22 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 2008 200920102011 2006 1993 2001 Primeira experiência de transferência metodológica: Execução do IRC por novos times locais, contratados pelo cliente Melhora do tutorial on-line da metodologia Feedback para política através de Comitê Gestor local + A evolução do IRC Região do Triângulo (Dinamarca)

23 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 200920102011 2008 1993 2001 2006 21 IRCs em dois anos Transferência metodológica em larga escala: Sessões de treinamento em conjunto (3) para beneficiar de economias de escala Turotia intensiva combinada de suporte local e virtual Execução por equipes locais existentes 1 seminário de políticas com limitado envolvimento do cliente e acompanhamento 7 Regiões do Norte (Chile) A evolução do IRC

24 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 2011 2009-2010 1993 2001 20062008 14 IRCs em paralelo em 1 ano Provas da escalabilidade da experiência Chilena: Sessões de treinamento em conjunto (7) para aumentar a troca de experiências Envolvimento intensivo dos times locais Feedback constante de políticas São Paulo (Brasil) A evolução do IRC

25 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 2010 2011-12 1993 2001 20062008 Materiais de treinamento padronizados Open source 6 semanas em sala de aula 1 IRC em paralelo com tutores (8 m) 2º IRC (8 m) Certificação União Européia A evolução do IRC 2009

26 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Materiais de treinamento (I) Introdução a módulos de políticas de cluster Área de conhecimento Conceitos /ferramentasCasos de melhores práticas CLUSTER ECONOMICS Teoria sobre a região Distritos Industriais Clusters Vinho da Califórnia Finlândia TRIAGEM DE INICIATIVAS DE CLUSTER Mapeamento estatístico de cluster Seleção da Iniciativa de Cluster Escócia 1992 Dinamarca 1998 Portland 2000 Yorkshire 2002 SW Suécia 2002 Sul da Dinamarca 2003

27 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Materiais de treinamento (II) Módulos de estratégia Área de conhecimento Conceitos /ferramentasCasos de melhores práticas ANÁLISE DA INDÚSTRIA E SEGMENTAÇÃO Análise da indústria (5 forças) Segmentação estratégica Indústria circense - Montreal Ventilação na Suécia ANÁLISE DA CADEIA DE VALOR Cadeia de valor Sistema de valores locais Sistema de valor global Foodstep na Dinamarca Zara BENCHMARKINGCritérios do comprador avançado Fatores-chave de sucesso Benchmarking de cadeia de valor Frutos do mar em Humber Antmobel

28 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Área de conhecimento Conceitos /ferramentasCasos de melhores práticas GESTÃO DA MUDANÇA Mudança individual Mudança do grupo Estratégias de comunicação Estônia TI em Tallin Couro Igualada GESTÃO DA ORGANIZAÇÃO DE CLUSTER Estruturas organizacionais Gestão de organização sem fins lucrativos Identificação de padrões Clusterland Upper- Austria GESTÃO DE PROJETOS Planejamento do projeto Monitoramento do projeto Avaliação do projeto Node na Noruega Materiais de treinamento (III) Módulos de gestão

29 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Área de conhecimento Conceitos /ferramentasCasos de melhores práticas APORTE CONTÍNUO SOBRE POLÍTICAS Revisão sobre políticas Análise do diamante Quadro para a competitividade nacional e supranacional Dinamarca 1991- 2011 Catalunha 1991- 2011 AVALIAÇÃO DE POLÍTICAS DE CLUSTER Avaliação da gestão de cluster Monitoramento das políticas de cluster Análise do impacto Noruega Materiais de treinamento (IV) Módulos de Continuous Policy

30 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Materiais de treinamento (V) Testing na Summer School no BID www.bcss2011.org

31 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Clube de Gerentes de Cluster Objetivos do Clube: O clube de gerentes de cluster europeus: Aumentar o reconhecimento da gestão de cluster como uma profissão atrativa Promover a necessidade de aquisição de conhecimento contínua e treinamento dos gerentes de cluster Um lugar onde gerentes de cluster podem: Compartilhar & analisar seus problemas com seus pares em um ambiente descontraído Preparar-se para enfrentar novos desafios Desejar a excelência na gestão de cluster excellence

32 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Cluster Excellence.UE Por que a iniciativa Cluster Excellence? Quem são os parceiros? O que estamos fazendo? Quais resultados esperamos? A Agenda de Cooperação em Clusters

33 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS O Futuro do processo Cluster Excellence Auto- Avaliação Benchmar king Bronze Level Auto- Avaliação Benchmar king Bronze Level Set. 2011 Out. 2011 Junho 2012 Julho 2012 Ago 2012 Análise dos pontos mais fracos de cada região 9 meses: Treinamento dos instrutores do programa Feedback para customizar o pacote de treinamento Todas as organizações de cluster se juntam ao clube de gerentes de Clusters + Iniciativas práticas em paralelo Cluster Excellence Siver Level Cluster Excellence Siver Level Equipes recebem certificação Evento para explicar ao restante dos clusters como a Metodologia Cluster Excellence pode ajudá-los Evento dos Gerentes de Clusters Após a certificação os instrutores organizam seus programas para treinar a gestão interna do cluster (fora do programa)

34 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Cluster Excellence.UE Por que a iniciativa Cluster Excellence? Quem são os parceiros? O que estamos fazendo? Quais resultados esperamos? A Agenda de Cooperação em Clusters


Carregar ppt "5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS A iniciativa Cluster Excellence do Programa Europeu de Competitividade e Inovação Planejamento,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google