A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

APRESENTAÇÃO DO MODELO DE AUTO- AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga Aprersentação dos resultados da auto- avaliação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "APRESENTAÇÃO DO MODELO DE AUTO- AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga Aprersentação dos resultados da auto- avaliação."— Transcrição da apresentação:

1 APRESENTAÇÃO DO MODELO DE AUTO- AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

2 PERTINÊNCIA DE UM MODELO DE AUTO- AVALIAÇÃO A Biblioteca Escolar proporciona informação e ideias fundamentais para sermos bem sucedidos na sociedade actual, baseada na informação e no conhecimento. A Biblioteca Escolar desenvolve nos estudantes competências para a aprendizagem ao longo da vida e desenvolve a imaginação, permitindo- lhes tornarem-se cidadãos responsáveis. MANIFESTO DA IFLA - UNESCO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES Estudos internacionais mostram que as Bibliotecas Escolares podem contribuir positivamente para o ensino e a aprendizagem, podendo estabelecer-se uma relação entre a qualidade do trabalho da e com a BE e os resultados escolares dos alunos. Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

3 AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR A avaliação pressupõe apreciações/julgamentos sobre o funcionamento da BE (eficácia, utilidade, valor…). São as evidências que suportam um julgamento e quanto mais basearmos as nossas apreciações/julgamentos em evidências, mais fácil se torna a identificação dos pontos fracos e fortes. Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

4 ENVOLVIMENTO DOS DIFERENTES TIPOS DE UTILIZADORES Apresentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio Avaliação da BE necessidade de envolvimento de todos os intervenientes no processo educativo. Professor Bibliotecário e Equipa da BE Conselho Directivo Professores, Alunos, EE Professores, Alunos, EE Capacidade de Liderança organização e análise de evidências Acompanhamento e coadjuvação do processo Colaboração nas respostas a inquéritos e grelhas de observação Objectividade e seriedade nas respostas Discussão e parecer sobre: - Relatório de Auto-Avaliação - Plano de Melhoria

5 D OMÍNIO AVALIADO : B – L EITURA Pontos Fortes Identificados Grande número de alunos envolvidos nas diferentes actividades Existência de actividades sistemáticas de leitura Rede concelhia implementada Aumento do número de utilizadores Elaboração de instrumentos de registo. A BE procurou estar informada relativamente às linhas de orientação e actividades propostas pelo Plano Nacional de Leitura. A BE promoveu a discussão sobre a importância da leitura na formação pessoal e no sucesso educativo. Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

6 D OMÍNIO AVALIADO : B – L EITURA Cont.(…) O horário da BE coincide com o horário de permanência dos alunos na escola A BE assegura a circulação de obras de leitura orientada para os diferentes ciclos Boa colaboração entre a BE e o PTE Reconhecimento por parte dos docentes do trabalho da BE no âmbito da promoção da leitura Percepção positiva dos alunos em relação ao acompanhamento que sentem no espaço da BE e nas actividades nela desenvolvidas Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

7 D OMÍNIO AVALIADO : B- L EITURA E L ITERACIA Pontos Fracos: A planificação conjunta de actividades ainda não é uma prática sistemática Diminuta participação das famílias em actividades da BE, apesar de solicitadas Fundo documental pouco diversificado particularmente na área digital: CDROM, DVD, CD, para responder às solicitações dos diferentes núcleos educativos do agrupamento. Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

8 RESULTADO DA AVALIAÇÃO Con.(…) Pouca aderência ao Blogue da BE, e pouca colaboração dos docentes na exploração/utilização de ambientes digitais. A BE deveria ter desenvolvido actividades de promoção de leitura e de combate à iliteracia com todas as turmas da escola, e não só com algumas. A BE ainda não dispõe de um catálogo informatizado. A distância entre a escola - sede e os jardins e escolas do 1º ciclo constitui um constrangimento à deslocação frequente da PB. Falta de formação contínua dos elementos da Equipa, bem como a inexistência de um elemento das TIC na equipa. Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

9 ACÇÕES PARA MELHORIA Promover actividades (concursos, blogues, f ó runs de discussão … ) que incentivem a leitura durante as f é rias do Natal e da P á scoa Iniciar a Catalogação do fundo documental Refor ç ar a forma ç ão dos elementos da Equipa nas á reas da literatura infantil e juvenil. Sugerir à Biblioteca Municipal actividades de promo ç ão da leitura e encontro com escritores, para todos os n í veis de escolaridade Aumentar em 10% o fundo documental Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

10 ACÇÕES PARA MELHORIA CONT.(…) Refor ç ar as pr á ticas pedag ó gicas que se revelaram estimulantes na promo ç ão do gosto pela leitura. Calendarizar reuniões com os respons á veis pelos grupos disciplinares, no sentido de planificar projectos e actividades conjuntas no âmbito da promo ç ão da leitura. Promover concursos de leitura para os 1 º, 2 º e 3 º ciclos Desenvolver h á bitos de correcta utiliza ç ão e cita ç ão de fontes Refor ç ar as pr á ticas pedag ó gicas que se revelaram estimulantes na promo ç ão do gosto pela leitura. Promover ac ç ões concertadas que envolvam as fam í lias na melhoria das competências de leitura Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

11 BREVE DESCRIÇÃO DO DOM. A C E D Domínio A: Apoio ao desenvolvimento curricular Domínio C: Projectos, parcerias e actividades livres e de abertura à comunidade Domínio D: Gestão da biblioteca escolar Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

12 SUGESTÕES DE MELHORIA Reunir formalmente com todos os Departamentos curriculares ou grupos disciplinares. Apostar em actividades de articulação curricular de forte impacto nos alunos. Promover no inicio do ano reuniões com os docentes da NAC. Realizar acções de formação para os utilizadores. Reforçar a cooperação e o diálogo com todos os docentes. Melhorar a comunicação entre a BE e os docentes no sentido de facilitar a actualização e adequação dos recursos às suas necessidades. Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

13 SUGESTÕES DE MELHORIA CONT.(…) Formação a alunos e docentes de pesquisa no catálogo (se ele existir no próximo ano lectivo). Valorizar o papel dos procedimentos e atitudes nos processos de aprendizagem. Planear antecipadamente com os professores o trabalho de pesquisa a realizar na BE. Reforçar o trabalho colaborativo da BE com a sala de aula. Incentivar a formação dos docentes e da equipa da BE na área das TIC e da literacia da informação. Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

14 SUGESTÕES DE MELHORIA CONT.(…) Distribuir o horário da Equipa da BE de modo a assegurar o mais possível a presença permanente de um professor da BE. Reforçar a articulação com as NAC. Discutir a necessidade de institucionalização da BE com o Órgão Directivo e a urgência da sua integração nos documentos orientadores e reguladores da vida na escola e nos projectos e planos operacionais do seu funcionamento. Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

15 SUGESTÕES DE MELHORIA Cont.(…) Rever o RI e submete-lo à aprovação do CP. Manter um diálogo constante com o órgão Directivo partilhando sucessos e dificuldades. Distribuir a equipa de forma a garantir a presença de um dos membros ao longo do horário de funcionamento da BE. Redefinir prioridades, objectivos e planos de acção em função da avaliação efectuada. Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

16 SUGESTÕES DE MELHORIA Cont.(…) Definir o perfil dos professores colaboradores a afectar à BE. Mobilizar para a formação autónoma e para a formação não formal, recorrendo a ambientes digitais ou a contextos formativos no seio da equipa. Utilizar os resultados da avaliação como registos justificativos do investimento na melhoria das condições da BE. Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio

17 SUGESTÕES DE MELHORIA Cont.(…) Realizar avaliações anuais da colecção. Detectar os pontos fracos da colecção e reforçar as áreas com carências identificadas. Elaborar um documento de Politica Documental. Aprersentação dos resultados da auto- avaliação da BE em Conselho Pedagógico de Julho de 2010 Teresa Olaio


Carregar ppt "APRESENTAÇÃO DO MODELO DE AUTO- AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga Aprersentação dos resultados da auto- avaliação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google