A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EPÍSTOLAS PAULINAS Fundamentos da Fé Cristã UNIDADE III A FINALIDADE DA IGREJA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EPÍSTOLAS PAULINAS Fundamentos da Fé Cristã UNIDADE III A FINALIDADE DA IGREJA."— Transcrição da apresentação:

1 EPÍSTOLAS PAULINAS Fundamentos da Fé Cristã UNIDADE III A FINALIDADE DA IGREJA

2 A ORDEM CRONOLÓGICA – I Tessalonicenses Corinto 52 2 Tessalonicenses Corinto 53 I Coríntios Éfeso 57 2 Coríntios Macedônia 57 Gálatas Corinto 58 Romanos Corinto 58 Colossenses Roma 63 Efésios Roma 63 Filipenses Roma 64 Cartas Pastorais – Filemon Roma 63 I Timóteo Macedônia 64 Tito Macedônia 65 II Timóteo Roma 67

3

4 Templo de Afrodite – na cidade de Corinto. O historiador Estrabão registrou que circulavam até prostitutas cultuais ao seu redor.

5 Templo de Afrodite – deusa da sensualidade. Corinto era uma cidade de decadência moral.

6 Visão da antiga cidade de CORINTO. Paulo e Silas pregaram o Evangelho aqui pela primeira vez, fundando a Igreja de Corinto.

7 CAPÍTULO 1 - I Coríntios - A Busca pela Solução de Conflitos INTRODUÇÃO – I Coríntios capítulo 1, versículo 11 – Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloe que há contendas entre vós. ριδες – erides – brigas, rixas, disputas, discórdias. I Coríntios 16 : 17 – Estéfanas, Fortunato, Acaico – filhos da irmã Cloe – folha verde.

8 1.1 A IGREJA DE CORINTO Istmo – estreita faixa de terra que liga duas áreas maiores. Jogos atléticos – Dois portos marítimos – Lecaio e Cencréia – Comércio representativo - Templo de Afrodite – deusa do amor – Historiador Estrabão informa que haviam prostitutas ao seu redor. Cidade evangelizada por Paulo – Atos 18 : 1 a 17. Habitantes – gentios – maioria ex-escravos e livres de diversas regiões – habitantes. Conquistada por Roma em 146 a.C e destruída completamente. Reconstruída por Júlio César em 46 a.C. e posta como capital da Acaia em 27 a.C. - alcançando grande desenvolvimento nos dias de Paulo.

9 1.2 AS DIVISÕES NA IGREJA. Preferências por seus próprios líderes – PAULO, APOLO, CEFAS e CRISTO.. Dois elementos causadores de divisão: carnalidade e imaturidade espiritual.. Remédio – União entre os irmãos e busca da espiritualidade fundamentada na Palavra de Deus. Três tipos de crentes na Igreja de Corinto - NATURAL - aquele que não compreende as coisas de Deus, por isso as obras de Deus para ele são loucura. CARNAL - aquele que se deixa dominar pelo velho homem e pelas práticas pecaminiosas. ESPIRITUAL – aquele que tem discernimento espiritual e a mente de Cristo; é cheio do Espírito Santo e frutifica espiritualmente.

10 1.3 O ORGULHO NA IGREJA Paulo se apresentava com humildade I Corintios 4 : 1 – HYPERETES – remador da fileira mais inferior. OIKONOMOS – função de administrar uma casa. SOBERBA – INSUBMISSÃO – INDEPENDÊNCIA. Gerados em dores de parto – I Co e 15.

11 1.4 A IMORALIDADE E A INDISCIPLINA NA IGREJA Um jovem se envolveu sexualmente com a madrasta – e a Igreja de Corinto não agiu para disciplinar. πορνεία Porneia – imoralidade. Mente cauterizada – prática aberta e deliberada do pecado. Remédio – I Co 6. 18, 19 -

12 1.5 O LÍTIGIO NA IGREJA - por motivos materiais, os irmãos levavam uns aos outros ao Fórum. No JUDICIÁRIO – forma técnica e com fundamentação nas Leis dos homens. Na IGREJA – sob a ótica da justiça de Deus – fundamentada na Bíblia Sagrada. I Coríntios 6.10

13 1.6 O CASAMENTO NA IGREJA Os convertidos vieram de padrão moral baixo – a sociedade de Corinto via como aceitável o adultério, a prostituição, a fornicação e o homossexualismo.. Vencer os problemas conjugais – CINCO PRINCÍPIOS – MONOGAMIA SATISFAÇÃO SEXUAL AUTORIDADE MÚTUA CONSENTIMENTO MÚTUO INDISSOLUBILIDADE

14 1.7 A IDOLATRIA Cidade situada entre 2 portos, era ponto de encontro de diversas culturas e religiões. Paulo encontrou uma cidade totalmente idólatra. Como os novos convertidos se comportariam diante dessa ´normalidade´ idólatra ? Os deuses de Corinto – Alimentos sacrificados a ídolos e aos demônios. Liberdade não é desculpa para escândalo. I Coríntios e 21.

15 1.8 A DESORDEM NA CEIA DO SENHOR –. Perda do valor e verdadeiro significado – comilança, embriaguez e desprezo para com os pobres. CINCO ENSINAMENTOS – 1. ORDENANÇA DE CRISTO – 2. MEMORIAL – 3. EVANGÉLICA E PROFÉTICA – 4. AUTO AVALIAÇÃO - 5. CONDENATÓRIA.

16 CAPÍTULO 2 – I CORÍNTIOS - A BUSCA PELA UNIDADE Em Corinto havia divisão na Igreja, com preferência de grupos por determinados Obreiros – uns se diziam de Paulo, outros de Apolo, outros de Pedro e ainda outros afirmavam que seguiam somente a Cristo.

17 2.1 A UNIDADE NO USO DOS DONS ESPIRITUAIS – Dons de revelação – Palavra da sabedoria, palavra da ciência, discernir os espíritos. Dons de fala – profecia, variedade de línguas, interpretação das línguas. Dons de poder – dom da fé, dons de curar, operação de maravilhas. PROMOVER A EDIFICAÇÃO DA IGREJA LOCAL. 2.2 – OS PRINCÍPIOS DA UNIDADE – UM SÓ CORPO - DIVERSIDADE DE MEMBROS – UM SÓ ESPÍRITO A UNIDADE ATRAVÉS DA EXCELÊNCIA DO AMOR O PADRÃO DO AMOR CRISTÃO - REFLEXÃO em I Coríntios a 8.

18 2.3 A UNIDADE NA ORDEM DO CULTO O apóstolo Paulo recomendou alguns propósitos para nortearem os elementos do culto e o uso dos dons espirituais. Propósito de edificar quem fala: linguas estranhas. Propósito de edificar quem ora: oração com o espírito ( em língua estranha ) Propósito de edificar quem canta: cântico com o espírito ( em língua estranha ) Propósito de edificar a igreja: Profecia, oração com entendimento, cântico com entendimento, Salmo, doutrina, revelação, interpretação.

19 2.4 A UNIDADE NA COMPREENSÃO DA DOUTRINA DA RESSURREIÇÃO – Semeia-se o corpo em corrupção – ressuscitará em incorrupção. Semeia-se em ignomínia – ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza – ressuscitará em vigor. Semeia-se corpo ( soma ) animal ( psichykon ) ( natural – ARA - material – NTLH ) – ressuscitará corpo espiritual ( pneumatikon ). 2.5 A UNIDADE DAS OBRAS SOCIAIS – Contribuir conforme as condições de cada um. Ordem bíblica e fruto do amor -

20 CAPÍTULO 3 – II CORÍNTIOS – O MINISTÉRIO AUTÊNTICO -

21 INTRODUÇÃO – grupo contrário a autoridade apostólica de Paulo A TRIBULAÇÃO - o propósito divino de consolar, salvar e encorajar a fé O AMOR PELOS IRMÃOS – I Coríntios 2.14 Paulo estava desgastado e angustiado emocionalmente. Como fundador da igreja de CORINTO, ao invés de reconhecimento e gratidão, recebia ingratidão e rebelião: não o reconheciam como pastor. 3.3 A SINCERIDADE NA PREGAÇÃO – Não mercadejava a Palavra de Deus. Cheiro do conhecimento de Deus – vida para os crentes / morte para os incrédulos.

22 E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo... – II Coríntios 4 : 14 – os imperadores romanos faziam uma procissão de triunfo, conduzindo os cativos, exibindo-os ao povo. Paulo comparou os crentes como cativos de Cristo, exibidos ao mundo como vencidos por Cristo e que Deus os levava numa procissão de triunfo, de vitória, pelo poder redentor de Cristo.

23 3.4 A DEPENDÊNCIA DE DEUS –... A nossa capacidade vem de Deus – Em termos humanos, Paulo tinha motivos para gloriar-se. Isso é vã glória e auto suficiência, auto promoção, Mas seu ministério se fundamentava na chamada e capacitação de Deus. 3.5 A MENSAGEM CRISTOCÊNTRICA – O maior propósito do pregador – Pregar a Cristo!

24 PAULO COMPAROU O CRENTE A UM VASO DE BARRO QUE CONTÉM O TESOURO – CRISTO! O crente é o instrumento. O sopro e o som vem de Deus!

25 3.6 O SOFRIMENTO EM PROL DO EVANGELHO – I CORÍNTIOS 6. 4 a 10 - nossa vida é de vales e montanhas – Deuteronômio vales e montanhas.

26 3.7 O COMPROMISSO COM A SANTIFICAÇÃO E A INTEGRIDADE – Sem comunhão ou sociedade com os infiéis. II Crônicas – II Crônicas 29. 1, 7, 16, 17 a. 3.8 O COMPROMISSO COM A GENEROSIDADE – Capítulos 8 e 9 – CINCO LIÇÕES – 1 – BÊNÇÃO – I Co EFEITOS DA LEI DA SEMEADURA – I Co – CONTRIBUIR COM CORAÇÃO ALEGRE – I Co – O COMPROMISSO DE DEUS – I Co 9. 8 a 11 5 – A FINALIDADE É ALCANÇADA – A GLÓRIA DE DEUS – I Co e 13.

27 3. 9 ZELO COM A IGREJA – Eu, de muito boa vontade, gastarei e me deixarei gastar pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado. A vela se desgasta ao mesmo tempo de ilumina e aquece.

28 CAPÍTULO 4 I TESSALÔNICA – a preparação para a Vinda de Cristo

29

30 VIA EGNÁTIA – de FILIPOS a TESSALÔNICA – 160 KM. Paulo percorreu esta antiga e história estrada construída pelo Império Romano, da cidade de Filipos até Tessalônica, para pregar ali pela primeira vez, fundando a Igreja naquela cidade.

31 4.1 – AS PREOCUPAÇÕES COM A IGREJA DE TESSALÔNICA – Preocupação com a fé, o amor e a esperança da Igreja. Preocupação com a tentação de Satanás na igreja. Preocupação com a sua integridade. Preocupação com o crescimento do amor na Igreja A FÉ, O AMOR E A ESPERANÇA DA IGREJA – Trilogia da VIDA CRISTÃ – A INTEGRIDADE NA CONDUTA DE PAULO – Vós e Deus sois testemunhas de quão santa, justa e irrepreensivelmente nos houvemos para convosco, os que crestes - II TS 2.10

32 4.1.3 A TENTAÇÃO DE SATANÁS NA IGREJA Capítulo 3 - não caíram na tentação do INIMIGO O CRESCIMENTO DO AMOR NA IGREJA I Ts 3.12 – a oração de Paulo. 4.2 – OS PREPARATIVOS PARA A VINDA DE CRISTO – Capítulo 4 – Quatro aspectos preparatórios necessários – 1 – antes e acima de tudo – glorificar a Deus e fazer Sua vontade. 2 – a vontade de Deus é a nossa santificação. 3 – amar os irmãos. 4 – andar honestamente – testemunho de crente. 4.3 – ASPECTOS DA VINDA DE CRISTO – Páginas 121 e 122 -

33 4.4 AS PRÁTICAS CRISTÃS – Capítulo 5 – reconhecimento aos obreiros, paz, paciência, fazer o bem, alegria, oração, gratidão, a chama dos dons acesa, discernimento, santificação integral: espírito, alma e corpo. Ferramentas para o cristão servir a Cristo mais e melhor!

34 CAPÍTULO 5 – II Tessalonicenses – A PERSEVERANÇA ATÉ A VINDA DE CRISTO.

35 5.1 O CRESCIMENTO DA FÉ E DO AMOR Capítulo 1 – 5.2 – A VINDA DE CRISTO E AS MANIFESTAÇÕES DO ANTICRISTO. Capítulo 2 – 5. 3 O ANTICRISTO Características – Poder de Satanás, capacidade, sinais, prodígios de mentira, engano da injustiça, operação do erro ELEITOS PARA A SALVAÇÃO ADVERTÊNCIAS FINAIS –. Se apartar / separar dos desordeiros.. Não cansar de fazer o bem.. Não se misturar com os desobedientes. Capítulo 3.

36 5. 4 ELEITOS PARA A SALVAÇÃO ADVERTÊNCIAS FINAIS –. Se apartar / separar dos desordeiros.. Não cansar de fazer o bem.. Não se misturar com os desobedientes. Capítulo 3.


Carregar ppt "EPÍSTOLAS PAULINAS Fundamentos da Fé Cristã UNIDADE III A FINALIDADE DA IGREJA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google