A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

José Alves de Freitas Neto Célio Ricardo Tasinafo Geral e do Brasil História.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "José Alves de Freitas Neto Célio Ricardo Tasinafo Geral e do Brasil História."— Transcrição da apresentação:

1

2 José Alves de Freitas Neto Célio Ricardo Tasinafo Geral e do Brasil História

3 Alta Idade Média Cap. 5 ALTA IDADE MÉDIA (SÉC. V-SÉC. X) convivência de elementos da Antiguidade e estabelecimento de novos valores e práticas culturais, sociais, econômicas e políticas fragmentação política e territorial do antigo Império Romano origem dos feudos ênfase na atividade agrária e declínio do comércio institucionalização da Igreja Católica

4 CONSEQÜÊNCIAS DAS INVASÕES BÁRBARAS fim da unidade política do Império Romano estabelecimento do direito consuetudinário e abandono do direito romano surgimento da idéia de obrigações recíprocas entre rei e guerreiros (comitatus) Alta Idade Média Cap. 5 LÉGEND CARTOGRAPHIE-MARIE-SOPHIE PUTFIN – ADAP AS INVASÕES BÁRBARAS (SÉC. IV E V)

5 OS FRANCOS Um dos reinos existentes no território do antigo Império Romano. Merovíngios: domínio de Clóvis ( ), que se converteu ao Cristianismo e contou com o apoio da Igreja à sua liderança na região da Gália. Carolíngios: período sob domínio de Carlos Magno ( ) (Quase toda Europa cristã fazia parte do império carolíngio.). Missão de expandir a fé cristã por meio do poder civil e militar do imperador. Alta Idade Média Cap. 5

6 TRATADO DE VERDUN divisões entre os herdeiros de Carlos Magno a unidade política da Europa cristã tornou-se inviável divisão territorial que se aproxima dos estados modernos da França e Alemanha Alta Idade Média Cap. 5

7 CRISTIANISMO a expansão do cristianismo o batismo os ensinamentos da patrística a definição de heresias a centralização hierárquica na figura do papa o papel dos mosteiros na preservação da cultura antiga Alta Idade Média Cap. 5

8 FEUDALISMO economia agrícola Alta Idade Média Cap. 5 Fonte: MORAES, P.R. Geografia Geral e do Brasil. 3. ed. São Paulo: HARBRA, 2005, p. 222 busca da auto-suficiência e, portanto, o comércio era pequeno senhorio: nome de cada unidade produtiva mão-de-obra servil: o servo era vinculado à terra em número menor, havia trabalhadores livres e escravos

9 DIVISÕES DO SENHORIO reservas senhoriais manso servil terras comunais Alta Idade Média Cap. 5 Fonte: MORAES, P.R. Geografia Geral e do Brasil. 3. ed. São Paulo: HARBRA, 2005, p. 222

10 AS TRÊS ORDENS DA SOCIEDADE FEUDAL era uma sociedade estamental RELAÇÕES POLÍTICAS DENTRO DOS SENHORIOS suserania clero nobreza servos vassalagem Alta Idade Média Cap. 5

11 IMPÉRIO BIZANTINO civilização que floresceu no antigo Império Romano do Oriente dominava a passagem da Europa para o Oriente pelo Mediterrâneo o código de Justiniano cesaropapismo: o imperador tinha poder religioso e político Alta Idade Média Cap. 5


Carregar ppt "José Alves de Freitas Neto Célio Ricardo Tasinafo Geral e do Brasil História."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google