A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gerenciamento de Energia nos processos plásticos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gerenciamento de Energia nos processos plásticos."— Transcrição da apresentação:

1 Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

2 Por que preocupar-se com energia? As cenouras Financeira Gerenciamento Meio-ambiente Clientes As varas Legislação Nossa reputação

3 A cenoura – Financeira Custos com energia são como custos com mão de obra direta Energia é agora o segundo ou o terceiro maior custo e o que cresce mais rápido Reduzindo custos de energia a companhia torna-se mais rentável Reduzindo custos protegemos postos de trabalho. Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

4 A cenoura – Gerenciamento Gerenciar custos e uma boa gestão Fornecimento de energia não é certo e seguro: Temos que estar preparados para o pior. Outros empresas estão a nossa frente: empresas competitivas sobreviverão Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

5 A cenoura – Meio ambiente Mudanças climáticas Aquecimento global Efeito estufa Sustentabilidade Análise do ciclo de vida Emissões de Carbono – uso efetivo da energia ajudará na redução de nossas emissões. Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

6 A cenoura – Clientes Nossos clientes se preocupam com nosso desempenho ambiental porque seus clientes se importam Pressão do consumidor – as perguntas estão apenas começando Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

7 A vara – Legislação A legislação está ficando mais difícil e mais complexa Responsabilidade social da empresa Investidores Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

8 A vara – Reputação A reputação da empresa pode depender de seu desempenho ambiental Você quer trabalhar para uma empresa suja? Você quer falar com seu filho sobre isso? Você quer fazer alguma coisa sobre isso? Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

9 Por que estamos fazendo isso? O objetivo e reduzir o uso de energia: Para manter os clientes Para economizar dinheiro e aumentar a rentabilidade Para proteger nosso emprego! Para desempenhar nossa parte na proteção do meio ambiente, reduzindo a emissão de gases de efeito estufa É muito simples Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

10 Quem está envolvido? Esse é nosso problema e todos estamos envolvidos, mas somente se quisermos ter nossos empregos no futuro. Você faz parte da linha de frente da tropa Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

11 O que podemos atingir? Os custos de energia podem ser reduzidos em até 30%: Gerenciamento – 10% Manutenção – 10% Tecnologia – 10% Nós estamos preparados para fazer o que falamos ao invés de simplesmente falar? Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

12 Quais são os custos atuais? Todos os anos gastamos: XXX,XXX com eletricidade XXX,XXX com gás Quais são os potenciais de economia? YYY,YYY com eletricidade YYY,YYY com gás Esses são números grandes… Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

13 Qual é a nossa emissão atual de CO 2 (Dióxido de Carbono)? Todos os anos geramos: XXX,XXX ton de CO 2 do uso de electricidade (1000 kWh de eletricidade gera ton de CO 2 in the UK). XXX,XXX ton de CO 2 do uso de gás (1000 kWh de gás gera ton de CO 2) Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

14 Exercício: Se quiséssemos criar uma planta ineficiente quanto a energia, o que faríamos? Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

15 Quantas dessas coisas estamos fazendo hoje? Que controles temos para evitar que façamos isso amanhã? Quantas dessas coisas você faria em sua casa? Qual é a diferença? Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

16 Nosso objetivo: Reduzir o uso de energia em 10% nos próximos 12 mêses Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

17 Isto não é simplesmente sobre iluminação! Gerenciamento de Energia nos processos plásticos Compressores Bombas dágua Luz Escritórios Aquecimento Processo

18 Onde é usada a energia na planta? Serviços: Ar comprimido, resfriamento, água gelada, movimentação de material, moinhos, iluminação, aquecimento, resfriamento/ventilação, etc. Processo: Máquinas de injeção, extrusores, máquinas de sopro, etc. Outros: Funções administrativas - escritórios, computadores, monitores, impressoras, etc. Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

19 As áreas báscias: Gerenciamento Serviços Processo Operação Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

20 Serviços – Motores O custo de energia de um motor pode exceder seu valor de compra em 40 dias (1000 horas) de uso O custo de um motor ao longo de sua vida (energia + manutenção) é quase sempre 100 vezes o valor de sua compra Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

21 Serviços – Motores: Desligue-os! Essa é a primeira, a melhor e a mais efetiva ação

22 Serviços – Motores: Conectando máquinas Economize energia desligando máquina e seus auxiliares quando não precisamos deles Desligue máquinas, transportadores, aquecedores and chillers quando não estão sendo usados Conecte as entradas de seu processo (ex.: esteiras) com a máquina principal (ex: sopradora) de tal forma que quando a máquina principal não estiver operando, ela também pare Procure por equipamentos escondidos, ex.: moinhos Luses indicativas Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

23 Serviços – Motores: Desacelere (VF) Use variadores de frequência (VF) em ventiladores e bombas A desaceleração de motores com VF´s economiza dinheiro Perceba os sinais de temperature ou fluxo Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

24 Serviços – Compressor de ar: Não é gratuito Diminua a demanda e depois melhore o fornecimento Gerenciamento de Energia nos processos plásticos Melhore fornecimento Etapa 1 Eliminar vazamentos Etapa 2 Reduzir uso Etapa 3 Reduzir geração custo Etapa 4 Reduzir custo de uso Etapa 5 Melhore distribuição 1° Estágio 2° Estágio Diminua demanda

25 Serviços – Compressor de ar: Vazamento Em média, 30% dos compressores geram perdas por vazamentos Se você ouve um vazamento, ele está custando, pelo menos XX/ano Um furo de 3mm custará, pelo menos, YY/ano Localize e trate vazamentos Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

26 Serviços – Compressor de ar: Uso Ache e elimine usos inapropriados: Alimentadores por sopro Movimentação de produtos Resfriamento Bicos de ar Reduza o uso da pressão: Reduza a regulagem para o mínimo requerido no processo Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

27 Serviços – Compressor de ar: Distribuição Quanto mais longa a tubulação, maior a perda de pressão e maiores os custos Identifique e vede picagens sem uso Pare o fornecimento quando a máquina parar Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

28 Serviços – Água fria: Não é gratuita Diminua a demanda e então melhore o fornecimento Gerenciamento de Energia nos processos plásticos Diminua demanda Etapa 1 Reduza trocas de calor Etapa 3 Reduza custo de refrigeração Etapa 4 Reduza custo de distribuição 1° Estágio 2° Estágio Melhore fornecimento Etapa 2 Aumente temperaturas

29 Serviços – Água fria: Reduza trocas de calor Ache superfícies frias não isoladas Isole-as para evitar ganhos de calor: Tubulação de água gelada Água de resfriamento Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

30 Serviços – Água fria: Aumento de temperatura Qual a regulagem de temperatura no Chiller? Elas podem ser aumentadas? Aumentar a temperatura, diminui a carga do chiller e os custos Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

31 Serviços – Iluminação: Desligue! Desligue – quando sair da sala ou corredor (quando possível) pode reduzir os custos diários em até 15% Deixar a luz ligada durante a madrugada desperdiça energia suficiente para 1000 copos de chá Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

32 Serviços – Iluminação: Luz fluorescente Nas lâmpadas comuns (com filamentos) somente 10% da energia se transforma em luz e 90% em calor A luz fluorescente usa 500 vezes mais energia se deixada ascesa por 15 minutos do que quando ligada! Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

33 Serviços – Iluminação: Controles Posicione interruptores nos lugares corretos Identifique e etiquete interruptores Crie zonas de iluminação Automatize iluminação Sensor de presença – Segurança Sensor de nível de luz Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

34 Serviços – Aquecimento: Regule para menos Os funcionários estão sempre tentados a alterar os termostatos porque eles sempre pensam que está muito quente ou frio Regulando o termostato em 1 o C para menos podemos economizar bastante energia Controles economizam $ Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

35 Serviços A Aquecimento: Vedação A forma mais barata para reduzir perdas com aquecimento é fechar portas e janelas a menos que esses sejam necessários a ventilação Manter portas e janelas fechadas é o mais barato e efetivo método para reduzir a perda de calor Use portas de fechamento rápido em faces externas Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

36 Serviços – Aquecimento: Faça isso local Evite ventilação e aquecimento para todo o prédio quando somente em algumas áreas isso é necessário Desligue aquecimento em áreas não ocupadas Não aqueça o almoçarifado somente para previnir umidade excessiva Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

37 Processo – Aquecimento: Isole, isole, … Isole superfícies aquecidas para previnir perdas: Moulding machine barrels Tubulações de transferência Tubo de controle de temperatura do molde Fornos Not extruder barrels! Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

38 Processo – Planejamento de produção Uma máquina estrangulada para diminuir a produção comparada com sua capacidade é inerentemente ineficiente Agende tarefas para o equipamento mais apropriado (menor possível) Uma máquina está desperdiçando energia fazendo produtos acima do necessário especificado Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

39 Operação – Ligar, manter e desligar Ligue e desligue máquinas na sequência certa para reduzir uso de energia Isole o desligamento das máquinas Defina a condição manter Documente e implemente o procedimento de ligar, manter e desligar as máquinas e equipamentos Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

40 Operação – Sistema de semaforo Codifique com cores e assim todos saberão quando e onde o equipamento pode ser desligado. Verde – desligue sem perguntar quando não em uso Amarelo – Obter permissão para desligar quando não em uso Vermelho – Não desligar Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

41 Operação – Sistema de semaforo Baseado no mapeamento do equipamento/área Todos os membros do time devem saber o que e quando os equipamentos podem ser desligados Desligue o equipamento quando o mesmo não for requerido! Elimine equipamentos de ciclo seco! Faça sugestões Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

42 Operação – Regulagem da máquina Operadores forçando as máquinas (para conseguir mais produção) causa perda de tempo e energia Regule a máquina corretamente, grave o ajuste e não o troque Monitore o processo e não mude a regulagem enquanto em controle Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

43 Operação – Escritórios A energia usada por computadores, copiadoras, impressoras e fax pode ser reduzidas em 50% usando o recurso stand-by O custo de funcionamento do PC + monitor pode ser reduzido de £63/ano para £6/ano Temporizadores são facilmente instalados para reduzir custos de energia Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

44 Auditoria Começaremos a auditoria hoje Faremos uma vistoria de energia Queremos achar usos escondidos de energia Queremos achar usos improdutivos de energia Queremos alguns projetos! Gerenciamento de Energia nos processos plásticos

45 Vamos ver se conseguimos achar oportunidades potenciais de economia em sua área Sejamos cuidadosos Gerenciamento de Energia nos processos plásticos


Carregar ppt "Gerenciamento de Energia nos processos plásticos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google