A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Administração de Sistema Operacional de Rede WindowsServer-2003 WindowsServer-2003 Ricardo de Oliveira Joaquim TECNOLÓGICOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Administração de Sistema Operacional de Rede WindowsServer-2003 WindowsServer-2003 Ricardo de Oliveira Joaquim TECNOLÓGICOS."— Transcrição da apresentação:

1 Administração de Sistema Operacional de Rede WindowsServer-2003 WindowsServer-2003 Ricardo de Oliveira Joaquim TECNOLÓGICOS

2 O concentrador também conhecido como hub é o dispositivo responsável pela ligação dos micros a uma rede. Hubs podem ser passivos ou ativos, que incluem funções de filtragem, reforço de sinais e direcionamento de tráfego. ConcentradoresConcentradores

3 ConcentradoresConcentradores O Hub é indicado para redes com poucos terminais, pois o mesmo não comporta um grande volume de informações passando por ele ao mesmo tempo devido sua metodologia de trabalho por broadcast, que envia a mesma informação dentro de uma rede para todas as máquinas interligadas. Devido a isto, sua aplicação para uma rede maior é desaconselhada, pois geraria lentidão na troca de informações. broadcast

4 Um switch, que pode ser traduzido como comutador, é um dispositivo utilizado em redes para distribuindo os sinais entre os diversos nós. Possuem diversas portas, assim como os concentradores (hubs) e a principal diferença entre o comutador e o concentrador é que o comutador segmenta a rede internamente, sendo que a cada porta corresponde um segmento diferente, o que significa que não haverá colisões entre pacotes de segmentos diferentes, ao contrário dos concentradores, cujas portas partilham o mesmo domínio de colisão. SwitchSwitch

5 Realiza a ligação de duas redes de forma direta, usando a camada física do modelo OSI. Não possui nenhum tipo de tratamento no sinal. RepetidorRepetidor Uma ponte é um dispositivo que permite interligar duas redes idênticas, mas separadas por uma distância considerável, como por exemplo, a distância entre prédios, bairros ou cidades. Pontes também são usadas para reduzir o fluxo de tráfego entre redes. Ponte ou Bridge

6 O roteador funciona de forma muito semelhante a de uma ponte, porém com mais recursos. Nos últimos meses têm se tornado cada vez mais populares, devido a expansão da banda larga e dos IPs fixos cada vez mais baratos e acessíveis. Roteadores podem ser dispositivos físicos ou computadores configurados como tais. Roteador ou Router

7 ProtocolosProtocolos O que são Protocolos O que são Protocolos São como idiomas e os responsáveis pela comunicação de máquinas diferentes entre si. Um computador rodando Linux, por exemplo, pode se comunicar com outro rodando Windows, graças aos protocolos. A função do protocolo é tornar possível essa comunicação entre redes e computadores diferentes. Protocolo é um conjunto de regras que permite a conexão, roteamento, transferências e alguns serviços da rede.

8 Protocolos – Modelo OSI modelo OSI O modelo OSI (Open System Interconnection – Sistema Aberto de Interconectividade) é a base de quase todos os protocolos de dados atuais, apesar das críticas que vem recebendo. Consiste em um modelo de sete camadas, cada uma representando um conjunto de regras específicas. Cabe a cada fabricante implementá-las em seus produtos e é o que tem sido feito. Com isso se garante a compatibilidade entre sistemas,independente do fabricante. Arquitetura OSI Físico Enlace Rede Transporte Sessão Apresentação Aplicação

9 Protocolos – TCP/IP TCP/IP TCP/IP é um acrônimo para o termo Transmission Control Protocol/Internet Protocol Suite, ou seja é um conjunto de protocolos, onde dois dos mais importantes (o IP e o TCP) deram seus nomes à arquitetura. O protocolo IP, base da estrutura de comunicação da Internet é um protocolo baseado no paradigma de chaveamento de pacotes (packet-switching). A arquitetura TCP/IP, assim como OSI realiza a divisão de funções do sistema de comunicação em estruturas de camadas.

10 OSI x TCP Arquitetura OSI Físico Enlace Rede Transporte Sessão Apresentação Aplicação Arquitetura TCP/IP Inter-rede Aplicação Transporte Rede

11 Como funciona o IP Para que o pacote chegue ao seu destino, é necessário o endereço do destinatário. Enquanto em nosso dia-a-dia usamos endereços formados por nomes e números, os computadores utilizam um endereçamento numérico, chamado de endereçamento IP. O endereço IP ou número IP é um conjunto de quatro números separados por pontos.

12 Como funciona o IP A tabela seguinte contém o intervalo das classes de endereços IPs

13 Como funciona o IP

14 Quem fornece o endereço IP Os endereços IP são administrados pela InterNIC que os distribui aos órgãos e empresas ligados á Internet, concessionárias dos serviços telecomunicações, provedores de grande porte, etc. Em uma rede particular, como de uma empresa ou residência, é possível usar qualquer endereço IP válido. Quando você acessa a Internet através de um provedor, ele empresta um número IP durante todo o tempo que durar sua conexão. Se a conexão é desfeita, ao ser refeita, seu número IP muito provavelmente terá mudado. Empresas que queriam hospedar o próprio site necessitam de números IP fixos. Esses números são comercializados como parte dos serviços de conexão ao backbone. backbone (espinha dorsal)

15 O IPv6 A expansão da Internet vai fazer com que não haja números IPs suficiente para todos se conectarem. Ainda mais se levarmos em conta que a conexão não se restringe mais a computadores PC: telefones celulares, geladeiras, microondas e até câmeras de vídeos já saem de fábricas com conexão à Internet. Para solucionar essa limitação do protocolo atual de 32 bits, foi desenvolvido um novo sistema de numeração IP, chamado IPv6, com números de 128 bits. Foge ao escopo do curso detalhar o IPv6, mas você não encontrará dificuldades para obter informações pormenorizadas na própria Internet.

16 Instalação : WindowsServer-2003 WindowsServer-2003

17 Instalando o W2k3

18 Coloque o CD do Windows no CD-ROM, e reinicie o computador. Ele já deve estar configurado ( no Setup da máquina) para inicializar pelo CD. Feito isso, quando começar a inicialização da máquina, é solicitado que pressione alguma tecla para inicializar pelo CD. Preste atenção nesse detalhe, pois se não pressionar, não pode começar a instalar o Windows. Instalando o W2k3

19 Depois disso, o Setup do windows começa a reconhecer o hardware e se preparar para as configurações necessárias. Instalando o W2k3

20 Quando esse procedimento é finalizado, ele solicita pressionar a tecla ENTER para começar a instalação. Instalando o W2k3

21 Para instalar tecle ou para Reparar; Instalando o W2k3

22 Leia e concorde com o EULA, pressionando a tecla F8. Instalando o W2k3

23 Chegou a hora de configurar a partição na qual irá instalar o Windows: Instalando o W2k3

24 No caso, temos um disco de 4GB. Deixá-lo selecionado e pressionar a tecla C para criar uma partição no disco. Instalando o W2k3

25 Determine que a partição terá 3GB colocando 3000 como tamanho da partição e pressionar Instalando o W2k3

26 Se desejar instalar o Windows na partição recém criada, é só apertar a tecla ENTER. Se quiser criar outras partições nesse momento, é só realizar os últimos procedimentos novamente. No caso, instalaremos na partição que acabou de ser criada: Instalando o W2k3

27 Formate a partição com NTFS, então é só pressionar a tecla ENTER novamente: Instalando o W2k3

28 O Setup do Windows formata a partição, copia os arquivos necessários e reinicia o computador. Instalando o W2k3

29

30 Nesse momento, começa a parte gráfica da instalação. Agora também temos um indicador de tempo para finalizar a instalação. Instalando o W2k3

31 O Setup começa a instalar os Drivers: Instalando o W2k3

32 Em seguida, pode-se configurar as opções regionais, como por exemplo o idioma que iremos utilizar... Neste caso, deixe as configurações padrão e clique em NEXT. Instalando o W2k3

33 Agora deve-se colocar o nome e o nome da empresa e clicar em NEXT. Instalando o W2k3

34 O Serial Key (Geralmente ele vem em uma etiqueta amarela na caixa em que o CD veio.) : Instalando o W2k3

35 O Setup pergunta como será o licenciamento do nosso servidor. Temos 2 opções, licenciamento Per Server (essa opção determina quantas conexões simultâneas o nosso servidor poderá ter) ou licenciamento Per User (Não há limite máximo para as conexões ao servidor, pois cada cliente terá sua licença). Neste exemplo, escolha a primeira opção e configurar com 5 conexões simultâneas. Instalando o W2k3

36 Agora é a hora de configurar o nome do servidor e a senha da conta de Administrador (lembrem-se que é altamente recomendado usar senhas complexas no 2003). Instalando o W2k3

37 Configura-se a data e o horário de nosso servidor: Instalando o W2k3

38 Feito isso, a instalação continua: Instalando o W2k3

39 Para finalizar, configure as opções de rede. No caso, deixe como configurações típicas ( Typical Settings) e clique Next: Instalando o W2k3

40 A instalação continua mais uma vez: Instalando o W2k3

41 E por último, o Setup pergunta se deseja ingressar o servidor em um WORKGROUP ou em um DOMÍNIO. No caso deixe-o no Workgroup, pois mais tarde, poderá ingressá-lo em qualquer domínio de sua escolha. Instalando o W2k3

42 Finalizada essa última configuração, a instalação continua sem requisitar qualquer outra informação, e quando finalizada, reinicia automaticamente o servidor. Fim, já temos o Servidor Windows 2003!!!! Instalando o W2k3

43 Servidores Membros Servidor Um servidor é um sistema que fornece serviços a uma rede de computadores. Esses serviços podem ser de diversas naturezas, por exemplo, arquivos e correio eletrônico. Os computadores que acessam os serviços de um servidor são chamados clientes. As redes que utilizam servidores são do tipo cliente-servidor, utilizadas em redes de médio e grande porte (com muitas máquinas) e em redes aonde a questão da segurança desempenha um papel de grande importância. O servidor membro é um servidor W2K3 que não age como controlador de domínio, portanto não se preocupa em controlar contas ou autenticação de logon.

44 ServidoresServidores Tipos de Servidores Existem diversos tipos de servidores. Os mais conhecidos são: Servidor de arquivos Servidor web Servidor de Servidor de arquivos: Servidor que armazena arquivos de diversos usuários. Servidor web: Servidor responsável pelo armazenamento de páginas de um determinado site, requisitados pelos clientes através de browsers. Servidor de Servidor responsável pelo armazenamento, envio e recebimento de mensagens de correio eletrônico.

45 Tipos de Servidores Servidor de impressão Servidor de banco de dados Servidor DNS Servidor proxy Servidor de impressão: Servidor responsável por controlar pedidos de impressão de arquivos dos diversos clientes. Servidor de banco de dados: Servidor que possui e manipula informações contidas em um banco de dados, como, por exemplo, um cadastro de usuários. Servidor DNS: Servidores responsáveis pela conversão de endereços de sites em endereços IP e vice-versa. DNS é um acrônimo de Domain Name System, ou sistema de nomes de domínios. Servidor proxy: Servidor que atua como um cache, armazenando páginas da internet recém-visitadas, aumentando a velocidade de carregamento destas páginas ao chamá-las novamente.

46 Tipos de Servidores Servidor de imagens Servidor de imagens: Tipo especial de servidor de banco de dados, especializado em armazenar imagens digitais. Os clientes e os servidores se comunicam através de protocolos, assim como dois ou mais computadores de redes. Um computador, de repente, pode atuar em mais de um tipo diferente de servidor. Por exemplo, pode existir em uma rede, um computador que atue como um servidor web e servidor de banco de dados, por exemplo; ou um computador pode atuar como servidor de arquivos, de correio eletrônico e proxy ao mesmo tempo. Computadores que atuem como um único tipo de servidor é chamado de servidor dedicado. Os servidores dedicados possuem a vantagem de atender a uma requisição de um cliente mais rapidamente.

47 Tipos de Servidores Em uma rede heterogênea (com diversos hardwares, softwares) um cliente também pode ser um servidor e assim um outro servidor pode ser cliente do mesmo. Por exemplo uma rede tem um servidor de impressão e um de arquivos, supondo que você está no servidor de arquivos e necessita imprimir uma folha de um documento que você está escrevendo, quando você mandar imprimir a folha o serviço do servidor de impressão será utilizado, e assim a máquina que você está usando, que é o servidor de arquivos, está sendo cliente do servidor de impressão, pois está utilizando de seu serviço.

48 A figura do Administrador O Administrador de Rede tem como atribuição principal o gerenciamento da rede local, bem como dos recursos computacionais relacionados direta ou indiretamente. O Perfil: Possuir curso técnico ou superior em Análise de Sistemas, Ciência da Computação ou equivalente, e/ou ser uma pessoa com grande experiência na área de informática. No aspecto pessoal, o profissional deve ser dinâmico e ter interesse em buscar alternativas técnicas e gerenciais através da dedicação. Deve ser confiável, prestativo e possuir facilidade de comunicação com seus usuários, além de funcionar como mediador com o DIN nas questões técnicas e administrativas da rede local.

49 O que faz o Administrador Instalação e ampliação da rede local; Acompanhar o processo de compra do material necessário para manutenção da rede local junto com o SAT (Setor de Assistência Técnica), orientando o processo de compra e mantendo contato com os fornecedores de equipamentos e materiais de informática; Instalar e configurar a máquina gateway da rede local seguindo as orientações "Normas de Utilização do DIN"; Orientar e/ou auxiliar os administradores das sub-redes na instalação/ampliação da sub-rede; manter em funcionamento a rede local do DIN, disponibilizando e otimizando os recursos computacionais disponíveis; gateway : é uma máquina intermediária geralmente destinada a interligar redes.

50 O que faz o Administrador Executar serviços nas máquinas principais da rede local, tais como: gerenciamento de discos, fitas e backup's, parametrização dos sistemas, atualização de versões dos sistemas operacionais e aplicativos; Realizar abertura, controle e fechamento de contas nas máquinas principais do domínio local, conforme normas estabelecidas pelo DIN; Controlar e acompanhar a performance da rede local e sub- redes bem como dos equipamentos e sistemas operacionais instalados; Propor a atualização dos recursos de software e hardware aos seus superiores;

51 O que faz o Administrador Manter atualizado os dados relativos ao DNS das máquinas da rede local; Divulgar informações de forma simples e clara sobre assuntos que afetem os usuários locais, tais como mudança de serviços da rede, novas versões de software, etc.; Manter-se atualizado tecnicamente através de estudos, participação em cursos e treinamentos, listas de discussão, etc.; Garantir a integridade e confidenciabilidade das informações sob seu gerenciamento e verificar ocorrências de infrações e/ou segurança;

52 O que faz o Administrador Comunicar ao DIN qualquer ocorrência de segurança na rede local que possa afetar a rede local e/ou internet; Promover a utilização de conexão segura entre os usuários do seu domínio. Tendo como foco principal os serviços de Rede e equipamentos a qual a ele compete. Colocar em pratica a política de segurança de redes, alem de desenvolve-la.


Carregar ppt "Administração de Sistema Operacional de Rede WindowsServer-2003 WindowsServer-2003 Ricardo de Oliveira Joaquim TECNOLÓGICOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google