A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ELEIÇÕES 2008 ELEIÇÕES 2010 ELEIÇÕES 2008 Eu moro numa comunidade carente Lá ninguém liga prá gente Nós vivemos muito mal Mas esse ano nós estamos reunidos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ELEIÇÕES 2008 ELEIÇÕES 2010 ELEIÇÕES 2008 Eu moro numa comunidade carente Lá ninguém liga prá gente Nós vivemos muito mal Mas esse ano nós estamos reunidos."— Transcrição da apresentação:

1

2 ELEIÇÕES 2008 ELEIÇÕES 2010

3 ELEIÇÕES 2008 Eu moro numa comunidade carente Lá ninguém liga prá gente Nós vivemos muito mal Mas esse ano nós estamos reunidos Se algum candidato atrevido for fazer promessa vai levar um pau

4 Vai levar um pau prá deixar de caô e ser mais solidário Nós somos carentes, não somos otários prá ouvir blá, blá, blá em cada eleição

5 Nós já preparamos vara de marmelo e arame farpado Cipó-camarão para dar no safado que for pedir voto na jurisdição

6 É que a galera já não tem mais saco prá aturar pilantra Estamos com eles até a garganta Aguarde prá ver a nossa reação

7

8

9 2010 O ANO DO CANDIDATO

10 QUERO SER CANDIDATO - O que eu posso oferecer de diferente - 40 respostas para ter na cabeça

11 PRIMEIROS ESTUDOS - O meu reduto eleitoral - Entrando em contato com meu eleitor - Quem são meus concorrentes diretos - O que meus concorrentes já estão fazendo - Os apoios que eu tenho - Os meus apoios políticos

12 SIM, SOU CANDIDATO - Minha imagem - Fotografias - Aprendendo a me comunicar - Falar em público - Relacionando-me com o eleitor

13 PREPARANDO A CAMPANHA - Minha Consultoria - Minha equipe de campanha - Fundos de campanha - Assessoria Jurídica

14 A CAMPANHA - Minha campanha é uma empresa - O planejamento da campanha - A estratégia de comunicação - Minha plataforma de discurso - Apelo emocional x Apelo racional

15 - O que a equipe de comunicação vai fazer - O que a equipe de campanha vai fazer - Pessoal de apoio, os comitês - Equipe de rua e de palanque - Folheteria - Telemarketing - Porta a porta - Minha presença na Internet

16 - Vou aparecer na televisão - Vou falar nas rádios - Vou fazer discursos - Será que preciso de ajuda?

17 PNL - PROGRAMAÇÃO NEUROLINGÜÍSTICA - O que é essa tal PNL - Como ela pode me ajudar - Rapport - Metamodelo de linguagem - Ancoragem

18 Você é a peça mais importante de sua campanha. Um candidato ótimo, mesmo com um marketing sofrível é superior a Um candidato sofrível com um marketing ótimo.

19 Ouça o que o eleitor tem a dizer Saiba como você é percebido por ele Descubra quais são os problemas dele Informe-se sobre as carências do seu bairro Como fazer o eleitor votar em você.

20 Crie uma diferença que seja só sua. Pesquise e encontre uma qualidade, uma grande idéia Encontre o seu segmento dentro do eleitorado Descubra novos segmentos Ache segmentos periféricos (categorias profissionais, estudantes, associações de classe). Planeje todas as estratégias para chegar a seus objetivos. Como fazer o eleitor votar em você.

21 Não gaste dinheiro bom e nome bom em campanha ruim. 45% dos eleitores de eleições proporcionais e 15% de eleições majoritárias chegam às urnas sem saber em quem votar. Suas peças de campanha precisam ser inteligentes. Como fazer o eleitor votar em você.

22 OS SETE SEGREDOS DO CANDIDATO

23 Segredo número Um A noção do cargo que você quer. Deputado Estadual ou Federal, Senador, Governador, você tem de saber exatamente tudo a respeito de cargo que pretende ocupar. Obrigações, limitações, direitos e, principalmente, deveres e responsabilidades. Ser eleito significa assumir um compromisso com a comunidade e com cada habitante da cidade, Estado ou País, tenha sido ou não seu eleitor. Os Sete Segredos

24 Segredo número Dois Cuidado com as promessas. Nunca faça promessas que não sabe se poderá cumprir. No entusiasmo do palanque ou na ânsia de agradar um eleitor receptivo, às vezes o candidato diz coisas que não fazem sentido. Em vez de ajudar, isso só atrapalha. Não deixe que façam promessas por você. Os Sete Segredos

25 Segredo número Três Escolha muito bem seus colaboradores. É só você anunciar que é candidato e surgem logo os interessados em ajudar. Muitos, com boa intenção. Outros tantos com interesse apenas num ganho rápido. E, os mais perigosos, aqueles que acham que vão se dar bem quando você estiver exercendo seu cargo. Os Sete Segredos

26 Segredo número Quatro Você não pode ser tímido. Tudo que um eleitor não quer ver é um candidato envergonhado em cima do palanque. Ou aquele que chega pra conversar e parece não ter coragem de dizer o que está pensando. Um candidato tem de ser firme, preparado para qualquer situação, enfrentando repórteres ou num debate com o adversário. Ancore uma atitude de firmeza e vença a timidez. Os Sete Segredos

27 Segredo número Cinco O respeito pelos concorrentes. Os outros candidatos são tão bons como você. A opinião que você tem deles não interessa a ninguém. Entre os que estão ouvindo pode estar um simpatizante do seu adversário principal. Mesmo que você não concorde com nada do que os adversários estão dizendo ou fazendo, combata com argumentos. Com todo respeito. Os Sete Segredos

28 Segredo número Seis Como conduzir sua campanha. Contrate um Consultor Político ou, pelo menos, entregue sua campanha para alguém bastante experiente. Não despreze nenhuma ajuda. Mas forme o seu Conselho de Notáveis e faça reuniões periódicas, de no máximo uma hora. Ouça, não fale. Avalie tudo que ouviu. Não mude as estratégias e ações à toda hora. Fixe um rumo e continue nele o mais que puder. Os Sete Segredos

29 Segredo número Sete A ética em primeiro lugar. Quando você está em cima do palanque, ou numa reunião com eleitores, ou na porta de uma fábrica, as pessoas estão prestando atenção ao que você está dizendo. Não minta, não engane. Elas querem muito acreditar no que você está dizendo. Seja, acima de tudo, ético. E continue assim, mesmo depois de eleito.

30 SESSÃO CINEMINHA Meia horinha de exemplos de atitudes em campanhas eleitorais. Em cartaz: Os Segredos do Poder (com John Travolta fazendo o papel de Bill Clinton em sua campanha à Presidência dos Estados Unidos) Nós lidamos com crises (os acertos de uma campanha difícil e o grande erro do presidente eleito da Bolívia, derrubado do poder por Evo Morales)

31 Hermínio Naddeo (31) (31) (31) (11)


Carregar ppt "ELEIÇÕES 2008 ELEIÇÕES 2010 ELEIÇÕES 2008 Eu moro numa comunidade carente Lá ninguém liga prá gente Nós vivemos muito mal Mas esse ano nós estamos reunidos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google