A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ter um DATec indica que o sistema construtivo passou por uma avaliação técnica e que permite dizer que o sistema possui desempenho. Isso dá credibilidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ter um DATec indica que o sistema construtivo passou por uma avaliação técnica e que permite dizer que o sistema possui desempenho. Isso dá credibilidade."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4 Ter um DATec indica que o sistema construtivo passou por uma avaliação técnica e que permite dizer que o sistema possui desempenho. Isso dá credibilidade ao sistema, já que a avaliação técnica pela ITA passou pelo comitê técnico do Sinat.

5 A realização de todos os ensaios e avaliações em uma única ITA permite que esta tenha uma visão mais global do comportamento e das características do sistema construtivo e assim obter resultados mais consistentes. Foi levada em conta na escolha da ITA, maior credibilidade, em todo o país como também no exterior, pois trata-se de uma instituição que trabalha com avaliação de desempenho há mais de vinte anos e participou dos primeiros critérios para avaliação de desempenho.

6

7 Paredes com concreto leve, de 15 a 20% de ar incorporado, modificado com polímeros e estruturado com fios e tela de fibra de vidro AR revestidas com poliéster. Radier e Laje com concreto sem ar incorporado, modificado e impermeabilizado com polímeros e estruturados com tela e barras de fibra de vidro AR revestidas com poliéster.

8 QUADRO RESUMO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DO SISTEMA CONSTRUTIVO HOBRAZIL - IPT (2009) ASPECTO DESEMPENHO OBSERVAÇÃO, ADEQUAÇÃO OU RECOMENDAÇÕES SATISFATÓRIO PARCIALMENTE SATISFATÓRIO NÃO SATISFATÓRIO DESEMPENHO ESTRUTURAL Estado limite último de utilização X (1) Impactos de corpo mole X - Peças suspensas X - SEGURANÇA AO FOGO Resistência ao fogo de parede X (2) Comportamento global da edificação X - ESTANQUEIDADE À ÁGUA Paredes Internas X - Paredes Externas X - DESEMPENHO TÉRMICO Desempenho término global da edificação para Zona Bioclimática 3 X (3) DESEMPENHO ACÚSTICO Isolamento sonoro proporcionado por paredes de fachadas X (4) DURABILIDADE Ataque alcalino da armadura X (5) Choque térmico X -

9 (1) O sistema de paredes tem potencial para atender as ações atuantes. Entretanto, o Cliente deve elaborar projetos estruturais específicos para cada empreendimento. Devem ser incorporadas armaduras nos encontros entre paredes, de forma contínua (armaduras em "L"), para fazer as ligações com os demais trechos da tela. Ação: Todos os encontros de paredes possuem "Canto L", para reforço dessas ligações conforme apresentados nos projetos executivos específicos para cada obra.

10 Aplicação de Telas de Canto L – Sugestão (1)

11 (2) Considerou-se resistência ao fogo de 30 minutos para as paredes. Ação: Foi realizado o ensaio pelo mesmo tempo utilizando sobre as paredes uma sobrecarga distribuída de kg, considerado parede-corta-fogo.

12 (3) O sistema teve desempenho térmico classificado como, pelo menos, nível "mínimo" segundo a NBR , para a Zona Bioclimática 3, apenas as superfícies externas das paredes devem apresentar cores claras, as janelas forem sombreadas e os ambientes forem ventilados no período de verão. Ação: Foi realizado ensaios para outras Zonas Bioclimáticas, conforme aplicação do sistema e para melhor conforto foram ampliados os vãos de ventilação e iluminação.

13 (4) Para as paredes de fachadas o desempenho dos painéis foi satisfatório. Os demais componentes utilizados (portas e caixilhos) devem ser de boa qualidade acústica a fim de não comprometer o desempenho do conjunto. Para paredes entre unidades habitacionais, não consideradas nesta avaliação, deverá ser adotado elemento construtivo com maior isolação sonora, aceitável paredes com 14 cm de espessura. Ação: Entre as paredes de geminação está sendo aplicada parede dupla de 10 cm de espessura com junta seca entre as mesmas, inclusive em casas sobrepostas, perfazendo uma espessura total com 20 cm.

14

15 (5) Houve redução de 13,0% na resistência à flexão das placas de concreto com "aditivo", quando expostas à solução alcalina, comparativamente às placas não expostas. Para a resistência à tração dos fios isolados a redução foi de 10,1% após exposição à solução alcalina. Ambos os valores são inferiores ao limite de 20%, sugerido como aceitável (VUP => 60 anos) para a redução dessas propriedades e, por isso, o desempenho potencial foi considerado satisfatório. Ação: Foi retratado o modelo de poliéster utilizado aumentando a vida útil em projeto para VUP => 60 anos e a resistência sugerida de 14 MPa para paredes foi aumentada para Fck = 18 MPa, se tratando de concreto aerado (15 a 20% de ar incorporado). A resistência utilizada para Radier e Lajes é de 30 MPa.

16 Para a utilização do Sistema Construtivo da HoBrazil, foi criado todo um procedimento de qualidade e gestão da obra, a saber: DQ - Documento de Qualidade (definições de setores, serviços, diagnósticos, etc). F - Formulários exigidos para comunicação e organização da aplicação da tecnologia (atas, controles, etc). MQ - Manual da Qualidade (destina-se ao processo da qualidade sendo aplicado em diversas subetapas do processo construtivo).

17 PCMAT - Programa de Condições de Meio Ambiente de Trabalho. PCMSO - Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional. PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. POCQ - Plano Operacional de Controle da Qualidade. Co-Responsabilidade - Toda obra realizada pelos parceiros da HoBrazil terá a co-responsabilidade.

18 MANUAL DO PROPRIETÁRIO – Elaborado de acordo com a NBR , contendo o número do SAC dos respectivos fornecedores dos materiais empregados. PEM - Procedimento de Especificações de Materiais constantes no PBQP-h. RIP-MAT - Registro de Inspeção de Materiais. RIP-SERV - Registro de Inspeção de Serviços (subetapas). PROJETO - Executivo, e de ampliação programada, com a utilização de materiais locais e mão de obra local.

19 CASA UNIVERSAL – Sugestão de uma unidade sobreposta adaptáveis a PNE, para sistema construtivo de execução em linha. Quadro de Áreas: Banheiro: 4,14 m² Cozinha: 6,62 m² Dormitório 1: 9,60 m² Dormitório 2: 7,92 m² Sala: 12,96 m² Total: 41,24 m²

20 O presente Relatório Técnico apresenta o resultado da primeira auditoria técnica periódica realizada na produção do sistema construtivo constituído de paredes maciças de concreto leve com polímero e armadura de fibra de vidro, moldadas no local, nas obras do Condomínio Residencial Zaira Pupin, em Batatais – SP. Esse trabalho faz parte da Proposta IPT CETAC/LCSC /09. A auditoria ocorreu no dia 13/02/2012, quando a obra tinha várias fases em execução, como montagem da armadura, montagem das fôrmas metálicas, concretagem das paredes e execução da cobertura. O objetivo dessa auditoria é analisar como o detentor da tecnologia de produção do sistema construtivo verifica e controla a qualidade do seu processo produtivo e do produto final, à luz da Diretriz SINAT 001 – Diretriz para Avaliação Técnica de sistemas construtivos em paredes de concreto armado moldadas no local, Revisão 02, de Agosto/2011. Conclui-se, em razão do observado nas obras do Condomínio Residencial Zaira Pupin, em Batatais – SP, que os procedimentos de controle estão adequados para as várias etapas do processo de produção do sistema construtivo. Resumo

21 Produto para renda de 0 a 3 salários mínimos do PMCMV

22


Carregar ppt "Ter um DATec indica que o sistema construtivo passou por uma avaliação técnica e que permite dizer que o sistema possui desempenho. Isso dá credibilidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google