A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nesta Edição Talvez em nosso estágio, muito mais inferiorizado, pudéssemos começar a não praticar o ódio. Sim, porque se para Amar é necessário exercitar-se.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nesta Edição Talvez em nosso estágio, muito mais inferiorizado, pudéssemos começar a não praticar o ódio. Sim, porque se para Amar é necessário exercitar-se."— Transcrição da apresentação:

1 Nesta Edição Talvez em nosso estágio, muito mais inferiorizado, pudéssemos começar a não praticar o ódio. Sim, porque se para Amar é necessário exercitar-se nessa prática, para odiar, acreditem, também o é. Só que para o ódio parece haver mais facilidade. Quando algum pensamento ruim vier à nossa mente tentemos desviá-lo e preencher esse espaço com algo edificante. Tentemos entender que motivos levaram um irmão a desviar-se do caminho iluminado por Deus e Jesus. O DIREITO DE MORRER - A opinião de Emmanuel O homem não tem o direito de praticar a eutanásia, em caso algum, ainda que seja a demonstração aparente de medida benfazeja. A agonia prolongada pode ter finalidade preciosa para a lma, e a moléstia incurável pode ser um bem, como a única válvula de escoamento das imperfeições do espírito em marcha para a sublime aquisição de seus patrimônios da vida imortal. Além do mais, os desígnios divinos são insondáveis e a ciência precária dos homens não pode decidir nos problemas transcendentes das necessidades do espírito. Depto Divulgação, baseado no livro O Consolador. As dores e as misérias do mundo parecem não ter mais fim !! A crueldade parece ter atingido limites nunca antes imaginados. Que postura devemos ter para com quem cometeu algumas atrocidades??? Quem comete atos de barbárie contra outros irmãos é também nosso inimigo? Como, Senhor, posso amar meus inimigos e ainda os dos outros? De fato, não é fácil. Mas sempre temos o exemplo maior daquele que como nenhum outro praticou essa Lei. PRATIQUE O AMOR E EXERCITE O NÃO-ODIAR !! Fonte: Revista Internacional de Espiritismo - Nov/2003 Quando as luzes teriam se apagado para esse nosso companheiro? Não precisa ir muito longe nessa primeira etapa. Se a raiva estiver remoendo você, pense mais e mais positivamente, mais vezes durante o dia. Mude a faixa vibratória. Isso é um exercício. Aos poucos você notará mudanças boas e como tudo que é bom traz boas sensações, você irá querer mais. Seu físico agradecerá e seu espírito muito mais. Cuide de ambos É muito importante para a CEAL a livraria, pois trata-se de uma fonte de receita da qual realizamos a manutenção da casa e outras despesas necessárias (produtos de limpeza, água, luz, taxas e impostos). Prestigie comprando as literaturas espíritas de seu uso para estudos, bem como, outras da doutrina em nossa livraria. CAMPANHA DA CEAL A Casa Espírita ANDRÉ LUIZ oferece mensalmente 60 CESTAS BÁSICAS a famílias carentes cadastradas. COLABORE doando ARROZ, FEIJÃO, BOLACHA, MACARRÃO, AÇUCAR, POLPA DE TOMATE, ÓLEO, FARINHA DE MILHO, LEITE EM PÓ, CAFÉ, SARDINHA, DOCE e SAL. Pag. 4

2 Ano XVII– n o 80 EDITORIAL CEAL Casa Espírita André Luiz INFORMATIVO – Junho/Julho-2011 Depto de Divulgação da CEAL NESTA EDIÇÃO O ABORTO E A SOCIEDADE LEI DO PROGRESSO Pag. 1 ASSISTÊNCIA SIM, ASSISTENCIALISMO NÃO. ASSISTENCIA: Proteção, amparo, ajuda, socorro, suprir deficiência, etc... ASSISTENCIALISMO: O conceito e a pratica de organizar e prestar assistência a membros ou camadas mais carentes de uma sociedade, ao invés de atuar para a eliminação das causas de sua carência ( material ou espiritual ). O Assistencialismo cria uma clara situação de dependência ( ou acomodamento ) do individuo ou grupos que o recebem, que não promove a dignidade, o desenvolvimento, etc..... O centro espírita funciona como um transformador de idéias fraternas em correntes de energias ativas nesse plano..... J. Herculano Pires ( o centro espírita )...O passe não pode ser dado a qualquer momento e de qualquer maneira. Deve ser sempre precedido de preparação do passista e do ambiente, bem como do paciente.....Tudo depende de sintonias que precisam ser estabelecidas. Sintonia do médium com seu estado íntimo; sintonia do passista com o espírito que vai atende-lo; sintonia das pessoas presentes com o ambiente que se deve formar no recinto. Tudo isso se consegue através da prece e do interesse de todos... A falsa idéia de que basta estendermos as mãos sobre uma pessoa para socorre-la é uma pretensão que tem suas origens nas práticas mágicas. O passe não é um ato de magia, mas uma ação consciente de súplica às entidades espirituais superiores que nos amparam.... J. Herculano Pires ( obsessão, o passe, a doutrinação) Estando Jesus à mesa em casa desse homem ( Mateus ), vieram aí ter muitos publicanos e gente de má vida, que se puseram à mesa com Jesus e seus discípulos; - o que fez que os fariseus, notando-o, disseram aos discípulos: Como é que o vosso mestre come com publicanos e pessoas de má vida? – Tendo-os ouvido, disse-lhes Jesus: Não são os que gozam saúde que precisam de médico. Jesus – Mateus, 9: 10 a 12 Pedi e se vos dará; buscai e achareis; batei à porta e se vos abrirá; porquanto, quem pede recebe e quem procura acha e, àquele que bata à porta, abrir-se-á. Jesus – Mateus, 7: 7 a 11 Do ponto de vista terreno, a máxima: Buscai e achareis é análoga a esta outra: Ajuda-te a ti mesmo, que o céu te ajudará. É o princípio da lei do trabalho e, por conseguinte, da lei do progresso.... Não, os espíritos não vem isentar o homem da lei do trabalho: vem unicamente mostrar-lhe a meta que lhe cumpre atingir e o caminho que a ela conduz, dizendo: anda e chegarás. Toparás com pedras; olha e afasta-as tu mesmo. Nós te daremos a força necessária, se a quiseres empregar. Kardec – ESE Observamos a parte moral e espiritual da assistência em destaque, convidando o paciente à humildade com boa vontade, à fé com a responsabilidade de saber que alguém está agindo em seu favor, pelo que o respeito e a contrição são necessários. Fica definido, desta forma, que o primeiro objetivo da assistência espiritual é, para a pessoa ou para o espírito que carece e procura, o socorro que lhe proporciona o reequilíbrio orgânico, psíquico, perispiritual e espiritual. Após o objetivo alcançado vem a conscientização dos conhecimentos adquiridos e a necessidade de perseverar neles, porquanto a responsabilidade no continuar do caminho retorna às mãos do auxiliado....Vai e não peques mais. Jesus – João, 8: 2 a 11 Antonio Carlos Sacrini Jr. PRATICANDO O AMOR E O NÃO ODIAR O DIREITO DE MORRER AS FÉRIAS, O LAZER E O ENTRETENIMENTO

3 Nesta Edição LEI DO PROGRESSO AS FÉRIAS, O LAZER E O ENTRETENIMENTO EM FAMÍLIA O descanso é imprescindível para conservarmos a saúde física e mental. Ele é muito diferente da ociosidade, que nos leva a desperdiçar o tesouro das horas e às vezes, um dia inteiro na indisciplina total. A necessidade de descanso sadio nos leva a valorizar as férias e as folgas do trabalho, da escola e das atividades em geral. E para tornarmos o descanso mais agradável, contamos com as viagens, com o lazer sadio, com os entretenimentos culturais e com as atividades nobres que engrandecem a alma e fortalecem o corpo. Muitas vezes, tornam-se momentos muito gratificantes quando nas folgas, brincamos com os filhos; gastamos um tempo para jogar bola, xadrez ou outro passatempo; atendemos aos convites familiares ou sociais; paramos para ler uma revista ou um bom livro; conversamos descontraidamente com os familiares ou amigos queridos; vamos ao cinema; vemos programas enobrecedores de TV; andamos de mãos dadas com os entes queridos na cidade, na praia, no campo ou navegamos pela Internet. Essas formas simples de valorizarmos o tempo de folga contribuem, em muito, para conservarmos a disposição, a alegria e a felicidades de viver. Extraído do livro Amor e Vida em Família Pag. 2 O homem se desenvolve por si mesmo, naturalmente, porem não todos ao mesmo tempo e da mesma maneira. Pelo contato social, os mais adiantados ajudam os outros a progredir. O progresso moral é uma conseq ü ência do progresso intelectual, mas nem sempre o segue imediatamente. O progresso intelectual conduz ao progresso moral, pois d á aos homens a compreensão do bem e do mal, e assim o homem pode escolher. O desenvolvimento do livre arb í trio segue o desenvolvimento da inteligência, e aumenta a responsabilidade do homem pelos seus atos. O progresso completo é um alvo a atingir, que os indiv í duos e tamb é m as na ç ões não chegam a ele senão passo a passo. O homem pode entravar a marcha do progresso, em algumas vezes, mas jamais detê-la. Os homens que tentam barrar a marcha do progresso serão arrastados pela torrente que tentam Os homens que tentam barrar a marcha do progresso serão arrastados pela torrente que tentam deter. Podem existir homens que entravam o progresso, mas involuntariamente, e neste caso são como pequenas pedras que são colocadas sob a roda de um grande carro, sem impedi-lo de avan ç ar. H á um progresso regular e lento, que resulta da for ç a das coisas. Porem se um povo não avan ç a bastante r á pido, Deus provoca de tempos em tempos abalos f í sicos e morais, que os transformam. (LE783) Podemos achar que a perversidade do homem é tão grande, que parece que o progresso não se faz, mas se observarmos bem o conjunto, poderemos notar que ele avan ç a, compreendendo melhor o bem e o mal, e dia a dia corrige seus abusos. Ë preciso que haja excesso de mal, para lhe fazer compreender as necessidades do bem e das reformas. O maior obst á culo ao progresso é o orgulho e o ego í smo, isto relacionado ao progresso moral, pois o intelectual se processa sempre. (LE 785). Tanto o orgulho como o ego í smo desenvolvem a ambi ç ão e o amor à s coisas materiais acima dos valores morais. Para vencer estes obst á culos é necess á rio, principalmente, uma mudan ç a de atitude, reconhecendo-nos esp í ritos imortais em evolu ç ão e trabalhando pela nossa melhoria moral, atrav é s da nossa transforma ç ão interior. ( LE livro III, cap. VIII)

4 Nesta Edição O aborto e a sociedade Octávio Caúmo Serrano O espírita jamais poderá ser favorável ao aborto, independente das circunstâncias, porque conhece a vasta programação que envolve um nascimento na Terra. Preparação de novo corpo, com base no passado daquele espírito, defeitos a serem combatidos e virtudes a serem mais extensamente exercitadas fazem parte do esquema de uma nova encarnação. O aborto, quando consumado, destrói todo esse esquema, frustrando o espírito que se preparou para o novo nascimento, muitas vezes, depois de ser convencido a fazê-lo, por muito tempo. Os defensores do planejamento familiar, desconhecendo as leis maiores e fundamentando-se, simplesmente, no plano material, insistem que as pessoas não podem ter muitos filhos porque não conseguem mantê-los, alimentá-los, instruí-los e educá-los, porque ganham salário pequeno e ficam distantes do lar, todo o tempo, na defesa da manutenção e da sobrevivência. Evidentemente, para essas crianças, o futuro é sempre menos risonho. Comem mal, vestem-se mal e ficam jogados à própria sorte, contando com a sua própria índole para ser alguém de bom caráter, ou não. Temos de analisar, por outro lado, que as pessoas de mais poder aquisitivo, mais bem postas na vida, não criam filhos para serem operários. Os filhos de rico têm de ser doutores. Mas se esquecem de que quem arruma a casa onde vivem, fazem a comida que eles comem e cuidam das roupas que seus filhos vestem, ou dirigem as vans que levam as crianças para a escola não são os doutores. Quem coleta o lixo e as sobras das casas, quem entrega os remédios, as pizzas, as correspondências e encomendas, não são doutores; são operários que, apesar da vida dura, sustentam seus lares e, um pouco melhor ou pior, podem também dar aos filhos – até como exemplos e mais do que conversas – seguras orientações, para que sejam pessoas de bem. Devemos considerar, ainda, sob a ótica das reencarnações sucessivas, que o fracassado rico de ontem pode ter aceitado viver, com dificuldade, esta nova etapa da sua eternidade espiritual, para experimentar na pele os testes mais difíceis. Emmanuel foi um senador romano, para, depois, renascer como um escravo egípcio. Como Públius Lentulus, o senador de Roma cresceu menos, espiritualmente, que como Nestório, um anônimo serviçal em terras do Egito. A posição social nada tem a ver com a posição espiritual. Daí, muitas vezes, o filho estar acima do pai, e o empregado, acima do patrão, se analisados quanto ao degrau espiritual em que se encontram. Se o aborto, em nenhuma circunstância, justifica-se, porque devemos sempre deixar as pessoas virem ao mundo, assim como, um dia, também nos deixaram nascer, sabe-se lá em que situação, com o entendimento trazido pelo Espiritismo, e aí é que o aborto perde totalmente o sentido. Quando os governos defendem a realização do aborto, fazem-no por questões meramente econômicas. É mais barato expulsar um feto do ventre da mãe que acompanhá-la com pré-natal, fazer o parto, vacinar e alimentar a criança, pô- la numa escola, com os gastos da merenda escolar, ou criar creches para mantê-las, enquanto os pais cuidam da sobrevivência. Matá-la é muito mais barato. Por isso, os governos preferem a morte à vida. Como espíritas, digamos não ao aborto, incondicionalmente! CEAL – Painel de Atividades SEGUNDA FEIRA 14:30 h. Evangelho, Passes: Espiritual, P4 para crianças. 19:30 h. Evangelho, Passes: Espiritual, P4 e P4/4 para crianças. Escola de Evangelização Infantil (19:30 às 21:00 h.) TERÇA FEIRA 19:30 h. Evangelho, Passes: Espiritual, A 3, P1, P2, Entrevistas (DEPOE). QUARTA FEIRA 19:30 h. Evangelho, Passes: P3E, P3M (Reservado). QUINTA FEIRA 14:00 h. Clube de Mães (Assistência Social). 19:45 h. Escola Espírita (Grupo de Estudos Doutrinários). SEXTA FEIRA 19:30 h. Evangelho, e Passes: A2. EXPEDIENTE JORNAL CAMINHO DA LUZ Publicação da Casa Espírita André Luiz Coordenação e Diagramação: Ednilsen C.Martinez Acesse estas e outras informações em nosso site Pag. 3


Carregar ppt "Nesta Edição Talvez em nosso estágio, muito mais inferiorizado, pudéssemos começar a não praticar o ódio. Sim, porque se para Amar é necessário exercitar-se."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google