A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DEARHU/GERSAT/COVIT. O que é realmente ter qualidade de vida no trabalho?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DEARHU/GERSAT/COVIT. O que é realmente ter qualidade de vida no trabalho?"— Transcrição da apresentação:

1 DEARHU/GERSAT/COVIT

2 O que é realmente ter qualidade de vida no trabalho?

3 Viver com qualidade de vida é saber manter o equilíbrio no dia-a-dia, procurando sempre melhorar o processo de interiorização de hábitos saudáveis, aumentando a capacidade de enfrentar as pressões e dissabores e vivendo mais consciente e harmônico em relação ao meio ambiente, às pessoas e a si próprio Silva e De Marchi – Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho

4 Diariamente Stress Stress Trabalho 24hs Trabalho 24hs Mau humor Mau humor Congestionamento Congestionamento Insegurança Insegurança

5 10 ANOS DE VIDA DE UMA PESSOA DOS 18 AOS 28 ANOS 26% TRABALHANDO 26% TRABALHANDO 34% DORMINDO 34% DORMINDO 8,3% ALIMENTANDO 8,3% ALIMENTANDO 8,7% ESTUDANDO 8,7% ESTUDANDO 9,0% TRANSPORTE 9,0% TRANSPORTE 14% COM FAMÍLIA E LAZER ( 86% É COM O RESTANTE) 14% COM FAMÍLIA E LAZER ( 86% É COM O RESTANTE)

6 Odontológico 20 Cirurgiões-dentistas 20 Auxiliares de consultório ( 6 responsáveis pela esterilização)

7 LOCAIS DE FUNCIONAMENTO Unidades:1.Goiás Rua Goiás, 229 – 1º andar – Anexo 1 Fones: / FÓRUM LAFAYETTE Av. Augusto de Lima, Térreo Fone: Francisco Sales Av. Francisco Sales, 1446 Pilotis Fone:

8 HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO De Segunda à Sexta-Feira Das 7 às 19 horas

9 COBERTURA DO ATENDIMENTO Desembargadores Desembargadores Juízes Juízes Funcionários de 1ª e 2ª Instância da Capital Funcionários de 1ª e 2ª Instância da Capital Aposentados Aposentados DEPENDENTES Poderão ser atendidos através de convênios. - Dentistas conveniados

10 CRITÉRIO DE CHAMADA PARA ATENDIMENTO A convocação será feita por ORDEM DE INSCRIÇÃO. As exceções: em casos emergenciais; em casos emergenciais; em perícias; em perícias; para emissão de laudos odontológicos – licenças. para emissão de laudos odontológicos – licenças.

11 PRAZOS Quando convocado para o início do tratamento, o servidor terá um prazo máximo de 10 dias para a marcação da primeira consulta. Caso não o faça, perderá o direito ao tratamento e deverá, então, fazer nova inscrição. O prazo poderá ser ampliado caso o servidor esteja sob licença médica ou férias. Seis meses após receber alta do tratamento, o paciente deverá agendar sua consulta de retorno para nova avaliação.

12 TROCA DE TURNO OU DE DENTISTA: O paciente NÃO poderá escolher o dentista com o qual fará o tratamento O paciente NÃO poderá escolher o dentista com o qual fará o tratamento Em situações excepcionais, a solicitação para a troca de dentista ou troca de turno poderá ser feita por escrito ao setor, que decidirá sobre a questão. Em situações excepcionais, a solicitação para a troca de dentista ou troca de turno poderá ser feita por escrito ao setor, que decidirá sobre a questão.

13 CASOS DE EMERGÊNCIA O paciente deverá ligar para o setor informando o seu problema e aguardar a chamada para atendimento. O paciente deverá ligar para o setor informando o seu problema e aguardar a chamada para atendimento. O atendimento será efetuado tão logo haja um horário vago. O atendimento será efetuado tão logo haja um horário vago.

14 CUSTO DO TRATAMENTO ODONTOLÓGICO Todos os serviços oferecidos pelo setor são gratuitos, com exceção da prótese fixa. Esses serviços requerem a execução de uma parte do trabalho por laboratórios protéticos (terceirizados). Os serviços realizados pelos laboratórios são descontados em folha de pagamento, mediante autorização assinada pelo paciente em impresso próprio.

15 NORMAS FALTA À CONSULTA OU DESISTÊNCIA DO TRATAMENTO Tolerância: 3 faltas. Após a terceira falta o paciente será transferido para o final da lista de inscrições. Exceção: atestado médico abonando a falta.

16 NORMAS PONTUALIDADE E ASSIDUIDADE Tolerância: 10 MINUTOS após o horário marcado. Se o paciente comparecer após a tolerância prevista esse atraso será considerado falta e a marcação de nova consulta será de acordo com a disponibilidade da agenda. Se houver impossibilidade de comparecimento comunicar ao setor com antecedência mínima de 2 (duas) horas. Caso o paciente falte ou desmarque uma consulta, ele deverá comparecer em no máximo 15 dias, para justificar e remarcar outro horário. Esse procedimento evitará que o tratamento seja interrompido.

17 NORMAS DESISTÊNCIA DO TRATAMENTO Caso o paciente desista de continuar o tratamento já iniciado, deverá fazê-lo por escrito e assinar sua ficha clínica.

18 Convênios Há convênios com diversos dentistas e clínicas para atendimento dos dependentes e dos servidores, em várias especialidades não realizadas pelo setor. (intranet-serviços- núcleo de odontologia) A tabela de preços a ser obedecida pelos dentistas conveniados foi fixada pelo setor. Os descontos variam de 10% a 60%. O pagamento deverá ser efetuado diretamente ao conveniado. Os interessados deverão agendar sua consulta diretamente com o conveniado escolhido.

19

20

21 Equipe de Controle de Dependência da Nicotina Em 2001, a GERSAT, na época denominada DISAO, criou o programa de Controle de Dependência da Nicotina Em 2001, a GERSAT, na época denominada DISAO, criou o programa de Controle de Dependência da NicotinaEquipe: Médico; enfermeira; psicóloga; assistente social

22 Equipe de Controle de Dependência da Nicotina Buscar mudança de cultura, onde todos os servidores da instituição, fumantes e não fumantes se conscientizem da importância de um ambiente de trabalho livre da poluição tabagista.

23 Equipe de Controle de Dependência da Nicotina Ações: Ambiente Livre de Tabaco (implantado na capital e em 10 comarcas do interior) Garantir direitos de fumantes e não fumantes Garantir direitos de fumantes e não fumantes Tratamento em grupo e individual (reinício em abril 2008)

24 Ginástica laboral É uma atividade desenvolvida no ambiente de trabalho, atuando de forma preventiva e terapêutica, através de exercícios de alongamento e fortalecimento dos músculos. É uma atividade desenvolvida no ambiente de trabalho, atuando de forma preventiva e terapêutica, através de exercícios de alongamento e fortalecimento dos músculos.

25 Ginástica laboral Benefícios Melhor flexibilidade, coordenação, ritmo e agilidade, promovendo maior mobilidade; Melhor flexibilidade, coordenação, ritmo e agilidade, promovendo maior mobilidade; Correção dos vícios posturais; Correção dos vícios posturais; Diminuição da fadiga muscular; Diminuição da fadiga muscular; Diminuição do aparecimento de DORT (doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho); Diminuição do aparecimento de DORT (doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho); Aumenta a auto-estima e auto-imagem; Aumenta a auto-estima e auto-imagem; Favorece o relacionamento social e trabalho em equipe; Favorece o relacionamento social e trabalho em equipe; Mais atenção e concentração das atividades desempenhadas; Mais atenção e concentração das atividades desempenhadas; Diminuição nos níveis de estresse e tensão geral; Diminuição nos níveis de estresse e tensão geral; Disposição do servidor ao iniciar e ao retornar ao trabalho. Disposição do servidor ao iniciar e ao retornar ao trabalho.

26 Ginástica laboral Projeto piloto - PROFIT na unidade Francisco Sales, Fórum e Juizado Criminal Projeto piloto - PROFIT na unidade Francisco Sales, Fórum e Juizado Criminal Licitação para atuação em outras unidades 2008 Licitação para atuação em outras unidades 2008

27 Ame o seu trabalho hoje para um dia fazer o que ama.

28 Torne o trabalho agradável Sorria mais

29 Planeje sua vida Tudo que o homem realiza foi construído antes NA ALMA


Carregar ppt "DEARHU/GERSAT/COVIT. O que é realmente ter qualidade de vida no trabalho?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google