A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Máximo Luiz Pompermayer Superintendente Brasília – DF 30/06/2009 Aquecimento Solar de Água no Âmbito dos Programas de Eficiência Energética das Concessionárias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Máximo Luiz Pompermayer Superintendente Brasília – DF 30/06/2009 Aquecimento Solar de Água no Âmbito dos Programas de Eficiência Energética das Concessionárias."— Transcrição da apresentação:

1 Máximo Luiz Pompermayer Superintendente Brasília – DF 30/06/2009 Aquecimento Solar de Água no Âmbito dos Programas de Eficiência Energética das Concessionárias de Energia Elétrica Superintendência de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética – SPE Audiência Pública Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Federal – CMA

2 Aspectos Legais e Regulatórios Decreto n o 2.335, de outubro de 1997, Anexo I, Art. Art. 4º, inciso IX combate ao desperdício uso da energia elétrica À ANEEL compete: incentivar o combate ao desperdício de energia no que diz respeito a todas as formas de produção, transmissão, distribuição, comercialização e uso da energia elétrica. Contrato de Concessão plano de ações visando ao incremento da eficiência no uso e na oferta de energia elétrica CLÁUSULA SEXTA: A CONCESSIONÁRIA elaborará e submeterá, anualmente, à CONCEDENTE, plano de ações visando ao incremento da eficiência no uso e na oferta de energia elétrica, no qual deve constar, obrigatoriamente, ações voltadas para a orientação do uso racional de energia elétrica por seus consumidores e plano de utilização integrada de recursos na oferta.

3 Aspectos Legais e Regulatórios Lei n o 9.991, de 24 julho de 2000 Art. 1 o As concessionárias e permissionárias de serviços públicos de distribuição de energia elétrica ficam obrigadas a aplicar, anualmente, o montante de, no mínimo, setenta e cinco centésimos por cento de sua receita operacional líquida em pesquisa e desenvolvimento do setor elétrico e, no mínimo, vinte e cinco centésimos por cento em programas de eficiência energética no uso final... I – até 31 de dezembro de 2005, os percentuais mínimos definidos no caput deste artigo serão de cinqüenta centésimos por cento, tanto para pesquisa e desenvolvimento, como para programas de eficiência energética na oferta e no uso final da energia. Lei nº , de março de 2007: I – até 31 de dezembro de 2010, os percentuais mínimos definidos no caput deste artigo serão de...

4 Regulamentação do Programa de EE Resolução Normativa n o 300, de 12 de fevereiro de Plano de investimento com horizonte mínimo de dois anos 2.No mínimo 50% dos recursos para o residencial baixa renda 3.Relação Custo-Benefício menor ou igual a 0,80 (RBC 1,25) 4.Selo PROCEL de eficiência energética como referência 5.Critérios para medição e verificação de desempenho 6.Recuperação do investimento em unidades com fim lucrativo Possibilidade de projeto prioritário: projeto de grande relevância, concebido no âmbito de uma política nacional de eficiência energética.

5 Investimentos Realizados e Resultados Associados. Ciclo Investimento (milhões de R$) Energia Economizada (GWh/ano) Demanda Evitada (MW) 1998/ / / / / / / / / Total Investimentos e Resultados

6 Resumo dos Ciclos 2000/2001 a 2004/2005. Investimentos e Resultados Tipo de Projeto Investimento Apropriado (R$) Energia Econ. (GWh/ano) Demanda Evitada (MW) RCB Iluminação Pública (40%) ,48 Residencial (14%) ,32 Industrial (10%)376590,32 Serviços Públicos (10%) ,45 Educação (8,6%)90250,11 Comércio e Serviços (6,3%)130300,21 Poder Público (3,7%)57140,67 Aquecimento Solar (2,1%)n.d. Rural (1,6%)8390,25 Perdas (1,3%)79170,12 Gestão E. Municipal (1,2%)n.d. Fator de Carga (1,2%)0,660,09 Total ,37

7 Projetos Específicos de Aquecimento Solar (Ciclo 2006/2007) Substituição de Chuveiros Elétricos *Por chuveiro substituído; **Inclui recuperador de calor. EmpresaBeneficiário Valor do Projeto (R$) Chuveiros Retirados Energia Economizada (MWh) Demanda Evitada (kW) Custo Unitário (R$)* CELGResidencial Baixa Renda , ,44 CEMIG** Baixa Renda , ,62 CEMIGLar dos meninos SSVP e Dom Orione ,83 COELBAResidencial Muryllo Soares da Cunha ,64 COELBAResidencial Conde de Castanheira ,96 COELBAResidencial Atlantic Sul Residence ,44 CEMIGMaternidade Sofia Feldman ,99 COELBAResidencial Solar da Cardeal ,90 CEMIGHospital e Maternidade São Domingos ,31 CFLOResidencial Baixa Renda ,40 BANDEIRANTELar São José de Lorena - Lorena/SP ,32 BANDEIRANTECasa da Esperança - Itaquaquecetuba ,88 BANDEIRANTEEntidades Beneficentes - Caçapava ,57 CEMIGFundação Sara ,67 TOTAL ,76

8 Ações Vinculadas a Outros Projetos (Ciclo 2006/2007) Substituição de Chuveiros Elétricos EmpresaBeneficiário Investimento (R$) Chuveiros Retirados Metas de EE (MWh/ano) Demanda Evitada (kW) CELESCBaixa Renda , CEMIG Baixa Renda , CPFLBaixa Renda , BANDEIRANTEBaixa Renda , BANDEIRANTEBaixa Renda , BANDEIRANTEBaixa Renda , SANTA CRUZBaixa Renda , BANDEIRANTEBaixa Renda , CEMIGBaixa Renda92.152, CEMIGBaixa Renda , CPFLPoder Público , SANTA CRUZPoder Público75.000, ELETROPAULOPoder Público , SANTA CRUZPoder Público99.782, CELGPoder Público , LIGHTPoder Público , DME - PCPoder Público , TOTAL ,

9 Alternativa ao Aquecedor Solar Recuperador de calor acoplado a chuveiro elétrico Pesquisa & Desenvolvimento Empresa: Cemig Entidade Executora: PUC-MG Benefícios proporcionados: Economia de Energia de 34% a 50% Usado em programas de eficiência energética

10 Outras Alternativas

11 Superintendência de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética – SPE Tel: (61) ; Contato...


Carregar ppt "Máximo Luiz Pompermayer Superintendente Brasília – DF 30/06/2009 Aquecimento Solar de Água no Âmbito dos Programas de Eficiência Energética das Concessionárias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google