A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Existência A Instituição justifica sua existência na medida em que logra consolidar e incrementar sua contribuição à sociedade. Os valores agregados.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Existência A Instituição justifica sua existência na medida em que logra consolidar e incrementar sua contribuição à sociedade. Os valores agregados."— Transcrição da apresentação:

1

2 A Existência A Instituição justifica sua existência na medida em que logra consolidar e incrementar sua contribuição à sociedade. Os valores agregados das atividades de uma Instituição: Valor econômico maior eficiência interna para a utilização dos recursos disponíveis. Valor social relevância e significância para a sociedade

3 Requisitos Internos Requisitos Externos Ótima CausaTransparência Casa ArrumadaComunicação DedicaçãoParcerias SustentabilidadeSolicitar de forma estruturada

4 Ótima causa (Gente/Brilho nos olhos/necessário – a diferença) Qual a sua causa? Onde você é diferente? Quais são os seus números? Quais são os seus problemas?

5 Sustentabilidade Planejamento estratégico – curto – médio – longo prazo Ações desenvolvidas Orçamento global Gestão da Instituição (Administrativa, Financeira, Atividade s)

6 Casa Arrumada Documentação da organização Espaço Institucional Gestão organizacional

7 Dedicação Diretoria Profissionais Famílias Captador de recursos

8 Fontes de recursos para a manutenção Empresas Indivíduos Eventos Prestação de serviço Venda de produtos Governo Projetos Web Ideal – nenhum maior que 33%

9 Transparência (ética) Todo dinheiro doado é publico Disponibilizar informações sobre recursos financeiros Disponibilizar acesso as atividades institucionais Publicação de documento contábil Relatório(s) de Prestação de Constas

10 Comunicação Repensando a comunicação Visibilidade/reconhecimento/recursos Requer planejamento Alguns Instrumentos: Site Folheto eletrônico s Folhetos impressos Cartazes Redes Sociais

11 Parcerias Temática Geográfica

12 Solicitar! Tem que existir o pedido Cultura da doação Trabalho de articulação sobre a causa Plano de Captação Projeto

13 Plano de Captação Visão macro e micro da Instituição Doações - Grandes / Médios / Pequenos (Legitimidade) Empresas (Patrocínio Master/Apoios Institucionais) Pessoas (Eventos / Associados) Governo (Convênios) Projetos (Editais)

14 Estratégia para dar visibilidade e incrementar os recursos de sua Instituição. Projeta a Instituição como Investimento, gerando lucro social. Perfil do captador - Relações públicas (contatos, telefonemas, visitação, telefonema, convites, eventos específicos para, reuniões, voluntariado/mimos). Materiais de trabalho – celular, sala, microcomputador, internet, acesso a documentos institucionais, reuniões com a diretoria e com os profissionais para ouvir, sugerir e planejar o projeto/necessidade e a fonte financiadora.

15 Ingredientes 500g de clareza 2kg de transparência 300g de objetividade Criatividade a gosto Modo de preparo Com o foco na missão, misture os ingredientes com concisão e boa linguagem. Quanto mais profissionalismo, maior o rendimento da receita Sirva à vontade!

16 O que faz a diferença na hora de atingir nossos objetivos mais rapidamente é (emoção – sensibilização). Cadê o botão da CRIATIVIDADE? Livro: Designer para quem não é designer. Ed. Autor Robin Williams

17 Cadê o botão da CRIATIVIDADE? (emoção – sensibilização) A criatividade faz você chegar no mesmo ponto que chegaria usando o trivial, no entanto chegará com mais rapidez e eficiência. Out of the Box Livro: Designer para quem não é designer. Ed Autor Robin Willians

18

19 3 na gaveta Editais Convênios

20 Fase de Captação no Ano JAN a JUN (Relações públicas) JUL a OUT (Periodo de captação) NOV a DEZ (Relações Públicas)

21 Otimizar a comunicação da instituição junto a colaboradores e parceiros. Objetivos da redação Possibilitar a criação de textos coerentes, lógicos, informativos e elegantes que comunicam de forma eficaz as mensagens organizacionais; Desenvolver o marketing social que expanda redes de relacionamento; Otimizar os processos de comunicação interna minimizando ruídos; Atingir resultados através da redação de textos claros, concisos e objetivos; Comunicar com clareza e objetividade para captar recursos, desenvolver alianças e propostas de projetos. Utilizar palavras apropriadas ao universo social/filantrópico.

22 Desenvolvendo textos velozes para um mundo veloz; Eliminando termos desnecessários (descomplicando a língua); Utilizando palavras apropriadas ao universo social/filantrópico; Destacando o objetivo do texto (foco); Despertando o interesse do leitor; Adaptando-se ao perfil do leitor; Trabalhando o tema central do texto (assunto); Utilizando técnicas com alto teor informativo e baixa redundância; Situando o texto no tempo e no espaço.

23 Redação específica de s Utilizar os termos adequados para a linguagem formal e informal; Iniciar um e abordar o interlocutor corretamente; Palavras adequadas que ajudam a conectar ideias e parágrafos; Finalizar a redação com estilo.

24 APRESENTAÇÃO R esumo claro e objetivo do projeto, considerando a situação do público-alvo do projeto, os dados de seu município, os resultados de Conferências Municipal ou Estadual se tiver sido realizada sobre a causa. Apresente algum diagnóstico realizado pelos diferentes atores do Sistema de Garantias de Direitos (se houver); os resultados esperados, o valor do projeto previsto, a área de abrangência e sua população/público alvo e os atendidos direta e indiretamente devem ser citados na apresentação.

25 JUSTIFICATIVA PARA O PROJETO: a) Descreva qual o problema, a violação de direitos e/ou a carência de atendimento a serem enfrentados, suas causas, o contexto geográfico, sócio-econômico e cultural. Quais os principais atores tanto do setor público como da sociedade civil envolvidos. b) Descreva quais estratégias e atividades propostas para a promoção dos direitos do público-alvo do projeto, os resultados esperados, incluindo tanto resultados quantitativos (ex. números de crianças incluídas no ensino público) como mudanças qualitativas (ex. permanência e sucesso na escola pública). c) Identifique as parcerias locais, as características da cultura local e do público atendido que poderão contribuir para o sucesso do projeto.

26 HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO EXECUTORA Relate os objetivos da Instituição, quais suas principais ações e projetos executados, o registros em Conselho de Direitos, quais seus principais parceiros institucionais e público alvo.

27 QUAIS SERÃO OS PARTICIPANTES DO PROJETO É também muito importante que os participantes do Projeto sejam caracterizados. Este é o ponto de partida para formular uma proposta que atenda às necessidades de cada comunidade ou grupo envolvidos nas ações. Portanto, não deixe de falar das características das pessoas segundo sua etnia, atividade econômica, condição de saúde, orientação sexual, faixa etária, região de moradia, escolaridade, entre outros aspectos.

28 OBJETIVO GERAL Descreva de forma sintética e objetiva a transformação global que pretende promover com o público-alvo do projeto.

29 OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO PROJETO Descreva os resultados diretos que se esperam na vida do público-alvo e comunidade do município e as ações que pretende implementar para alcançar a transformação descrita no objetivo geral, conforme exemplo apresentando:

30 Objetivos Específicos Atividades Ações Resultados EsperadosPeríodo QuantitativosQualitativos Objetivo Específico 1 Inserir efetivament e nas escolas municipais 50 crianças vítimas do trabalho infantil através de atividades complement ares de arte- educação Organizar duas oficinas artísticas para 5 professores Realizar duas peças teatrais pelas próprias crianças Mobilizar as famílias das crianças nas atividades sócio- educativas educativas Número de crianças que voltaram à escola inseridas nas escolas Atividades sócio- educativas realizadas pelas crianças Percentual de famílias envolvidas nas atividades Reprodução das oficinas em outras instituições Efeito positivo do curso no desenvolvimento da criança (auto-estima, cidadania desempenho escolar) Melhora na relação das famílias com as crianças atendidas 3 meses Objet ivo Espe cífico

31 METODOLOGIA Descreva o COMO FAZER do projeto. Os conceitos adotados. Os principais procedimentos. As técnicas e os instrumentos a serem empregados. Como se articulam as várias atividades e os vários atores envolvidos no projeto.

32 ESTRATÉGIAS PARA SUSTENTABILIDADE São as ações desencadeadas pelo projeto para que as mudanças promovidas possam ter continuidade, legitimidade e permanência no município. Descreva como pretende promover a sustentabilidade do projeto em termos: Financeiros: descreva se há contrapartida dos Governos municipal e estadual ou de outras fontes de financiamento. Técnicos: metodologias, estratégias e planejamento; Comunitários: descreva a capacidade do projeto de mobilizar a comunidade local e o grau de participação dos atores locais e das próprias crianças e adolescentes; Articulação e Trabalho em Rede: descreva como as ações do projeto se articulam com os outros atores locais do Sistema de Garantia dos Direitos e como fortalecem a rede local de proteção da Criança e do Adolescente; Interação com as Políticas Públicas: com se dá a complementaridade e integração com as políticas públicas e serviços do município, particularmente com os demais conselhos das políticas setoriais.

33 ACOMPANHAMENTO DO PROCESSO Descrever como pretende acompanhar e registrar a execução das ações (meios de verificação), atentando-se para as Atividades, Indicadores de Progresso e os Meios de Verificação / Gestão do Projeto.

34 AVALIAÇÃO DE RESULTADOS Para cada OBJETIVO ESPECÍFICO enunciado, terá que ser identificado os indicadores dos resultados esperados, assim como os meios de verificação. Estes instrumentos são importantes para verificar, no período de tempo previsto pelo projeto, os resultados obtidos e assim avaliar os métodos adotados. Objetivo Específico 1 /Objetivo Específico 2 Indicadores de Resultados Meios de Verificação

35 EQUIPE TÉCNICA DO PROJETO (RELACIONAR OS PROFISSIONAIS QUE FARÃO O QUE E QUAIS DEVERÃO SER CONTRATADOS PELO PROJETO). ESTRATÉGIA DE DIVULGAÇÃO Elaboração de instrumentos de divulgação do projeto com objetivo de sensibilizar, mobilizar a comunidade e assim fortalecer as ações implementadas, estimulando as parceiras. Todo layout de peça de divulgação deve ser previamente aprovado pelo (s) parceira, que deverá ser contatada para fornecer a marca

36 VALOR TOTAL DO PROJETO POR PRODUTO/SERVIÇO COM ESPECIFICAÇÕES/QUANTIDADE/CUSTO UNITÁRIO E TOTAIS DOS ITENS

37 RESUMO EXECUTIVO (1 PÁGINA) + FOLHETO DA INSTITUIÇÃO 3 A 4 PARÁGRAFOS: APRESENTAÇÃO DA INSTITUIÇÃO, DESCREVER O PROJETO CONSTANDO SEU PROBLEMA – NECESSIDADE, PÚBLICO-ALVO E CUSTO PARA VIABILIZAÇÃO. CONVITE À EMPRESA PARA PARCERIA E DESCREVA SUSCINTAMENTE O SEU GANHO. DESPEDIDA. ASSINATURA DO PRESIDENTE DA INSTITUIÇÃO.

38 CAMINHO PARA.... AGENDE VISITA À EMPRESA/FINANCIADOR COM A PESSOA QUE DETÉM O PODER DE DECISÃO PROVIDENCIE O ACESSO NA SUA AGENDA DA REDE O CONTATO PRÓXIMO DA PESSOA COM O PODER DE DECISÃO (ISTO É IMPORTANTE, PORQUE É O QUEBRA GELO PARA O INÍCIO DO ENCONTRO PRESENCIAL) TEMPO NO MÁXIMO 30 MINUTOS FAÇA DOIS PROJETOS UM INTEIRO NO VALOR TOTAL E O RESUMO EXECUTIVO (ESTE PODERÁ TER O VALOR TOTAL E PARCIAL)

39 SEJA SUSCINTO FALE TUDO SOLICITE CALE-SE ESCUTE AGENDE

40 Dedutibilidade das doações Incentivo fiscal à Cultura Lei Rouanet n , de 1991 Pessoas físicas Lei n , de 1999 (áreas específicas da cultura) Incentivo Fiscal Municipal Fundo para a Infância e a Adolescência Fundo de Incentivo ao Esporte

41

42 SORTE = Capacidade (saber fazer) + Oportunidade (poder fazer) + Empenho (querer fazer)

43 Mesmo estando na estrada certa, você será atropelado se ficar apenas parado nela. Will Rogers

44


Carregar ppt "A Existência A Instituição justifica sua existência na medida em que logra consolidar e incrementar sua contribuição à sociedade. Os valores agregados."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google