A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professor: José Tiago Pereira Barbosa 2013. Nível de energia Camada ou nível Número máximo de elétrons K1ª2 L2ª8 M3ª18 N4ª32 O5ª32 P6ª18 Q7ª8 Os elétrons.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professor: José Tiago Pereira Barbosa 2013. Nível de energia Camada ou nível Número máximo de elétrons K1ª2 L2ª8 M3ª18 N4ª32 O5ª32 P6ª18 Q7ª8 Os elétrons."— Transcrição da apresentação:

1 Professor: José Tiago Pereira Barbosa 2013

2 Nível de energia Camada ou nível Número máximo de elétrons K1ª2 L2ª8 M3ª18 N4ª32 O5ª32 P6ª18 Q7ª8 Os elétrons estão distribuídos em camadas ao redor do núcleo. Admite-se a existência de 7 camadas eletrônicas.

3 Na natureza, todos os sistemas tendem a adquirir a maior estabilidade possível; Os átomos ganham ou perdem elétrons para aumentar a sua estabilidade; Os átomos dos gases nobres são estáveis; São os únicos que possuem a camada de valência completa, isto é, com oito elétrons (dois, no caso da camada K). Teoria do Octeto

4 Verifica-se que a última camada de um átomo não pode ter mais de 8 elétrons Verifica-se que a última camada de um átomo não pode ter mais de 8 elétrons Quando isto ocorrer, devemos colocar na mesma camada, 8 ou 18 elétrons (aquele que for imediatamente inferior ao valor cancelado) e, o restante vai para a camada seguinte Quando isto ocorrer, devemos colocar na mesma camada, 8 ou 18 elétrons (aquele que for imediatamente inferior ao valor cancelado) e, o restante vai para a camada seguinte Ca K = 2L = 8M = 10M = 8N = 2

5 DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7.

6 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

7 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

8 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-10; DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

9 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-10; DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

10 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

11 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

12 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. K-2; L-8; DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

13 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. K-2; L-8; M-18; DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

14 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. K-2; L-8; M-18; N-28; DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

15 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. K-2; L-8; M-18; N-28; DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

16 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. K-2; L-8; M-18; N-18; DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

17 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. K-2; L-8; M-18; N-18; O-10 DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

18 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. K-2; L-8; M-18; N-18; O-10 DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

19 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. K-2; L-8; M-18; N-18; O-8; P-2. DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

20 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. K-2; L-8; M-18; N-18; O-8; P-2. K-2; L-8; M-18; N-32; O-22 DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

21 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. K-2; L-8; M-18; N-18; O-8; P-2. K-2; L-8; M-18; N-32; O-22 DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

22 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de camada: Na 11 Cl 17 Ca 20 Ba 56 Pb 82 K-2; L-8; M-1. K-2; L-8; M-7. K-2; L-8; M-8; N-2. K-2; L-8; M-18; N-18; O-8; P-2. K-2; L-8; M-18; N-32; O-18; P-4. DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA

23 Pesquisando o átomo, Sommerfeld chegou à conclusão que os elétrons de um mesmo nível não estão igualmente distanciados do núcleo porque as trajetórias, além de circulares, como propunha Bohr, também podem ser elípticas Pesquisando o átomo, Sommerfeld chegou à conclusão que os elétrons de um mesmo nível não estão igualmente distanciados do núcleo porque as trajetórias, além de circulares, como propunha Bohr, também podem ser elípticas Esses subgrupos de elétrons estão em regiões chamadas de subníveis e podem ser de até 4 tipos s p d f Esses subgrupos de elétrons estão em regiões chamadas de subníveis e podem ser de até 4 tipos s p d f Subníveis de Energia

24 Em cada camada ou nível de energia, os elétrons se distribuem em subcamadas ou subníveis de energia, representados pelas letras s,p,d,f, em ordem crescente de energia; O número máximo de elétrons que cabe em cada subcamada, ou subnível de energia, também foi determinado experimentalmente. Subnível spdf Número máximo de elétrons

25 subnível s, que contém até 2 elétrons subnível p, que contém até 6 elétrons subnível d, que contém até 10 elétrons subnível f, que contém até 14 elétrons Os subníveis em cada nível são: K1s L2s2p Q7s7p M3s3p3d P6s6p6d N4s4p4d 4f O5s5p5d 5f

26 Estudos sobre as energias dos subníveis, mostram que: s < p < d < f Os elétrons de um mesmo subnível possuem a mesma energia. Os elétrons de um átomo se distribuem em ordem crescente de energia dos subníveis. O cientista LINUS PAULING criou uma representação gráfica para mostrar a ordem CRESCENTE de energia dos subníveis. Esta representação ficou conhecida como DIAGRAMA DE LINUS PAULING O número máximo de elétrons, em cada subnível, é: # subnível s : 2 elétrons. # subnível p : 6 elétrons. # subnível d : 10 elétrons. # subnível f : 14 elétrons.

27 DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA 1s, 2s, 2p, 3s, 3p, 4s, 3d, 4p, 5s, 4d, 5p, 6s, 4f, 5d, 6p, 7s, 5f, 6d > ordem crescente de energia

28 Exemplos: Distribuir os elétrons dos átomos abaixo em ordem de subníveis: Na s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 1. Cl s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 2, 3p 5. Fe s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 2, 3p 6, 4s 2, 3d 6. Pb s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 2, 3p 6, 4s 2, 3d 10, 4p 6, 5s 2, 4d 10, 5p 6, 6s 2, 4f 14, 5d 10, 6p 2.

29 Para os CÁTIONS devemos distribuir os elétrons como se eles fossem neutros e, em seguida, da última camada retirar os elétrons perdidos Para os CÁTIONS devemos distribuir os elétrons como se eles fossem neutros e, em seguida, da última camada retirar os elétrons perdidos 20 Ca 2+ 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2

30 Para os ÂNIONS devemos adicionar os elétrons ganhos aos já existentes no átomo, e, em seguida distribuir o total Para os ÂNIONS devemos adicionar os elétrons ganhos aos já existentes no átomo, e, em seguida distribuir o total S 2– = 18 elétrons 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6

31 DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA º 2º 3º 4º s1s1 s2s2 d1d1 d2d2 d3d3 d4d4 d5d5 d6d6 d7d7 d8d8 d9d9 d 10 p1p1 p2p2 p3p3 p4p4 p5p5 p6p6 5º 6º 7º f1f1 f2f2 f3f3 f4f4 f5f5 f6f6 f7f7 f8f8 f9f9 f 10 f 11 f 12 f 13 f 14 d1d1 n-1 n-2 n

32 DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA Comparativo das distribuições eletrônicas: Na 11 - K-2; L-8; M-1. Na s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 1. Cl 17 - K-2; L-8; M-7. Cl s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 2, 3p 5. Fe 26 - K-2; L-8; M-14; N-2. Fe s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 2, 3p 6, 4s 2, 3d 6. Pb 82 - K-2; L-8; M-18; N-32; O-18; P-4 Pb s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 2, 3p 6, 4s 2, 3d 10, 4p 6, 5s 2, 4d 10, 5p 6, 6s 2, 4f 14, 5d 10, 6p 2.

33 Distribuição eletrônica de íons Na 11 K-2; L-8; M-1. Na K-2; L-8. Na 11 1s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 1 Na s 2, 2s 2, 2p 6 Cl 17 K-2; L-8; M-7. Cl K-2; L-8; M-8. Cl 17 1s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 2, 3p 5. Cl s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 2, 3p 6 Fe 26 1s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 2, 3p 6, 4s 2, 3d 6. Fe s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 2, 3p 6, 3d 6. Fe s 2, 2s 2, 2p 6, 3s 2, 3p 6,3d 5.


Carregar ppt "Professor: José Tiago Pereira Barbosa 2013. Nível de energia Camada ou nível Número máximo de elétrons K1ª2 L2ª8 M3ª18 N4ª32 O5ª32 P6ª18 Q7ª8 Os elétrons."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google