A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

V ERDADE E FIDELIDADE 12-03-2011. O S FRUTOS DA MENTIRA O 8º mandamento, Não levantar falsos testemunhos, pede-nos que eliminemos a mentira e a falsidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "V ERDADE E FIDELIDADE 12-03-2011. O S FRUTOS DA MENTIRA O 8º mandamento, Não levantar falsos testemunhos, pede-nos que eliminemos a mentira e a falsidade."— Transcrição da apresentação:

1 V ERDADE E FIDELIDADE

2 O S FRUTOS DA MENTIRA O 8º mandamento, Não levantar falsos testemunhos, pede-nos que eliminemos a mentira e a falsidade das nossas relações com Deus e com o próximo. A mentira tornou-se tão frequente que às vezes não é fácil detectá-la. As mentiras, à primeira vista, fazem jeito a quem as usa! Há mentiras piedosas e mentiras jocosas que não prejudicam ninguém e mentiras mal intencionadas que destroem a dignidade dos outros. Verdade e Fidelidade

3 O S FRUTOS DA MENTIRA Quais são as mais graves? Como avaliar a gravidade? A partir certamente das intenções de quem as diz e das consequências funestas que originam. A mentira gera a desconfiança e esta vicia as relações recíprocas entre as pessoas. Precisamos de confiar e merecer a confiança para viver em liberdade. O que é então a verdade? Verdade e Fidelidade

4 Importância da verdade A mentira não compensa. Apesar de parecer útil a curto prazo, apresenta, no entanto, consequências lamentáveis ao gerar a desconfiança e viciar o relacionamento social. Falsear a palavra é falsear a comunicação. Como merecemos confiança? Quando confiamos nos outros? Quando notamos sinceridade e lealdade, coerência entre o que se diz e o que se pensa, e ainda solidariedade e respeito. Verdade e Fidelidade A verdade imprescindível no relacionamento social

5 Importância da verdade A sinceridade e a lealdade manifestam-se, não só nas palavras que dizemos, mas também nos silêncios que oportunamente guardamos. Quanto maior for a nossa responsabilidade na vida social, maior cuidado devemos ter com a língua, pois, com ela tanto podemos ajudar como esmagar, iluminar como inibir, criar ambiente de bom relacionamento como destruí-lo. Verdade e Fidelidade A verdade imprescindível no relacionamento social

6 Importância da verdade A verdade não pode dissociar-se da lealdade e da fidelidade. Não basta dizer a verdade «nua e crua». Quando nos servimos da verdade para lançar no rosto dos outros os seus defeitos, humilhando-os, ou para difamar e prejudicar, somos conduzidos pela inveja e pela maldade e destruímos a convivência fraterna. A verdade deve orientar-se pelo amor e conduzir à vida comunitária. A Sagrada Escritura apresenta a verdade como exigência da Aliança, em relação, portanto, com a fidelidade. A verdade não é só da ordem do conhecimento mas também da ordem prática. Verdade e Fidelidade A verdade orienta-se pela fidelidade

7 Importância da verdade A mentira é condenável também porque contradiz a vocação do cristão. Somos realmente «chamados das trevas à luz admirável de Deus» convidados a ser luz do mundo. Só podemos ser filhos da luz se, na nossa vida, transparecer a verdade. Nascido para a luz de Deus no Baptismo o cristão não pode viver nas trevas da mentira. A gravidade na mentira não está apenas na incoerência entre as palavras e a mente, mas, ainda mais, nos maus sentimentos que porventura a motivam. O 8º mandamento convida-nos a examinar o nosso coração e a descobrir estas raízes más para as extirpar. Verdade e Fidelidade Chamados das trevas à luz

8 Importância da verdade O nosso conhecimento da verdade é limitado e fragmentado. À medida que vamos crescendo em cultura e experiência verificamos como o discernimento da verdade é dificultada pelas más inclinações enraizadas no nosso coração. Assim a verdade é uma conquista progressiva que exige esforço, sinceridade e humildade. Diz Sto Agostinho: «Procura a verdade como alguém que está prestes a encontrá-la, e encontra-a com a intenção de continuar sempre a procurá-la». Verdade e Fidelidade A conquista da verdade

9 Importância da verdade Jesus Cristo é a verdade plena e o caminho para a alcançar. Aproximar-se de Jesus Cristo é aproximar-se da verdade acerca de Deus e acerca do homem. Esta verdade que liberta conjuga a lucidez para discernir os valores autênticos e a coragem para os proclamar e viver. É dom que Deus nos oferece e caminho para onde o Espírito Santo nos conduz. Mas deve tornar-se também aspiração e tarefa a realizar por nós. Verdade e Fidelidade A conquista da verdade

10 Renunciar à mentira para viver na verdade Para alcançar a verdade que liberta torna-se necessário renunciar à mentira. De que forma se manifesta a mentira? Mentira – contradição consciente entre as palavras que proferimos e o pensamos. A maldade depende das motivações que estão na sua origem e dos prejuízos ocasionados; Difamação – publicação das faltas ocultas do próximo prejudicando o seu bom nome. Embora aqui se diga a verdade falta-se no entanto à lealdade e a fidelidade. Pode ser motivada pelo rancor ou pela inveja. Maledicência – é o gosto de dizer mal de tudo e de todos como se os outros tivessem todos os defeitos. Na sua origem pode estar a inveja ou a frustração pessoal. Verdade e Fidelidade

11 Renunciar à mentira para viver na verdade Julgamento fácil (ou juízo temerário) – crítica fácil que leva a classificar os outros levianamente sem motivos suficientes. Insinuação – forma refinada de pôr em cheque a fama (bom nome) dos outros através de meias verdades ou meias mentiras. Pode ter como motivação a vaidade e a inveja. Calúnia – difamação dos outros através de mentiras inventadas para os prejudicar. Hipocrisia – desejo de parecer melhor do que se é na realidade. Falso testemunho – calúnia pública perante um tribunal. Verdade e Fidelidade

12 Renunciar à mentira para viver na verdade Estas formas de mentira não se verificam apenas no relacionamento interpessoal; também os meios de comunicação social. Devemos, por isso, estar alertados para nos imunizarmos face a estas deformações da verdade apresentadas pelos mass-media, denunciando-as e recusando-as. Verdade e Fidelidade

13 Oração Este é o tempo de caminhar conTigo, Senhor. De escolher a confiança e a intimidade com o Pai. De abrir as mãos e o coração às necessidades dos irmãos. De renunciar à vida fácil. ConTigo a meu lado, Jesus, sei que chegarei feliz à Tua Páscoa. Verdade e Fidelidade

14 C AMPANHA Q UARESMAL o Cajado o 1ª semana: Salmo 22 Verdade e Fidelidade

15 Boa Semana! Verdade e Fidelidade


Carregar ppt "V ERDADE E FIDELIDADE 12-03-2011. O S FRUTOS DA MENTIRA O 8º mandamento, Não levantar falsos testemunhos, pede-nos que eliminemos a mentira e a falsidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google