A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENCOMEX: ENCONTROS DE COMÉRCIO EXTERIOR ENCOMEX: ENCONTROS DE COMÉRCIO EXTERIOR A CONTRIBUIÇÃO DAS EXPORTAÇÕES PARA O CRESCIMENTO ECONÔMICO DO BRASIL A.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENCOMEX: ENCONTROS DE COMÉRCIO EXTERIOR ENCOMEX: ENCONTROS DE COMÉRCIO EXTERIOR A CONTRIBUIÇÃO DAS EXPORTAÇÕES PARA O CRESCIMENTO ECONÔMICO DO BRASIL A."— Transcrição da apresentação:

1 ENCOMEX: ENCONTROS DE COMÉRCIO EXTERIOR ENCOMEX: ENCONTROS DE COMÉRCIO EXTERIOR A CONTRIBUIÇÃO DAS EXPORTAÇÕES PARA O CRESCIMENTO ECONÔMICO DO BRASIL A CONTRIBUIÇÃO DAS EXPORTAÇÕES PARA O CRESCIMENTO ECONÔMICO DO BRASIL PALESTRA Manaus, 8 de abril de 2010 JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO

2 BRASIL: PAÍS EXPORTADOR DE PESO E DE PESO! BRASIL: PAÍS EXPORTADOR DE PESO E DE PESO! 2 - REALIDADE

3 ORDEM PAÍSES EXPORTADORES VALOR US$ BI Part. % 1 CHINA , ,0 4JAPÃO 5814,7 5 HOLANDA 4994,0 6 FRANÇA 4753,8 7 ITÁLIA 4053,2 8 BÉLGICA 3703,0 9 CORÉIA DO SUL 3642,9 10 REINO UNIDO 3512,8 11 HONG KONG 3302,6 12 CANADÁ 3162,5 13 RÚSSIA 3042,4 14 SINGAPURA 2702,2 15 MÉXICO 2301,8 16ESPANHA 218 1,7 17 TAIWAN 204 1,6 18 ARÁBIA SAUDITA 189 1,5 19EMIRADOSÁRABES1751,4 20 SUIÇA 1731,4 21MALÁSIA 1571,3 22ÍNDIA 1551,2 23AUSTRÁLIA 1581,2 24 BRASIL 1531,2 25TAILÂNDIA 1521, ,1 27POLÔNIA 1341,1 28SUÉCIA 1311,0 29NORUEGA 1211,0 30 INDONÉSIA 1201,0 Fonte: OMC Elaboração: AEB ORDEM PAÍSES EXPORTADORES VALOR US$ BI Part. % 3 ESTADOS UNIDOS ,5 TOTAL MUNDIALUS$ bilhões100,0 % ALEMANHA AUSTRIA 3 - RANKING DAS EXPORTAÇÕES, POR PAÍSES, EM 2009

4 EXPORTAÇÕES EM US$ BILHÕES PAÍSES BRASIL1,42, ARGENTINA1,21, CHINA0,62, CORÉIA DO SUL0,00, ALEMANHA2,034, JAPÃO0,819, EUA10,343, MUNDO 62,0 317, Fonte: O M C Elaboração : AEB EVOLUÇÃO DAS EXPORTAÇÕES MUNDIAIS, EM VALOR ÍNDIA 1,12,

5 PARTICIPAÇÃO EM % PAÍSES BRASIL 2,191 0,990 0,911 0,8540,9311,057 1,138 ARGENTINA 1,899 0,3940,358 0,409 0,3960,376 0,385 CHINA 0,8870,8901,8003,866 5,0246,504 7,332 CORÉIA SUL 0,0010,8611,885 2,672 2,507 2,7832,740 ALEMANHA 3,212 9,48212,209 8,5609,502 10,027 9,340 JAPÃO 1,330 6,413 8,338 7,434 6,4306,1925,732 EUA 16,573 11,09011,41212,11710,7068,9778,701 1,312 0,430 1,400 1,550 9,413 9,067 11, ,136 0,390 8,033 2,703 9,219 5,364 8,597 Fonte: OMC Elaboração : AEB 5 - ÍNDICES DE PARTICIPAÇÃO NAS EXPORTAÇÕES MUNDIAIS ,158 0,403 8,763 2,677 9,534 5,130 8,368 1,228 0,440 8,855 2,617 9,084 4,849 8,067 1,228 0,489 9,646 2,921 8,996 4,662 8,482 ÍNDIA 1,7740,7560,8000,9621,0031,0431,1101,2440,4220,4600,5210,652

6 AnosSojaFarelo Óleo Soja Carne bovina Carne frango Açúcar bruto Açúcar refinado Suco laranja Café Fumo folhas Fonte: MDIC Elaboração: AEB 6 - QUANTIDADES EXPORTADAS DO AGRONEGÓCIO - EM TONS

7 Anos Minério Ferro Ferro Gusa Ferro Ligas PetróleoGasolinaÓleo Comb.ÁlcoolCeluloseOuro , , , , Fonte: MDIC Elaboração: AEB 7 - QUANTIDADES EXPORTADAS DE METAIS / MINERAIS - EM TONS

8 AnosSojaFarelo Óleo Soja Carne bovina Carne frango Açúcar bruto Açúcar refinado Suco laranja Café Fumo folhas ,89192,13416, ,22262,91703, ,59172,71595, ,14327, ,97176,05329, ,60175,29202,76832, ,87183,23298, ,58215,08666,29964, ,85175,67396, ,45145,65171,61866,92770, ,70191,32490, ,55161,61173,21863,55951, ,29225,80544, ,96182,19667, ,25198,66461, ,73233,96624, ,92196,17490, ,32367,98828, ,69237,05713, ,53284, ,04355, ,87313,52972, ,97374,82759, ,52376,73782, Fonte: MDIC Elaboração: AEB 8 - COTAÇÕES DE EXPORTAÇÃO DO AGRONEGÓCIO - EM US$ / TON

9 Anos Minério Ferro Ferro Gusa Ferro Ligas PetróleoGasolina Óleo Comb. ÁlcoolCeluloseOuro ,73127,19730,52-169,33237,97368,55297, ,57160, ,74114,11417,54744, ,43117, ,36275,95145,43191,18532, ,82103, ,99232,64127,27359,53373, ,31107, ,38213,54128,91279,10337, ,77128, ,31274,17163,07262,97381, ,78190, ,01378,63157,50258,13345, ,55255, ,95503,98258,22369,72366, ,90261, ,24598,42304,57587,12397, ,18313, ,26668,28360,13523,22458, ,71499, ,93857,43512,66583,67541, ,79345, ,16518,27370,47505,59385, Fonte: MDIC Elaboração: AEB 9 - COTAÇÕES DE EXPORTAÇÃO DE METAIS / MINERAIS - EM US$ / TON

10 AnosSojaFarelo Óleo Soja Carne bovina Carne frango Açúcar bruto Açúcar refinado Suco laranja Café Fumo folhas 19930,9461,8150,3060,2710,5680,5410,2300,8261,0640, ,7701,9971,0310,1800,6361,4500,3661,1051,9690, ,1871,6500,2990,5030,8050,7610,4371,0191,5590, ,7252,0650,4140,7381,2911,4000,8780,8121,2070, ,0312,1980,6750,7761,3351,1110,9820,8691,1950, ,2902,6021,0411,1541,7091,3500,7890,9101,3021, ,3943,2701,1551,9632,4931,5101,1291,0571,7491, ,3452,8651,0222,4193,3242,3821,5361,1102,5161, ,6632,4190,8283,1342,9223,9352,2311,4682,9281, ,7092,9571,2213,4854,2173,1291,9702,2513,3782, ,9524,3631,9844,0065,8213,6491,8331,9964,1312, ,4244,5921,0403,0224,8175,9782,3991,6193,7612,991 Fonte:MDIC Elaboração: AEB 10 - RECEITAS DE EXPORTAÇÃO DO AGRONEGÓCIO - EM US$ BILHÕES

11 Anos Minério Ferro Ferro Gusa Ferro Ligas PetróleoGasolina Óleo Comb. ÁlcoolCeluloseOuro 19932,2560,2380,384-0,4020,1750,0780,7110, ,5470,4270,410-0,1000,1820,1061,4460, ,0480,4450,4560,1580,4050,2610,0341,6010, ,9310,4280,3900,7200,5000,7970,0911,2450, ,0480,4720,4081,6910,5230,6220,1661,1600, ,4550,5720,4702,1210,5471,0060,1461,7430, ,7581,1790,5982,5270,5691,1990,4611,7210, ,2961,8100,7124,1641,0651,5710,7422,0330, ,9481,6370,8386,8941,1992,2511,6042,4780, ,5571,8661,4648,9051,8372,2921,4773,0120, ,5383,1442,30613,5551,6532,9642,3903,9011, ,2461,0891,4279,1520,9682,0061,3383,3081,400 Fonte: MDIC Elaboração: AEB 11 - RECEITAS DE EXPORTAÇÃO DE METAIS / MINERAIS - EM US$ BILHÕES

12 Export.Produç.% Part.Export.Produç.% Part.Export.Produç.% Part , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,8 Fonte: MDIC / CONAB / ÚNICA / ABEF Elaboração: AEB SOJA EM GRÃOAÇÚCARCARNE DE FRANGO 12 - EXPORTAÇÃO E PRODUÇÃO DO AGRONEGÓCIO - EM TONS ANOS

13 MINÉRIO DE FERROCELULOSEÁLCOOL Export.Produç.% Part.Export.Produç.% Part.Export.Produç.% Part , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,8 ANOS Fonte: MDIC / IBRAM / BRACELPA / ÚNICA Elaboração: AEB 13 - EXPORTAÇÃO E PRODUÇÃO DE MINERAIS - EM TONS

14 CALÇADOSVEÍCULOSCELULARES Export.Produç.% Part.Export.Produç.% Part.Export.Produç.% Part , , ,43523, , , ,00816, , , ,24021, , , , ,11621, , , , ,53023, , ,951897,00021,1535, ,79129, , ,434916,00023,1758, ,22732, , ,672877,00021,6897, ,84035, , ,435830,00021,7842, ,32932, , ,052808,00021,9789, ,10826, , ,791804,00020,6735, ,97622, , ,576813,00015,6475, ,24314, ,3 ANOS Fonte: MDIC / ABICALÇADOS / ANFAVEA / ABINEEElaboração: AEB 14 - EXPORTAÇÃO E PRODUÇÃO DE MANUFATURADOS - EM UNIDS

15 ANOS EXPORTAÇÕES US$ BILHÕES VARIAÇÃO EXPORTAÇÃO % VARIAÇÃO PIB % 19702,718,510, ,79,05, ,132,19, ,6- 5,17, ,4- 8,6- 4, ,56,84, ,114,84, ,25,71, ,43,72, ,121,11, ,532,15, ,522,63, ,816,34, ,616,65, ,923,25, ,0- 22,7- 0,2 2010*170,0*11,1*5,5 Fonte: MDIC Elaboração: AEB ( * ) Previsão 15 - RELAÇÃO ENTRE VARIAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES E DO PIB

16 ANOS EXPORTAÇÃO US$ BILHÕES PIB US$ BILHÕES % PARTICIPAÇÃO EXPORT. / PIB 19702,742,66, ,7129,96, ,1237,88, ,6211,112, ,4469,36, ,5705,46, ,1645,08, ,2553,810, ,4504,412, ,1553,613, ,5663,814, ,5882,413, ,81.088,412, ,61.366,311, ,91.637,912, ,01.572,19,7 2010*170,0*1.950,0*8,7* Fonte: MDIC / BACEN Elaboração: AEB( * ) Previsão 16 - PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES DO BRASIL NO PIB

17 17 - RELAÇÃO ENTRE MAIORES PAÍSES EXPORTADORES E PIB CHINA ,9824,48 ALEMANHA ,2333,43 ESTADOS UNIDOS ,257,41 JAPÃO ,4511,45 HOLANDA FRANÇA ,3017,75 ITALIA ,8019,12 BÉLGICA COREÍA DO SUL REINO UNIDO ,7516,06 HONG KONG CANADÁ ,1623,53 RÚSSIA ,1524,73 ESPANHA ,2514,89 INDIA ,8212,06 BRASIL ,519,99 FONTE: OMC / THE ECONOMIST ELABORAÇÃO: AEB Nº ORDEMUS$ BILHÕESNº ORDEMUS$ BILHÕES EXPORTAÇÃOPIB PARTIC. % EXPORT / PIB PRINCIPAIS PAÍSES

18 18 – BENEFÍCIOS DAS EXPORTAÇÕES PARA AS EMPRESAS PROPORCIONA MELHORIAS FINANCEIRAS CONSTITUI MARKETING, STATUS E ESTRATÉGIA DA EMPRESA REDUZ INSTABILIDADE OPERACIONAL E DILUI RISCOS TORNA MERCADOS ILIMITADOS E CRIA ECONOMIA DE ESCALA EXPORTAR GERA IMPORTAÇÃO TECNOLOGIA OCULTA E SEM CUSTO, FORTALECENDO EMPRESA NO MERCADO INTERNO GLOBALIZAÇÃO TEM TENDÊNCIA DE ELIMINAR BARREIRAS TARIFÁRIAS E TRANSFORMAR MUNDO NUM ÚNICO MERCADO, OBRIGANDO EMPRESAS A RACIONALIZAR E REDUZIR CUSTOS PARA CONCORRER NOS MERCADOS EXTERNO E INTERNO. GLOBALIZAÇÃO SIGNIFICA DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

19 19 - CONTRIBUIÇÃO SOCIAL E CULTURAL DAS EXPORTAÇÕES PROMOVE INTERIORIZAÇÃO DESENV. E DISTRIBUIÇÃO RENDA CRIA EMPREGOS QUALIFICADOS NAS ÁREAS ADMINISTRATIVA EXPORTAÇÃO, COMERCIAL, CAMBIAL, FINANCEIRA INTERNA E INTERNACIONAL, SEGUROS, FRETES, ETC ESTIMULA MELHORIA NÍVEL CULTURAL (BUSCA POR MAIS ESTUDOS E APRENDIZADO IDIOMAS, ESPECIALMENTE INGLÊS) GERA BEM ESTAR SOCIAL (EXEMPLOS CIDADES SORRISO, VALE DOS SINOS, STA CRUZ DO SUL, ESTADOS MATO GROSSO E PARÁ ) DESENVOLVE CULTURA CONSCIÊNCIA QUALIDADE E PRAZOS CRIA NOVOS HÁBITOS DE CONSUMO

20 20 - CONTRIBUIÇÃO ECONÔMICA DAS EXPORTAÇÕES EXPORTAÇÃO GERA EMPREGOS A CADA US$ 1 BILHÃO, SIGNIFICANDO EMPREGOS EM 2010, OU SEJA, 13,7% DO TOTAL DE DE EMPREGOS FORMAIS DO BRASIL EXPORTAÇÃO GERA DIVISAS, MAIS FATURAMENTO E EMPREGOS, MELHORES SALÁRIOS, MAIS CONSUMO, MAIS RECEITA TRIBUTOS DIRETOS (IR / CSLL) E INDIRETOS (IPI / PIS / COFINS / ICMS / ISS), PRODUZINDO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO EXPORTAR GERA RACIONALIZAÇÃO, CRIA NOVOS PRODUTOS, APRIMORA CONTROLE QUALIDADE, ALTERA MÉTODO PRODUÇÃO, MELHORA OPERACIONALIDADE, AUMENTA PRODUTIVIDADE COM REDUÇÃO CUSTOS INTERNOS, GERA CONCORRÊNCIA DENTRO EMPRESA, ELEVA INVESTIMENTO E AMPLIA NÍVEL PRODUÇÃO MAIORES PAÍSES EXPORTADORES SÃO MAIS DESENVOLVIDOS, EXPORTAM MANUFATURADOS E SÃO TAMBÉM MAIORES PIBs EXPORTAR COMMODITY É BOM, MAS MANUFATURADO É MELHOR

21 ANO BÁSICOS % SEMIMANUFATUR. % MANUFATURADOS % OPER. ESPEC. % Fonte: MDIC / Secex Elaboração: AEB 21 - COMPOSIÇÃO DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS ,98,18,70, ,89,115,20, ,09,829,82, ,211,744,81, ,310,854,81, ,816,354,21, ,619,755,01, ,815,459,12, ,314,256,53, ,114,854,72, ,015,054,21, ,613,954,91, ,313,555,12, ,314,254,32, ,1 13,6 52,2 2, ,913,746,82, ,513,444,02,1

22 22 - EFEITOS CONCRETOS DAS EXPORTAÇÕES CASO FOSSE INTERROMPIDA ATUAL PRODUÇÃO EXPORTAÇÃO, A MENOR ENTRADA DIVISAS TORNARIA BRASIL VULNERÁVEL, GERANDO REDUÇÃO FATURAMENTO EMPRESARIAL, EMPREGOS, MONTANTE SALÁRIOS PAGOS, NÍVEL SALARIAL, CONSUMO E IMPOSTOS, GERANDO ELEVAÇÃO TAXA JUROS E PROVOCANDO QUEDA NÍVEL ATIVIDADE ECONÔMICA ENTRE 2001 E 2009, SUPERÁVIT DAS EXPORTAÇÕES ACUMULA US$ 256 BILHÕES, VALOR SIMILAR AOS US$ 244 BILHÕES DAS RESERVAS CAMBIAIS BRASILEIRAS. ISTO NÃO É COINCIDÊNCIA, É CONSEQÜÊNCIA. SE EXPORTAÇÃO NÃO GERASSE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, NENHUM PAÍS INCENTIVARIA EXPORTAÇÕES E NÃO HAVERIA SUBSÍDIOS, DUMPING, CONCORRÊNCIA DESLEAL, E TAMBÉM A OMC NÃO PRECISARIA EXISTIR.

23 EXPORTAÇÃO significa DIVISA DIVISA significa INVESTIMENTO INVESTIMENTO significa TECNOLOGIA TECNOLOGIA significa PRODUTIVIDADE PRODUTIVIDADE significa REDUÇÃO DE CUSTOS REDUÇÃO DE CUSTOS significa COMPETITIVIDADE COMPETITIVIDADE significa MAIS VENDA MAIS VENDA significa MAIS PRODUÇÃO MAIS PRODUÇÃO significa MAIS EMPREGO / IMPOSTO MAIS EMPREGO/IMPOSTO significa MAIS LUCRO/PIB 23 - FLUXOGRAMA CAUSAL DE EXPORTAÇÃO

24 MESMO COM AS EXPORTAÇÕES TENDO EFETIVA CONTRIBUIÇÃO NO CRESCIMENTO ECONÔMICO DO BRASIL, NENHUMA EMPRESA EXPORTA POR PATRIOTISMO, MAS PARA ATENDER SEUS INTERESSES ECONÔMICOS E FINANCEIROS PATRIOTISMO

25 JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO VICE - PRESIDENTE Associação de Comércio Exterior do Brasil – AEB Avenida General Justo, º andar – Centro Rio de Janeiro – Cep: Fone: (21) – Fax: (21)


Carregar ppt "ENCOMEX: ENCONTROS DE COMÉRCIO EXTERIOR ENCOMEX: ENCONTROS DE COMÉRCIO EXTERIOR A CONTRIBUIÇÃO DAS EXPORTAÇÕES PARA O CRESCIMENTO ECONÔMICO DO BRASIL A."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google