A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mestrado de Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação COMO AUMENTAR A EFICÁCIA DA COMUNICAÇÃO SINDICAL Eugénio Rosa Estrutura da intervenção de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mestrado de Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação COMO AUMENTAR A EFICÁCIA DA COMUNICAÇÃO SINDICAL Eugénio Rosa Estrutura da intervenção de."— Transcrição da apresentação:

1 Mestrado de Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação COMO AUMENTAR A EFICÁCIA DA COMUNICAÇÃO SINDICAL Eugénio Rosa Estrutura da intervenção de apresentação da Tese perante o júri NOTA: A Tese foi defendida em 1 de Junho de 2005, perante um júri reunido no ISCTE, Universidade de Lisboa, presidido pelo Prof. Paquete de Oliveira, tendo obtido a classificação de Muito Bom por unanimidade Mestrado de Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação COMO AUMENTAR A EFICÁCIA DA COMUNICAÇÃO SINDICAL Eugénio Rosa Estrutura da intervenção de apresentação da Tese perante o júri NOTA: A Tese foi defendida em 1 de Junho de 2005, perante um júri reunido no ISCTE, Universidade de Lisboa, presidido pelo Prof. Paquete de Oliveira, tendo obtido a classificação de Muito Bom por unanimidade

2 ATRAVÉS DA INVESTIGAÇÃO REALIZADA E DA TESE QUE SE ESCREVEU PROCUROU-SE OBTER RESPOSTA PARA O SEGUINTE PROBLEMA QUAL A EFICÁCIA (os efeitos) DA COMUNICAÇÃO DA CGTP-IN SOBRE OS DESTINATÁRIOS INTERMÉDIOS (os media e os activistas sindicais) ? os activistas sindicais) ?

3 PARA RESPONDER À PERGUNTA ANTERIOR O CAMINHO SEGUIDO FOI O SEGUINTE 1- Começou-se por estudar o discurso sindical da CGTP-IN. Para isso analisou-se o discurso do 1º de Maio em Lisboa de 8 anos ( ) 1- Começou-se por estudar o discurso sindical da CGTP-IN. Para isso analisou-se o discurso do 1º de Maio em Lisboa de 8 anos ( ) 2-Depois analisou-se como foi tratada a mensagem da CGTP sobre o Projecto de Código do Trabalho por 10 órgãos da imprensa escrita nacional e por 5 canais de televisão no período de Setembro de 2002 a Dezembro Depois analisou-se como foi tratada a mensagem da CGTP sobre o Projecto de Código do Trabalho por 10 órgãos da imprensa escrita nacional e por 5 canais de televisão no período de Setembro de 2002 a Dezembro Seguidamente realizou-se um inquérito a dirigentes e a activistas sindicais assim como a jornalistas sobre os efeitos da mensagem da CGTP sobre o Projecto do Código do Trabalho 3- Seguidamente realizou-se um inquérito a dirigentes e a activistas sindicais assim como a jornalistas sobre os efeitos da mensagem da CGTP sobre o Projecto do Código do Trabalho 4- Com base em todo esta investigação procurou-se identificar os pontos fortes e os pontos fracos da comunicação sindical actual, apresentando-se no fim um conjunto de propostas para debate que visam melhorar a sua eficácia. 4- Com base em todo esta investigação procurou-se identificar os pontos fortes e os pontos fracos da comunicação sindical actual, apresentando-se no fim um conjunto de propostas para debate que visam melhorar a sua eficácia.

4 CARACTERISTICAS DO DISCURSO DA CGTP ( Análise de 8 discursos do 1º MAIO: 1996, 97, 99, 2000, 01, 02, 03 e 2004) É um discurso de denúncia da sociedade capitalista actual (aparece 176 vezes categorias de denúncia nos 8 discursos) É um discurso de denúncia da sociedade capitalista actual (aparece 176 vezes categorias de denúncia nos 8 discursos) É um discurso que visa também melhorar a sociedade capitalista actual (nos 8 discursos analisados aparece 440 vezes categorias de aperfeiçoamento da sociedade capitalista actual ) É um discurso que visa também melhorar a sociedade capitalista actual (nos 8 discursos analisados aparece 440 vezes categorias de aperfeiçoamento da sociedade capitalista actual ) É um discurso que não tem como objectivo fundamental a transformação profunda da sociedade actual (nos 8 discursos aparece apenas 47 vezes categorias de transformação) É um discurso que não tem como objectivo fundamental a transformação profunda da sociedade actual (nos 8 discursos aparece apenas 47 vezes categorias de transformação) É um discurso que embora não visando a transformação profunda combate a sociedade capitalista actual ( ) É um discurso que embora não visando a transformação profunda combate a sociedade capitalista actual (aparece 153 vezes categorias de luta contra sociedade actual nos 8 discursos ) É um discurso em que o inimigo principal não é o patronato (46 vezes categorias patrões, entidades patronais) mas sim o governo (aparece 102 vezes as categorias governo e Estado nos 8 discursos) É um discurso em que o inimigo principal não é o patronato (46 vezes categorias patrões, entidades patronais) mas sim o governo (aparece 102 vezes as categorias governo e Estado nos 8 discursos) É um discurso em que o enunciador e o co-enunciador se apagam com o objectivo de tornar o discurso o mais objectivo, inquestionável e abrangente possível É um discurso em que o enunciador e o co-enunciador se apagam com o objectivo de tornar o discurso o mais objectivo, inquestionável e abrangente possível

5 O MÉTODO UTILIZADO NO ESTUDO DOS EFEITOS DA MENSAGEM SINDICAL O OBJECTO DE INVESTIGAÇÃO : O discurso sobre o Projecto do Código do Trabalho O OBJECTO DE INVESTIGAÇÃO : O discurso sobre o Projecto do Código do Trabalho OS EFEITOS NOS ORGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL OS EFEITOS NOS ORGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PERIODOS ANALISADOS : Imprensa escrita:1Set-9Out2002 e 7Novembro a 9 Dezembro de 2002: TELEVISÃO: Set-Dez2002 PERIODOS ANALISADOS : Imprensa escrita:1Set-9Out2002 e 7Novembro a 9 Dezembro de 2002: TELEVISÃO: Set-Dez2002 OS ORGÃOS DE COMUNICAÇÃO ANALISADOS: OS ORGÃOS DE COMUNICAÇÃO ANALISADOS: IMPRENSA ESCRITA (10): Diário de Noticias, Jornal de Noticias, Correio da Manhã. Público, Expresso, Independente, Semanário Económico, Visão, Diário Económico, A Capital IMPRENSA ESCRITA (10): Diário de Noticias, Jornal de Noticias, Correio da Manhã. Público, Expresso, Independente, Semanário Económico, Visão, Diário Económico, A Capital TELEVISÃO (5 CANAIS) : RTP1, RTP2, SIC,SIC Notícias TVI TELEVISÃO (5 CANAIS) : RTP1, RTP2, SIC,SIC Notícias TVI OS EFEITOS NOS ACTIVISTAS SINDICAIS OS EFEITOS NOS ACTIVISTAS SINDICAIS Estudo de 105 inquéritos de uma amostra de 598 elementos Estudo de 105 inquéritos de uma amostra de 598 elementos

6 IMPRENSA ESCRITA: Nº de noticias publicadas sobre o Projecto do Código nos 2 períodos por protagonista ORIGEM DA NOTICIA Número% (PROTAGONISTA) NoticiasTOTAL CIP+CAP+ PATRÕES 157,2% CGTP-IN 4622,1% PR+ Provedor 83,8% UGT 2713,0% Governo 3416,3% Editoriais 73,4% Jornalistas 3215,4% Opinadores 3617,3% Outros 31,4% o TOTAL ,0%

7 TELEVISÃO (5 canais) : Nº de intervenções sobre o Projecto do Código do Trabalho por protagonista MESES CGTP UGTGOVERNOPATROESTOTAL ANO Nº Set Out Nov Dez SOMA % TOTAL 41 (31,5%) 28 (21,5%) 33 (25,4%) 28 (21,5%) 130

8 TELAVISÃO (5 canais) :Tempo de antena (segundos) sobre o Projecto ocupado por protagonista MESES CGTP UGTGOVERNOPATROESTOTAL ANOTempo Nº Set Out Nov Dez SOMA % TOTAL (25,2%) (18,9%) (40,6%) (15,3%) 9349

9 Depois fez-se uma análise do conteúdo das noticias e intervenções comparando-as com as 16 Razões para dizer não ao Pacote Laboral do desdobrável distribuído pela CGTP antes da greve 10 de Dez. de 2002 G1- Contratação colectiva - ataque cerrado e escalonado G1- Principio do tratamento mais favorável G1- Direito à greve G1- Direitos sindicais G2- Flexibilidade dos horários G2- Alteração dos horários de trabalho G2- Mobilidade funcional G2- Contratos a termo G3- Despedimentos G3- Trabalho nocturno G3- Retribuição G4- Férias G4- Feriados G4- Direitos de personalidade G4 - Período experimental G5- Aplicação aos trabalhadores da função pública

10 IMPRENSA ESCRITA: comparação das noticias publi- cadas da CGTP com as 16 razões. Período: 1Set- 9 Out.2002 IDEIA CHAVE DA NOTICIA COM ORIGEM NA CGTPNº%Total Código fragiliza o direito de trabalho (G1)2 12,5% Código liberaliza despedimentos (G3)1 6,3% Projecto é execrável212,5% Projecto não reintegra trabalhador (G3)1 6,3% Projecto é o mais violento da U.E.16,3% Necessidade de ouvir especialistas16,3% Código diminui direitos dos trabalhadores (G1)1 6,3% Necessário estudo direito comparado212,5% Somos contra mudança de feriados (G4)1 6,3% Código desestrutura relações de trabalho16,3% Disparate alterar feriados (G4) 16,3% Governo simula debate e mente212,5% TOTAL (APENAS 7 IGUAIS OU PRÓXIMAS 16 RAZÕES) ,0%

11 IMPRENSA ESCRITA: comparação das noticias publicadas com as 16 razões. Período: 7Nov - 9Dez2002 IDEIA CHAVE DA NOTICIA COM ORIGEM NA CGTPNº%Total Sintonia CGTP/UGT13,4% Centrais não rejeitam greve + preparam greve geral26,9% Greve geral inevitável23,4% CGTP admite 2ª greve geral Janeiro16,9% CGTP convoca greve geral 10 de Dezembro724,1% CGTP promete intensificar luta e noticias de lutas1034,5% Código é uma fraude13,4% Lei 40 horas interrompida durante 2 anos (G2)13,4% Ataque à contratação colectiva (G1)13,4% Pretende ampla discussão Comissão Parlamentar13,4% Contrato a prazo para jovens: 7,5 anos (G2)13,4% Culpar trabalhadores é tontaria13,4% TOTAL (APENAS 3 IGUAIS OU PRÓXIMAS 16 RAZÕES) ,0%

12 TELEVISÃO (5canais ) : comparação das intervenções da CGTP na TV com as 16 razões. Período: Set. e Dez IDEIAS CHAVE DAS INTERVENÇÕES DA CGTPNº% Total Governo não esclarece o País12,4% Código é encenação entre governo e patrões512,2% Governo está em acção de propaganda12,4% Dezenas Conteúdos inaceitáveis, centenas de artigos24,9% Simulacro de negociação819,5% Patrões têm visão democracia fechada24,9% Necessário unidade dos trabalhadores24,9% Golpe sem paralelo49,8% Necessidade de debate de especialistas24,9% Levará grande conflitualidade, criará problemas graves512,2% Há que intensificar a luta24,9% Governo quer impor greve geral12,4% Governo não cedeu no essencial, obriga greve geral49,8% Governo devia ponderar e abandonar este Projecto24,9% TOTAL (NENHUMA PRÓXIMA DAS 16 RAZÕES)41100,0%

13 PRINCIPAIS CONCLUSÕES DA ANÁLISE REALIZADA DOS MEDIA 1- MEDIDA EM NÚMERO DE PRESENÇAS, a comunicação da CGTP parece ter sido eficaz e contribuiu para a notoriedade da CGTP na sociedade portuguesa 1- MEDIDA EM NÚMERO DE PRESENÇAS, a comunicação da CGTP parece ter sido eficaz e contribuiu para a notoriedade da CGTP na sociedade portuguesa 2- MEDIDA PELA DIVULGAÇÃO das 16 razões essenciais para dizer não ao pacote laboral, a comunicação da CGTP parece não ter sido eficaz a nível dos órgãos de informação 2- MEDIDA PELA DIVULGAÇÃO das 16 razões essenciais para dizer não ao pacote laboral, a comunicação da CGTP parece não ter sido eficaz a nível dos órgãos de informação 3-OS MEDIA PROCURARAM VALORIZAR MAIS O CONFRONTO E A CONFLITUALIDADE, seleccionado das noticias e intervenções aquilo que confirmasse e consolidasse essa representação que muitos têm ou procuram criar da CGTP junto da opinião pública 3-OS MEDIA PROCURARAM VALORIZAR MAIS O CONFRONTO E A CONFLITUALIDADE, seleccionado das noticias e intervenções aquilo que confirmasse e consolidasse essa representação que muitos têm ou procuram criar da CGTP junto da opinião pública

14 OS EFEITOS DA MENSAGEM DA CGTP SOBRE O PROJECTO DO CÓDIGO NOS ACTIVISTAS SINDICAIS: A Dimensão e características da amostra estudada (De 598 inquérito enviados receberam-se 105, ou seja, 17,5% respostas) SITUAÇÃO Bási- coSecundárioSuperiorTOTAL%Total Dirigente sindical ,5% Delegado sindical126 98,6% Membro de CT 2 21,9% Apenas sindicalizado ,6% Não sindicalizado ,4% TOTAL 14 13,3% 32 30,5% 59 56,2% ,0%

15 PERCENTAGEM DOS QUE RETIVERAM EM MEMÓRIA PELO MENOS UMA DAS 16 Razões para dizer Não ao pacote Laboral da CGTP GRUPOS DE MATÉRIAS Nº% Total G1 - Contratação Colectiva, Principio do Tratamento mais favorável, direito de greve, direitos sindicais 4946,7% G2 - Flexibilidade e alteração horários, Mobilidade, Contratos a prazo 1918,1% G3 - Despedimento, trabalho nocturno, retribuição 87,6% G4 - Ferias, Feriados, Direitos de Personalidade, Período Experimental 1514,3% G5 -Administração Pública 98,6% G6 -Não indicou nenhuma matéria 54,8% TOTAL105100,0%

16 COMO FOI UTILIZADA A INFORMAÇÃO OBTIDA SOBRE O PROJECTO DO CÓDIGO UTILIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO OBTIDA PELOS DESTINATÁRIOS Nº% Total Para informar outros (confirma carácter destinatários intermediários) 6561,9% Para informar outros mas não suficiente2725,7% Para auto-informação1312,4% TOTAL105100,0%

17 OPINIÃO SOBRE O PROJECTO DO CÓDIGO OPINIÃO DOS DESTINATÁRIOS Nº Respostas% Total Muito mau5956,2% Mau3432,4% Razoável21,9% Tem coisas boas e más65,7% Não tenho opinião21,9% Não respondeu21,9% TOTAL105100,0%

18 MATÉRIAS EM QUE MANIFESTARAM INTERESSE EM OBTER INFORMAÇÃO MATÉRIAS Nº% Total Sobre " 16 razões essenciais para dizer NÃO…"11,0% Matérias dos G1+G2+G3 (contratação colectivo, tratamento mais favorável, direitos greve e sindicais, Mobilidade, Flexibilida- de, Contrato a prazo, Despedimentos, Trabalho nocturno e Retribuição) 1716,2% Outras das 16 essenciais98,6% Outras que não as "16 Razões essenciais"109,5% Não indicou nenhuma matéria6662,9% Outras matérias que beneficiam os trabalhadores21,8% TOTAL105100,0%

19 PRINCIPAIS CONCLUSÕES DA ANÁLISE DOS EFEITOS SOBRE OS ACTIVISTAS SINDICAIS Apenas 47% dos inquiridos indicaram que retiveram em memória matérias que são consideradas como a trave mestra do ataque aos sindicatos e aos trabalhadores (contratação colectiva, principio do tratamento mais favorável, direitos greve e sindicais) => a mensagem passou de uma forma insuficiente Apenas 47% dos inquiridos indicaram que retiveram em memória matérias que são consideradas como a trave mestra do ataque aos sindicatos e aos trabalhadores (contratação colectiva, principio do tratamento mais favorável, direitos greve e sindicais) => a mensagem passou de uma forma insuficiente 63% dos inquiridos não indicaram nem uma matéria do Código que necessitam de informação => Parece confirmar que ficaram com um conhecimento insuficiente 63% dos inquiridos não indicaram nem uma matéria do Código que necessitam de informação => Parece confirmar que ficaram com um conhecimento insuficiente 56,2% dos inquiridos ficou com a opinião de que o projecto do Código é Muito Mau e 32,4% que é Mau => esta mensagem passou 56,2% dos inquiridos ficou com a opinião de que o projecto do Código é Muito Mau e 32,4% que é Mau => esta mensagem passou

20 PROPOSTAS PARA DEBATE VISANDO AUMENTAR A EFICÁCIA DA COMUNICAÇÃO SINDICAL Estudar os efeitos da comunicação sindical em cada um dos segmentos de destinatários para adequá-la às suas necessidades (não é feito actualmente) Estudar os efeitos da comunicação sindical em cada um dos segmentos de destinatários para adequá-la às suas necessidades (não é feito actualmente) A comunicação sindical deve ser democrática (explicativa e formativa) para tornar receptores mais exigentes dificultando sua manipulação (a melhorar) A comunicação sindical deve ser democrática (explicativa e formativa) para tornar receptores mais exigentes dificultando sua manipulação (a melhorar) Orientar a comunicação sindical por rigorosos princípios éticos para assim construir a diferença (uma exigência diária); Orientar a comunicação sindical por rigorosos princípios éticos para assim construir a diferença (uma exigência diária); Reforçar e valorizar o papel da imprensa sindical mais adequada à transmissão da mensagem sindical e ao perfil dos destinatários (a reforçar); Reforçar e valorizar o papel da imprensa sindical mais adequada à transmissão da mensagem sindical e ao perfil dos destinatários (a reforçar); Apoiar e valorizar a função interactiva dos lideres sindicais locais como descodificadores e retransmissores das mensagens (a melhorar muito); Apoiar e valorizar a função interactiva dos lideres sindicais locais como descodificadores e retransmissores das mensagens (a melhorar muito); Publicar uma revista periódica de apoio aos quadros sindicais (não existe); Publicar uma revista periódica de apoio aos quadros sindicais (não existe); Definir objectivos e uma estratégia clara de comunicação para cada acção sindical (esta foi uma das razões porque as 16 razões passaram tão pouco); Definir objectivos e uma estratégia clara de comunicação para cada acção sindical (esta foi uma das razões porque as 16 razões passaram tão pouco); Desenvolver uma cultura de comunicação no MSU orientada por princípios científicos ( muito reduzida, é preciso melhorar muito) Desenvolver uma cultura de comunicação no MSU orientada por princípios científicos ( muito reduzida, é preciso melhorar muito) Distinguir credibilidade social da credibilidade técnico-científica (neste campo a sobreposição é muito grande fragilizando muito a mensagem sindical) Distinguir credibilidade social da credibilidade técnico-científica (neste campo a sobreposição é muito grande fragilizando muito a mensagem sindical) Definir objectivos e estratégias claras a seguir nos contactos com os jornalistas e preparar os activistas para esse contacto (a melhorar muito) Definir objectivos e estratégias claras a seguir nos contactos com os jornalistas e preparar os activistas para esse contacto (a melhorar muito) O discurso sindical deverá combinar de uma forma criativa e actual o discurso de denuncia e melhoramento com o discurso de transformação até para não gerar falsas ilusões nos trabalhadores ( a melhorar e reforçar muito) O discurso sindical deverá combinar de uma forma criativa e actual o discurso de denuncia e melhoramento com o discurso de transformação até para não gerar falsas ilusões nos trabalhadores ( a melhorar e reforçar muito)


Carregar ppt "Mestrado de Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação COMO AUMENTAR A EFICÁCIA DA COMUNICAÇÃO SINDICAL Eugénio Rosa Estrutura da intervenção de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google