A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aplicação de enzimas em produtos de limpeza. INTRODUÇÃO Enzimas decompõe estruturas moleculares complexas em estruturas mais simples catalisadores Mais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aplicação de enzimas em produtos de limpeza. INTRODUÇÃO Enzimas decompõe estruturas moleculares complexas em estruturas mais simples catalisadores Mais."— Transcrição da apresentação:

1 Aplicação de enzimas em produtos de limpeza

2 INTRODUÇÃO Enzimas decompõe estruturas moleculares complexas em estruturas mais simples catalisadores Mais de 40% da produção mundial de enzimas é absorvida pela indústria de produtos de limpeza.

3 ENZIMAS Os processos que empregam enzimas produzem menos resíduos, propiciando produtos de melhor qualidade e diminuindo a poluição. São bastante específicas, decompondo ou compondo apenas certas substâncias em certas condições de temperatura, pH e concentração do substrato; Têm a capacidade de agir sobre o sangue, gordura, muco, saliva, proteínas em geral, produzindo um substrato mais fácil de ser removido pelos agentes de limpeza, tornando mais efetiva a ação dos mesmos;

4 DETERGENTES Principais componentes: tensoativos

5 DETERGENTES Aditivos: Agentes quelantes: trifosfatos e boratos Bórax e ZnO: eliminam odores; Perborato de sódio: alvejante; Fosfatos: problemas ambientais Precipitantes: carbonatos, silicatos e metassilicatos Clarificantes ópticos: corantes que absorvem luz ultravioleta Enzimas: retiram manchas. Auxiliam na eliminação da dureza da água

6 DETERGENTES Composição média de um sabão em pó para máquinas de lavar roupas. ComponentesQuantidade Sabão2-4% Tensoativo Aniônico*5-8% Tensoativo Não-Iônico2-4% Trifosfato20-40% Silicato2-8% Perborato18-28% Corante0-0,3% Enzimas0-1% Perfume0,1-0,2% Estabilizante0,2% Água5% *Neste caso, refere-se a detergentes como o alquil benzeno sulfonato de sódio. FONTE: SCHVARTSMAN, S. - Produtos Químicos de uso Domiciliar, São Paulo, Almed, 1988.

7 ENZIMAS EM PRODUTOS DE LIMPEZA Histórico 1913: Röhm desenvolveu a primeira formulação de detergente contendo enzima (tripsina), a qual foi comercializada até os anos 60 ; 1959: Bio 40 - protease; 1962: Alcalase® (Novo Nordisk); 1965: rápida progressão, diferentes enzimas; 1968: Biotex - primeiro detergente com enzimas comercializado no Brasil - continha a Alcalase® ;

8 ENZIMAS EM PRODUTOS DE LIMPEZA Histórico Início da década de 70: retrocesso - as enzimas poderiam causar reações alérgicas - medidas de segurança ; 1975: mais de 80% do mercado estava coberto por novos detergentes que utilizam matérias-primas completamente novas, dentre elas as enzimas; 1989: a Gessy Lever lançou o OMO contendo enzimas, e atualmente é a líder do mercado....Novo desafio: incorporação de enzimas às formulações líquidas sem prejuízo da atividade e estabilidade. Os detergentes líquidos estão em pleno crescimento no mercado, devido à sua praticidade e fácil incorporação dos tensoativos, porém...

9 DETERGENTES COMUNS X DETERGENTES ENZIMÁTICOS Itens de comparação Detergente enzimático Detergente comum Remoção da sujidadeAlta atividade sobre matéria orgânica (ação rápida). Pouca atividade sobre matéria orgânica (ação lenta, com necessidade de escovação). Risco de exposição para saúde ocupacional Baixo risco, pela diminuição do manuseio direto de artigos contaminados. Alto risco, pela necessidade de manuseio exaustivo (escovação) de artigos contaminados. pH da soluçãopH normalmente na faixa neutra, não representando danos aos artigos. Normalmente não tem pH neutro, podendo provocar danos aos artigos.

10 Desempenho ótimo do detergente, reduzindo as temperaturas e encurtando os ciclos de lavagem; Redução do consumo de energia e das emissões de CO 2 ; Substituição de produtos cáusticos, ácidos e solventes tóxicos, que agridem o meio ambiente e que provocam o desgaste de materiais e de instrumentos; As enzimas são biodegradáveis, satisfazendo as exigências das normas ISO VANTAGENS DO USO DE DETERGENTES ENZIMÁTICOS

11 AÇÃO DOS LIMPADORES ENZIMÁTICOS P: Componentes de uma cadeia protéica; E: Enzimas decompondo uma proteína para que seja dissolvida. MO: Matéria Orgânica; E: Enzimas agindo sobre a MO.

12 TIPOS DE ENZIMAS Amilases: degradam polissacarídeos; Celulases: degradam celulose; Lipases: degradam lipídeos; Proteases: degradam proteínas. Indústria de produtos de limpeza Enzimas remover manchas e conferir mais brilho aos tecidos.

13 TIPOS DE ENZIMAS Amilases: atuam sobre manchas que contém amido, como molhos, frutas, chocolate e outras. Essas enzimas hidrolisam o amido transformando-o em oligômeros de cadeia curta (gelatinização) que são solúveis em água; Celulases: atuam nas ligações glicosídicas da celulose, degradando então o algodão presente nos tecidos. Portanto, o efeito da celulase é o de melhorar a aparência quanto ao brilho, a maciez e facilitar a remoção de partículas sólidas do tecido; Lipases: atuam sobre manchas que contém gorduras, transformando os triglicerídeos em ácidos graxos que, em pH alcalino, formam carboxilatos, que são solúveis em água; Proteases: removem impurezas protéicas, constituem- se hoje componentes essenciais de detergentes, nos quais podem ser empregadas em concentrações muito baixas.

14 TIPOS DE ENZIMAS As proteases representam 60% do total do comércio de enzimas no mundo; O detergente enzimático ideal possui uma mistura equilibrada de protease, celulase, amilase e lipase; O amplo uso das proteases em sabões em pó para máquinas de lavar roupa estimulou o desenvolvimento de enzimas geneticamente modificadas, as quais são mais estáveis na presença de agentes oxidantes, mais resistentes às altas temperaturas e aos ambientes alcalinos; É bastante dispendioso adicionar-se proteases a detergentes líquidos por causa dos custos de estabilização. Novas proteases preestabilizadas, formuladas com o sistema de estabilização patenteado pela Novozymes estão entrando no mercado.

15 CONCLUSÃO Enzimas Consumo de energia Emissão de CO 2 Biodegradáveis Enzimas em produtos de limpeza Alternativa econômica e ecologicamente viável

16 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS LIMA, U.A.; AQUARONE, E.; BORZANI, W. - Biotecnologia Industrial: Processos Fermentativos e Enzimáticos.- V.3. - São Paulo: Edgard Blucher, _2/detergentes/detergentes.htm 4/detergente/enzimas_produtos_limpeza.htm branco.html

17 ANEXOS Detergentes Comerciais que utilizam enzimas em sua formulação: Omo Ultraclin (Pão de açúcar) ACE Alvejante Lavagem de roupas Uso específico em equipamentos e instrumentos da área odonto-médico-hospitalar Lifezyme Ultrassonic Prozyme Enziclean APL

18 Informações ao consumidor: Deve-se fazer uso de luvas, para evitar dermatites de contato; O fato de lavar a roupa diretamente na máquina, sem deixar o tempo de molho, pode levar a desnaturação da enzima e, portanto, sem ação da enzima na mancha; O processo de enxágüe da roupa deve garantir que toda a enzima foi desnaturada, pois a enzima pode provocar reações alérgicas no usuário da roupa, fato que se agrava quando o usuário for um bebê ou criança, um paciente acamado etc; As enzimas podem causar danos a alguns tecidos mais delicados, como por exemplo, lã e seda. ANEXOS


Carregar ppt "Aplicação de enzimas em produtos de limpeza. INTRODUÇÃO Enzimas decompõe estruturas moleculares complexas em estruturas mais simples catalisadores Mais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google