A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Atenção em saúde mental, álcool e outras drogas para profissionais que atuam nas comunidades Kalungas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Atenção em saúde mental, álcool e outras drogas para profissionais que atuam nas comunidades Kalungas."— Transcrição da apresentação:

1 Atenção em saúde mental, álcool e outras drogas para profissionais que atuam nas comunidades Kalungas

2 Airton F. dos Santos Filho Celene Santana Oliveira
Atenção em saúde mental, álcool e outras drogas para profissionais que atuam nas comunidades Kalungas Facilitadores: Airton F. dos Santos Filho Celene Santana Oliveira Nathália dos Santos Silva Gerência de Saúde Mental Superintendência de Atenção Integral à Saúde Telefone: (62)

3 INTRODUÇÃO Lei 10.2016 Portaria 3.088 de dezembro de 2011
A Unidade Básica de Saúde como ponto de atenção da RAPS tem a responsabilidade de desenvolver ações de promoção de saúde mental, prevenção e cuidado dos transtornos mentais, ações de redução de danos e cuidado para pessoas com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, compartilhadas, sempre que necessário, com os demais pontos da rede (BRASIL, 2011). Acesso Trabalho no território No entanto, apesar de sua importância, a realização de práticas em saúde mental na Atenção Básica suscita muitas dúvidas, curiosidades e receios nos profissionais de Saúde (BRASIL, 2013).

4 Objetivo Geral Oportunizar o encontro entre profissionais de saúde para a reflexão conjunta sobre prevenção e cuidado às pessoas com sofrimento ou doença mental e aos usuários de álcool e outras drogas nas comunidades Kalunga de Cavalcante – GO.

5 Objetivos Específicos
Construir visão compartilhada sobre saúde e adoecimento mental; Sensibilizar a instrumentalizar os profissionais de saúde para a abordagem de pessoas sofrimento ou doença mental e aos usuários de álcool e outras drogas nas comunidades kalunga de Cavalcante – GO; Refletir sobre a necessidade do cuidado em serviços quem compõem a Rede de Atenção Psicossocial, além de utilizar os recursos culturais e sociais que a comunidade kalunga possui; Discutir a Redução de Danos como estratégia de cuidado dos usuários de álcool e outras drogas nas comunidades kalunga de Cavalcante – GO.

6 Público Alvo Agentes comunitários de saúde;
Profissionais da Estratégia de Saúde da Família; Equipe que comporá o CAPS de Cavalcante-GO.

7 Metodologia Metodologia da problematização:
focada na discussão da realidade e visando a construção participativa de estratégias de intervenção para mudança da realidade.

8 Metodologia Carga horária: 16 horas
Recursos Materiais: Papel A4, canetas, cola, revista, tesouras, pincéis, papel pardo. Recursos Equipamentos: som, datashow e computador

9 Metodologia Procedimentos:
Os profissionais, com o auxílio dos facilitadores, deverão fazer a observação da realidade em conjunto (O que é loucura? Qual a percepção da saúde/adoecimento mental? Quais exemplos?) Serão divididos em grupos homogêneos para fazer o levantamento dos pontos chaves (cartazes e figuras); A teorização ocorrerá com todos juntos (exposição diaolgada); As hipóteses de solução serão feitas, novamente, nos grupos menores. Entende-se que o grupo deverá seguir todas as etapas do Arco de Maguerez e que a Aplicação à realidade deverá ser feita pelos profissionais ao longo do tempo. A GSM estará à disposição para auxiliá-los que for possível e necessário.

10 Avaliação Pelo grupo: Que bom? Que pena? Que tal? Pelos facilitadores
Relatório

11 Referências BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde mental. Brasília : Ministério da Saúde, 2013. BRASIL. Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Portaria n , de 23 de dezembro de Institui a Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, no âmbito do Sistema Único de Saúde. Brasília: Disponível em: <http://www.brasilsus.com.br/legislacoes/gm/ html>. Acesso em: 18 out BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria Executiva. Coordenação Nacional de DST/Aids. A Política do Ministério da Saúde para atenção integral a usuários de álcool e outras drogas. Brasília: Ministério da Saúde, 2003. VARGAS, D.; DUARTE, F. A. B. Enfermeiros dos Centros de Atenção Psicossocial em Álcool e Drogas (CAPS AD): A formação e a busca pelo conhecimento específico da área. Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 20, n. 1, p , Jan.-Mar. 2011


Carregar ppt "Atenção em saúde mental, álcool e outras drogas para profissionais que atuam nas comunidades Kalungas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google