A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador MESA REDONDA VIGILÂNCIA SANITÁRIA E O MEIO AMBIENTE 01/10/2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador MESA REDONDA VIGILÂNCIA SANITÁRIA E O MEIO AMBIENTE 01/10/2009."— Transcrição da apresentação:

1 Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador MESA REDONDA VIGILÂNCIA SANITÁRIA E O MEIO AMBIENTE 01/10/2009 I Encontro Nacional de Vigilância Sanitária em Serviços de Saúde ENAVISS 28 de setembro a 02 de outubro de 2009, Salvador, BA Soraya Wingester Vilas Boas 1

2 Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador 2 Proposta para a mesa: Relações entre os setores saúde e meio ambiente: riscos sanitários e ambientais – interdependência entre fenômenos locais, regionais e globais. Gerenciamento dos riscos de ocorrência de efeitos adversos à saúde humana e para o meio ambiente. Proposta de trabalho conjunto: conceitos e práticas de caráter interdisciplinar e intersetorial em saúde e meio ambiente - SVS. Como as políticas públicas podem ocupar esse espaço, induzindo as transformações necessárias, de forma sustentável e segura, agindo com transparência e legitimidade?

3 Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador A efetividade das ações em saúde requer mudanças: no modelo de atenção à saúde como um todo – centrado no atendimento à doença, desconsidera os riscos, inclusive dos próprios serviços de saúde e das tecnologias utilizadas; no modelo de atenção em vigilância – ainda não conseguiu estruturar um modelo de organização pautado numa inteligência sanitária que se articule, permanentemente, com as necessidades de saúde da população e do ambiente e com as demandas e questões que emergem do mercado. (COSTA, 1999; LUCCHESE, 2001) 3 Alguns aspectos importantes para a discussão

4 Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Relatório da I Conferência Nacional de Vigilância Sanitária...necessidade de integração das ações de vigilância sanitária no conjunto das políticas de saúde, programas e ações desenvolvidas nas distintas esferas do SUS, enfatizando as ações de vigilância ambiental, epidemiológica, saúde do trabalhador, de informação, educação e comunicação em saúde e a estratégia da Saúde da Família (PSF/PACS), visando alcançar a integralidade, a equidade e a universalidade das ações de saúde. A Vigilância da Saúde é concebida como uma estratégia de integração de ações de controle de riscos, dispersas em vários órgãos, como também de integração das diversas áreas de atuação da Vigilância Sanitária. (CONAVISA, 2002) 4

5 Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador 5 Saúde Ecossistêmica: as ações integradas para a saúde, como avaliação do impacto dos principais projetos, bem como a análise dos indicadores para saúde e o desenvolvimento sustentável são estratégicos para as políticas intersetoriais. (OMS, 2005) Ecossistemas.pptx Controle Social O perfil das necessidades e prioridades de saúde deve ser determinado a partir de informações epidemiológicas (situações de risco e morbi-mortalidade), vis a vis as informações e demandas trazidas pelas entidades representantes dos usuários nos Conselhos de Saúde, e não somente pelos prestadores de serviços e pelos profissionais... (CNS, 2002)

6 Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador 6 1ª Conferência Nacional de Saúde Ambiental - Eixos temáticos 1)Desenvolvimento e sustentabilidade socioambiental no campo, na cidade e na floresta; 2)Trabalho, ambiente e saúde: desafios dos processos de produção e consumo nos territórios; 3)Democracia, saúde, ambiente e educação: políticas para construção de territórios sustentáveis. (1ª CNSA, Documentos para a conferência)

7 Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Proposta de trabalho conjunto: práticas de caráter interdisciplinar e intersetorial em saúde e meio ambiente - SVS 7 SujeitoObjetoMeios de trabalhoFormas de organização Equipe de saúde População (cidadãos) Danos, riscos, necessidades e determinantes dos modos de vida e saúde (condições de vida e trabalho) Tecnologias médico-sanitárias, de planejamento e programação local situacional Tecnologias de comunicação social Intervenções específicas (promoção, proteção, prevenção e recuperação) Operações sobre problemas e grupos populacionais Ações intersetoriais Políticas públicas saudáveis (TEIXEIRA, C.F. & COSTA, E.A. 2003) Proposta de trabalho conjunto: práticas de caráter interdisciplinar e intersetorial em saúde e meio ambiente - SVS

8 Território VS/AB Continuidade do Cuidado Integralidade da Ação Prevenção Promoção da Saúde Responsabilização Vínculo Definição de Risco Vigilância ambiental Vigilância Sanitária Análise da Situação de Saúde Controle de Doenças e Agravos Transmissíveis e não Transmissíveis Vigilância Saúde do Trabalhador Participação Social (PISTELLI. A, 2009). Apresentação Redes.pptx Promoção da Saúde

9 9 CONTEXTO SOCIAL E INSTITUCIONAL DAS AÇÕES DE SAÚDE AMBIENTAL

10 MERCÚRIO MERCÚRIOFEZESAR ESPIRADOSUORCABELOS E UNHAS URINA BILE GARIMPO SETOR SAÚDE HOSPITAIS CLINICAS ODONTOLOGIA VIGIQUIM/CGVAM/DESAT/SV /MS CONAS – CONAMA CONAS – CONAMA CONASQ CONASQ PROGRAMAS INTERNACIONAIS GMA, OTCA-PAM TCC- BR,BOL,CL PROGRAMA NACIONAL MODELO DE ATUAÇÃO ESTRUTURAÇÃO SERVIÇOS - PROTOCOLO CAPACITAÇÃO RH SUS PROJETO MSQ MS-MCT-SES CETEM PROJETO TAPAJÓS IEC-UFPA-JICA FORTAL. LABOR. SUBSTITUIÇÃO EQUIPAMENTOS SETOR SAÚDE INDUSTRIA e GARIMPO CAPACITAÇÃO DIAGNÖSTICO INT. AGUDA E CRONICA – UFRJ - UFPA INTERSETORIALIDADE MMA, MTE, MCT, MRE, MEC, MIC, MME, UNIV. CONTROLE SOCIAL ONGS, SINDICATOS, ASS. VITIMAS INDUSTRIA CLORO SODA LAMPADAS, BATERIAS RECICLADORAS

11 Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador 11 Considerações finais Análise crítica dos conhecimentos que se dispõe e das práticas que cada profissional e cada trabalhador realiza em seu cotidiano, tendo em vista a promoção, proteção e recuperação da saúde no plano individual e coletivo. Esforço de auto-reflexão. Exige uma disponibilidade ao novo, uma abertura às possibilidades... Exige um trabalho político no sentido da mudança das relações de poder no âmbito institucional e fora dele. (TEIXEIRA, C.F. & COSTA, E.A. 2003)

12 Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador 12 Obrigada


Carregar ppt "Expedito Luna 16 de novembro de 2004 Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador MESA REDONDA VIGILÂNCIA SANITÁRIA E O MEIO AMBIENTE 01/10/2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google