A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Capitalismo Comercial Primeira fase da globalização : Capitalismo Comercial Século XV e XVI Formação das Monarquias Nacionais (Países centralizados); União.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Capitalismo Comercial Primeira fase da globalização : Capitalismo Comercial Século XV e XVI Formação das Monarquias Nacionais (Países centralizados); União."— Transcrição da apresentação:

1 Capitalismo Comercial Primeira fase da globalização : Capitalismo Comercial Século XV e XVI Formação das Monarquias Nacionais (Países centralizados); União entre a burguesia e a realeza; Grandes Navegações; Modelo econômico: Mercantilismo (acumulação de metais preciosos, balança de comércio favorável, protecionismo, intervenção do Estado); Colonialismo – Pacto Colonial, monopólio; Impérios Coloniais (inglês, espanhol, português, h0landês, francês) Atualidades Globalização e Neoliberalismo

2 Matéria Prima Produtos Manufaturados Mão de obra Colônias de Exploração Colônias de Povoamento Grandes Navegações Século XVI

3 Globalização e Neoliberalismo Capitalismo industrial Segunda fase – Capitalismo industrial Século XVIII e XIX Século XVIII e XIX Inglaterra liderou o processo de industrialização na Europa Substituição do capitalismo comercial pelo industrial. Revolução Industrial (1ª Fase) – Introdução da máquinas no processo de produção de mercadorias, substituição do absolutismo pelas monarquias parlamentares e a ideologia mercantilista pela ideologia liberal. Ferramenta Máquina Manufatura Fábrica

4 Adam Smith Pai das Ciências Econômicas Criticava o mercantilismo Defendia o livre comércio sem a intervenção do Estado Era doutrina do laissez-faire. Liberalismo radical inspirado nos fisiocratas franceses e economistas ingleses que defendiam a superação do mercantilismo. Surgimento de uma onda revolucionária no continente americano, espalhando os ideais políticos de Independência e Liberdade, defendidos pela Revolução Francesa (1789) Liberalismo Econômico

5 IMPERIALISMO IMPERIALISMO - 2ª Fase da Revolução Industrial – Segunda metade do século XIX Política de expansão externa que buscava novos mercados consumidores para os excedentes e fornecimento de matéria prima. INDÚSTRIABANCO

6 PARTILHA DA ÁFRICA E DA ÁSIA Imperialismo ou Neocolonialismo

7 Consequência do Imperialismo 1ª GUERRA MUNDIAL ( )

8

9 A explosão do conflito 28 de julho de 1914 – O Império Austro-Húngaro declara guerra à Servia 29 de julho – Em apoio à Sérvia, a Rússia mobiliza seus exércitos contra o Império Austro-Húngaro e contra a Alemanha. 1º de agosto – A Alemanha declara guerra à Rússia. 3 de agosto – a Alemanha declara guerra à França. Para atingi-la, mobiliza seus exércitos e invade a Bélgica, que era um país neutro. 4 de agosto – a Inglaterra exige que a Alemanha respeite a neutralidade da Bélgica. Como isso não ocorre, declara guerra à Alemanha. NAÇÕES ENVOLVIDAS: do lado da Alemanha e Império Austro-Húngaro: Turquia (1914) e Bulgária (1915). Do lado da França, Inglaterra e Rússia: Bélgica(1914), Sérvia (1914), Japão (1914), Itália (1915), Romênia (1916), Estados Unidos (1917), Brasil (1917) e Grécia (1917).

10 Liga das Nações Liga das Nações ou a Sociedade das Nações - 28 de abril de 1919 Supremacia dos Estados Unidos

11 Tratado de Versalhes 28 de junho de 1919

12 Revolução Russa Lenin foi o primeiro dirigente da URSS. Liderou os bolcheviques quando estes tomaram o poder do governo provisório russo, após a Revolução de Outubro de 1917 (esta sublevação ocorreu em 6 e 7 de novembro, segundo o calendário adotado em 1918; em conformidade com o calendário juliano, adotado na Rússia naquela época, a revolução eclodiu em outubro). Lenin acreditava que a revolução provocaria rebeliões socialistas em outros países do Ocidente.

13 Crise de 1929 Crise de Superprodução

14 New Deal As principais medidas adotadas no New Deal foram: controle sobre bancos e instituições financeiras. concessão de subsídios e crédito agrícola a pequenos produtores. maior investimento em obras sociais e de infraestrutura. criação de Previdência Social, com garantias a idosos, desempregados e deficientes. incentivo a criação de sindicatos trabalhistas para dar maior poder de negociação aos trabalhadores. criação do salário-mínimo. controle da corrupção. garantias que o estado deveria fornecer: - a educação em todos os níveis, - a assistência médica gratuita, - o auxílio ao desempregado, - a garantia de uma renda mínima, - recursos adicionais para a criação dos filhos.

15 Regimes Totalitários FASCISMO ITÁLIA NAZISMO ALEMANHA FRANQUISMO ESPANHA

16 2ª GUERRA MUNDIAL ( )

17 FUNDAÇÃO DA ONU - 24 de outubro de 1945 FUNDAÇÃO DA ONU - 24 de outubro de Sede da ONU - Nova York - EUA Organismo internacional instituído com o propósito de manter a paz e a cooperação entre as nações. Principais Órgãos Assembleia Geral Conselho de Segurança Conselho Econômico e Social Conselho de Tutela Corte Internacional de Justiça Secretariado Ban Ki Moon Secretário Geral

18 ACNUDH, Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos ACNUR, Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados AIEA, Agência Internacional de Energia Atômica BIRD, Banco Internacional para a Reconstrução e o Desenvolvimento ou Banco Mundial CEPAL, Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe CFI, Corporação Financeira Internacional CIJ, Corte Internacional de Justiça ou Corte de Haia CTBTO, Organização Preparatória para o Tratado de Proibição de Testes Nucleares ECA, Comissão Econômica para a África ECE, Comissão Econômica para a Europa ECOSOC, Conselho Econômico e Social ESCAP, Comissão Econômica e Social para a Ásia e o Pacífico ESCWA, Comissão Econômica e Social para a África Ocidental FAO, Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação FIDA, Fundo internacional de Desenvolvimento Agrícola FMI, Fundo Monetário Internacional ICAO, Organização da Aviação Civil Internacional IDA, Associação Internacional do Desenvolvimento ILANUD, Instituto Latino-Americano das Nações Unidas para a Prevenção do Delito e Tratamento do Delinquente INSTRAW, Instituto Internacional de Treinamento e Pesquisa para a Promoção da Mulher ITC, Centro lnternacional de Comércio OCHA, Escritório das Nações Unidas de Coordenação de Assuntos Humanitários OIT, Organização lnternacional do Trabalho OMC, Organização Mundial do Comércio OMI, Organização Marítima Internacional OMM, Organização Meteorológica Mundial OMPI, Organização Mundial de Propriedade Intelectual OMS, Organização Mundial da Saúde OMT, Organização Mundial do Turismo ONU, Organização das Nações Unidas OPAQ, Organização para Proibição de Armas Químicas OPAS, Organização Pan-Americana da Saúde PMA, Programa Mundial de Alimentos PNUD, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUMA, Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente TPI, Tribunal Penal Internacional UIT, União Internacional de Telecomunicações UNAIDS, Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids UNCTAD, Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento UNESCO, Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura UNFPA, Fundo de População das Nações Unidas ONU-HABITAT, Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos UN-LiREC, Centro Regional das Nações Unidas para a Paz, o Desarme e o Desenvolvimento na América Latina e Caribe UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância UNICRI, Instituto Inter-regional das Nações Unidas para Pesquisas sobre Delinquência e Justiça UNIDIR, Instituto das Nações Unidas para Pesquisas sobre Desarmamento UNIDO, Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial UNIFEM, Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher UN/ISDR, Estratégia Internacional das Nações Unidas para a Redução de Desastres UNITAR, Instituto das Nações Unidas para Formação e Pesquisa UNODA, Escritório das Nações Unidas para Assuntos de Desarmamento UNODC, Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime UNOOSA, Escritório das Nações Unidas para Assuntos do Espaço Sideral UNOPS, Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos UNRWA, Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinos UNU, Universidade das Nações Unidas UPU, União Postal Universal VNU, Programa de Voluntários das Nações Unidas Agências – Organismos Internacionais da ONU

19 O MUNDO PÓS GUERRA Tratados dos Vencedores Conferência de Potsdam – Alemanha – Julho de 1945 Dissolução de todos os órgãos nazistas; pagamento de indenizações pela Alemanha; divisão da Alemanha em 4 zonas de ocupação; desarmamento alemão; julgamento dos líderes nazistas. Conferência de Bretton Woods EUA – 1944 Dólar como base do sistema monetário mundial; instituição do Fundo Monetário Internacional; criação do Banco Mundial Conferência de Yalta - Criméia – Fevereiro de 1945 Reunião para dividir o mundo Conferência de San Francisco – Abril de 1945 Assinatura da carta de criação da ONU

20 Assinatura do acordo para criar a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), uma estrutura de defesa ocidental durante a Guerra Fria. Seis anos depois viria a resposta do bloco soviético: o Pacto de Varsóvia.

21 O mundo pós guerra BIPOLADIDADE O CAPITALISMO E O SOCIALISMO A GUERRA FRIA A CORRIDA ARMAMENTISTA ESPACIAL A REVOLUÇÃO IRANIANA NOVOS FOCOS DE TENSÕES GUERRA DA CORÉIA GUERRA DO VIETNÃ O NEOLIBERALISMO O MODELO CAPITALISTA A ERA DA ROBÓTICA OS MERCADOS COMUNS

22 Final do Século XX Década de 80 e 90 Multipolaridade Blocos Econômicos Associação de países criadas para promover a integração econômica, o crescimento e a competitividade internacional dos países-membros e praticar relações econômicas privilegiadas entre si. Modalidades conforme grau de integração: Zona de preferencia tarifária – Ex: ALADI Zona de livre comércio – Ex: NAFTA União aduaneira – Ex: MERCOSUL Mercado comum – Ex: UE União econômica e monetária – Ex: 16 países da UE UNIÃO EUROPÉIA NAFTA MERCOSUL UNASUL CARICOM PACTO ANDINO CEI APEC ASEAN SADC

23 Atualidades OMC – OMC – 153 países membros Objetivo – Regrar o comércio internacional "A OMC (Organização Mundial de Comércio) foi fundada em 1995 e é uma organização internacional que trata das regras do comercio entre as nações e tem como objetivo estabelecer acordos que orientem o comércio de produtos e serviços e os fluxos financeiros entre os países membros. Seu maior propósito é derrubar barreiras alfandegárias entre esses países membros. A sede da OMC está localizada na Suíça e fazem parte desta organização, os E.U.A, todos os países membros da União Europeia, as potências econômicas asiáticas como a China e o Japão além dos Tigres asiáticos. Essas e outras nações vêm diminuindo a incidência das tarifas alfandegárias sobre as mercadorias importadas com base em acordos formalizados dentro desta organização em reuniões denominadas rodadas. O Brasil desde que se tornou membro da OMC, vem disputando fatias cada vez maiores do mercado mundial, já que é grande produtor de alimentos, de matérias -primas (minerais e vegetais ) e também de produtos industrializados. Essas disputas se tornam ainda mais acirradas quando o Brasil se confronta com países altamente desenvolvidos como no caso dos E.U.A e das nações-membro da União Europeia, onde há um forte protecionismo em relação aos produtos internos."

24 OEA Organização dos Estados Americanos Criada em 1948 MEMBROS: 35 países independentes do continente americano que assinaram a Carta Democrática Interamericana Ações: Combate à miséria Promoção da igualdade social Desenvolvimento econômico Atuações: Fortalecimento da democracia Segurança hemisférica Construção da paz Promoção e defesa dos direitos humanos Estímulo ao comércio entre as nações Combate às drogas Preservar o meio ambiente Combate ao terrorismo Incentivo à probidade administrativa Cooperação para o desenvolvimento Princípios defendidos pelo Brasil Princípios defendidos pelo Brasil: Autodeterminação dos povos Não intervenção Soluções pacíficas Não uso da força Princípios defendidos pelo Brasil Princípios defendidos pelo Brasil: Autodeterminação dos povos Não intervenção Soluções pacíficas Não uso da força

25 IRÃ Mahmoud Ahmadinejad (em persa: محمود احمدینژاد ; Garmsar, 28 de outubro de 1956) é o sexto presidente do Irã. Seu mandato teve início em 3 de agosto de Ahamadinejad é considerado um dos mais polêmicos políticos do mundo contemporâneo, tendo feito vários ataques ao governo norte-americano, mas ao mesmo tempo, é visto como um homem profundamente religioso, devido a sua ligação com o Líder Supremo Ali Khamenei.

26 COREIA DO NORTE Kim Jong-il, em coreano ;, (Viatskoie, Khabarovsk, 16 de fevereiro de 1942) é o líder da República Popular Democrática da Coreia do Norte.

27 Questão Nuclear Fins Pacíficos Fins Militares

28

29

30 CHINA Hu Jintao, em chinês simplificado e tradicional, (Jiangyan, 21 de dezembro de 1942) é um político chinês, atual presidente de seu país e secretário- geral do Partido Comunista.

31 Tibet Língua: Tibetano Religião: Budismo Situação atual: Ocupação chinesa Chefe de estado: 14º Dalai Lama Localização geográfica: Sudoeste da China, Índia, Nepal, Butão O Tibet é uma região marcada por muitas guerras e conflitos. A China e o Tibet tornaram- se inimigos desde a dinastia Tang (618 – 906 D.C). O Tibet foi também conquistado pelos mongóis no século XIII, durante o processo de unificação da Mongólia, por Genghis Khan. No século XVIII em 1729, a China reconquista o Tibet na dinastia Ching. Com a queda da dinastia Ching, o Tibet consegue sua independência, expulsando as tropas chinesas de seu território. Um ano após a sua independência, temos a conferência de Shimla. Essa conferência convocou a Índia, Inglaterra, Tibet e China para discutirem a divisão do território tibetano, uma parte ficaria para China e a outra uma região autônoma e independente. Em 1913, o 13º Dalai Lama decretou a independência. No entanto, a China não respeitou o tratado de Shimla, alegando que todo o território do Tibet pertencia a China. Em 1918, aumentaram as tensões e, Tibet e China entraram em guerra. Em 1933, o 13 º Dalai Lama morre, enfraquecendo politicamente o Tibet. Em 1950, o Partido Comunista liderado por Mao Tsé Tung, dominou a China, logo em seguida, tropas comunistas invadiram o Tibet. No mesmo ano (1950) o 14º Dalai Lama assumiu a posição de chefe de Estado Tibetano. A ocupação chinesa no Tibet é marcada pela opressão aos tibetanos, além da destruição de mosteiros e perseguição religiosa. Em 1959, em Lhasa a Capital do Tibet tivemos uma grande revolta contra a China, prontamente combatida pelos chineses, de forma violenta, com muitos mortos, prisioneiros e exilados. Foi em 1959, que por motivo de segurança o 14 º Dalai Lama fugiu do Tibet. Atualmente o Dalai Lama encontra-se no exílio na Índia, de onde tenta sensibilizar a ONU e a China da ocupação desleal dos chineses no seu País. Há 50 anos a China ocupou o Tibet forçando o surgimento de 100 mil refugiados tibetanos pelo mundo. Até hoje, a ONU não se pronunciou sobre o Tibet, talvez pela China pertencer ao Conselho de Segurança.

32 O Dalai Lama é o título de uma linhagem de líderes religiosos da escola Gelug do budismo tibetano, tratando-se de um monge e lama, reconhecido por todas as escolas do budismo tibetano. Também foram os líderes políticos do Tibete entre os século XVII até 1959, residindo em Lhasa. O Dalai Lama é também o líder oficial do governo tibetano em exílio, ou Administração Central Tibetana. "Lama" é um termo geral que se refere aos professores budistas tibetanos. O atual Dalai Lama é muitas vezes chamado de "Sua Santidade" por ocidentais, embora este pronome de tratamento não exista no tibetano, não se tratando de uma tradução. Tibetanos podem referir-se a ele através de epítetos tais como Gyawa Rinpoche que significa "grande protetor", ou Yeshe Norbu, a "grande joia". Acredita-se que o Dalai Lama seja a reencarnação de uma longa linha de tulkus, que optaram pela reencarnação, a fim de esclarecer a humanidade. O Dalai Lama é muitas vezes considerado o chefe da Escola Gelug, mas esta posição oficialmente pertence ao Ganden Tripa, que é uma posição temporária nomeada pelo Dalai Lama (que, na prática, exerce mais influência). Dalai significa "Oceano" em mongol e "Lama" é a palavra tibetana para mestre, guru, e várias vezes referido por "Oceano de Sabedoria", um título dado pelo regime mongoliano a Altan Khan (o terceiro Dalai Lama) e agora aplicado a cada encarnação na sua linhagem. Os dalai lamas são mostrados como sendo a manifestação de Avalokiteshvara, o Bodhisattva da Compaixão, cujo o nome é Chenrezig em tibetano. Após a morte do Dalai Lama, uma pesquisa é instituída pelos seus monges para descobrir o seu renascimento, ou tulku.

33 VENEZUELA Hugo Rafael Chávez Frías (Sabaneta, 28 de julho de 1954) é um político e militar venezuelano. É o 53º e atual presidente da Venezuela. Como líder da Revolução Bolivariana, Chávez advoga a doutrina bolivarianista, promovendo o que denomina de socialismo do século XXI.[1] Ele é também um crítico do neoliberalismo, da globalização, e das relações exteriores dos Estados Unidos.

34 BRIC Criadores do BRIC Em economia, BRIC (normalmente traduzido como "os BRICs", "os países do BRIC" ou "os países BRIC") é uma sigla que se refere a Brasil, Rússia, Índia e China, que se destacaram no cenário mundial pelo rápido crescimento das suas economias em desenvolvimento. O acrônimo foi cunhado e proeminentemente usado pelo economista Jim O'Neill, chefe de pesquisa em economia global do grupo financeiro Goldman Sachs, em 2001


Carregar ppt "Capitalismo Comercial Primeira fase da globalização : Capitalismo Comercial Século XV e XVI Formação das Monarquias Nacionais (Países centralizados); União."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google