A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Perspectivas da Indústria Nacional de Celulose e Papel 35º. Fórum ANAVE 9 de novembro, 2010 Simone Nagai.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Perspectivas da Indústria Nacional de Celulose e Papel 35º. Fórum ANAVE 9 de novembro, 2010 Simone Nagai."— Transcrição da apresentação:

1 Perspectivas da Indústria Nacional de Celulose e Papel 35º. Fórum ANAVE 9 de novembro, 2010 Simone Nagai

2 22 Temas: O Setor Base Florestal Contribuição Social e Ambiental Investimentos e Perspectivas Fibria – Ehder Ribeiro

3 3 Desempenho do Setor 1000 t (2)%.Produção , ,6.Importação (1) , ,6.Exportação (1) , ,7.Consumo Aparente , , (2)%.Produção , ,1.Importação (1) , ,6.Exportação (1) , ,9.Consumo Aparente , ,7 (1) Fonte: SECEX (2) Dados Preliminares % % CELULOSE Jan-Set PAPEL

4 4 Produção Brasileira de Celulose e Papel Milhões t Celulose 0,83,14,411,212,012,713,3 Papel 1,13,44,78,79,09, Cresc. Médio Anual Celulose 7,5% Papel 5,7%

5 Maiores Produtores Mundiais País Produção 1000 t EUA 48, China 20, Canadá 17, Brasil* 13, Suécia 11, Finlândia 9, Japão 8, Rússia 7, Indonésia 5, Chile 5,000 Fonte: RISI * Fonte: Bracelpa Produção mundial total: 178 milhões/tPaís Produção 1000 t China 86, EUA 71, Japão 26, Alemanha 20, Canadá 12, Suécia 10, Finlândia 10, Coréia do Sul 10, Brasil* 9, Indonésia 9,363 Produção mundial total: 371 milhões/t Ranking de CeluloseRanking de Papel

6 6 Balança Comercial do Setor US$ Milhões FOB * Fonte: SECEX ** Dados Preliminares

7 7 Destino das Exportações Brasileiras de Celulose Jan - Set 2009Jan - Set 2010 Fonte: Secex

8 8 Destino das Exportações Brasileiras de Papel Jan - Set 2009Jan - Set 2010 Fonte: SECEX

9 99 Temas: O Setor Base Florestal Contribuição Social e Ambiental Investimentos e Perspectivas Fibria – Ehder Ribeiro

10 10 Uso da Terra no Brasil Brasil 851 % do Total de Terras Total de Área Preservada e Outros Usos * % Total Terra Cultivável % - Terras Cultiváveis – por cultura728.5% Soja222.6% Milho141.7% Cana de Açúcar91.0% Café20.2% Algodão10.1% Laranja10.1% - Pastagens % - Terras disponíveis718.3% Florestas Plantadas70.8% Fonte: IBGE, CAN, Conab, Min. da Agricultura e ABRAF * Essas Áreas Incluem: Floresta Amazônica, áreas de proteção, áreas de preservação, cidades, lagos e rios. Milhões de ha

11 11 Distribuição das Florestas Plantadas AP PA ES MT GO SP MG BA MA MS RS SC PR TO PI 2.2 milhões de hectares de Florestas Plantadas para uso Industrial 2.9 milhões de hectares de Área Preservada 2 milhões de hectares de área florestal total certificada

12 12 Certificação 2 milhões de hectares de área florestal total certificada 12 Princípio 1: Obediência às Leis e aos Princípios do órgão certificador Princípio 2: Responsabilidades e direitos de posse e uso da terra Princípio 3: Respeito aos direitos dos Povos Indígenas Princípio 4: Relações Comunitárias e Direitos dos Trabalhadores Princípio 5: Benefícios da Floresta Princípio 6: Impacto Ambiental Princípio 7: Plano de Manejo Princípio 8: Monitoramento e Avaliação Princípio 9: Manutenção de Florestas de Alto Valor de Conservação Princípio 10: Plantações.

13 13 Integração da comunidade ao negócio florestal Contribuição para a inclusão social e melhoria da qualidade de vida Conservação ambiental e desenvolvimento rural Promoção da ocupação planejada e ordenada da paisagem rural Incentivo aos sistemas agroflorestais Certificação Florestal Assistência técnica à produção florestal Promoção do desenvolvimento ambiental por meio de licenciamento ambiental, incentivo a preservação, monitoramento de fauna, flora, e recursos hídricos Parceria Florestal Benefícios: 13

14 14 7 Veracel – Clio Luconi Florestas Plantadas no Brasil: Referência Mundial

15 15 Espécies PaísesRotação (anos) Rendimento /ha ano EucaliptoBrasil744 Eucalipto20 Fonte: Pöyry/Bracelpa Produtividade das Florestas Plantadas Eucalipto África do Sul Chile m3m3 EspéciesPaísesRotação (anos) Rendimento m 3 /ha ano Pinus sppBrasil1538 Pinus radiataChile2522 Pinus radiataNova Zelândia2522 Melhor Uso da Terra 15

16 16 Produtividade das Florestas Plantadas 16 RAZÕES PARA ALTO NÍVEL DE PRODUTIVIDADE Clima e solo Pesquisa Setor privado organizado Mão-de-obra altamente qualificada AVANÇOS TECNOLÓGICOS Genética Biotecnologia Matéria-prima de alta qualidade Planejamento sócio-ambiental Manejo Florestal Sustentável Rotação

17 17 A biodiversidade é mantida e na maioria da vezes, ampliada, pela maior proteção à floresta natural. Várias espécies ameaçadas de extinção, encontram abrigo e se reproduzem. O manejo ambiental, praticado pelas empresas florestais, interage com o meio ambiente. Biodiversidade

18 18 Temas: O Setor Base Florestal Contribuição Social e Ambiental Investimentos e Perspectivas Fibria – Ehder Ribeiro

19 19 Geração de empregos 115 mil empregos diretos: - Indústrias 68 mil - Florestas 47 mil 575 mil empregos indiretos 222 empresas 19

20 20 Relacionamento com a Comunidade Educação Saúde Programa de educação ambiental Geração de emprego e renda Parceria Florestal: propriedades em 424 mil hectares A indústria de celulose e papel promove e incentiva o desenvolvimento econômico e social em regiões distantes dos grandes centros urbanos, investindo em: 20

21 21 Balanço do Sequestro de CO 2 Indústria de Celulose e Papel Emissões 1 t Absorção (média) 3 a 4 ton.

22 22 Consumo Médio de Água Reutilizar é uma prática constante 30 mil litros para produção de 1 ton. de celulose 25 mil litros para produção de 1 ton. de papel 40% é Reutilizada 22

23 23 Matriz Energética Fonte: Balanço Energético Nacional * Subproduto (Biomassa)

24 24 O Setor no Nosso Dia-a-Dia

25 25 Consumo Aparente Per Capita de Papel 2009 Fonte: RISI * Fonte Bracelpa

26 26 Reciclagem de Papel 2009 Papel de Embalagem Consumo Nacional - 4,1 milhões de ton. Total reciclado - 2,9 milhões de ton. 71% do total disponível desse tipo de papel. (Obs.: 80% das caixas de Papelão consumidas retornam para reciclagem) Jornais e revistas Consumo Nacional mil ton. Total reciclado mil ton. 27% do total disponível desse tipo de papel. Papel de Imprimir e Escrever Consumo Nacional mil ton. Total reciclado mil ton. 33% do total disponível desse tipo de papel. 3,9 milhões de ton. Total de Papel Reciclado no Brasil (todos os tipos)

27 27 Tendências na Gestão Ecoeficiente Repensar engenharia de processos Reduzir consumo de insumos Reutilizar materiais no próprio processo Reciclar e gerar produtos para outras cadeias do negócio 27

28 28 Temas: O Setor Base Florestal Contribuição Social e Ambiental Investimentos e Perspectivas Fibria – Ehder Ribeiro

29 29 Crescimento de 7% ao ano Aumento das Reservas Cambiais Copa Mundial Jogos Olímpicos Nutrição Logistica Celulose e Papel Serviços Hotelaria Construção Civil

30 30 Perspectivas de Crescimento por Tipo de Produto até 2025 Papéis para fins Sanitários e Papéis para Embalagem deverão crescer mais rapidamente O crescimento dos Papéis de Imprimir e Escrever deverá ser mais lento Fonte: PÖYRY – Congresso ABTCP Caixa de papelão ondulado Couchê Bobina/Folha LWC Imprensa Papel para sacos Outros Cartões Papeis revestidos Sem pasta mecânica

31 31 Demanda para Papel e Cartão por Região – Fonte: PÖYRY – Congresso ABTCP

32 32 Novo Ciclo de Investimentos da Indústria Brasileira de Celulose e Papel % InvestimentosUS$ 20 bilhões Produção (milhões de t) Celulose142257% Papel9,512,734% Exportação (US$ bilhões) Celulose/Papel6,513,0100% Área Plantada (milhões de hectares) Inclui Fomento Florestal 2,23,245% 32 BSC – Gleison Resende

33 33 Obrigada! Simone Nagai Fibria – Ehder Ribeiro


Carregar ppt "Perspectivas da Indústria Nacional de Celulose e Papel 35º. Fórum ANAVE 9 de novembro, 2010 Simone Nagai."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google