A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escola Superior de Tecnologia de Viseu

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escola Superior de Tecnologia de Viseu"— Transcrição da apresentação:

1 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira APRESENTAÇÕES - DOS DOCENTES - DA DISCIPLINA - DOS ALUNOS 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

2 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira DOCENTES Normalmente, - Rogério Matias - Teóricas GE - Teórico-Práticas GE1 e GE2 - Ilídio Silva - Teóricas GCP - Teórico-Práticas GCP e ESPECIAL Contudo, pode acontecer que um docente dê uma ou outra aula “do outro”. 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

3 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira DISCIPLINA – Lema da Disciplina e Notas prévias 1 – Objectivos 2 – Programa da disciplina 3 – Bibliografia recomendada 4 – Avaliação (regras e normas) 5 – Outros aspectos (Funcionamento das aulas, planificação e sumários, sugestões para melhorar o aproveitamento, calculadoras, atendimento aos alunos, páginas Web e contactos) 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

4 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira Lema da disciplina “Não interessa o que se ensina, mas o que se aprende”. Professor José Hermano Saraiva 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

5 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira Notas prévias - Esta apresentação é uma síntese do Guia da Disciplina, não o substituindo. Por isso, recomenda-se a sua leitura atenta. - Folhas de presença: finalidade (nesta disciplina) - Inquéritos aos alunos (final do semestre) - Ficha de identificação do aluno - Mitos e realidades acerca da disciplina 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

6 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira Mitos e realidades Uma grande percentagem de alunos QUE FREQUENTA AS AULAS obtém aprovação Novo sistema de avaliação: MAIS APROVAÇÕES 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

7 Mitos e realidades (conclusão)
Escola Superior de Tecnologia de Viseu Matemática Financeira Mitos e realidades (conclusão) 1. Importância de ir às aulas (também às Teóricas!). É praticamente impossível obter aprovação à disciplina sem frequentar as aulas. 2. Importância de acompanhar regularmente as matérias (até devido às regras de avaliação). É muito difícil obter aprovação à disciplina sem acompanhar regularmente as matérias. 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

8 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 1 - Objectivos Pretende-se que, com a aprovação a esta disciplina, os alunos tenham aprendido a conhecer e saber aplicar os conceitos e técnicas fundamentais inerentes ao Cálculo Financeiro (valor temporal do dinheiro, regimes de equivalência, equivalência de capitais, rendas, amortização de empréstimos e noções básicas de avaliação de investimentos). 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

9 2 - Programa da disciplina
Escola Superior de Tecnologia de Viseu Matemática Financeira 2 - Programa da disciplina Homogeneização de conhecimentos (1 aula T) 1 – Introdução (1 aula T) 2 – Regimes de equivalência (1 aulas T) 3 – Equivalência de capitais (2 aulas T) 4 – Rendas em regime de juro composto (3 aulas T) 5 – Amortização de empréstimos (3 aulas T) 6 – Noções básicas de avaliação de investimentos (1 aula T) Última aula teórica do semestre: resumo da matéria – apresen- tação por 6 alunos (1 capítulo por aluno); síntese pelo docente. 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

10 3 – Bibliografia recomendada
Escola Superior de Tecnologia de Viseu Matemática Financeira 3 – Bibliografia recomendada Bibliografia essencial: - “Cálculo Financeiro – Teoria e Prática” (Matias, Rogério) - “Cálculo Financeiro – Casos Práticos Resolvidos e Explicados” (Matias, Rogério e Silva, Ilídio) 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

11 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 4 - Avaliação - 3 “fases” de avaliação (alunos que não gozam de estatuto especial): . Por frequência (ao longo do semestre) . Em exame final – época normal . Em exame final – época de recurso MUITA ATENÇÃO AO NOVO CALENDÁRIO ESCOLAR!!! 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

12 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 4 – Avaliação - Regras - Por frequência . 3 provas escritas (5/Nov, 3/Dez, Jan) (25%, 35%, 40%) . Mínimo obrigatório em cada prova: 6,5 / 8,5 / 8,5 . Acesso a cada prova condicionado pela obtenção da classificação mínima fixada para a prova anterior. . Classif. final de frequência: pode ser majorada em valor, dependendo da avaliação que o docente faz da atitude do aluno perante a disciplina. - Em exame final - época normal (Jan) e época de recurso (Fev) . Prova de 0 a 20 valores . Prova oral para classificações entre 7,5 e 9,4 valores 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

13 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 4 – Avaliação - Regras - Melhoria de classificação . Uma tentativa (na época de recurso do próprio ano, na época normal do ano lectivo seguinte ou na época de recurso do ano seguinte). Prevalece a melhor nota. - Publicação das classificações . Até 10 dias após a prova e 3 dias (72 horas) antes da próxima prova de avaliação à disciplina. - Consulta e reapreciação das provas . Nos 5 dias úteis subsequentes à publicação das classificações (incentiva-se o aluno a consultar a sua prova). 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

14 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 4 – Avaliação - Normas - Inscrição prévia . Para a 1ª frequência e para o exame – época normal. - Comparência às provas . No mínimo, 15 minutos antes da hora marcada ( minutos para a primeira frequência) . Entradas autorizadas até 15 minutos após a hora mar- cada (a prova termina ao mesmo tempo para todos). - Desistências . Abandono da sala: nunca antes de decorridos, no mínimo, 15 minutos. 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

15 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 4 – Avaliação - Normas - Documento de identificação . Para todas as provas (BI, cartão de estudante, carta de condução, ...). - Material autorizado nas provas . Formulário, tabelas financeiras, papel de rascunho (fornecidos pelos docentes; a devolver no final da prova). . Calculadora e esferográficas (único material a levar pelo aluno). . Resolução no próprio enunciado. - Provas orais . Hora prevista para cada aluno indicada na pauta. . Três ou quatro alunos e dois docentes. 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

16 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.1 - Funcionamento das aulas; planificação e sumários 5.2 - Sugestões para melhorar o aproveitamento 5.3 - Calculadoras 5.4 - Atendimento aos alunos 5.5 - Páginas Web 5.6 - Contactos 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

17 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.1 - Funcionamento das aulas; planificação e sumários . Teóricas (1 x 2h/semana) e Teórico-Práticas (2 x 2h/semana) e 2 sessões extra (facultativas). No final de cada aula teórica, 2 alunos são solicitados a fazer o resumo da mesma (pode beneficiá-los em termos de classificação final de frequência) Divisão dos turnos (T e TP). . Dúvidas: esclarecer imediatamente. . Planificação / sumários do semestre em . Sempre que não seja possível cumprir a planificação, procurar-se-ão mecanismos de compensação. 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

18 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.2 – Sugestões para melhorar o aproveitamento . Atitude perante a disciplina: 5 pilares 1) Frequência regular das aulas 2) Atenção e concentração nas aulas 3) Acompanhamento regular das matérias (desde o primeiro dia!...) 3.1) Preparação prévia de cada aula (T e TP) 3.2) Revisão da matéria logo após cada aula 4) Esclarecimento das dúvidas à medida que forem surgindo 5) Preocupação com a compreensão dos conceitos e não com a memorização de fórmulas ou a mecanização de procedimentos. 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

19 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.2 – Sugestões para melhorar o aproveitamento (continuação) A disciplina de Matemática Financeira não é difícil, mas exigente ao nível do acompanhamento regular das matérias, dado o carácter sequencial dos conceitos. 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

20 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.2 – Sugestões para melhorar o aproveitamento (continuação) . Conhecimentos necessários ao nível da Matemática . Básicos (quase exclusivamente ao nível do 9º ano) . Constatação: a maior dificuldade é equacionar um problema e não resolver (matematicamente) a equação que o representa. Dito de outro modo, o mais difícil é, a partir de um texto escrito numa linguagem que nos é familiar (a língua portuguesa), exprimi-lo numa língua “estrangeira” (a linguagem matemática). 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

21 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.2 – Sugestões para melhorar o aproveitamento (continuação) . 4 passos na resolução de qualquer problema de MF 1. Identificar o problema e representá-lo correctamente na recta do tempo. 2. Equacionar o problema. 3. Resolver a equação que traduz o problema. 4. Uma vez obtida a solução, analisá-la criticamente (o valor obtido é plausível ? Não é duvidoso ou mesmo manifestamente impossível?) . Na realidade (isto é, “lá fora”…), há ainda mais uma fase, anterior a todas aquelas: é necessário formular/estruturar o problema (ele não está escrito, não tem um enunciado que o suporte e explique...) 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

22 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.2 – Sugestões para melhorar o aproveitamento (continuação) . Bibliografia: tem que ser entendida como um complemento e nunca como um substituto das aulas. . Fórmulas: Não podem ser aplicadas “às cegas”. Não são de uso universal. Qualquer fórmula parte de pressupostos. Para poder ser aplicada, têm que se verificar todos esses pressupostos no problema que se pretende resolver, o que nem sempre acontece. O que é importante são os conceitos, não as fórmulas. 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

23 Modelo Y (ou modelo MAR) de capacidades
5 – Outros aspectos 5.2 – Sugestões para melhorar o aproveitamento (continuação) Modelo Y (ou modelo MAR) de capacidades M 10% Legenda: M – Memorização A – Atitude R – Raciocínio R A 45% 45% 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

24 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.2 – Sugestões para melhorar o aproveitamento (conclusão) Por fim, uma observação que vale para todas as disciplinas: Ritmo muito diferente daquele a que vêm habituados. O horizonte temporal passa a ser o (chamado) semestre que, na realidade, são cerca de 3 meses!!! A partir deste ano: muita atenção ao novo calendário escolar!!! 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

25 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.3 – Calculadoras . Mais do que permitida, é incentivada a utilização de calculadoras financeiras. Por isso, como habitual- mente, estão previstas 2 sessões extra-curriculares sobre “Utilização de Calculadoras Financeiras” (sábados, 19.Nov.2005 e 17.Dez.2005) . Capacidades mínimas recomendadas: . INV (SHIFT) (2nd F) . +/- . yx . log / ln . memórias . níveis de parênteses 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

26 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.4 – Atendimento aos alunos . Deve ser aproveitado !!! . Ao longo do semestre há “pequenos” detalhes que são fundamentais para a boa compreensão das matérias posteriores, pelo que devem ficar absolutamente claros na altura certa. . Horários de atendimento . No gabinete - ver horários na página web. Fora desses horário, em qualquer outra altura, a combinar previamente. . Via Internet (Tertúlia, Skype, MSN Messenger) ver horários na página web. 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

27 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.5 – Páginas Web - Da disciplina . . Páginas cuja consulta regular se recomenda: . Últimas notícias . Planificação e sumários . Material de apoio à disciplina . Ficheiros de acesso restrito: a palavra-passe é mf_estv - Do livro . (página específica de apoio ao livro) 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

28 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira 5 – Outros aspectos 5.6 – Contactos . Docentes ► Alunos Sobretudo, através da página Web. Eventualmente, através dos delegados de turma e/ou de avisos na vitrine do curso. . Alunos ► Docentes - Pessoalmente (Gabinete 58) - Por telefone ( ; – ext. 1011) Por mail e - Pela Internet (Tertúlia, Skype, MSN Messenger) - Através dos impressos que estão no suporte junto à porta do gabinete. 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

29 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira I M P O R T A N T E: Descarregar e ler atentamente o Guia da Disciplina 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

30 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira Relação baseada em 4 pilares: 1. Cordialidade 2. Respeito (em sentido muito amplo) 3. Responsabilidade 4. Honestidade 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

31 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira Dúvidas? Esclarecimentos? 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

32 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira APRESENTAÇÃO DOS ALUNOS 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -

33 Escola Superior de Tecnologia de Viseu
Matemática Financeira “Não interessa o que se ensina, mas o que se aprende”. Professor José Hermano Saraiva 2005/2006 (GE / GCP) Escola Superior de Tecnologia de Viseu (Rogério Matias -


Carregar ppt "Escola Superior de Tecnologia de Viseu"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google