A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Percepção do Tempo no Homem e nos Animais Armando Machado Laboratório de Aprendizagem e Comportamento Animal Universidade do Minho Escola de Psicologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Percepção do Tempo no Homem e nos Animais Armando Machado Laboratório de Aprendizagem e Comportamento Animal Universidade do Minho Escola de Psicologia."— Transcrição da apresentação:

1

2 A Percepção do Tempo no Homem e nos Animais Armando Machado Laboratório de Aprendizagem e Comportamento Animal Universidade do Minho Escola de Psicologia

3 As Confissões de um santo Que é, pois, o tempo? Quem o poderá explicar facilmente e com brevidade? (...) Que realidade mais familiar e conhecida do que o tempo evocamos na nossa conversação? O que é, pois, o tempo? Se ninguém mo pergunta, sei o que é; mas se quero explicá-lo a quem mo pergunta, não sei. Santo Agostinho, Confissões, Livro XI Botticelli. St. Augustine. (1480)

4 O tempo, realidade familiar e conhecida O que fazemos com o tempo? Que atributos tem o tempo? Como referimos o tempo? Como classificamos o tempo? Adaptado de Bowsma, O. K., (1965). The mystery of time (or, the man who did not know what time is), Philosophical Essays.

5 O tempo nos primórdios da Psicologia Experimental Maskelyne ( ) Bessel (1784–1846)

6 O tempo nos primórdios da Psicologia Experimental Ernst Mach ( ) Karl von Vierordt ( ) Der Zeitsinn (1868) O laboratório de Wundt (1879)

7 O tempo nos primórdios da Psicologia Experimental Adaptado de Kollert, O que esses homens no laboratório de Wundt tinham esperança de encontrar era uma unidade psicológica do tempo. (Boring, 1942)

8 As diferentes escalas da regulação temporal Buhusi & Meck (2005) Circadian Timing Millisecond Timing Interval Timing

9 Caixa de Skinner O microscópio do psicólogo da aprendizagem

10 Tempo concorrente Tempo retrospectivo Tempo prospectivo

11 Tempo concorrente Machado & Monteiro, 2008, Behavioural Processes 16 s 48 s

12 Tempo concorrente Machado & Monteiro, 2008, Behavioural Processes 48 s

13 Tempo concorrente Machado & Monteiro, 2008, Behavioural Processes

14 O modelo Learning-to-Time (LeT) Estados Comportamentais, X(t,n) Força da Resposta, RR(t) Sinal Conexões Associativas W(t,n) Machado, 1997, Psychological Review Machado, Malheiro, & Erlhagen, 2009, Journal of the Experimental Analysis of Behavior

15 O modelo Learning-to-Time (LeT) Machado, 1997, Psychological Review Machado, Malheiro, & Erlhagen, 2009, Journal of the Experimental Analysis of Behavior

16 Tempo Retrospectivo

17 1s ou 4 s XX Bissecção temporal: Treino

18 Bissecção temporal: Teste 1 s 4 s

19 Bissecção e o modelo LeT 1 s X

20 Bissecção e o modelo LeT 4 s X

21 O modelo e os dados Machado, 1997, Psychological Review

22 Bisecção temporal em bebés Bebés de 4 meses

23 Bisecção temporal em crianças 3 anos 5 anos 8 anos

24 Bissecção temporal em adultos Allan & Gibbon (1991)

25 Bissecção temporal na clínica Controlo Auditivo Visual Meck (2003) Parkinson Cerebelo Alzheimer

26 Um efeito de contexto TESTES De 1 s a 16 s 4 s 16 s XX 4 s XX 1 s

27 Um efeito de contexto TESTES De 1 s a 16 s 4 s 16 s XX 4 s XX 1 s Machado & Keen (1999)

28 Contraste temporal? Arantes (2008) Machado & Oliveira (2009) Arantes & Machado (2011)Machado & Pata (2005) Arantes & Machado (2008)Oliveira & Machado (2008) Machado & Arantes (2006)Oliveira & Machado (2009) Machado & Keen (1999) Vieira de Castro & Machado (2012) Fria Morna Quente

29 O tempo que corre 1º2º1 s1 ou 3 sR 88, , , , 520

30 FILOSOFIA: O tempo é o pai da verdade. POLÍTICA: Não há segredos que o tempo não revele. ECONOMIA: A mais lamentável de todas as perdas é a perda de tempo. PSICOLOGIA: O tempo que passa não passa depressa. O que passa depressa é o tempo que passou. FENOMENOLOGIA: Quanto tempo é um minuto, depende de que lado estás da porta da casa de banho. Universidade do Minho Escola de Psicologia

31 Obrigado

32 O tempo que corre 1º2º1 s1 ou 3 sR

33 Tempo prospectivo Treino Tempo (s) Comida Tempo (s) Comida Machado & Vasconcelos, 2006, Behavioural Processes Vieira de Castro & Machado, 2010, Behavioural Processes

34 Tempo prospectivo Treino Tempo (s) Tempo (s) Machado & Vasconcelos, 2006, Behavioural Processes

35 Quanto tempo falta? Teste Tempo (s) Decisão: O que fará o pombo? Fica na tecla Verde ou muda para a Vermelha?

36 A representação do tempo Tempo (s) Tempo (s) Tempo subjectivo Tempo (s) Tempo subjectivo LinearLogarítmica

37 O tempo que falta Machado & Vasconcelos (2006) Gibbon & Church (1981)

38 Recorda: O Tempo é sempre um jogador atento Que ganha, sem furtar, cada jogada! É a lei. O dia vai, a noite vem; recordar-te-ei! Esgota-se a clepsidra; o abismo está sedento. Charles Baudelaire, O relógio

39 A fenomenologia do tempo Quando um homem se senta ao lado de uma rapariga bonita, uma hora parece um minuto. Mas se ele se sentar num fogão quente, um minuto parecerá mais do que qualquer hora. Isso é relatividade. Albert Einstein (citado por Steve Mirsky, 2002, Scientific American, 287, 3, p. 102)

40

41 O efeito de drogas no sentido do tempo

42 A fenomenologia do tempo

43 Bissecção temporal: Teste 2, 2.5, 3 1 s 4 s

44 1s ou 4 s XX


Carregar ppt "A Percepção do Tempo no Homem e nos Animais Armando Machado Laboratório de Aprendizagem e Comportamento Animal Universidade do Minho Escola de Psicologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google