A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Métodos de Destinação de Resíduos

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Métodos de Destinação de Resíduos"— Transcrição da apresentação:

1 Métodos de Destinação de Resíduos
Treinamento de Gerenciamento de Resíduos Industriais Métodos de Destinação de Resíduos Berguedof Elliot Sciulli Novembro, 2008 Treinamentos ERM 1

2 Classificação dos Resíduos Sólidos

3 Resíduos Industriais Geração de RSI no Brasil
Fonte: Panorama de Resíduos Sólidos no Brasil ABRELPE

4 Hierarquia do Gerenciamento de Resíduos
Redução na Fonte Reciclagem Tratamento Disposição Estratégia Européia Prevenção Recuperação Melhor Opção Ambiental Pior Opção Ambiental Estratégia Americana Os Benefícios Ambientais devem ser analisados considerando também os Custos Econômicos

5 Destinação do Lixo Urbano
Fonte: ABETRE

6 Composição do Lixo de Coleta Seletiva
Fonte ABETRE

7 Reciclagem de Peças Automotivas
                                                                            + = SUCATA AUTOMOTIVA PEÇA RECICLADA MEIO AMBIENTE Consagrada em muitos países desenvolvidos: Alemanha, Itália e Suécia; Canadá e Estados Unidos. É um programa em formação no Brasil, pois existe a pouco mais de 8 anos. O Brasil

8 Tecnologias: Tratar / Dispor
Coprocessamento Critérios estabelecidos pela Resolução CONAMA 264/1999 Técnica de incorporação de resíduos ao processo de fabricação de clínquer (cimento), a partir do seu aproveitamento, resultando na destruição térmica eficiente e segura sob o ponto de vista operacional e ambiental.

9 Tecnologias: Tratar / Dispor
Coprocessamento Aplicabilidade Resíduos substitutos de matérias-primas Resíduos substitutos de combustível Resíduos inorgânicos para inertização Resíduos orgânicos para destruição térmica

10 Tecnologias: Tratar / Dispor Coprocessamento

11 Tecnologias: Tratar / Dispor
Coprocessamento : Conceitos Principais resíduos passíveis de coprocessamento em fornos de cimento Elementos Filtrantes de Filtros de Óleo Carvão Ativado usado como Filtro Resínas Fenólicas e Acrílicas Ceras Borras de Tintas Solventes Pneus Borrachas não cloradas Borras Ácidas Borras Oleosas

12 Tecnologias: Tratar / Dispor
Incineração Resolução CONAMA 316/02 Resíduos industriais; Resíduos urbanos; Resíduos de serviços de saúde; Fornos crematórios

13 Tecnologias: Tratar / Dispor
Incineração Etapas a serem consideradas Preparação e forma de alimentação do resíduo Câmara(s) de combustão Controle das emissões atmosféricas Manuseio das cinzas e destinação final adequada

14 Tecnologias: Tratar / Dispor
Incineração INCINERADOR ROTATIVO DE RESÍDUOS

15 Tecnologias: Tratar / Dispor
Incineração

16 Tecnologias: Tratar / Dispor
Unidade de Incineração Compacta Resíduos oleosos Solventes orgânicos Borras de tintas e vernizes Materiais plásticos e sintéticos Borrachas Resíduos halogenados Pesticidas Resíduos hospitalares

17 Tecnologias: Tratar / Dispor
Incineração MANUSEIO DAS CINZAS E DESTINAÇÃO FINAL ADEQUADA ACONDICIONAMENTO Tambores “Big-bags” TRATAMENTO Fixação química Solidificação DISPOSIÇÃO FINAL Aterro Industrial

18 Tecnologias: Tratar / Dispor
Treinamento de Gerenciamento de Resíduos Industriais Treinamento de Gerenciamento de Resíduos Industriais Tecnologias: Tratar / Dispor Arco de Plasma Direcionar corrente elétrica através de um fluxo gasoso de baixa pressão (injeção de gás inerte -nitrogênio, argôni), gerando um campo térmico de plasma; O plasma é produzido instantaneamente pela passagem do gás através de um arco elétrico, sendo portanto, um gás ionizado condutor de eletricidade; Treinamentos ERM Treinamentos ERM 18

19 Tecnologias: Tratar / Dispor Arco de Plasma
Fonte: TSL

20 Tecnologias: Tratar / Dispor Arco de Plasma
Fonte: TECHPLASMA

21 Tecnologias: Tratar / Dispor
Dsorção Térmica (ou aquecimento indireto) Recuperação do óleo sem alteração da estrutura molecular. Reuso de lama de perrfuração de poços de petróleo

22 Tecnologias: Tratar / Dispor Aterros
Aterro de resíduos industriais Impermeabilização dupla

23 Tecnologias: Tratar / Dispor Aterros

24 Tecnologias: Tratar / Dispor Aterros

25 Método de Disposição Final
Vantagens Desvantagens Aterro Industrial Custo Baixo:60R$/t (IIa)/250R$/t (I) Tratabilidade de Diversos Tipos de Resíduos Industriais. Ampla Disponibilidade de Unidades de Tratamento. Pior Opção Ambiental (Presença do Resíduo em uma Célula de Confinamento). Corresponsabilidade no Resíduo destinado ; Geração de Chorume. Coprocessamento Custo Intermediário: 450 R$/t Reciclagem Energética do Resíduo (Melhor Opção Ambiental) Incoporação das Cinzas no cimento. Possibilidade de Impactos nas Emissões Atmosféricas Limitada Tratabilidade de Resíduos Industriais (Passíveis de Destruição Térmica e utilização como Matriz Energética). Incineração Custo Elevado: 2000 R$/t (I) Destruição do Resíduo (Opção Ambiental Intermediária) Tratabilidade de Resíduos Perigosos; Destinação Final das Cinzas em um Aterro Classe I; Limitada Disponibilidade de Unidades de Tratamento. de Destruição Térmica).

26 Obrigado!


Carregar ppt "Métodos de Destinação de Resíduos"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google