A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LÍDERES DE MAIS, GESTORES GESTORES DE MENOS ! DE MENOS !

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LÍDERES DE MAIS, GESTORES GESTORES DE MENOS ! DE MENOS !"— Transcrição da apresentação:

1 LÍDERES DE MAIS, GESTORES GESTORES DE MENOS ! DE MENOS !

2 PROGRAMA GESTÃO ESCOLAR DE QUALIDADE melhoramento contínuo

3 Gestão Escolar de Qualidade

4 Conselho Nacional de Certificação Guiomar Namo de Mello Presidente Heloisa Luck Ivana Siqueira Elvira Lima Curitiba - PR Brasília - DF São Paulo - SP

5 Conselho Nacional de Certificação Profa. Dorinha Marcos Magalhães Maria Helena Reynaldo Fernandes Palmas - TO Recife – PE São Paulo - SP Rib Preto – SP Laila Aninger Maria Madalena Simon Schwartzman Vilma Guimarães B. Horizonte – MG Recife - PE Rio de Janeiro - RJ R.de Janeiro - RJ

6 CURSO SEMIPRESENCIAL Início 02 e 03 SETEMBRO

7 Pesquisa da FVC e Ibope Coord Prof. Mário Aquino – F. Carlos Chagas 1. Qualidade da formação dos gestores 2. Visão integradora (menos foco no operacional) 3. Clima organizacional Escolas com melhores resultados

8 Gestão: Escola Eficiente Fuente: Informe UAI, 2006, Sección

9

10 O DIRETOR É UM GESTOR DE MUDANÇA ! Um Educador

11 AGRESSIVO PASSIVO afirmação argumentaçãoempatia envolvimentoafirmação argumentaçãoempatiaenvolvimento Pouca confiança no outro! Pouca confiança em si mesmo!

12 COMPORTAMENTO DA ADMINISTRAÇÃO CULTURA ORGANIZACIONAL IMPORTÂNCIA DA LIDERANÇA... e num processo de mudança, se a iniciativa pela renovação vier de baixo, é um motim!

13 15% Gestão de Mudanças Rejeição Adesão 35% Fonte: A Disciplina e a Arte da Gestão das Mudanças – Pedro Mandelli e Associados

14 15% Gestão de Mudanças Rejeição Adesão 70% 15%

15 Gestão de Mudanças Rejeição Adesão 35% Fonte: A Disciplina e a Arte da Gestão das Mudanças – Pedro Mandelli e Associados O diretor da escola pode estar aqui !

16 Deficiências e/ou Limitações para a Aprendizagem Organizacional - Eu sou meu cargo; - O inimigo está lá fora; - A fixação em eventos; - A parábola do sapo escaldado; - O mito da equipe administrativa. Peter Senge

17 Participação no Mercado Margem Colapso A B GATILHOS DA MUDANÇA Fonte: A Disciplina e a Arte da Gestão das Mudanças – Pedro Mandelli e Associados

18 ESTRATÉGICO Incorporar o diagnóstico organizacional como agenda normal e não como emergência!

19 ÁREAS DO MODELO 1.Orientação para os usuários – comunidade 2.Liderança da direção 3.Gestão das competências profissionais docentes 4.Planejamento institucional 5.Gestão de processos 6.Gestão dos resultados

20 Ênfase excessiva nos custos Excessivo foco nos relacionamentos

21 Barber, 2009 PRESSÃO APOIO DesmoralizaçãoResultado NegligênciaComplacência UM DELICADO EQUILÍBRIO

22 O GESTOR deve entender que os professores sob a sua liderança são parceiros no desenvolvimento de um processo. Parceiros que podem ter voz ativa no planejamento desse processo, mas que não são maiores nem mais importantes que os objetivos do processo.

23 Revista Veja - Agosto 2008 NORMALMENTE, OS GESTORES NÃO SÃO MAIS FLEXÍVEIS DO QUE OS PROFESSORES

24 AMBIENTE DA MUDANÇA Fonte: Adaptado de Paul Evans – Insead (The European Institute of Business Administration) - Apostila Confiança Ansiedade e confusão Aprendizado

25 Capacidade gestora Visão estratégica (a partir do DIAGNÓSTICO) Resiliência Foco relacionamentos e nos resultados Liderança de execução

26 Socialização Individualidade SOCIALIZAÇÃO: corresponde à importância e ao valor que se dá ao outro INDIVIDUALIDADE: corresponde à importância e ao valor que se dá a si próprio Matriz da Assertividade

27 PERFIL DE INTERAÇÃO AGRESSIVO

28 PERFIL DE INTERAÇÃO PASSIVO

29 PERFIL DE INTERAÇÃO ASSERTIVO

30 ASSERTIVIDADE Afirmação Argumentação Empatia Envolvimento

31 Argumentação AfirmaçãoEmpatia Envolvimento

32 afirmação argumentaçãoempatia envolvimento

33 afirmação argumentaçãoempatia envolvimento

34 afirmação argumentaçãoempatia envolvimento

35

36

37

38

39

40 PROGRAMA GESTÃO ESCOLAR DE QUALIDADE melhoramento contínuo

41 A Fundación Chile inicia, em 1999, numa parceria com a Faculdade de Educação da PUC do Chile e apoio do FONDEF, o desenvolvimento de um Modelo de Gestão Escolar de Qualidade, que permite modernizar as práticas de gestão institucional e pedagógica dos diretores e docentes dos estabelecimentos educacionais do país. Em 2003 cria-se o Sistema Nacional de Certificação da Qualidade da Gestão Escolar, disponível para todas as escolas do país.

42 Gestão Escolar de Qualidade

43 ÁREAS DO MODELO 1.Orientação para os usuários – comunidade 2.Liderança da direção 3.Gestão das competências profissionais docentes 4.Planejamento institucional 5.Gestão de processos 6.Gestão dos resultados

44 Conselho Nacional de Certificação Guiomar Namo de Mello Presidente Heloisa Luck Ivana Siqueira Elvira Lima Curitiba - PR Brasília - DF São Paulo - SP

45 Conselho Nacional de Certificação Guiomar Namo de Mello Presidente Profa. Dorinha Marcos Magalhães Maria Helena Reynaldo Fernandes Palmas - TO Recife – PE São Paulo - SP Rib Preto – SP

46 Conselho Nacional de Certificação Guiomar Namo de Mello Presidente Maria Madalena Simon Schwartzman Vilma Guimarães Recife - PE Rio de Janeiro - RJ Rio de Janeiro - RJ

47 CURSO SEMIPRESENCIAL Início 02 e 03 SETEMBRO

48 ASSERTIVIDADE Afirmação Argumentação Empatia Envolvimento

49


Carregar ppt "LÍDERES DE MAIS, GESTORES GESTORES DE MENOS ! DE MENOS !"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google