A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MESTRE MARCENEIRO Considera-se a madeira esta seca quando o seu teor de umidade residual for igual ou inferior a umidade de equilíbrio da madeira, ou seja.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MESTRE MARCENEIRO Considera-se a madeira esta seca quando o seu teor de umidade residual for igual ou inferior a umidade de equilíbrio da madeira, ou seja."— Transcrição da apresentação:

1 MESTRE MARCENEIRO Considera-se a madeira esta seca quando o seu teor de umidade residual for igual ou inferior a umidade de equilíbrio da madeira, ou seja quando a umidade da madeira está em harmonia com o ambiente que a cerca. O QUE É MADEIRA SECA? UMIDADE DA MADEIRA

2 MESTRE MARCENEIRO Usos externos Madeira para construção Pallets de transporte Janelas e portas externas Madeira aplainada Madeira colada Móveis em ambientes aquecidos Piso laminado, laminados e instrumentos musicais TEORES DE UMIDADE DA MADEIRA

3 MESTRE MARCENEIRO Estabilidade Dimensional e Estrutural Processos Posteriores Proteção contra Ataques de Insetos e Fungos INFLUÊNCIAS DA UMIDADE DA MADEIRA

4 MESTRE MARCENEIRO PROTEÇÃO CONTRA ATAQUES DE INSETOS E FUNGOS umidade > 20-30% umidade > 8-10% Com a extração da umidade da madeira aumentará a resistência desta contra o ataque de microorganismo (fungos e insetos);

5 MESTRE MARCENEIRO Se mantida acima de valores ideais de umidade, a madeira está sujeita a ataque por fungos manchadores e apodrecedores. PROTEÇÃO CONTRA ATAQUES DE INSETOS E FUNGOS azulamento umidade > 20% Derrubada à 10 dias

6 MESTRE MARCENEIRO PROCESSOS POSTERIORES Se enquadram em processos posteriores todo tipo de trabalho que se faz com a madeira após a secagem tais como usinagem, colagem, pintura e aplicação da madeira como produto final. Aumento na dureza e outras propriedades mecânicas (compressão, flexão, corte e outras); Diminuição nas contrações e inchamento como também empenos rachaduras e outras; Maior resistência nas junções quando submetidas a colagens, encaixes fixadas com pregos e parafuso; Adequação para aplicação de colas, fundos, tintas e vernizes.

7 MESTRE MARCENEIRO Madeira é um material higroscópico, ou seja, ela pode agir como uma esponja, absorvendo e cedendo umidade para o meio em que se encontra. O percentual de umidade da madeira depende diretamente da umidade do ar, no qual a madeira se encontra. Se o ar no verão ou em ambientes aquecidos estiver seco, a madeira cede umidade. Está secando! Se o ar estiver úmido a madeira absorve umidade na forma de vapor. HIGROSCOPIA

8 MESTRE MARCENEIRO Madeira é formada de paredes celulares e cavidades celulares. A água Livre (ou capilar) se encontra nas cavidades celulares e durante o processo de secagem é a primeira a ser extraída da madeira. A quantidade desta depende basicamente da densidade da madeira, portanto de volume relativo em função da espécie em questão. Corte microscópico de um pinheiro. FORMAS DA ÁGUA

9 MESTRE MARCENEIRO A água de impregnação ou higroscópica é a que se encontra nas paredes celulares, move-se por difusão através das paredes celulares buscando níveis de umidade inferiores e temperaturas maiores, porém só quando a água livre já não existe mais ou existe em níveis mínimos. FORMAS DA ÁGUA Água livre Água de impregnação Madeira perdendo água

10 MESTRE MARCENEIRO 100 % ou mais 50 % 50 % Em uma umidade da madeira com 100 % ou mais, a água se encontra: Em paredes celulares saturadas de água (=água de impregnação) e Nas cavidades celulares (=água livre), contendo água em maior ou menor quantidade. 0 % 0 % 10 % 10 % 30 % 30 % PERDA DE ÁGUA

11 MESTRE MARCENEIRO 50 % Com uma umidade da madeira por volta dos 50 %, a água se encontra: Em paredes celulares saturadas de água (=água de impregnação) e também Nas cavidades celulares (=água livre). 100 % ou mais 100 % ou mais 0 % 0 % 10 % 10 % 30 % 30 % PERDA DE ÁGUA

12 MESTRE MARCENEIRO 30 % Com uma umidade da madeira em aprox. 30 %, as paredes celulares não podem absorver nenhuma água adicional – elas estão saturadas. 50 % 50 % 100 % ou mais 100 % ou mais 0 % 0 % 10 % 10 % O ponto de saturação das fibras foi alcançado. Umidade adicional só pode ser armazenada nas cavidades celulares. Umidade adicional só pode ser armazenada nas cavidades celulares. PERDA DE ÁGUA

13 MESTRE MARCENEIRO 10 % Com umidade de madeira a 10 %, a água se encontra somente nas paredes celulares! A água em paredes celulares é chamada de água de impregnação. 50 % 50 % 100 % ou mais 100 % ou mais 0 % 0 % 30 % 30 % PERDA DE ÁGUA

14 MESTRE MARCENEIRO 0 % 0 % de umidade da madeira significa que ela está seca a peso constante ou absolutamente seca! Esta situação só pode ser obtida sob condições de laboratório. 50 % 50 % 100 % ou mais 100 % ou mais 10 % 10 % 30 % 30 % PERDA DE ÁGUA

15 MESTRE MARCENEIRO Quando toda a água livre da célula sair e entre as paredes permanecer saturado, ocorre o Ponto de Saturação das Fibras (PFS). Esse termo refere-se à umidade entre as paredes de uma célula, sendo aproximadamente 30%. Por exemplo, se a umidade média de uma peça de madeira é de 30%, algumas cavidades celulares poderão conter água livre, enquanto que outras poderão ter perdido uma parte da água de impregnação. PSF teca : u = 18 % PSF Coníferas : u = % PSF Folhosas : u = % PONTO DE SATURAÇÃO DAS FIBRAS

16 MESTRE MARCENEIRO A madeira trabalha somente entre o estado absolutamente seco até a faixa do ponto de saturação das fibras, ou seja, na faixa de umidade entre 0% e ± 30%. u > 100% u 50% u 30%(PSF) u = 0% Acima do ponto de saturação das fibras Nem contração nem dilatação Abaixo do ponto de saturação das fibras Contração ou dilatação! 5% 10% PONTO DE SATURAÇÃO DAS FIBRAS

17 MESTRE MARCENEIRO O tamanho da perda depende do tipo de madeira e da mudança de sua umidade. Ela atinge no máximo: axial (longitudinal): ~ 0,3% radial (perpendicular aos anéis de crescimento): ~ 5% tangencial (em direção aos anéis de crescimento): ~ 10% CONTRAÇÃO E DILATAÇÃO DA MADEIRA

18 MESTRE MARCENEIRO contração tangencial 8% (depende do tipo da madeira) contração radial 4% (depende do tipo da madeira) contração tangencial tábua lateraltábua central contração axial 0,3% A R T CONTRAÇÃO E DILATAÇÃO DA MADEIRA tábua centraltábua lateral

19 MESTRE MARCENEIRO Perda na direção dos anéis de crescimento aproximadamente o dobro do que perda perpendicular aos anéis de crescimento. Perda perpendicular aos anéis de crescimento aproximadamente a metade da perda na direção dos anéis de crescimento. Perda perpendicular aos anéis de crescimento é aproximadamente a metade da perda na direção dos anéis de crescimento. CONTRAÇÃO E DILATAÇÃO DA MADEIRA

20 MESTRE MARCENEIRO rachaduras medula Tábua central tábua lateral tora vigas abertura das juntas de cola A madeira é uma material heterogênio, poroso, higroscópico e ainda anisotrópico, ou seja, se comporta de maneira diferente nos sentidos de orientação das fibras. As deformações decorrentes da contração e o tamanho da perda depende do tipo de madeira e da mudança de sua umidade. CONTRAÇÃO E DILATAÇÃO DA MADEIRA

21 MESTRE MARCENEIRO TRABALHO DA MADEIRA A umidade relativa do ar influencia diretamente a umidade de equilíbrio da madeira, promovendo uma troca constante de umidade entre os dois. Este fenômeno chamamos de trabalho da madeira.

22 MESTRE MARCENEIRO A umidade de equilíbrio da madeira se situa na faixa de aproximadamente 1/5 da umidade relativa do ar, ou seja, a madeira se equilibra quando estiver a esta proporção. A umidade de equilíbrio da madeira terá variações dependendo da região em que se encontrar. UMIDADE DE EQUILÍBRIO DA MADEIRA

23 MESTRE MARCENEIRO Temperatura de secagem [°C] Umidade de equilíbrio da madeira Ue Diagrama Keylwerth Umidade relativa do ar [%] Além da umidade relativa do ar a temperatura também é importante. No diagrama Keylwerth as variáveis são interligadas. Exemplo: Umidade Relativa do ar (URA) = 55% Temperatura = 45°C Umidade da madeira (UEM) = 8% UMIDADE DE EQUILÍBRIO

24 MESTRE MARCENEIRO DEFEITOS DE SECAGEM Abaulamento Encurvamento Arqueamento Torcimento Encurvamento completo Defeitos provenientes da secagem são naturais e esperados (rachaduras, torções diversas) porém, se a madeira for corretamente seca serão mínimos. É necessário saber que mesmo depois de seca, a madeira apresentará indícios de contração e dilatação e para assim prevenir os problemas futuros com métodos de construção que leve este trabalho em conta.

25 MESTRE MARCENEIRO PROBLEMAS CONSTRUTIVOS Verificar o sentido dos anéis de crescimento. Devem ficar sempre paralelos a face da placa. Desbastar a borda só após a cola secar totalmente, até a superfície ficar paralela com as faces. Laminar e esquadrejar nas dimensões finais. O revestimento da borda deve ter no máximo 4 mm de espessura final para não fotografar na lâmina da capa.

26 MESTRE MARCENEIRO MÉTODOS DE MEDIÇÃO DE UMIDADE DA MADEIRA O medidor de umidade mais comum possui dois eletrodos, medindo a resistência elétrica entre estas pontas, dando diretamente como leitura o teor de umidade da madeira. Quanto mais úmida a madeira, menor a sua resistência elétrica. Quanto menos úmida a madeira, maior a sua resistência elétrica. Inicia-se a margem da medição a partir de 4% de umidade da madeira. A precisão da medição atinge 2% na margem de 4% a 20% de umidade da madeira. Medidores mais modernos medem a umidade da madeira através de alta freqüência.

27 MESTRE MARCENEIRO Somente este método permite uma determinação exata da umidade da madeira e é composto dos seguintes passos: Cortar um pedaço de 10 cm a 20 cm de comprimento a 60 cm do topo da madeira (tábua). Pesá-lo e anotar o peso úmido. Secá-lo numa estufa. Determinar e anotar o primeiro peso intermediário. Repetir este processo, até que o peso da peça não diminua mais (peso constante peso seco). Pesá-lo e anotar o peso seco. Calcular a umidade da madeira conforme a fórmula. MÉTODOS DE MEDIÇÃO DE UMIDADE DA MADEIRA Secagem até peso constante: peso úmido (g) peso seco (g) x 100% umidade da madeira u (%) = peso seco (g)


Carregar ppt "MESTRE MARCENEIRO Considera-se a madeira esta seca quando o seu teor de umidade residual for igual ou inferior a umidade de equilíbrio da madeira, ou seja."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google