A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sua energia NOS INSPIRA 1 Autores : Antonio Manuel Corvo Raphael Molina Neto A GESTÃO DE ATIVOS DA TRANSMISSÃO ATRAVÉS DA MANUTENÇÃO PERSONALIZADA São.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sua energia NOS INSPIRA 1 Autores : Antonio Manuel Corvo Raphael Molina Neto A GESTÃO DE ATIVOS DA TRANSMISSÃO ATRAVÉS DA MANUTENÇÃO PERSONALIZADA São."— Transcrição da apresentação:

1 Sua energia NOS INSPIRA 1 Autores : Antonio Manuel Corvo Raphael Molina Neto A GESTÃO DE ATIVOS DA TRANSMISSÃO ATRAVÉS DA MANUTENÇÃO PERSONALIZADA São Paulo, 11 de Junho de 2013

2 Sua energia NOS INSPIRA 2 COMO TUDO COMEÇOU QUEBRA - CONSERTA

3 Sua energia NOS INSPIRA 3 No inicio dos anos 70, o Sistema Elétrico Brasileiro estava em processo de construção e as experiências de Manutenção eram transferidas pelos montadores dos fabricantes; A característica básica era a intervenção excessiva nos equipamentos; As empresas reuniram-se no GCOI e desenvolveram a experiência brasileira; Periodicidades foram aumentadas e as atividades reduzidas; Mas ainda havia excessiva valorização dos profissionais que tinham capacidade para resolver grandes problemas.

4 Sua energia NOS INSPIRA 4 A ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO E A DESVALORIZAÇÃO DO TARZAN

5 Sua energia NOS INSPIRA 5 No inicio dos anos 80 apareceram os conceitos de TPM – Total Productive Maintenance, onde os operadores deveriam ser os primeiros mantenedores; Atualmente as empresas elétricas brasileiras estão iniciando a adoção deste principio por completo; Nessa época também apareceram os primeiros estudos de MCC – Manutenção Centrada em Confiabilidade para o Setor Elétrico; São conceitos básicos para a realização dos estudos dos equipamentos e instalações de modo a otimizar a programação de intervenção nos equipamentos; A TPM e a MCC já visavam a realização das atividades certas, nas famílias de equipamentos definidas e na melhor data.

6 Sua energia NOS INSPIRA 6 Os conceitos de TPM têm grande resistência das pessoas: Devem aprender e realizar novas atividades; Também sofrem grande resistência dos sindicatos: Implicarão na redução do número de pessoas necessárias para Manutenção; Muitas empresas partiram para o desassistimento das SE´s e continuaram com as equipes centralizadas; Os técnicos presentes nas SE´s (antigos operadores) devem realizar a manutenção que pode ser feita por 2 pessoas (cerca de 60%) e também unir-se à equipe centralizada quando necessário; Grande economia de horas extras e horas de deslocamento; E além disso PRONTO ATENDIMENTO QUANDO DE OCORRENCIAS NAS SE´S.

7 Sua energia NOS INSPIRA 7 Os conceitos de MCC implicam em realizar estudos detalhados de famílias de equipamentos, utilizando os especialistas da empresa ou externos; Sendo estudos de longa duração e com alto custo, as empresas não tem chance de repeti- los na forma que seria ideal, pelo menos a cada 5 anos; A EDF-França, uma das primeiras empresas a abordar a MCC no setor elétrico, avaliou na ocasião que para realizar o estudo apenas dos disjuntores, teria que desembolsar cerca de US$2 Milhões com custos internos e externos; A MCC continua sendo a ferramenta mais importante para apoio à Manutenção; Os estudos detalhados são realizados para as famílias dos equipamentos mais importantes.

8 Sua energia NOS INSPIRA 8 A base conceitual da MCC é admitir correr certos riscos, quando não houver perigo de ocorrer falha grave nos equipamentos; Devem ser otimizadas as atividades de manutenção que não tenham chance de levar à queda do avião; A introdução da PV nas instalações tradicionais passou a ser um ponto importante nos estudos das famílias de equipamentos. Após a renovação da concessão das Transmissoras em 01/01/2013 criaram-se as condições para implementação de estudos que vinham sendo desenvolvidos para aprimorar todos os conceitos de Manutenção.

9 Sua energia NOS INSPIRA 9

10 Sua energia NOS INSPIRA 10 Base da Manutenção Personalizada: Cada equipamento é um ser individual; Os estudos de MCC devem ser aplicados a esse equipamento naquela posição e com os detalhes destacados por quem cuida dele; As equipes de manutenção em diversos casos informam: O equipamento estava em perfeito estado Judiação ter feito a desmontagem do mesmo

11 Sua energia NOS INSPIRA 11 Aproveitando-se dos recursos de informática, atualmente disponíveis, deve-se personalizar a manutenção, detalhando-se os estudos de MCC até o nível de equipamento; A Manutenção Preventiva de determinados equipamentos de uma mesma família, pode servir de parâmetro para realizar ou não a manutenção de outros equipamentos similares; A criticidade é estabelecer a metodologia para determinar esses equipamentos a serem mantidos; Novos conceitos: MANUTENÇÃO PERSONALIZADA VIE – VERY IMPORTANT EQUIPMENTS (EQUIPAMENTOS DE REFERENCIA PARA AS FAMÍLIAS) A programação da Manutenção Personalizada exige grandes conhecimentos e disciplina no estudo a cada ano dos equipamentos e instalações a serem mantidos no ano seguinte.

12 Sua energia NOS INSPIRA 12 Os estudos específicos para determinar se haverá ou não intervenção em um equipamento ou instalação, bem como,o desempenho, atuações ou ainda intervenções podem justificar ou não a manutenção de equipamentos idênticos; Devem ser complementados esses estudos por profissionais experientes; Naturalmente deve-se desenvolver ferramentas para controles e pré-estudos que determinem quais os equipamentos que precisam ter o estudo mais abrangente pelos especialistas; Na CTEEP estamos prevendo a repetição dos estudos personalizados a cada 3 anos; A decisão de fazer ou não a manutenção preventiva nos demais equipamentos da família deve levar em conta a folga existente na periodicidade de manutenção em relação aos períodos referenciais de manutenção preventiva.

13 Sua energia NOS INSPIRA 13 PRINCÍPIOS BÁSICOS DO ESTUDO SAP -Ensaios -Notas de Melhorias Historiador da Operação Análise de Desempenho (BI) Estudos de MCC e FMECAS -Família -Individual Perspectiva de Ciclo de Vida Ferramenta Asset Manager VIES Amostras Atividades de Campo Arquivo de todas as informações aguardando novo estudo dentro de 03 anos. Matriz Ótima de Manutenção Aprimoramento das ferramentas existentes com os conceitos da Manutenção Personalizada Verificação da necessidade de aumento da amostra É Necessário Não é necessário Entradas

14 Sua energia NOS INSPIRA 14 Na história da manutenção houve época de termos atividades só de campo; Em seguida passamos a ter evolução das atividades de Engenharia, às vezes, esquecendo as necessidades e as observações do campo; A Manutenção Personalizada vem reforçar a relação entre as atividades de Engenharia e de Campo; A Manutenção, como fim, é uma atividade de contato físico, por isso precisamos, cada vez mais, equipes de campo especializadas.

15 Sua energia NOS INSPIRA 15 A MANUTENÇÃO SOMOS TODOS NÓS III SIGAMT

16 Sua energia NOS INSPIRA 16 ANTONIO MANUEL CORVO GERENTE DO DEPARTAMENTO DE MANUTENÇÃO COMPANHIA DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA PAULISTA Rua Casa do Ator, – 4º andar – Vila Olímpia Cep: – São Paulo – SP – Brasil T: +55 (11)


Carregar ppt "Sua energia NOS INSPIRA 1 Autores : Antonio Manuel Corvo Raphael Molina Neto A GESTÃO DE ATIVOS DA TRANSMISSÃO ATRAVÉS DA MANUTENÇÃO PERSONALIZADA São."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google