A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AULÃO ACAFE 2012/2 PROF. ARILSON GEOGRAFIA. O começo de tudo Os primeiros sinais surgem em 2007 quando suspeitas de que o mercado imobiliário dos Estados.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AULÃO ACAFE 2012/2 PROF. ARILSON GEOGRAFIA. O começo de tudo Os primeiros sinais surgem em 2007 quando suspeitas de que o mercado imobiliário dos Estados."— Transcrição da apresentação:

1 AULÃO ACAFE 2012/2 PROF. ARILSON GEOGRAFIA

2 O começo de tudo Os primeiros sinais surgem em 2007 quando suspeitas de que o mercado imobiliário dos Estados Unidos estava em colapso. O ano de 2008 confirmou as suspeitas e levou os governos a injetarem trilhões de dólares nas economias dos países mais afetados. Na Europa, a injeção agravou os déficits nacionais que já estavam num estágio elevado. Em fevereiro de 2010 o The New York Times publicou uma reportagem que revelou que a Grécia teria fechado acordos com o banco Goldman Sachs com o objetivo de maquiar sua dívida pública. A notícia levou a Comissão Européia a investigar o assunto e a grande feira de boatos desencadeou uma onda de desconfiança nos mercados. Em abril do mesmo ano o pessimismo tomou conta do Velho Mundo, o rebaixamento, por parte das agências de classificação de risco, das notas dos títulos soberanos de Grécia, Espanha e Portugal.

3 Alto Risco Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha – que formam o chamado grupo dos PIIGS – são os que se encontram em posição mais delicada dentro da zona do euro, pois foram os que atuaram de forma mais indisciplinada nos gastos públicos e se endividaram excessivamente. Além de possuírem elevada relação dívida/PIB, estes países possuem pesados déficits orçamentários ante o tamanho de suas economias. Como não possuem sobras de recursos (superávit), entraram no radar da desconfiança dos investidores. Para 2012, as projeções da Economist Intelligence Unit apontam déficits/PIB de 8,5% para Portugal, 19,4% para Irlanda, 5,3% para Itália, 9,4% para Grécia e 11,5% para Espanha. Arrumar a casa a opção é impor sacrifícios à população, como corte de salários e congelamento de benefícios sociais.Significa menos dinheiro para fazer economia girar – e era neste momento em que a zona do euro precisa crescer e aumentar sua arrecadação para diminuir o endividamento. O pavor é de que isso se torne um círculo vicioso até chegar numa recessão que prejudique os esforços de ajuste fiscal que seria é uma ação imprescindível e que leva a medidas severas, mais recessão. Num segundo momento, a Europa, como um dos maiores mercados consumidores do mundo, diminuiria o ritmo de importação de bens e serviços e prejudicaria a dinâmica econômica global

4 Países da Zona do Euro ( adotaram moeda única). Antes é necessário ressaltar que nem todo país da União Européia (UE) participa da Zona do Euro. Dezessete (17) países membros da UE participam tem moeda única (euro). São eles: Bélgica, Alemanha, Estonia,Irlanda do Norte,Grécia, Espanha, França, Itália,Chipre, Luxemburgo,Malta, Países Baixos, Áustria, Estônia e Finlândia. Não participantes ( não adotaram moeda única): Bulgária, Dinamarca, Letônia, Lituânia, Hungría, Polônia, República Checa, Reino Unido, Romênia e Suécia.

5

6 O Código Florestal foi criado em 1965 (durante a ditadura militar) para regulamentar a exploração da terra no Brasil por meio de leis que estabelecem limites para preservar a vegetação nativa. Ao longo de todos esses anos, porém, ele sofreu várias modificações e remendos para atender a novas exigências e interesses que apareciam. Agora, ambientalistas, ruralistas e cientistas concordam que o Código precisa ser refeito para ter uma unidade e se adaptar à NOVA realidade brasileira e mundial. Então, o então deputado e hoje ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), fez uma proposta para um novo código. Ela foi aprovada na Câmara dos Deputados no começo de 2011, mas sofreu tantas modificações até ser votada no Senado que precisou voltar para a avaliação dos deputados para, só então, passar pela aprovação presidencial.

7 VETOS E ALTERAÇÕES NO NOVO CÓDIGO Diário Oficial da União (DOU) LEI No , DE 25 DE MAIO DE 2012 Os vetos de 12 artigos e alterações em 32 artigos do texto do novo Código Florestal, pela presidente Dilma Rousseff e publicados o Diário Oficial da União resgatam o teor do acordo firmado entre os líderes partidários e o governo durante a tramitação da proposta no Senado. A finalidade do governo foi a de não permitir anistia a quem desmatou e a de proibir a produção agropecuária em áreas de proteção permanente. Na mensagem enviada ao Senado, o governo justifica que os vetos parciais foram feitos "por contrariedade ao interesse público e inconstitucionalidade".

8

9 OS PROCESSOS DE NACIONALIZAÇÃO DOS HIDROCARBONETOS E DE EMPRESAS NA AMÉRICA LATINA

10 A nacionalização ou estatização se tornou uma característica comum dos Governos tidos como Populistas na América Latina. As nacionalizações recentes tiveram início com as políticas estatizantes na Venezuela de Hugo Chávez, em Em seguida se expandiram nos governos e de Evo Morales (Bolívia), e de Nestor e Cristina Kirchner (Argentina). O processo de nacionalização é tornar público, ou estatal, empresas privadas, caracterizando assim uma maior participação do Estado na economia. Além disso, podemos caracterizar a nacionalização como uma transferência forçada de uma entidade privada para a propriedade estatal. Argentina decide nacionalizar YPF ( Yacimientos Petrolíferos Fiscales ) Atualizado em 16 de abril, :24 (Brasília) 16:24 GMT O governo argentino enviou ao Congresso um projeto, de lei (aprovado com 81% dos votos) para passar ao controle direto do Estado 51% das ações da petroleira YPF, subsidiária da espanhola Repsol no país. Os 49% restantes seriam controlados por governos regionais. Uma crítica que o governo vinha fazendo é a de que a empresa havia reduzido seus investimentos no país, o que obrigaria a Argentina a aumentar suas importações de hidrocarburetos. A Repsol rechaça as críticas, diz que pretende investir US$ 3,4 bilhões no país neste ano e pediu pelo prosseguimento das negociações.

11 Eles vieram para o Brasil na tentativa de conseguir uma vida melhor para as suas famílias. Dos cerca de 3 mil imigrantes que entraram pelas fronteiras dos estados brasileiros fugindo da crise humanitária do Haiti, 175 trabalham no Rio Grande do Sul. A maioria foi buscada por empresários no Acre, principal porta de entrada dos haitianos após o terremoto que assolou o país caribenho em A maioria empregada espera conseguir enviar dinheiro para manter as famílias vivendo no Haiti. Porém, com a crise instalada no país, muitos sonham em fazer a vida no Brasil. A entrada de cidadãos haitianos levou o Conselho Nacional de Migração a decidir em 2012 por uma concessão especial capaz de dar guarida a essas pessoas. A partir desta situação, a embaixada brasileira no Haiti iniciou a concessão de vistos temporários de cinco anos para cidadãos haitianos que quisessem ingressar no Brasil. Haitianos no Brasil

12

13

14


Carregar ppt "AULÃO ACAFE 2012/2 PROF. ARILSON GEOGRAFIA. O começo de tudo Os primeiros sinais surgem em 2007 quando suspeitas de que o mercado imobiliário dos Estados."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google