A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AS LUTAS OPERÁRIAS. TRABALHO HOMENSMULHERESCRIANÇAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AS LUTAS OPERÁRIAS. TRABALHO HOMENSMULHERESCRIANÇAS."— Transcrição da apresentação:

1 AS LUTAS OPERÁRIAS

2 TRABALHO HOMENSMULHERESCRIANÇAS

3 TRABALHO 14-16H ESFORÇO DEMASIADO DOENÇAS MORTES

4 ASSOCIAÇÕES TRABALHISTAS Início do XVIII d.C. Pequenos clubes Aumento de salário Trade Unions Direitos trabalhistas? 14-16h de trabalho em pé almoço rápido ambiente de trabalho

5 O GOVERNO Observa Espiona Reprime

6 LIBERDADE DE PROTESTO? Proibição Clandestinidade Liberdade – Legalizados Força do movimento operário inglês Influenciador Benefício

7 MOVIMENTOS Ludismo ( ) Protestos com bases jurídicas Ned Ludd Não são ouvidos Quebra das máquinas OBS: Inimigo é a máquina Desemprego Produz + - Qualidade

8 UNESP Noite após noite, quando tudo está tranquilo E a lua se esconde por trás da colina, Marchamos, marchamos para realizar nosso desejo. Com machado, lança e fuzil! Oh! meus valentes cortadores! Os que com golpes fortes As máquinas de cortar destroem. Oh! meus valentes cortadores! (...). (Canção popular inglesa do inicio do século XIX. Citada por: Luzia Margareth Rago e Eduardo F. P. Moreira. O que é Taylorismo, 1986.) A canção menciona os quebradores de maquinas, que agiram em muitas cidades inglesas nas primeiras décadas da industrialização. Alguns historiadores os consideram rebeldes ingênuos, enquanto outros os veem como revolucionários conscientes. Justifique as duas interpretações acerca do movimento.

9 MOVIMENTOS Distritos industriais Ñ-participação política Cartismo ( ) 1ª Carta do Povo Voto secreto Sufrágio universal masculino parlamento anual de assinaturas

10 MOVIMENTOS Cartismo ( ) 2ª Carta do Povo mesmas petições aumento de salário redução da jornada assinaturas!

11

12

13 OBS: Mudar as relações de trabalho é mudar as estruturas da sociedade. Os trabalhadores se desesperam, pois não consegue acompanhar as mudanças.

14 No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano. Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

15 TRABALHO INFANTIL Crianças Início orfanatos Baixos salários

16 TRABALHO INFANTIL Antes No campo Adulto pequeno Diferentes tarefas Família unida Conversas Festivais Diversão Encontro

17 TRABALHO INFANTIL Agora Na Cidade Adulto pequeno Convívio familiar Conversas? Festas? Contato com a natureza Rios Subir em árvores

18 TRABALHO INFANTIL Trabalho repetitivo 14h de tralho Doenças Acidentes de trabalho Ruas sujas Casas apertadas Falta de higiene Céu escurecido

19 TRABALHO INFANTIL Castigos Socos Cabeça para baixo na água Conversar no trabalho? Atraso? Polícia


Carregar ppt "AS LUTAS OPERÁRIAS. TRABALHO HOMENSMULHERESCRIANÇAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google