A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Valdemar W. Setzer – I.A. 1 30/9/10 I.A. - INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL OU IMBECILIDADE AUTOMATIZADA? AS MÁQUINAS PODEM PENSAR E TER SENTIMENTOS? Valdemar W.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Valdemar W. Setzer – I.A. 1 30/9/10 I.A. - INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL OU IMBECILIDADE AUTOMATIZADA? AS MÁQUINAS PODEM PENSAR E TER SENTIMENTOS? Valdemar W."— Transcrição da apresentação:

1 Valdemar W. Setzer – I.A. 1 30/9/10 I.A. - INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL OU IMBECILIDADE AUTOMATIZADA? AS MÁQUINAS PODEM PENSAR E TER SENTIMENTOS? Valdemar W. Setzer Depto. de Ciência da Computação da USP google: valdemar setzer home (Ver nesse site esta apresentação e o artigo correspondente)

2 Valdemar W. Setzer – I.A. 2 30/9/10 TÓPICOS 1. O ser humano é uma máquina? 2. Os filmes Bicentennial Man e AI 3. Qual a posição dos cientistas? 4. Questões as serem abordadas 5. Sensações e sentimentos 6. O pensar 7. Máquinas podem ter inteligência? 8. Inteligência artificial 9. Conclusões

3 Valdemar W. Setzer – I.A. 3 30/9/10 1. O ser humano é uma máquina? (No sentido de ser um mecanismo puramente físico) Favor responder SIM ou NÃO no papelzinho

4 Valdemar W. Setzer – I.A. 4 30/9/10 TÓPICOS 1. O ser humano é uma máquina? 2. Os filmes Bicentennial Man e AI 3. Qual a posição dos cientistas? 4. Questões as serem abordadas 5. Sensações e sentimentos 6. O pensar 7. Máquinas podem ter inteligência? 8. Inteligência artificial 9. Conclusões

5 Valdemar W. Setzer – I.A. 5 30/9/10 2. Os filmes Bicentennial Man e AI Mensagens: A humanidade vai acabar logo e só sobrarão robôs Máquinas não deteriorarão com o tempo Robôs não precisarão de energia para funcionar Robôs poderão comportar-se física e mentalmente como seres humanos

6 Valdemar W. Setzer – I.A. 6 30/9/10 2. Os filmes Bicentennial Man e AI (cont.) Mensagens (cont.): Máquinas poderão ter sentimentos Seres humanos normais serão capazes de amar robôs A tragédia de um robô com sentimentos não poder morrer Robôs podem ter ideais Todas as funções e características humanas poderão ser transpostas para as máquinas

7 Valdemar W. Setzer – I.A. 7 30/9/10 2. Bicentennial Man e AI (cont.) Portanto, nesses filmes O SER HUMANO É UMA MÁQUINA Quantas crianças e leigos assistiram AI e foram influenciados por ele? Quantas pessoas pensam assim? Minhas estatísticas

8 Valdemar W. Setzer – I.A. 8 30/9/10 2. Bicentennial Man e AI (cont.)

9 Valdemar W. Setzer – I.A. 9 30/9/10 TÓPICOS 1. O ser humano é uma máquina? 2. Os filmes Bicentennial Man e AI 3. Qual a posição dos cientistas? 4. Questões as serem abordadas 5. Sensações e sentimentos 6. O pensar 7. Máquinas podem ter inteligência? 8. Inteligência artificial 9. Conclusões

10 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 3. Qual a posição dos cientistas? Aparentemente, a grande maioria, senão a quase totalidade dos cientistas, principalmente na área de I.A., acha que o ser humano é uma máquina. Exemplos: Joahn Searle:... in one sense, of course we are all machines [that sense in which a machine is just a physical system...] (Minds, Brains and Science) A. Damasio: cérebros e mentes são a mesma coisa (Descartes Error)

11 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 3. Posição dos cientistas (cont.) J. L. Pollock: My general purpose in this book is to defend the conception of man as na intelligent machine. (How to Build a Person, MIT Press) J. Haugeland: AI wants only the genuine article: machines with minds, in the full and literal sense. This is not science fiction, but real science, based on a theoretical conception as deep as it daring: namely, we are, at root, computers ourselves. (Artificial Intelligence: the very Idea, MIT Press) R. Dawkins: O argumento deste livro é que nós, e todos os outros animais, somos máquinas criadas por nossos genes. (O Gene Egoísta)

12 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 3. Posição dos cientistas (cont.) Posição intermediária: John Searle: o ser humano é uma máquina, mas o cérebro, apesar de determinar as mentes, não é um computador O Quarto Chinês (Can Computers Think? in Mind, Brains and Science, London: Penguin 1984) Computadores são máquinas puramente sintáticas e a mente tem semântica (compreensão). Só que ele não diz o que é compreender E que máquina (o ser humano) poderia ser essa

13 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 3. Posição dos cientistas (cont.) Posição intermediária (cont.): R. Penrose: o ser humano é um ser físico, mas o cérebro não é um sistema computacional. Há processos não-físicos no mundo – deve existir um mundo platônico das idéias matemáticas (The Emperors New Mind)

14 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 TÓPICOS 1. O ser humano é uma máquina? 2. Os filmes Bicentennial Man e AI 3. Qual a posição dos cientistas? 4. Questões as serem abordadas 5. Sensações e sentimentos 6. O pensar 7. Máquinas podem ter inteligência? 8. Inteligência artificial 9. Conclusões

15 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 4. Questões a serem abordadas As máquinas podem Ter sentimentos? Pensar como o ser humano? Ser inteligentes? O ser humano é um ser puramente físico (máquina)? As máquinas poderão exercer todas as atividades humanas (e melhor)?

16 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 TÓPICOS 1. O ser humano é uma máquina? 2. Os filmes Bicentennial Man e AI 3. Qual a posição dos cientistas? 4. Questões as serem abordadas 5. Sensações e sentimentos 6. O pensar 7. Máquinas podem ter inteligência? 8. Inteligência artificial 9. Conclusões

17 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 5. Sensações e sentimentos Sensação: uma reação interior, p.ex. sabor de algo Doce, azedo, amargo, cor (mais sutil) Sentimento: também uma reação interior, mas de outra natureza, p.ex. gostar ou não de algo Simpatia ou antipatia (básicos) Atração ou repulsão (mais básicos) A individualidade e subjetividade das sensações e sentimentos Ninguém é capaz de sentir uma sensação ou sentimento que outro sente

18 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 5. Sensações e sentimentos (cont.) Nosso pensar nos une ao mundo; nosso sentir nos reconduz a nós próprios, fazendo de nós um ser individual. Se fôssemos apenas seres pensantes e dotados de percepção, a nossa vida transcorreria numa indiferença total. Se apenas nos reconhecêssemos como Eu, nosso Eu nos seria completamente indiferente. Apenas por que, além de reconhecer a nós mesmos, sentimos também o nosso ser, somos entes individuais, cuja existência não se esgota em estabelecer relações conceituais entre as coisas, mas possui também um valor particular em si mesma. Rudolf Steiner, A Filosofia da Liberdade, p. 80.

19 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 5. Sensações e sentimentos (cont.) Máquinas analógicas Uma geladeira pode ter individualidade? O projeto e a construção são únicos para cada modelo de máquina Máquinas digitais A Máquina de Turing (MT) (1935)

20 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 A MÁQUINA DE TURING #,#;D #,0;D 0,0;D1,1;D b,#;E A B CF CONTROLE FINITO b10##01... L / G b b... b b Resultado: CONTROLE FINITO b100#01... L / G # b b... b

21 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 A MÁQUINA DE TURING (Cont.) Para maiores detalhes, ver a apresentação A essência dos computadores em meu site.

22 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 A MÁQUINA DE TURING (Cont.) Exercícios 1. Desenhar um diagrama de estados comentado de uma máquina de Turing para fazer somas unárias # =# # =111111# 2. Dada uma cadeia com as e bs, verificar se o número de as é o mesmo que o número de bs #abaababb# #abaababb#SIM# #bbababba# #bbababba#NÃO# 3. Repetir um dos exercícios anteriores com a entrada sem os delimitadores #, p.ex = =111111

23 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 5. Sensações e sentimentos (cont.) A MT é uma máquina digital abstrata com um só tipo de instrução: (Estado atual, símbolo de entrada, símbolo de saída, movimento da cabeça, próximo estado)

24 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 5. Sensações e sentimentos (cont.) Máquinas digitais (cont.) A Máquina de Turing resolve qualquer problema computacional (tese de Church-Turing) A universalidade da Máquina de Turing (MT) e das máquinas digitais Dadas capacidade e velocidade suficientes, qualquer uma pode simular qualquer outra Como as máquinas são universais e os sentimentos são estritamente individuais, MÁQUINAS JAMAIS TERÃO SENTIMENTOS

25 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 TÓPICOS 1. O ser humano é uma máquina? 2. Os filmes Bicentennial Man e AI 3. Qual a posição dos cientistas? 4. Questões as serem abordadas 5. Sensações e sentimentos 6. O pensar 7. Máquinas podem ter inteligência? 8. Inteligência artificial 9. Conclusões

26 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 6. O pensar O que é pensar? Envolve semântica O Quarto Chinês de John Searle Um computador é como o operador do QC Pois trata tudo sintaticamente (estruturalmente) Segue regras e não compreende nada Mas Searle não diz o que é compreender Sempre envolve conceitos Ex: o que vocês estão percebendo visualmente na entrada da sala?

27 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 6. O pensar (cont.) A resposta, certamente unânime, foi UMA PORTA ERRADO! NÃO SE PERCEBE VISUALMENTE UMA PORTA pois porta é um conceito O que se percebe visualmente são impulsos luminosos O pensar funciona como ponte entre a percepção e um conceito como ponte entre dois conceitos (associação de idéias)

28 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 6. O pensar (cont.) Percepção Sem a associação com um conceito, não se percebe nada! Ex. do hexágono

29 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10

30 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10

31 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10

32 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 6. O pensar (cont.) Percepção (cont.) Sem a associação com um conceito, não se percebe nada! (cont.) Ex. do sapateiro J.B. (em Catching the Light, de Arthur Zajonc) O pensar completa a percepção Entra em contato com a essência das coisas, inatingível para Kant (Das Ding an Sich) pois para ele o pensamento era mecânico e portanto limitado erro que persegue a ciência e a filosofia até hoje

33 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 6. O pensar (cont.) O pensar tem características únicas no universo Pensar sobre o pensar Única atividade em que o objeto da ação pode ser idêntico à própria ação A atividade é idêntica ao objeto da atividade É auto-suficiente Rudolf Steiner, em A Filosofia da Liberdade: Razão do Cogito, ergo sum Podemos ter liberdade (livre arbítrio) no pensar Ex.: observar 2 objetos e lembrar a forma de um deles O pensamento pode ser auto-determinado!

34 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 6. O pensar (cont.) O pensar tem características únicas no universo (cont.) Autodeterminação do pensamento Autodeterminação é totalmente impossível nas máquinas pois são determinadas pelas leis físicas no caso da máquinas digitais, por seus programas e circuitos que interpretam as instruções dos programas determinismo e não determinismo na Máquina de Turing Máquinas analógicas: não-determinismo devido à aleatoriedade Mas nossa vivência é que o pensamento consciente não é aleatório a,b;M a,c;M' s1s1 s3s3 s2s2 Duas transições não determinísticas: s 2 s 3 e/ou b c e/ou M M'

35 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 6. O pensar (cont.) Máquinas jamais terão liberdade! A falta de liberdade provém da sujeição às leis físicas e falta da auto-determinação Se uma máquina tivesse liberdade, não faria o que dela desejamos! A falta de liberdade provém da sujeição às leis físicas e falta da auto-determinação Atenção: para um materialista, o ser humano NÃO pode ter livre-arbítrio! A não ser que seja um materialista incoerente... Ainda bem que a maior parte deles é incoerente!

36 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 6. O pensar (cont.) Para quem parte da hipótese de que o ser humano pode ter liberdade (pelo menos no pensamento) máquinas JAMAIS vão pensar como ele Podem simular certo tipo de pensamentos como os algorítmicos Distorção do que é pensar: My thermostat has beliefs John McCarthy (Inventor da expressão Inteligência Artificial!)

37 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 6. O pensar (cont.) Sensações e sentimentos individuais e a liberdade do pensamento Levam à hipótese de trabalho de que NÃO SOMOS SERES PURAMENTE FÍSICOS (SUJEITOS APENAS A LEIS FÍSICAS) Isso não contradiz fatos científicos conhecidos da neurociência Como conseqüência dessa hipótese, O SER HUMANO NÃO É UMA MÁQUINA Minha concepção: NADA no ser humano é uma máquina Ex.: o braço não é uma simples alavanca

38 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 6. O pensar (cont.) Cérebro Do ponto de vista científico, o máximo que se deveria dizer é que certas áreas dele participam de certos processos mentais Dizer que processos mentais são gerados pelo cérebro é pura especulação Não corresponde às evidências! Cérebro reflete as sensações, os sentimentos, a vontade e o pensamento para a consciência Pensar = refletir !!! Hipótese de trabalho fundamental: o pensamento não é físico Pode depender mais, ou menos, do cérebro físico

39 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 TÓPICOS 1. O ser humano é uma máquina? 2. Os filmes Bicentennial Man e AI 3. Qual a posição dos cientistas? 4. Questões as serem abordadas 5. Sensações e sentimentos 6. O pensar 7. Máquinas podem ter inteligência? 8. Inteligência artificial 9. Conclusões

40 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 7. Máquinas podem ter inteligência? Depende da noção de inteligência! Se for simplesmente jogar bem xadrez, as máquinas podem ser inteligentes Ver meu artigo sobre xadrez eletrônico Mas nem todas as pessoas inteligentes jogam xadrez bem Precisamos de algo muito mais amplo O Teste de Turing [TT] (1950) Descrição É comportamental Compara os comportamentos exteriores da máquina e do ser humano Quarto Chinês do Searle não é comportamental! É lingüístico

41 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 7. Máquinas inteligentes? (cont.) Extensões do TT (Hanard) Total Turing Test (TTT) TT + outros comportamentos Total Total Turing Test (TTTT) TTT + indistinguibilidade corporal Howard Garder: Inteligências Múltiplas Lingüística Musical Lógico-matemática Corporal cinestésica Espacial Intrapessoal Interpessoal (D. Goleman: Emocional)

42 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 7. Máquinas inteligentes? (cont.) Gardner estendeu depois para 20 P. ex. Interpessoal para Liderança Manter relações sociais e preservar amigos Resolver conflitos Ser capaz de fazer análise social Minha classificação 1. Inteligência incorporada No corpo humano, nos animais, plantas e até minerais Infinita sabedoria na natureza Constantes físicas, distância da Terra ao Sol etc. Todos os seres vivos etc. O corpo humano é a maior maravilha física do universo Máquinas também têm

43 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 7. Máquinas inteligentes? (cont.) Minha classificação (cont.) 2. Inteligência criativa O que é criatividade? Domenico di Masi: Criatividade = Fantasia + Concretividade Fantasia: ter novas ideias – podem ser malucas Concretividade: saber realizar algo social ou pessoalmente útil Só fantasia: diletantismo Só concretividade: burocracia Inteligência criativa é a que envolve ter novas ideias e conseguir realizar algo útil com elas

44 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 7. Máquinas inteligentes? (cont.) Na minha concepção de mundo, máquinas jamais terão inteligência realmente criativa Não têm fantasia Novas idéias são fruto de combinações previamente programadas Não têm concretividade ampla Pois para isso é necessário ter bom senso, que não é formal Podem ter a concretividade de realizar algo burocrático que um ser humano achou útil Além de tudo, a inteligência depende do pensar, e na minha hipótese ele não é físico, de modo que também nesse sentido máquinas jamais serão inteligentes

45 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 TÓPICOS 1. O ser humano é uma máquina? 2. Os filmes Bicentennial Man e AI 3. Qual a posição dos cientistas? 4. Questões as serem abordadas 5. Sensações e sentimentos 6. O pensar 7. Máquinas podem ter inteligência? 8. Inteligência artificial 9. Conclusões

46 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 8. Inteligência artificial Searle: Strong AI Dá ênfase às analogias entre seres humanos e máquinas Visão extrema: o cérebro é um computador, e a mente o seu programa Newel e Simon Inteligência é somente uma questão de manipulação de símbolos Um sistema físico de manipulação de símbolos é necessário e suficiente para se ter uma ação inteligente em geral

47 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 8. Inteligência artificial (cont.) J. Fetzer: Na tese da strong AI, computadores possuem mente quando estão executando programas... (Computers and Cognition: why Minds are not machines) J. Pollock: Strong AI é a tese de que nós podemos construir uma pessoa (uma coisa que realmente pensa, sente e é consciente), por meio da construção de um sistema físico ao qual se dê a Inteligência Artificial adequada Weak AI Computadores são ferramentas que podem ser úteis, ajudar e ser valiosas no estudo da mente, mas não possuem mentes, mesmo se estão executando programas (J. Fetzer)

48 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 8. Inteligência artificial (cont.) Não estou de acordo com a aplicação dessas duas Minha classificação adicional IA prática Fazer as máquinas simularem ações humanas Para substituir o trabalho que degrada o ser humano Desde que se dê a ele um trabalho mais digno! IA humilde Coleção de algoritmos interessantes prunning Reconhecimento de padrões Robótica Etc.

49 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 8. Inteligência artificial (cont.) ou Imbecilidade Automatizada? Segundo a minha noção de inteligência criativa computadores, interpretando qualquer programa, são e sempre serão IMBECIS AUTOMÁTICOS

50 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 TÓPICOS 1. O ser humano é uma máquina? 2. Os filmes Bicentennial Man e AI 3. Qual a posição dos cientistas? 4. Questões as serem abordadas 5. Sensações e sentimentos 6. O pensar 7. Máquinas podem ter inteligência? 8. Inteligência artificial 9. Conclusões

51 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 9. Conclusões Hipótese espiritualista A hipótese de que o ser humano não é uma máquina é baseada em evidências muito fortes Vistas nesta palestra Sentimentos individuais Liberdade no pensamento E muitas outras Forma orgânicas incluindo simetrias (ex.: orelhas, mãos) Como elas são conservadas no crescimento e na regeneração de tecidos?

52 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 9. Conclusões (cont.) Hipótese espiritualista (cont.) [1] Minha teoria de como algo não físico pode atuar fisicamente A escolha de uma dentre várias transições fisicamente não- deterministas não requer energia Há um modelo não físico atuando em cada ser vivo Esse modelo é mental, por isso podemos reconhecê-lo com nosso pensamento (Notar como as pontas da folha de uma costela-de-Adão, Monstera deliciosa, seguem uma curva característica) (Vistas de uma Adelpha capucinus velia; notar as fantásticas simetrias de cores e formas [1])

53 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 9. Conclusões (cont.) Hipótese espiritualista (cont.) Evidências no ser humano (cont.) Funcionamento do corpo Memória aparentemente infinita Vivência da liberdade, do tempo etc. Experiências de quase morte Experiências mediúnicas. Exs: Leonora Piper ( ) Leonora Piper Chico Xavier ( ) Chico Xavier Recordações de outras vidas por crianças... Ver meus artigos Por que sou espiritualista Ciência, religião e espiritualidade

54 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 9. Conclusões (cont.) Hipótese materialista A hipótese de que o ser humano é uma máquina Leva a uma ciência desumana Degrada a imagem que o ser humano faz de si próprio Elimina Individualidade superior Liberdade Dignidade Responsabilidade Amor altruísta Leva ao egoísmo Ver meu artigo Consequências do materialismoConsequências do materialismo

55 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 9. Conclusões (cont.) Leva a ações Baseadas em pensamento maquinal Sem sentimentos (como compaixão) Bestiais O QUE ESTAMOS VENDO? Destruição da matéria (paradoxo do materialismo, cf. J. Lutzenberger) Destruição da vida Ambos, devido ao egoísmo!!! Miséria social e individual crescentes Duas causas principais Visões materialistas do ser humano, como Animal (darwinismo, neo-darwinismo) Máquina (IA)

56 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 9. Conclusões (cont.) Pior influência: crianças e jovens Frederico Mayor Zaragoza, ex-diretor geral da UNESCO: A QUESTÃO NÃO É O MUNDO QUE VAMOS DEIXAR PARA NOSSOS FILHOS, MAS OS FILHOS QUE VAMOS DEIXAR PARA O MUNDO Solução: educação e auto-educação, mas com outra mentalidade em relação à prevalente hoje em dia A educação padrão induz ao materialismo

57 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 9. Conclusões (fim!) SALVAÇÃO A SALVAÇÃO SOCIAL E INDIVIDUAL SÓ PODERÁ OCORRER A PARTIR DE UMA MUDANÇA DE MENTALIDADE:

58 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 TÓPICOS 1. O ser humano é uma máquina? 2. Os filmes Bicentennial Man e AI 3. Qual a posição dos cientistas? 4. Questões as serem abordadas 5. Sensações e sentimentos 6. O pensar 7. Máquinas podem ter inteligência? 8. Inteligência artificial 9. Conclusões

59 Valdemar W. Setzer – I.A /9/10 I.A. - INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL OU IMBECILIDADE AUTOMATIZADA? AS MÁQUINAS PODEM PENSAR E TER SENTIMENTOS? Valdemar W. Setzer Depto. de Ciência da Computação da USP google: valdemar setzer home (Ver nesse site esta apresentação e o artigo correspondente)


Carregar ppt "Valdemar W. Setzer – I.A. 1 30/9/10 I.A. - INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL OU IMBECILIDADE AUTOMATIZADA? AS MÁQUINAS PODEM PENSAR E TER SENTIMENTOS? Valdemar W."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google