A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prefácio de Emmanuel: Raios, ondas, médiuns e mentes; Física quântica;

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prefácio de Emmanuel: Raios, ondas, médiuns e mentes; Física quântica;"— Transcrição da apresentação:

1

2 Prefácio de Emmanuel: Raios, ondas, médiuns e mentes; Física quântica;
Forças e fluidos aglutinados provisoriamente para fins educativos; Somos instrumentos das forças com as quais estamos em sintonia; Peregrinação libertadora para os Cimos da Vida.

3 Capítulo nº 1 Estudando a Mediunidade
Personagens: André Luiz; Hilário; Clarêncio; Áulus; Albério (instrutor).

4 - Qual é a base de todos os fenômenos mediúnicos?
A MENTE

5 Faculdades herdadas do Criador:
“Filhos do Criador d´Ele herdamos a faculdade de criar e desenvolver, nutrir e transformar”.

6 - O que é o Universo? “O Universo é a exteriorização do Pensamento Divino de cuja essência partilhamos na nossa condição de raios conscientes da Eterna Sabedoria, dentro do limite de nossa evolução espiritual”.

7 Ambiente psíquico: Energia atuante do próprio pensamento.
Cada alma se envolve no círculo de forças vivas que lhe transpiram do “hálito” mental.

8 Sintonia: Cada consciência envolve-se no grupo espiritual a cuja movimentação se subordina; Conjunto de Inteligências, sintonizadas no mesmo padrão vibratório de percepção integrando um Todo, constituído de alguns bilhões de seres, que formam por assim dizer a Humanidade Terrestre.

9 Interdependência e criação mental:
Dependendo dos nossos semelhantes, agimos e reagimos uns sobre os outros, através da energia mental em que nos renovamos constantemente, criando, alimentando e destruindo formas e situações, paisagens e coisas, na estruturação dos nossos destinos.

10 Mente: Núcleo de forças inteligentes, gerando plasma sutil que, a exteriorizar-se incessantemente de nós, oferece recursos de objetividade às figuras de nossa imaginação, sob o comando de nossos próprios desígnios.

11 - O que é a idéia: “A idéia é um ser organizado por nosso Espírito, a que o pensamento dá forma e ao qual a vontade imprime movimento e direção”. Do conjunto de nossas idéias resulta a nossa própria existência.

12 Psiquismo dinâmico: “Todos os seres vivos respiram na onda de psiquismo dinâmico que lhes é peculiar, dentro das dimensões que lhes são características ou na frequência que lhes é própria”.

13 Mundo mental: Do agente (Espírito comunicante)
Do recipiente (do médium) “Em qualquer posição mediúnica, a inteligência receptiva está sujeita às possibilidades e à coloração dos pensamentos em que vive, e a inteligência emissora jaz submetida aos limites e às interpretações dos pensamentos que é capaz de produzir”.

14 Alimento espiritual: Alimento imponderável a que podemos chamar “vibrações compensadas”. Permuta de valores mentais de qualidades idênticas ao nossos; Atraímos os Espíritos que se afinam conosco, tanto quanto somos por eles atraídos;

15 Reciprocidade: “Cada um de nós somente pode dar conforme o que tem, é indiscutível que cada um recebe de acordo com aquilo que dá”.

16 Enriquecimento do pensamento:
Achando-se a mente na base de todas as manifestações mediúnicas, quaisquer que sejam os característicos em que se expressem, é imprescindível enriquecer o pensamento, incorporando-lhe os tesouros morais e culturais, os únicos que nos possibilitam fixar a luz que jorra para nós, das Esferas Mais Altas, através dos gênios da sabedoria e do amor que supervisionam nossas experiências.

17 Mundo mental = espelho “Refletimos as imagens que nos cercam e arremessamos na direção dos outros as imagens que criamos”. “Como não podemos fugir ao imperativo da atração, somente retrataremos a claridade e a beleza, se instalarmos a beleza e a claridade no espelho de nossa vida íntima”.

18 Reflexos mentais: “Os reflexos mentais, segundo a sua natureza, favorecem-nos a estagnação ou nos impulsionam a jornada para a frente, porque cada criatura humana vive no céu ou no inferno que edificou para si mesma, nas reentrâncias do coração e da consciência”

19 Mente coletiva: “Missões santificantes e guerras destruidoras, tarefas nobres e obessões pérfidas, guardam origem nos reflexos da mente individual ou coletiva, combinados com as forças sublimadas ou degradantes dos pensamentos de que se nutrem”.

20 Educação: “Saibamos cultivar a educação, aprimorando-nos cada dia”.
“Médiuns somos todos nós, nas linhas de atividade em que nos situamos” “A força psíquica, nesse ou naquele teor de expressão, é peculiar a todos os seres, mas não existe aperfeiçoamento mediúnico sem acrisolamento da individualidade”

21 Impulsos: “É contraproducente intensificar a movimentação da energia sem disciplinar-lhe os impulsos” “É perigoso possuir sem saber usar” “Elevemos nosso padrão de conhecimento pelo estudo bem conduzido e apuremos a qualidade de nossa emoção pelo exercício constante das virtudes superiores, se nos propomos recolher a mensagem das Grandes Almas”.

22 Onda Mental: “É imprescindível saber que tipo de onda mental assimilamos para conhecer da qualidade de nosso trabalho e ajuizar de nossa direção”.

23 Capítulo 2 – O Psicoscópio
Personagens: André Luiz; Hilário; Instrutor Áulus; 10 Membros de uma reunião mediúnica; Espíritos presentes na sala de estudos; Mentores espirituais do grupo. Reduzido núcleo = fator qualidade.

24 Objetivo do Estudo: Ascultação da alma;
Estudo da mediunidade entre encarnados; Definição das vibrações; Observações em torno da matéria e dos elementos radiantes; Classificação dos grupos e sua situação e possibilidades/realizações; Raios mentais/ectoplásmicos.

25 Instrumento: Psicoscópio
Aparelho semelhante aos óculos de estudos; Recursos de microfotografia; Na Terra pesaria poucos gramas; Facilita exames das possibilidades e a categorização da situação dos médiuns; Dispensa acurada concentração mental do observador; Define as vibrações dos observados; Movido a eletricidade e magnetismo; Analisa elementos radiantes análogos na essência aos raios gama.

26 Raios Gama: Radiação gama ou raio gama (γ) é um tipo de radiação eletromagnética produzida geralmente por elementos radioativos, processos subatômicos. Este tipo de radiação tão energética também é produzido em fenômenos astrofísicos de grande violência.

27 Uso na medicina nuclear:
No tratamento de enfermidades como o câncer em um processo denominado teleterapia, onde o paciente é exposto a uma fonte radioativa emissora gama sem que haja contato físico com a tal fonte por um tempo pré determinado. É utilizado também em cirurgias sem corte para eliminação de tumores intracranianos que é feita por um aparelho denominado faca gama. Sua aplicação mais conhecida é a Tomografia por emissão de pósitrons, onde a emissão gama é direcionada em vários feixes gama em direção a detectores que posteriormente remontam fatia a fatia toda a estrutura corpórea a ser analisada.

28 Radiação gama: É um tipo de radiação eletromagnética produzida geralmente por elementos radioativos. As explosões cósmicas de raios gama são os fenômenos que emitem a maior quantidade de energia por unidade de tempo no universo. Os raios gama, devido à alta energia que possuem, são capazes de penetrar profundamente na matéria, e em consequência dessa propriedade o processo de irradiação de diferentes produtos com raios gama cresce significativamente no mundo.

29 Processos Processos que utilizam raios gama: - Esterilização de equipamentos médicos: Devido à sua elevada energia, a radiação gama pode causar danos no núcleo das células, por isso é usada para esterilizar. - Descontaminação de produtos alimentícios: a irradiação com raios gama permite através da eliminação de microrganismos patogênicos, tais como a Salmonella Typhimurium, descontaminar alimentos. Além disso, eleva a vida útil do produto, aumentando assim o seu tempo na prateleira

30 Utilidade do psicoscópio:
Identifica as radiações que os médiuns projetam; Facilita o planejamento da obra que podem realizar no tempo; Possibilita a percepção da moralidade, sentimento, educação e caráter do médium, através de ligeira inspeção.

31 Situações grupais: Quando a maioria permanece empenhada na extensão do bem, a minoria encarcerada no mal distancia-se do conjunto, pouco a pouco, por ausência de afinidade. Ignorância e perversidade não devem ser objeto de perseguição ou denúncia. A vida encarrega-se de colocar-nos no lugar que nos compete.

32 Alteração do panorama mental e o aprimoramento dos valores:
Evolução vagarosa ou choque busco; 1 grama de rádio perde a metade do seu peso em 1600 anos; Cíclotron, acelarados a milhões de electrons-volt, realiza de imediato a transmutação dos elementos químicos; Embora a conversa edificante seja útil, devemos guardar o espírito no trabalho a fazer.

33 Acelerador de cíclotron:

34

35 Casa Espírita-Cristã:
Santuário; Salão – consagrado aos ensinamentos públicos; Reduto íntimo – coração – concentração mental; Harmonização preparatória; Objetos formados de correntes de força; Associação dos companheiros – vastos círculos de opalino esplendor;

36 Reunião mediúnica Coroa de luz solar, formada por 10 pequeninos sóis;
Colar de focos dourados com extensa faixa de luz violeta, alaranjada e de tonalidade diversas; Auréola de raios quase verticais, fulgentes e móveis, quais fossem diminutas antenas de ouro fumegante;

37 As radiações tem cores:

38 Antenas e raios móveis:

39 Antenas, Raios, Luminosidade e Correntes de Força:

40 Radiações:

41 Radiações:

42 Pétalas gravitando:

43 Mentores custodiando:

44 Características dos irmãos:
Boa vontade; Pessoas comuns; Fé ativa; Amor pelos semelhantes; Esquecimento dos próprios desejos; Disciplina; Renúncia; Bondade; Esforço próprio no bem; Estudo nobremente conduzido; Elevado teor de radiação mental.

45 Geração de força eletromagnética

46 Força eletromagnética:
1 oscilação por segundo Registrada pelo coração Todas as substâncias vivas na Terra emitem energias enquadradas nos domínios das radiações ultravioletas; Assimilação de correntes superiores enriquecendo os raios vitais de que são dínamos comuns.

47 Radiações ultravioletas:

48

49

50 Raios ectoplásmicos:

51 Comprimento de ondas:

52 Comprimento de ondas:

53 Raios ectoplasmáticos:
Todos os seres vivos; Frequência variada conforme as tarefas que o Plano da Vida lhes assinala; O estudo da mediunidade repousa nos alicerces da mente com seu prodigioso campo de radiações; A ciência dos raios imprimirá grande renovação aos setores culturais do mundo.

54 Raios ectoplásmicos:

55

56 Nos domínios da mediunidade Capítulo 3 André Luiz – Chico Xavier
Equipagem Mediúnica Nos domínios da mediunidade Capítulo 3 André Luiz – Chico Xavier

57 Personagens André Luiz, Hilário e Áulus – Espíritos
Raul Silva – dirigente; Eugênia – médium; Anélio Araújo – médium; Antônio Castro – médium; Celina – médium.

58 Raul Silva Devoção à fraternidade;
Correto no desempenho de seus deveres; Ardoroso na fé; Equilíbrio na onda da compreensão e boa vontade; Amor; Instrumento fiel – mente – espelho cristalino retratando as instruções.

59 Eugênia Médium de grande docilidade; Excelente órgão de transmissão;
Eficiente na ajuda aos desencarnados em desequilíbrio; Intuição clara; Distinção moral; Tem a vantagem de conservar-se consciente.

60 Anélio Araújo Bem-intencionado e senhor de valiosas possibilidades;
Sonâmbulo, desdobra-se com facilidade; Requer grande vigilância dos Espíritos; Às vezes comporta-se como criança; Quase sempre deixa o corpo à mercê dos comunicantes, quando lhe compete o dever de ajudar na contenção deles. 60

61 CELINA Devotada companheira – vitória em suas batalhas morais;
Suportou o assédio de legiões de ignorância e miséria – perseguição de “gênios infernais”; Aperfeiçoou as faculdades medianímicas nas chamas do sofrimento moral; Abnegada servidora na construção de valores do espírito; Clarividência, clariaudiência, incorporação sonambúlica e desdobramento da personalidade

62 CELINA Responsabilidade – valorosa colaboradora; Diligente e humilde;
Maior alegria = plantação do amor fraterno; Divisão de seu tempo = obrigações e estudos edificantes; Acumulador espiritual de energias benéficas; Assimiladora de elevadas correntes mentais com o que se faz menos acessível às forças da sombra.

63 CELINA Sensação de paz e reconforto;
Ficha psicoscópica: emanações fluídicas de bondade, compreensão, fé e bom ânimo.

64

65

66

67 PRINCÍPIOS MENTAIS São mensuráveis;
Análise do tipo de forças sutis que dimanam de cada ser; Exame das emissões (otimismo, confiança, tristeza, desesperação) fixando-lhes a densidade e os limitades; Semelhante ao estudos das radiações do urânio e dos fotônios (constituição específica da luz);

68 Fotônio Substantivo masculino;
Na física é o nome dado (por analogia com o eletrônio) ao quantum de energia luminosa. Do grego Phos, photos (luz)+ónio. Cp. eletrônio. {novo} ...

69 FICHA PSICOSCÓPICA Determinação da natureza dos pensamentos;
Método de auscultação; Identificação dos méritos e necessidades.

70 CÉREBRO Órgão de manifestação da mente;
Chaves da comunicação entre o mundo mental e o físico; Poderosa estação radiofônica; Milhares de antenas e condutos, resistências e ligações de tamanho microscópico – funcionamento como detectores e estimulantes, transformadores e ampliadores da sensação e da idéia; Vibrações fulguravam como raios incessantes, iluminando um firmamento minúsculo.

71 EPÍFISE – Glândula Pineal
Brilhava com pequenino sol azul; Feixes de associação entre as células corticais, vibrando com a passagem do fluxo magnético do pensamento.

72 Epífise

73 Células Corticais

74 Córtex Cerebral O córtex cerebral corresponde à camada mais externa do cérebro dos vertebrados, sendo rico em neurônios e o local do processamento neuronal mais sofisticado e distinto.

75 Córtex Cerebral O córtex humano tem 2-4 mm de espessura, com uma área de 0,22m² (se fosse disposto num plano) e desempenha um papel central em funções complexas do cérebro como na memória, atenção, consciência, linguagem, percepção e pensamento.

76 Córtex Cerebral O córtex é o local de representações simbólicas, o que ele recebe é processado e integrado, respondendo com uma ação. É a sede do entendimento, da razão, se não houvesse córtex não haveria: linguagem, percepção, emoção, cognição, memória. No Homem, o desenvolvimento do córtex permitiu o desenvolver da cultura que, por sua vez, foi servindo de estimulo ao desenvolvimento cortical.

77 CÉREBRO – Núcleos de controle das manifestações da individualidade:

78 CÉREBRO – Núcleos de controle das manifestações da individualidade:
Da comunhão com valores internos da mente; Dos variados estímulos artísticos; Dentre tantos outros, conforme as aquisições de experiência entesouradas pelo ser Da ligação com o mundo exterior; Da imaginação; Do gosto estético;

79

80

81 INDIVIDUALIDADE As experiências do Espíritos passo a passo, esforço a esforço, geram a conquista da individualidade, enaltecendo pelo trabalho constante para a sublimação integral, à face de todas as vidas de progresso e aprimoramento que a Terra lhe possa oferecer.

82 PERSONALIDADE “Não podemos realizar qualquer estudo de faculdades medianímicas, sem o estudo da personalidade” De extrema importância a apreciação dos centros cerebrais, que representam bases de operação do pensamento e da vontade, que influem de modo compreensível em todos os fenômenos mediúnicos, desde a intuição pura à materialização objetiva.

83 RECURSOS CEREBRAIS Defesa e auxílio das entidades sábias e benevolentes nas tarefas de amor e sacrifício quando os medianeiros se sustentam no ideal superior da bondade e do serviço ao próximo; Podem ser ocupados por entidades inferiores ou animalizadas, em lastimáveis processos de obsessão; Todos são passíveis de invasão, pois estamos longe de terminar a lição.

84 TESTEMUNHOS DE CELINA Boa vontade; Fé viva; Caridade; Paciência;
Vitória sobre os velhos hábitos de natureza inferior; Disciplina contra vaidade ou desânimo;

85 EQUIPAMENTOS Pequenina LENTE para examinar o cérebro;
Trabalho e luta para o aperfeiçoamento das nossas possibilidades; “... A tarefa mediúnica, examinada como instrumentação para a obra das Inteligências superiores, não é tão fácil de ser conduzida a bom termo, de vez que, contra o canal ainda frágil que se oferece à passagem da luz, acometem as ondas pesadas de treva da ignorância, a se agitarem, compactas, ao nosso derredor”.

86 Vitória suprema sobre nós mesmos
OBJETIVO Vitória suprema sobre nós mesmos

87 Capítulo 4 – Ante o Serviço
Personagens: André Luiz, Hilário e Áulus – Espíritos Raul Silva – dirigente; Eugênia – médium; Anélio Araújo – médium; Antônio Castro – médium; Celina – médium; Uma Senhora jovem; Um Cavalheiro idoso; Dois familiares; Legião de entidades sofredoras e perturbadas.

88 Círculo Magnético

89 Círculo Magnético

90

91

92 Comportamento das entidades:
Nenhuma delas ia até os Espíritos; Aglomeravam em derredor dos encarnados; Barulhentas, frases desconexas, exclamações menos edificantes; Atingidas pelas emanações, emudeciam de pronto, contidas por forças que não conseguiam perceber.

93 Segundo Áulus: Turvação mental;
Desligamento quando há renovação dos encarnados; Vampirização; Fuga; Perseguição; Fome de novos esclarecimentos.

94 Vampirização:

95

96

97

98

99 Morte: É muito difícil habilitar-se à morte libertadora;
Pensamento enovelados em situações, pessoas e coisas da Terra; Mente encarcerada em interesses inferiores do mundo, CRISTALIZADA e enfermiça; Reconforto nos “santuários”.

100 “Os expositores da boa palavra podem ser comparados a técnicos eletricistas, desligando “TOMADAS MENTAIS”, através dos princípios libertadores que distribuem na esfera do pensamento”.

101

102 Sono provocado

103 Registros no Periespírito

104


Carregar ppt "Prefácio de Emmanuel: Raios, ondas, médiuns e mentes; Física quântica;"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google