A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Representações Sociais de casamento para universitários. (PUIC) Ciências Humanas; Psicologia. SOUZA, Rosa Cristina Ferreira (orientador – PUIC); ELIAS,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Representações Sociais de casamento para universitários. (PUIC) Ciências Humanas; Psicologia. SOUZA, Rosa Cristina Ferreira (orientador – PUIC); ELIAS,"— Transcrição da apresentação:

1 Representações Sociais de casamento para universitários. (PUIC) Ciências Humanas; Psicologia. SOUZA, Rosa Cristina Ferreira (orientador – PUIC); ELIAS, Camila de Araújo (bolsista – PUIC). Psicologia, Campus de Tubarão. Introdução Atualmente, há diferentes aspectos considerados relevantes para a constituição de um casamento. Algumas pessoas pensam em morar junto, outras em casar no civil e no religioso, ou somente no civil. A intenção dessa pesquisa foi clarificar quais aspectos os universitários acham importantes para um casamento, ou seja, entender como os universitários concebem o casamento, bem como sua postura frente a este com o auxílio da Teoria das Representações Sociais. De acordo com Moscovici (1978), a representação social é um conhecimento sobre determinado objeto social. Tal conhecimento é elaborado pelo senso comum, nas relações interindividuais, no cotidiano das pessoas que compões, que participam de uma sociedade. O saber produzido é compartilhado pelo grupo e pode tornar-se um sistema de referência, ou seja, pode-se dizer que as representações sociais acabam por elaborar comportamentos, posto que, as pessoas agem e se comunicam de acordo com elas. Ressalta-se que tais representações de objetos sociais se dão em um determinado tempo e espaço, ou seja, que podem ser mudar ao longo do tempo e em diferentes grupos sociais. Objetivos 1.1 Objetivo Geral Conhecer as representações sociais de casamento para universitários da UNISUL, campus Tubarão. 1.2 Objetivos Específicos Levantar quais os significados de casamento para universitários Levantar expectativas com relação ao tipo de casamento Verificar quais são fatores decisórios, na opinião dos universitários, para as pessoas se casarem. Identificar que motivos os levariam a se casar Verificar quais fatores, na opinião dos universitários, são atribuídos à separação conjugal Listar que motivos atribuem para um casamento ter sucesso Metodologia Esta pesquisa é do tipo exploratório, uma vez que, segundo GIL (2002) visa ter maior familiaridade com o problema tornando-o mais explícito. É um estudo qualitativo pois, buscou-se compreender o significado de casamento como referido pelos universitários, sem objetivo de generalização. (RICHARDSON, 1999). A população desta pesquisa foram universitários da UNISUL, Campus de Tubarão, dos cursos de psicologia, enfermagem, direito e administração. A amostra foi determinada em 10% dos acadêmicos entre o terceiro e sexto semestre de cada curso. Totalizando 166 acadêmicos solteiros e que nunca tiveram experiência de morar junto com companheiro. Destes, 109 são do sexo feminino e 57 do sexo masculino. O instrumento de coleta de dados utilizado foi um questionário misto. Foram nove questões: duas abertas; sete fechadas. Foi destinada uma pergunta específica para obtenção do Núcleo Central da Representação Social através da evocação livre, que consistiu em solicitar que escrevessem as três primeiras palavras que lhes viessem em mente quando escutavam a palavra casamento. O tratamento dos dados foi quali-quantitativo, de modo que, as perguntas abertas foram agrupadas em categorias e analisadas à luz da teoria das Representações Sociais, entretanto, para melhor visualização dos resultados, estes são demonstrados em percentual. Para a análise do Núcleo Central da Representação Social foi utilizado um programa informático denominado EVOC. Tal técnica foi desenvolvida por Pierre Vergès, e de acordo com Sá (1996) combina a freqüência das palavras com a Ordem Média de Evocação (OME) dessas palavras. E as palavras em negrito são as categorias que emergiram na análise das respostas dos participantes.As respostas das perguntas fechadas foram tabuladas e após analisadas à luz da perspectiva teórica da presente pesquisa. Resultados Analisando o núcleo central, elementos intermediários e periféricos das representações sociais expressos dos participantes do sexo feminino, observou-se que o casamento é representado como uma união, um compromisso do qual advém responsabilidades, filhos, formação de uma família. Onde há amor, companheirismo, compreensão, fidelidade, respeito e felicidade. Como elementos mais periféricos foram lealdade e segurança. Os participantes do sexo masculino têm algumas das representações semelhantes as do sexo feminino, como um compromisso, união que requer responsabilidades. É ainda, família, casa, filhos, onde há amor, respeito, fidelidade e sexo. Percebeu-se que os elementos mais periféricos no grupo masculino alicerçam-se em confiança, futuro e preocupação. Um elemento que apareceu apenas como central no grupo masculino foi sexo. Em relação ao significado de casamento a maioria dos participantes percebe o casamento com uma união entre duas pessoas que decidem casar-se, sendo necessário que exista amor. Conclusões Pode-se concluir que como núcleo central de representação social de casamento, tanto para os homens quanto para as mulheres, os elementos relacionados pelos participantes estão em torno de aspectos advindos da modernidade e da relação mais democrática e igualitária entre os sexos. Admitindo o casamento como uma união onde devem existir sentimentos recíprocos, responsabilidade, fidelidade e a constituição de uma família. Presume-se uma relação de amor e compromisso.Entretanto, aparecem diferenças no núcleo central de homens e mulheres. Sendo que para os homens sexo é um elemento central enquanto para mulheres compreensão e felicidade são elementos centrais. A Teoria de Representações Sociais e a Teoria do Núcleo Central das Representações Sociais foram adequadas para o estudo visto que atualmente, há variados aspectos considerados relevantes para a constituição e mesmo manutenção de um casamento. Entretanto, há algumas contradições em relação ao sucesso/manutenção do casamento e seu término, por exemplo, falta de amor e infidelidades aparecem como fatores que contribuem para dissolução do casamento. Contudo, não aparecem relacionados como promotores do sucesso do casamento. Além de diferenças em relação ao gênero que precisam ser melhores investigadas. Referências bibliográficas GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002 MOSCOVICI, Serge. A representação social da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar, 1978 RICHARDSON, Roberto Jerry et al. Pesquisa Social: métodos e técnicas, 3. ed.São Paulo: Atlas, Sá CP. Núcleo central das representações sociais. Petrópolis: Editora Vozes; Apoio Financeiro: Unisul


Carregar ppt "Representações Sociais de casamento para universitários. (PUIC) Ciências Humanas; Psicologia. SOUZA, Rosa Cristina Ferreira (orientador – PUIC); ELIAS,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google