A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Paulo Roberto Gaefke Muita gente anda vivendo por viver, parece que andam fugindo de si mesmas, com medo de encararem a realidade. Que adianta o apartamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Paulo Roberto Gaefke Muita gente anda vivendo por viver, parece que andam fugindo de si mesmas, com medo de encararem a realidade. Que adianta o apartamento."— Transcrição da apresentação:

1

2 Paulo Roberto Gaefke

3 Muita gente anda vivendo por viver, parece que andam fugindo de si mesmas, com medo de encararem a realidade. Que adianta o apartamento enorme se a alma está vazia, que adianta o carro luxuoso se o medo te acompanha? Que adianta o celular último tipo se quem você quer não te liga, que adianta a promoção se o emprego não te traz satisfação? Que adianta o namoro de anos se não existe mais alegria, pra que esse casamento de fachada, se você já sabe de todas as traições? Muita gente anda vivendo por viver, parece que andam fugindo de si mesmas, com medo de encararem a realidade. Que adianta o apartamento enorme se a alma está vazia, que adianta o carro luxuoso se o medo te acompanha? Que adianta o celular último tipo se quem você quer não te liga, que adianta a promoção se o emprego não te traz satisfação? Que adianta o namoro de anos se não existe mais alegria, pra que esse casamento de fachada, se você já sabe de todas as traições?

4 Que adianta essa oração na hora do desespero, se Deus esteve sempre presente e você nunca o procurou? De que adianta essa cara fechada, se nós não temos nada a ver com seus problemas? Que adianta chutar o cachorro, se ele nem te conhece e você vai continuar doente? Que adianta o remédio para pressão, se você continua fumando, que adianta o conselho, se você continua agindo a sua maneira, que adianta o guia, se você está cego? Que adianta essa oração na hora do desespero, se Deus esteve sempre presente e você nunca o procurou? De que adianta essa cara fechada, se nós não temos nada a ver com seus problemas? Que adianta chutar o cachorro, se ele nem te conhece e você vai continuar doente? Que adianta o remédio para pressão, se você continua fumando, que adianta o conselho, se você continua agindo a sua maneira, que adianta o guia, se você está cego?

5 Que adianta o choro, se o amor acabou, que adianta a comida, se a fome passou, pra quê o calmante, se ele não te acalma, que adianta gastar tanto no casamento que já nasce cheio de dúvidas, e o pior, cheio de dívidas? Melhor seria viver simplesmente a vida e toda a sua beleza, estudar por prazer, trabalhar no que gosta, mesmo ganhando menos, ficar só e ter a melhor companhia, porque antes só do que mal acompanhado. Viver em um casebre limpo e arejado onde todos se falam, se beijam e se abraçam, onde uma casa vira lar. Que adianta o choro, se o amor acabou, que adianta a comida, se a fome passou, pra quê o calmante, se ele não te acalma, que adianta gastar tanto no casamento que já nasce cheio de dúvidas, e o pior, cheio de dívidas? Melhor seria viver simplesmente a vida e toda a sua beleza, estudar por prazer, trabalhar no que gosta, mesmo ganhando menos, ficar só e ter a melhor companhia, porque antes só do que mal acompanhado. Viver em um casebre limpo e arejado onde todos se falam, se beijam e se abraçam, onde uma casa vira lar.

6 Melhor andar a pé que morrer de nervoso ao volante no trânsito, e para ser mais feliz, melhor é amar com simplicidade, as pessoas, os animais, a natureza, tudo sem frescura, não ter vergonha de abraçar e demonstrar o seu amor, como crianças que abraçam às árvores com ingenuidade, que conversam com as plantas, com seus cachorrinhos, e que ouvem as respostas que nós, adultos tão esclarecidos, não conseguimos ouvir, e por isso estamos morrendo, cada dia um pouco, lentamente na tristeza que nos consome, no vazio de querer sempre mais daquilo que nem sabemos o que é. Melhor andar a pé que morrer de nervoso ao volante no trânsito, e para ser mais feliz, melhor é amar com simplicidade, as pessoas, os animais, a natureza, tudo sem frescura, não ter vergonha de abraçar e demonstrar o seu amor, como crianças que abraçam às árvores com ingenuidade, que conversam com as plantas, com seus cachorrinhos, e que ouvem as respostas que nós, adultos tão esclarecidos, não conseguimos ouvir, e por isso estamos morrendo, cada dia um pouco, lentamente na tristeza que nos consome, no vazio de querer sempre mais daquilo que nem sabemos o que é.

7 Pare, pense e mude. Ainda dá tempo de ser simplesmente feliz, só depende da sua atitude, só depende de você e o dia é hoje. Pense nisso. Pare, pense e mude. Ainda dá tempo de ser simplesmente feliz, só depende da sua atitude, só depende de você e o dia é hoje. Pense nisso.

8 Música: The Lonely Shepherd Imagens: da Internet Formatação: Elio – Música: The Lonely Shepherd Imagens: da Internet Formatação: Elio – Conheça OPORTUNIDADEOPORTUNIDADE


Carregar ppt "Paulo Roberto Gaefke Muita gente anda vivendo por viver, parece que andam fugindo de si mesmas, com medo de encararem a realidade. Que adianta o apartamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google