A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projecto de Leitura para a disciplina de Português.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projecto de Leitura para a disciplina de Português."— Transcrição da apresentação:

1 Projecto de Leitura para a disciplina de Português

2 O meu Livro

3 Razões da escolha do livro. Em primeiro lugar, este livro é capaz de chamar a atenção de qualquer pessoa logo pelas cores da capa como, por exemplo, o amarelo, o vermelho e o verde e pelas animações, como é o caso do carro, do computador e do bebé. Além disso, o título também me parece bastante sugestivo: Coisas de mãe são coisas que todos nós sabemos e que são típicas das mulheres. Em segundo lugar, a autora Jan King escreve de uma maneira bastante clara e aborda assuntos muito actuais e muito presentes na nossa sociedade. Em terceiro lugar, este livro é totalmente diferente dos outros, descrevendo cada assunto de uma vez só, ou seja, não mistura, o que permite uma leitura fluente.

4 Expectativas. As minhas expectativas em relação a este livro são altas, pois espero que seja interessante e de fácil leitura. Além disso, espero que me esclareça algumas dúvidas sobre certos comportamentos das mães. Será que todas as mães agem da mesma maneira? Será que são todas iguais? Espero sinceramente ficar esclarecida quanto a isto. No fundo, tenho a certeza de que este livro me proporcionará um bom momento de leitura, visto que já li um outro livro desta autora cujo título era Coisas de Mulheres e foi muito engraçado e esclareceu-me algumas dúvidas sobre este ser estranho que é a mulher.

5 Registo de leitura. -Mães de Esperança: as futuras mães aprendem técnicas relacionadas com o trabalho de parto e fazem cursos intensivos de puericultura. A parte positiva de tudo isto é que estas jovens mulheres levam mesmo a sério o seu novo papel, e fazem de tudo para assegurar que os seus bebés tenham o melhor. São capazes de mudar radicalmente a sua dieta alimentar a bem da criança, estabelecem objectivos e cumprem-nos. Não tenho nada contra, mas...apesar de reconhecer que hoje estão incrivelmente bem preparadas há um aspecto que a minha geração teve a favor: é que antigamente as grávidas andavam mais divertidas. -Sogras: as sogras têm, sem qualquer dúvida, a pior das famas. Para mim, basta ouvir pronunciar a palavra e já estou a visualizar a má da fita. São sempre o elo de ligações perigosas, e não sou a única a pensar assim. Até canções já foram feitas ajudando a pôr de rastos esta classe que não precisa de ajuda para ficar de rastos porque já está. Ao longo dos tempos, as sogras têm sido acusadas de tudo desde destruir o casamento até assassinato.

6 Dez pontos que indicam que a sogra pode trazer chatices: 1- Acha que o filho tem pior aspecto desde que está com a sua esposa; 2- Refere-se á nora sempre como aquela desmiolada; 3- Têm como frase favorita quando ela chegou eu já cá estava. 4- Propaga aos quatro ventos que nunca viu gavetas mais mal arrumadas que as da nora ( Coitado do meu filho!); 5- Passa os dedos nos móveis á procura de pó. 6- Pergunta-lhe com ar inocente se está vestida para ir para o emprego ou se vai á praia; 7- Inunda o frigorífico da nora semanalmente com sopa fresquinha para ver se ele pelo menos come alguma coisita de jeito...; 8- Telefona aos Sábados ás 8:30 m para saber se regava a plantinha que ela lhe deu. 9- Inexplicavelmente, usa uma tira preta, de luto, no dia do casamento do filho. 10- Enaltece aquelas mocinhas tão interessantes que, por acaso, até foram namoradas do filho e que, por acaso, não eram assim tão interessantes na altura.

7 - Doutora Mãe: muitas das mães de hoje querem muito mais do que ficar em casa a cuidar da família. Muitas hoje em dia são médicas, advogadas, contabilistas e até ministras. -Mãe sexualmente informada: as mães de hoje têm a tarefa muito facilitada porque o seu papel de explicadoras está a ser feito pelas apresentações dos filmes só para adultos que passam no intervalo dos programas infantis. - Mães Hippies: ora vamos lá ver: imaginemos que estamos nos anos sessenta e a malta passou-se completamente. Passa-se o tempo e festivais de Rock, de guitarra na mão a ouvir Bob Dylan e Joan Baez. O grupo experimenta todas as drogas disponíveis e ingerem todas as substâncias ilegais que consegue arranjar. Um apartamento normal tinha erva suficiente para forrar um estádio. O cenário é este e nesta conjuntura é perfeitamente possível que dois namorados, entre uma passa e outra, tenham a brilhante ideia de que o que falta mesmo para completar o quadro de amor, flores e tal é um bebé! Tudo a ver com o panorama da época! Esta cena repetiu-se com milhares ou mesmo milhões de jovens de flores pintadas na cara, e o resultado foi o nascimento da geração de yuppies com nomes hippis ( Sol Nascente, Maria Paz e outras preciosidades), que por acaso hoje ocupam os postos chave da nossa economia. O facto desta geração ter saído de verdadeiras orgias de droga e de festivais de excesso é espantoso, assim como é espantoso que tenham sobrado células cerebrais a indivíduos cujas mães devem ter ingerido de tudo ( mas mesmo tudo) enquanto grávidas.

8 -Mães Yuppies: são criaturas claramente movidas por metas que planeiam as suas vidas ao pormenor e o seu tempo no minuto. Por exemplo, no departamento dos brinquedos estas mães superam-se. São capazes de matar para ter (para que os queridos tenham) o último modelo de brinquedo da moda. -Mães Judias: as mães judias não são assim tão diferentes das outras mães. Todas as mães conseguem inculcar nos filhos um complexozinho de culpa, mas as mães judias são mesmo boas nisso. As crianças católicas podem aliviar-se no confessionário, mas as judias têm de carregar o fardo a vida toda. Outra coisa bem característica das mães judias é a forma peculiar que têm de dizer aos filhos o quanto o amam; para isso sublinham até á exaustão o quanto se sacrificam por eles. Alguma frases que os filhos de mães judias têm que ouvir diariamente: 1-Sabes quanto sofri para te dar á luz?; 2- Pensas que eu sou quem... a rainha do Sabá?; 3- Isso, espeta outra faca no meu coração!; 4-Então é assim que me agradeces?; 5- Tur queres é provocar-me um ataque do coração não é?;

9 Todos nós sabemos que as mães sabem muitas coisas, mas as mães judias sabem tudo. Estas mães são doutoradas em preocupações. Quando não têm grandes motivos de preocupação, arranjam-nos; em tudo no mundo conseguem ver fontes de perigo e consequentemente de preocupação. Para combater esses medos têm uma panóplia de avisos que repetem aos filhos até á exaustão: 1- Isto é para dares valor ao que a tua mãe te diz. 2-Espera até o teu pai chegar. 3-Se não parares de chorar eu dou-te mesmo um motivo para chorar. 4-Não comas isso porque ficas sem apetite. 5-Veste um casaquinho senão ainda apanhas a morte. - Mães Natal: As mães ficam completamente frenéticas com o Natal, mas...pensem não é culpa delas. È que desde pequenas são bombardeadas com aquela ideia do perfeito. È uma obsessão para elas tentar recriar em casa os ambientes natalícios que nos impingem nas revistas; logo em Junho começam a pensar em decorações natalícias.

10 -Mamãs em festa: são aquelas mães que são obcecadas por festinhas de anos em casa ou no McDonalds, Férias na Neve, Concertos Rock, Actividades Desportivas e Feira popular/Parque de diversões/Disneylândia. -Os Dez mandamentos da Mãe: 1- Fecha a porta, não atires com ela-Porquê? Porque um jovem atira com a porta desenvolve uma onda de choque na nossa espinha provocando uma sensação só descrita na explosão de Hiroshima. 2- Não uses o frigorífico como cofre de valores. 3-Não ponham as latas de Coca-Cola no congelador para gelarem depressa. 4-Digam aos amigos para vos esperarem á porta e baterem. 5-Não podem sair de casa com esse aspecto. 6-Penduram as roupas. 7-Não nos digam para não mexermos nas vossas coisas. 8-Estão proibidos de sair com certos exemplares- por exemplo: - Formas-vivas com cabelo pintado de verde; - Seres com t-shirts cheias de caveiras a escorrer sangue. 9-Não aumentem o volume do aparelho de som ; 10-Respeitem a hora de recolher.

11 -Mães Viciadas: Hoje, em dia, nesta sociedade politicamente correcta (supostamente) as mães também têm de desistir, por causa dos filhos, de muitas coisas que dão prazer - o tabaco por exemplo. Muitas mulheres efectivamente tentam desesperadamente largar o cigarro mas nem sempre o processo é fácil. Tornam-se então fumadoras clandestinas e escondem-se dos filhos para fumar. Este processo de esconde-esconde é, por vezes, mais complicado do que encapotar um romance. Neste processo louco de esconder o vício, as mães desenvolvem alguns truques para guardar os maços de tabaco: 1-no congelador; 2-dentro do soutien; 3-na caixa dos tampões; 4-colados na parte de baixo do lavatório. -Mães que namoram: as mulheres nunca aprendem e voltam a entrar no jogo do amor. Dez postulados úteis sobre homens: 1-Pede, sem problemas, namorar com um tipo bem mais novo, seja como for, eles nunca crescem; 2-A maioria dos homens são como os naperons individuais - só aparecem quando a comida está na mesa;

12 3-A relação pode considerar-se definitivamente acabada quando começam a corrigir os erros gramaticais um do outro durante o acto sexual; 4-Se um fulano a criticar dizendo que você não se interessa o suficiente pela família dele, comece a sair com o irmão dele; 5-Um homem é tão confiável quanto as suas opiniões; 6-Um ménage á trois é a forma do homem dizer tu completas-me; 7-Quarenta e cinco minutos é a diferença entre um namorado e um marido. 8-Um homem rico não é forçosamente mais esperto do que um pobre - não tem mais neurónios, mas com certeza que tem mais namoradas. 9-Um homem acha que é super moderno se põe dois copos na máquina depois de um jantar de vinte pessoas lá em casa. 10-Se um homem lhe disser que arruma sempre a toalha depois do banho, que nunca deixa revistas espalhadas e que repõe o rolo de papel higiénico mal acaba...é porque mente, ou porque não existe. -Mães com Síndrome do Ninho Vazio: costuma-se dizer que um dos primeiros sinais da doença mental é vestir os animais domésticos. Depois de vinte anos a fazer de chefe de cozinha, mulher de limpezas e sargento de serviços, pensei que ia afinal ser bom ter um tempo de calma só para mim. Só que tive demais. A minha casa deixou de ser uma estação onde passavam quarenta comboios por hora para passar a ser um apeadeirozinho de fim de linha. Algumas mudanças que existem: O carro, cozinhar, hobbies, computador e o golfe.

13 -Mães em mudanças de vida: hoje em dia as mulheres têm filhos cada vez mais tarde do que tinham há umas décadas atrás. -Mães Casamenteiras: quando se trata de filhos parece que pais e mães têm objectivos opostos. A grande meta das mães é arranjar um bom marido para as filhas e a obsessão dos pais é mantê-las virgens muito tempo. Comportamento doentio ou não, a verdade é que isso é uma prática corrente desde sempre. -Mães da Noiva: desde que aparece no dedo da filha aquele anel, a grande razão de viver da mãe passa a ser a preparação do casamento perfeito. Muitas vezes é o momento em que as mães transferem para as filhas os seus próprios sonhos que a falta de possibilidades não puderam cumprir no momento certo com elas próprias. Neste mundo de fantasia há duas crenças que a mãe da noiva tem e que devem ser revistas: 1-A de que a filha só vai casar-se uma vez na vida pelo que o casamento deve ser espectacular; 2-A de que a família do noivo, gentilmente, vai entrar com alguma contribuição para o grande evento.

14 -Mães reformadas: Levantam-se às seis da manhã e deitam-se com as galinhas. Assim sendo, a minha mãe está acordada a horas em que a maioria da população está mergulhada num coma profundo. -Avós: Apesar de vários motivos maravilhosos, as avós gostariam de voltar a passar por várias situações como: Passeio matinal, gravidez, trabalho de parto e parto. -Mães do Milénio: Quando olhamos para toda esta coisa de ser mãe numa perspectiva histórica perguntamo-nos se as mães terão mudado assim tanto ao longo do tempo. E a resposta é sim. Para ser tudo mais fácil as mães poderiam através do computador receber a criança por encomenda postal no dia seguinte. Tudo mudou desde a infância, o divertimento, a disciplina e a vida em família.

15 Antes Não corras com a tesoura na mão, podes cair e vazar um olho; Acaba o leite; faz bem aos ossos; Tira essa pastilha da boca; Não respondas aos teus professores. Depois Não corras com o telemóvel na mão; podes cair e danificar o microship; Acaba o teu leite magro liofizado; custa tanto como o GameBoy. Tira esse prego da língua; Não digas uma palavra sem o advogado estar presente. Novos avisos ou os mais actualizados.

16 Curiosidade. -As últimas palavras de mães históricas: Come qualquer coisa, estás só pele e osso. Mãe de Gandlti Pára de brincar com os fósforos Mãe de Nero Estás a enervar-me! Será que não podes desaparecer por um bocadinho?! Mãe de David Copperfield Para que é que são tantos gráficos e símbolos? Não consegues escrever como uma pessoa normal?! Mãe de Einstein Estás tão esquisito, quase que nem consigo reconhecer-te! Mãe de Michael Jackson Pela última vez: Tira as mãos dos bolsos!!! Mãe de Napoleão Bonaparte

17 Dados bibliográficos da autora. Jan King foi professora de Biologia num liceu duma cidade do interior dos Estados Unidos da Am é rica. É casada com o editor Mark Chutick e é mãe de dois rapazes. Come ç ou a sua carreira como escritora nos anos 80. Escreveu uma coluna humor í stica numa revista, intitulada Women`s Image e v á rios livros como Husbands from Hell, Bestseller Hormones From Hell e Coisas de Mulheres. Por fim é autora de uma colec ç ão humor í stica sobre o envelhecimento.

18 Identificação do livro. T í tulo: Coisas de Mãe Editor: Bizâncio, 2 ª edi ç ão Local e data: Bizâncio, Abril de 2003

19 Resumo. Este livro é, antes de mais, muito bom. Através dele podemos ver que todas as mães têm algo em comum, embora tendam a agir de maneira diferente. Cada mãe tem a sua pancada e este livro tende a analisar cada uma delas e por isso, podemos encontrar vários capítulos com a designação de Mães Casamenteiras; Mães Yuppies, etc... No fundo, este livro fala de tudo o que é preciso para se ser mãe ou pelo menos ajuda a pessoa a mentalizar-se de todos os exageros ou não que uma mãe tem com um filho. Quanto aos miúdos... Antigamente, iam procurar a Mãe como resposta a todas as perguntas. Agora, para qualquer coisinha que queiram saber, basta irem à internet.

20 Categorias da narrativa. Quanto à Acção: Central - Constituída pelos acontecimentos principais. Sequência da narrativa: Alternância- Entrelaçamento das acções que se vão desenrolando, ora uma, ora outra, separada e alternadamente. Quanto ao espaço: Social e cultural - caracteriza a situação social e económica ou o meio em que vivem as personagens. Define as classes e grupos sociais com os seus interesses, as suas ideologias e crenças, os seus valores, a sua posição na sociedade. O espaço cultural remete para valores culturais, tradições e costumes, formação cultural. Quanto ao tempo: Psicológico - Resulta da vivência das personagens e do modo como elas sentem o pulsar e o desenrolar do tempo, em função do seu próprio estado de espírito. Quanto à caracterização das personagens : Directa - Através dos elementos fornecidos pelo narrador. - Através das palavras da personagem e das outras personagens. - As personagens revelam os seus problemas, as suas intenções ou as suas ideias através de monólogos.

21 Quanto à composição : Modeladas - Personagens dinâmicas e com densidade psicológica, cheias de vida interior, capazes de surpreenderem o leitor pelas suas atitudes e comportamentos. Papel que desempenham na economia da narrativa: Principais ou protagonistas - à volta das quais decorre a acção. Quanto à presença o narrador é: Narrador não participante Heterodiegético - A narração é feita na terceira pessoa, dado que o narrador não participa nos acontecimentos nem interfere na história. Ciência: Omnisciente- O narrador conduz a narrativa criando uma unidade lógica; ao mesmo tempo, penetra no íntimo das personagens, dando a conhecer o que lhes vai na alma; conhece tudo o que diz respeito às personagens e aos acontecimentos; analisa as acções, os comportamentos, os sentimentos e os pensamentos.

22

23 Abril de 20032ª edição Coisas de Mãe Jan King Estados Unidos da América Bizâncio, Editora Sol.25 cmVitalício Não sabe assinar.

24 Criação de uma capa. Capa Jan King Bizâncio

25 Contracapa Para combater esses medos têm uma panóplia de avisos que repetem aos filhos até á exaustão: 1- Isto é para dares valor ao que a tua mãe te diz. 2-Espera até o teu pai chegar. 3-Se não parares de chorar eu dou- te mesmo um motivo para chorar. 4-Não comas isso porque ficas sem apetite. 5-Veste um casaquinho senão ainda apanhas a morte. Jan King foi professora de Biologia num liceu duma cidade do interior dos Estados Unidos da Am é rica. É casada com o editor Mark Chutick e é mãe de dois rapazes. Come ç ou a sua carreira como escritora nos anos 80. Escreveu uma coluna humor í stica numa revista, intitulada Women`s Image e v á rios livros como Husbands from Hell, Bestseller Hormones From Hell e Coisas de Mulheres. Por fim é autora de uma colec ç ão humor í stica sobre o envelhecimento.

26 Porquê a escolha desta capa e contracapa? Escolhi esta capa porque:. primeiro, se são coisas de mãe acho que faria sentido como imagem principal a representação de mãe e filho num posição que pode transmitir ao leitor o sentido de carinho e protecção;. segundo, achei importante a representação de corações uma vez que estes, implicam o sentido de amor que é um sentimento bastante presente entre mãe e filho;. terceiro, a predominância das cores vermelho e branco ( vermelho que significa amor e branco que significa paz). Acho que fiz uma capa e contracapa com muita ternura.

27

28 Mãe é o título que se dá à genitora de alguém. É a pessoa do sexo( )que gera uma( ) em seu ( ) como conseqüência de( )ou que adota uma ( ), que por alguma razão não pôde ficar com seus pais. É também o equivalente feminino do(......). A fertilização de( ) humanos femininos ocorrida in vitro, em ( )ou ( ), na modernidade, estendeu as considerações milenares sobre a maternidade. Mãe também é, para todos os efeitos, aquela pessoa do sexo feminino que ( ), cria, e cuida de uma ( ) gerada por outrem. Há( ) nas quais o(......)faz, de facto, tanto o papel de pai como o de mãe. Já outras ( ) são compostas por duas mães ou por dois pais. Em certos casos a ( ), o( ), ou até mesmo outras ( )procuram fazer o papel de mãe na vida de certas crianças ou ( ). Em sua homenagem, todos os anos, no segundo( ) do mês de( ) (no ) ou no primeiro domingo de Maio (em ), é celebrada uma homenagem às mães, conhecida por ( ). Significado da palavra Mãe 1-Utilizando estas palavras, completa os espaços sem esquecer que podes utilizar algumas palavras mais do que uma vez. Vida; útero;feminino;laboratórios; pai; famílias;adopta;Portugal;maio;Brasil;Estado;fertilização;criança;adolescentes;comunidade; domingo;Dia das mães;hospitais;óvulos.

29 Pára de brincar com os fósforos Come qualquer coisa, estás só pele e osso. Estás a enervar-me! Será que não podes desaparecer por um bocadinho?! Para que é que são tantos gráficos e símbolos? Não consegues escrever como uma pessoa normal?! Estás tão esquisito, quase que nem consigo reconhecer-te! Pela última vez: Tira as mãos dos bolsos!!! Mãe de Gandlti Mãe de Nero Mãe de David Copperfield Mãe de Einstein Mãe de Michael Jackson Mãe de Napoleão Bonaparte Quem Disse? Descobre a quem pertencem estas frases ligando-as.

30 Soluções. Mãe é o título que se dá à genitora de alguém. É a pessoa do sexo feminino que gera uma vida em seu útero como conseqüência de fertilização ou que adota uma criança, que por alguma razão não pôde ficar com seus pais. É também o equivalente feminino do pai. A fertilização de óvulos humanos femininos ocorrida in vitro, em laboratórios ou hospitais, na modernidade, estendeu as considerações milenares sobre a maternidade.femininovidaúterofertilizaçãocriançapaióvuloslaboratórios hospitais Mãe também é, para todos os efeitos, aquela pessoa do sexo feminino que adopta, cria, e cuida de uma criança gerada por outrem. Há famílias nas quais o pai faz, de facto, tanto o papel de pai como o de mãe. Já outras famílias são compostas por duas mães ou por dois pais. Em certos casos a comunidade, o Estado, ou até mesmo outras crianças procuram fazer o papel de mãe na vida de certas crianças ou adolescentes.adoptacriançafamíliaspaifamíliascomunidadeEstadocriançasadolescentes Em sua homenagem, todos os anos, no segundo domingo do mês de maio (no Brasil) ou no primeiro domingo de Maio (em Portugal), é celebrada uma homenagem às mães, conhecida por Dia das mães.domingomaioBrasilPortugalDia das mães Come qualquer coisa, estás só pele e osso. Mãe de Gandlti Pára de brincar com os fósforos Mãe de Nero Estás a enervar-me! Será que não podes desaparecer por um bocadinho?! Mãe de David Copperfield Para que é que são tantos gráficos e símbolos? Não consegues escrever como uma pessoa normal?! Mãe de Einstein Estás tão esquisito, quase que nem consigo reconhecer-te! Mãe de Michael Jackson Pela última vez: Tira as mãos dos bolsos!!! Mãe de Napoleão Bonaparte

31 Mas tu esqueceste muita coisa! Esqueceste que as minhas pernas cresceram, que todo o meu corpo cresceu, e até o meu coração ficou enorme, mãe! Olha - queres ouvir-me? -, às vezes ainda sou o menino que adormeceu nos teus olhos; ainda aperto contra o coração rosas tão brancas como as que tens na moldura; ainda oiço a tua voz: "Era uma vez uma princesa no meio de um laranjal..." Mas - tu sabes! - a noite é enorme e todo o meu corpo cresceu... Eu saí da moldura, dei às aves os meus olhos a beber. Não me esqueci de nada, mãe. Guardo a tua voz dentro de mim. E deixo-te as rosas... Boa noite. Eu vou com as aves! Eugénio de Andrade No mais fundo de ti, eu sei que traí, mãe! Tudo porque já não sou o retrato adormecido no fundo dos teus olhos! Tudo porque tu ignoras que há leitos onde o frio não se demora e noites rumorosas de águas matinais! Por isso, às vezes, as palavras que te digo são duras, mãe, e o nosso amor é infeliz. Tudo porque perdi as rosas brancas que apertava junto ao coração no retrato da moldura! Se soubesses como ainda amo as rosas, talvez não enchesses as horas de pesadelos... Poema

32 Fim


Carregar ppt "Projecto de Leitura para a disciplina de Português."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google