A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ALUNOS MARCOS JOSÉ DODORICO RICARDO ALEXANDRE VOLPI 2º ANO DE LETRAS/2009 FJB.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ALUNOS MARCOS JOSÉ DODORICO RICARDO ALEXANDRE VOLPI 2º ANO DE LETRAS/2009 FJB."— Transcrição da apresentação:

1

2 ALUNOS MARCOS JOSÉ DODORICO RICARDO ALEXANDRE VOLPI 2º ANO DE LETRAS/2009 FJB

3 OBJETIVOS MITOS LENDAS CONTOS DANÇAS MÚSICAS

4 Em 22 de agosto, o Brasil comemora o Dia do Folclore. A data foi criada em 1965 através de um decreto federal. No Estado de São Paulo, um decreto estadual instituiu agosto como o mês do folclore.Folclore é o conjunto de todas as tradições, lendas e crenças de um país. O folclore pode ser percebido na alimentação, linguagem, artesanato, religiosidade e vestimentas de uma nação. Segundo a Carta do Folclore Brasileiro, aprovada pelo I Congresso Brasileiro de Folclore em 1951, "constituem fato folclórico as maneiras de pensar, sentir e agir de um povo, preservadas pela tradição popular, ou pela imitação".

5 Da pra ver como o folclore tem bastante coisa à ser falada. Você acabou de conhecer um pouco dele. Devemos valorizar mais a cultura do nosso grande Brasil.

6 Saci Pererê A Lenda do Saci data do fim do século XVIII. Durante a escravidão, as amas-secas e os caboclo-velhos assustavam as crianças com os relatos das travessuras dele. Seu nome no Brasil é origem Tupi Guarani. Em muitas regiões do Brasil, o Saci é considerado um ser brincalhão enquanto que em outros lugares ele é visto como um ser maligno

7

8 Os Lendários é uma divertida turma de defensores da floresta formada pelos mais importantes mitos do nosso folclore. A caracterização dos personagens têm como base os livros "Lendas brasileiras" e "Geografia dos mitos brasileiros" do folclorista e historiador Câmara Cascudo. Os personagens principais são: O Curupira, que é uma espécie de líder; o Saci, que todo mundo conhece; a Caipora, que na minha versão tem como característica principal a força física; o Lobisomem, que é meio avoado; a Mula-sem-cabeça, que não tem cabeça mas é esperta e o Boitatá, que todo mundo pensa que é um boi mas na verdade é uma cobra. Outros mitos conhecidos também aparecem.

9 O Curupira é uma figura do folclore brasileiro. Ele é uma entidade das matas, um anão de cabelos compridos e vermelhos, cuja característica principal são os pés virados para trás.folclorebrasileiromataspés É um mito antigo no Brasil, já citado por José de Anchieta, em Protege a floresta e os animais, espantando os caçadores que não respeitam as leis da natureza, ou seja, que não respeitam o período de procriação e amamentação dos animais e que também caçam além do necessário para a sua sobrevivência e lenhadores que fazem derrubada de árvores de forma predatória.José de Anchieta1560 florestaanimais O Curupira solta assovios agudos para assustar e confundir caçadores e lenhadores, além de criar ilusões, até que os malfeitores se percam ou enlouqueçam, no meio da mata. Seus pés virados para trás servem para despistar os caçadores, que ao irem atrás das pegadas, vão na direção errada. Para que isso não aconteça, caçadores e lenhadores costumam suborná-lo com iguarias deixadas em lugares estratégicos. O Curupira, distraído com tais oferendas, esquece-se de suas artes e deixa de dar suas pistas falsas e chamados enganosos. Sendo mito difundido no Brasil inteiro, suas características variam bastante. Em algumas versões das histórias, o Curupira possui pêlos e dentes verdes. Em outras versões tem enormes orelhas ou é totalmente calvo. Pode ou não portar um machado e em uma versão chega ser feito do casco de jabuti.dentes

10 Um Lobisomem Intelectual Outubro 5, 2007 in O lobisomem é uma criatura mitológica nascida na Europa. É primeiro mencionado nos escritos de Petronius, na Grécia antiga. Como várias mitologias Européias, foi trazida para o Brasil com os imigrantes e adicionada ao folclore brasileiro. Acho que uma das grandes razões que a novela Roque Santeiro emplacou foi por causa do personagem do lobisomem. O país foi fisgado pelo mistério de quem poderia ser a tal criatura que amedrontava a cidade de Asa Branca. Nos anos 80, era meio moda explorar o imaginário de horror no mundo pop. Michael Jackson fez isso com seu vídeo Thriller; e um grande sucesso de bilheteria na época foi o filme Um Lobisomem Americano em Londres (mostrando pela primeira vez, com a ajuda de efeitos especiais de última geração, a transformação inteira de um homem para um lobisomem). Na novela Roque Santeiro, o lobisomem simbolizava a repressão sexual em que a cidade vivia até chegar a boate Sexus, os artistas de cinema e o próprio Roque. Esta repressão sexual era de natureza religiosa (como sempre é). Professor Astromar, um intelectual entediante e autor de péssimos poemas, era o tal do lobisomem. Encaixava-se perfeitamente na teoria literária da crítica Camille Paglia, que vê o mundo dividido entre duas correntes – a energia racional e estéril de Apolo, e a energia instintiva e sexual de Dionísio. Durante o dia, Professor Astromar era regido pelo poder plácido de Apolo. Nas noites de lua cheia, conseguia libertar sua libido com a ajuda de Dionísio e fazer festa com as dançarinas da boate Sexus.

11 Norte: Comidas e Bebidas A cozinha amazônica tem seu habitat e é dentro dele que ela se realiza, se afirma, tornando-se precária quando daí se desloca, já que vive em função de especialidades regionais. Ela tem um ritual próprio na caça, na pesca, nos molhos (alguns dos quais, como o tucupi, guardam ainda um sabor selvagem), que não suportam viagens a longas distâncias, exigindo o consumo imediato. Tudo o que constitui o arsenal de guisados e especialidades no extremo norte vem de nossos antepassados da selva, é caracteristicamente ameríndio e constitui uma típica herança alimentícia. (Nunes Pereira, Panorama da Alimentação Indígena).

12 Norte: Pratos de Tartaruga

13 A mula-sem-cabeça é uma lenda do folclore brasileiro, a sua origem é desconhecida, mas bastante evidenciada em todo Brasil. A mula é literalmente uma mula sem cabeça e que solta fogo pelo pescoço, local onde deveria estar sua cabeça, possui em seus cascos, ferraduras que são de prata ou de aço e apresentam coloração marrom ou preta. Segundo alguns pesquisadores, apesar de ter origem desconhecida, a lenda fez parte da cultura da população que vivia sobre o domínio da Igreja Católica.cultura Segundo a lenda, qualquer mulher que namorasse um padre seria transformada em um monstro, desta forma as mulheres deveriam ver os padres como uma espécie de santo e não como homem, se cometessem qualquer pecado com o pensamento em um padre, acabariam se transformando em mula sem cabeça. Segundo a lenda, o encanto somente pode ser quebrado se alguém tirar o freio de ferro que a mula sem cabeça carrega, assim surgirá uma mulher arrependida pelos seus pecados.

14 Imagem da mula sem cabeça Imagem do saci marcosfmatos.blog.uol.com.br/arch _2... Imagem do mapa os+Capa+Final.jpghttp://bp1.blogger.com/_zhrPaoyOAa0/R0ht2VIOO4I/AAAAAAAAAGM/rhoctaPDEaI/s400/Lendari os+Capa+Final.jpg Imagem de lendas Comidas típicas AAAAAgg/k46q6cIt6_8/s400/BXK16654_tartaruga-marinha800.jpghttp://t3.gstatic.com/images?q=tbn:_suvlNfTu4k8BM:http://4.bp.blogspot.com/_wkiKPEkXiPE/SAskjv7gDoI/AAAA AAAAAgg/k46q6cIt6_8/s400/BXK16654_tartaruga-marinha800.jpg Imagem tartaruga Imagem curupira Imagem do lobisomem Mula sem cabeça

15


Carregar ppt "ALUNOS MARCOS JOSÉ DODORICO RICARDO ALEXANDRE VOLPI 2º ANO DE LETRAS/2009 FJB."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google