A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professora: Érica Cristine Curso: Engenharia Ambiental e de Alimentos UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professora: Érica Cristine Curso: Engenharia Ambiental e de Alimentos UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE."— Transcrição da apresentação:

1 Professora: Érica Cristine Curso: Engenharia Ambiental e de Alimentos UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Unidade Acadêmica de Ciências e Tecnologia Ambiental Fenômenos de Transporte I Aula teórica 03 1

2 2 Propriedades dos Fluidos

3 3 Você sabe como funciona o dispositivo indicador da qualidade de combustível? Desconfiando que a gasolina utilizada no motor de seu carro está adulterada, o que você faria para confirmar esta desconfiança? No final da aula você saberá

4 Propriedades básicas dos fluidos Massa específica - é o quociente entre a massa do fluido e o volume que contém essa massa Unidades usuais: kg/m³ ; g/cm³ ; kgf.s²/m 4 Também chamada Densidade absoluta

5 Massa específica - Fluido (Kg/m 3 ) Água destilada a 4 o C1000 Água do mar a 15 o C1022 a 1030 Ar atmosférico à pressão atmosférica e 0 o C 1,29 Ar atmosférico à pressão atmosférica e 15,6 o C 1,22 Mercúrio13590 a Petróleo880 Propriedades básicas dos fluidos A massa específica dos líquidos é pouco sensível à variações de pressão e temperatura, já a massa especifica dos gases é fortemente influenciada tanto pela pressão quanto pela temperatura.

6 Densidade Relativa - d É a relação entre a massa específica de uma substância e a de outra tomada como referência [adimensional] Também chamada Densidade Propriedades básicas dos fluidos

7 Densidade Relativa – d Para os líquidos a referência adotada é a água a 4 o C Sistema SI ρ 0 = 1000kg/m 3 Para os gases a referência é o ar atmosférico a 0 o C Sistema SI ρ 0 = 1,29 kg/m 3 Propriedades básicas dos fluidos

8 Peso específico - é o quociente entre o peso de um dado fluido e o volume que o contém Unidades: N/m³ ; dines/cm³ ; kgf/m³ Propriedades básicas dos fluidos

9 Peso específico relativo - r Propriedades básicas dos fluidos Para líquidos

10 Volume Específico – V s É definido como o volume ocupado pela unidade de massa de uma substância, ou seja, é o inverso da massa específica Unidades: m³/kg Propriedades básicas dos fluidos Normalmente não utilizamos esta propriedade na mecânica dos fluidos, mas ela é muito utilizada na termodinâmica

11 Viscosidade absoluta – µ É a propriedade pela qual um fluido oferece resistência ao cisalhamento. Propriedades básicas dos fluidos Nos líquidos, a viscosidade depende da força de coesão entre as moléculas um aumento da temperatura provoca uma diminuição da viscosidade Nos gases, a viscosidade depende da atividade molecular um aumento da temperatura provoca um aumento da viscosidade Unidades: N.s/m² ; kg.m/s ; Poises ; slug/ft.s

12 Viscosidade absoluta – µ Propriedades básicas dos fluidos

13 Viscosidade Cinemática (ν) é a relação entre viscosidade e massa específica. Unidades: m²/s ; ft²/s ; Stoke(St) ; poise (P) Propriedades básicas dos fluidos

14 Como medir a viscosidade dos líquidos? VISCOSÍMETRO DE SAYBOLT

15 Como medir a viscosidade dos líquidos? VISCOSÍMETRO DE SAYBOLT

16 Como medir a viscosidade dos líquidos? VISCOSÍMETRO DE TUBO CAPILAR: A viscosidade é medida pela velocidade de escoamento do líquido através de um capilar de vidro. É medido o tempo de escoamento do líquido entre duas marcas feitas no viscosímetro.

17 17 Você sabe como funciona o dispositivo indicador da qualidade de combustível?

18 18 Parte do álcool é desviado continuamente 2 frascos com líquidos com densidades iguais às extremas admissíveis para o álcool

19 19 Desconfiando que a gasolina utilizada no motor de seu carro está adulterada, o que você faria para confirmar esta desconfiança?

20 Verificação da gasolina através da sua massa específica: Pesquisa-se os valores admissíveis para a massa específica da gasolina. Escolhe-se um recipiente de volume (V) conhecido. Através de uma balança obtém-se a massa do recipiente vazio (m 1 ) Enche o recipiente com uma amostra de volume (v) da gasolina Determina-se a massa total (recipiente mais o volume V da amostra da gasolina – m 2 )

21 Verificação da gasolina através da sua massa específica: Através da diferença entre m 2 e m 1 se obtém a massa m da amostra de volume V da gasolina, portanto, obtém- se a massa específica da mesma, já que: Compara-se o valor da massa específica obtida com os valores especificados para que a gasolina seja considerada sem adulteração.

22 ATIVIDADE PARA CASA 22 -Pesquise sobre o fenômeno da cavitação em sistemas hidráulicos: o que é, como é causado, o que provoca, como evitar -Pesquise sobre o funcionamento de uma panela de pressão - Pesquise sobre o lagarto Basilisco: como ele é popularmente conhecido e o porque do seu curioso apelido


Carregar ppt "Professora: Érica Cristine Curso: Engenharia Ambiental e de Alimentos UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google