A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Eng. Clever Ricardo Chinaglia - MSc Análise de Falhas em Componentes Industriais Análise de Falhas em Componentes Industriais Minicurso.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Eng. Clever Ricardo Chinaglia - MSc Análise de Falhas em Componentes Industriais Análise de Falhas em Componentes Industriais Minicurso."— Transcrição da apresentação:

1 Eng. Clever Ricardo Chinaglia - MSc Análise de Falhas em Componentes Industriais Análise de Falhas em Componentes Industriais Minicurso

2

3

4 PROGRAMAÇÃO 1 - Potencial de análise de falhas e solução de problemas no CCDM; 2 - Procedimentos e estudos em análises de falha; 3 - Etapas envolvidas em análises de falha; 4 - Estudos de casos; A - Análise de falha em eixo de girabrequim; B - Análise de falha em tirante de inox; C - Análise de corrosão em peças em inox; D - Tipos de falhas; E - Defeitos em molas; F - Falhas Diversas; 5 - Análises complementares; 6 - Conclusões.

5

6

7

8

9 O B J E T I V O S Obter causas primárias e prevenir novas ocorrências Determinar o elemento responsável pela falha e centrar análises neste. Ex. Morte de Ayrton Senna

10 Senna requested the modification in the steering wheel position to make possible a clear view of the dashboard. The work was done and accordingly specialists think supposed bad work on the weld caused a premature fatigue failure in the columnmaterial, causing Senna to lose control at Tamburello corner.

11 E T A P A S D A A N Á L I S E D E F A L H A Coleta de dados Análise das evidências Testes mecânicos; Micro e Macroestrutura; Mecanismos da fratura. Implicações futuras Responsáveis Elaboração do relatório Formulação de Hipóteses e Validação Exame preliminar; e documentação fotográfica.

12 Fadiga em eixo de Girabrequim Detalhamento de uma superfície de falha por fadiga em um eixo rotativo sob carga constante O efeito do concentrador de tensão Efeito do número de nucleadores de trinca E S T U D O D E C A S O S

13 Fadiga em eixo de Girabrequim (1) (2) Fratura Catastrófica 1 - análise macro; 2 - linhas de chevron; 3 - Frentes de propagação; 4 - Direções principais; 5 - Principais defeitos; I M P O R T A N T E : 1 - preservar a superfí- cie de fratura; 2 - Documentação; 3 - Hipóteses; 4 - Bibliografia técnica; 5 - Equipe/recursos; E S T U D O D E C A S O S

14 Resíduos internosriscos internos Fadiga em Tirante de inox Defeito - deformação mecânica (ferramenta) I M P O R T A N T E : 1 - Análise crítica; 2 - Documentação; 3 - Hipóteses; 4 - Bibliografia técnica; 5 - Equipe/recursos; E S T U D O D E C A S O S

15 Falha por Corrosão Corte AA Superfície irregular - Frestas I M P O R T A N T E : 1 - Análise crítica; 2 - Documentação; 3 - Hipóteses; 4 - Bibliografia técnica; 5 - Equipe/recursos; Problema com Combustível antes superfície corte Problema - inclusão A A depois E S T U D O D E C A S O S

16 TIPOS DE FALHA em Componentes F R A T U R A F R Á G I L sem deformação plástica CLIVAGEM causada pela fragilização devida a presença de inclusões. Estrutura martensítica fragilizada pela presença de inclusões (pontos verdes) A - Falha catastrófica; B - componente perde funcionalidade; C - problema de matéria-prima - Inadequação ou qualidade; D- problema de processo - Temperatura, regime de tensões. E S T U D O D E C A S O S

17 DEFEITOS EM MOLAS TIPOS DE FALHA em Componentes - inclusões; - defeitos superficiais; - ambientes corrosivos; - somatória de causas. E S T U D O D E C A S O S

18 A A Corte AA Corrosão intergranular - SENSITIZAÇÃO F A L H A E M A Ç O I N O X TIPOS DE FALHA em Componentes E S T U D O D E C A S O S

19 F A L H A E M A Ç O I N O X C o r r o s ã o S o b T e n s ã o TIPOS DE FALHA em Componentes E S T U D O D E C A S O S

20 F R A G I L I Z A Ç Ã O P O R H I D R O G Ê N I O I M P O R T A N T E : 1 - Análise crítica; 2 - Documentação; 3 - Hipóteses; 4 - Bibliografia técnica; 5 - Equipe/recursos; Superfície de Fratura Corte transversal - camada zincada Superfície - dois modos de fratura Detalhe da superfície com fratura intergranular TIPOS DE FALHA em Componentes E S T U D O D E C A S O S

21 E F E I T O D E E L E M E N T O S D E S E G U N D A F A S E Superfície de fratura Corte transversal TIPOS DE FALHA em Componentes E S T U D O D E C A S O S

22 E F E I T O D E E L E M E N T O S D E S E G U N D A F A S E TIPOS DE FALHA em Componentes E S T U D O D E C A S O S

23 CONCENTRADORES DE TENSÃO TIPOS DE FALHA em Componentes E S T U D O D E C A S O S

24 CONCENTRADORES DE TENSÃO TIPOS DE FALHA em Componentes E S T U D O D E C A S O S

25 ANÁLISES COMPLEMENTARES CAUSAS DIVERSAS RESPINGO DE SOLDA E S T U D O D E C A S O S

26 CAUSAS DIVERSAS Somatória de causas Falha em solda - falta de preenchimento ANÁLISES COMPLEMENTARES E S T U D O D E C A S O S

27 Presença de gradiente de porosidade Porosidade alta em regiões críticas mecanicamente Trinca em peça obtida por metalurgia do Pó CAUSAS DIVERSAS ANÁLISES COMPLEMENTARES E S T U D O D E C A S O S

28 A N Á L I S E D E T E N S Ã O R E S I D U A L E M V Á L V U L A D E M O T O R Dispositivo para ensaio de tensões residuais desenvolvido no CCDM Resultados Obtidos no ensaio de tensão residual Materiais diferentes = propriedades diferentes = tensões residuais = degradação de propriedade ANÁLISES COMPLEMENTARES E S T U D O D E C A S O S

29 C O N C L U S Õ E S ANÁLISE DE FALHAS: 1 - PENSAMENTO E AÇÕES SISTÊMICAS; - coleta de dados preliminares - preservação da fratura 2 - CONHECIMENTO TÉCNICO; - coleta adicional de dados - análise das evidências - formulação das hipóteses - validação das hipóteses - elaboração do relatório 3 - VERSATILIDADE / APOIO INTERNO. - Lidar com as implicações

30 Eng. Clever Ricardo Chinaglia - MSc O CCDM AGRADECE A PRESENÇA DE TODOS E SE COLOCA À DISPOSIÇÃO NO QUE LHES FOR NECESSÁRIO. Fone - (16) Fax - (16)


Carregar ppt "Eng. Clever Ricardo Chinaglia - MSc Análise de Falhas em Componentes Industriais Análise de Falhas em Componentes Industriais Minicurso."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google