A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR CRISTIANE BAECKER AVILA PSICÓLOGA Coordenadoria de Recursos Humanos – DETRAN/PR

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR CRISTIANE BAECKER AVILA PSICÓLOGA Coordenadoria de Recursos Humanos – DETRAN/PR"— Transcrição da apresentação:

1 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR CRISTIANE BAECKER AVILA PSICÓLOGA Coordenadoria de Recursos Humanos – DETRAN/PR Telefone:

2 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR A Psicologia se ocupa com o estudo dos fenômenos psicológicos para a compreensão da totalidade da vida humana. A Psicologia do Trânsito estuda o comportamento do homem no ambiente do trânsito, sua multideterminação no contexto onde está inserido e sua correlação com os fatores sociais, políticos, econômicos e estruturais que influenciam o sistema de funcionamento, gestão, organização e fiscalização desse trânsito.

3 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR Avaliação Psicológica é uma função privativa do psicólogo e tem objetivos bem definidos que buscam encontrar respostas a questões propostas com vistas à solução de problemas. É a metodologia (observação, entrevistas, testes etc.) utilizada pelo psicólogo para diagnosticar uma situação ou problema.

4 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR RESOLUÇÃO Nº 267 DE 15 DE FEVEREIRO DE 2008 CAPÍTULO I – DO EXAME DE APTIDÃO FÍSICA E MENTAL E DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA Art. 5º Na avaliação psicológica deverão ser aferidos, por métodos e técnicas psicológicas, os seguintes processos psíquicos (Anexo XIII): I – tomada de informação; II – processamento de informação; III – tomada de decisão; IV – comportamento; V – auto-avaliação do comportamento; VI – traços de personalidade.

5 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR RESOLUÇÃO Nº 267 DE 15 DE FEVEREIRO DE 2008 CAPÍTULO I – DO EXAME DE APTIDÃO FÍSICA E MENTAL E DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA Art. 6º Na avaliação psicológica serão utilizados as seguintes técnicas e instrumentos: I – entrevistas diretas e individuais (Anexo XIV); II – testes psicológicos, que deverão estar de acordo com resoluções vigentes do Conselho Federal de Psicologia – CFP, que definam e regulamentem o uso de testes psicológicos; III – dinâmicas de grupo; IV – escuta e intervenções verbais.

6 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR RESOLUÇÃO Nº 267 DE 15 DE FEVEREIRO DE 2008 CAPÍTULO II – DOS RESULTADOS DOS EXAMES Art. 9º Na avaliação psicológica o candidato será considerado pelo psicólogo perito examinador de trânsito como: I – apto – quando apresentar desempenho condizente para a condução de veículo automotor; II – inapto temporário – quando não apresentar desempenho condizente para a condição de veículo automotor, porém passível de adequação; III – inapto – quando não apresentar desempenho condizente para a condução de veículo automotor.

7 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR RESOLUÇÃO Nº 267 DE 15 DE FEVEREIRO DE 2008 CAPÍTULO II – DOS RESULTADOS DOS EXAMES § 1º O resultado inapto temporário constará na planilha RENACH e consignará prazo de inaptidão, findo o qual deverá ser submetido a uma nova avaliação psicológica. § 2º Quando apresentar distúrbios ou comprometimentos psicológicos que estejam temporariamente sob controle, o candidato será considerado apto, com diminuição do prazo de validade da avaliação, que constará na planilha RENACH. § 3º O resultado da avaliação psicológica deverá ser disponibilizado pelo psicólogo no prazo de dois dias úteis.

8 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA – DETRAN/PR A Avaliação Psicológica é realizada em no mínimo duas etapas. A primeira etapa é coletiva e consiste na aplicação de testes e a segunda é individual e consiste em uma entrevista. Pode haver mais dois atendimentos individuais para entrevista ou testagem.

9 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA – DETRAN/PR Vantagens e Desvantagens dos Teste Coletivos Vantagens: - Menor gasto de material; - Aplicação simultânea a um grande número de indivíduos; - Maior rapidez de aplicação; - Maior objetividade na aplicação e interpretação; - Testes mais fáceis de entendimento; - Melhor generalização dos resultados; - Menor envolvimento do aplicador.

10 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA – DETRAN/PR Vantagens e Desvantagens dos Teste Coletivos Desvantagens: - Testes mais superficiais; - Perda da observação individual.

11 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR PARÂMETROS PARA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA Perfil de motorista; Testes psicológicos adequados para situação de trânsito (características psicológicas restritivas para atuação no trânsito); Melhor formação profissional; Aumento de pesquisas na área de psicologia do trânsito.

12 MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR Verifica-se que as variáveis pessoais e o ambiente incidem de uma maneira radical e complexa nas capacidades psicofísicas dos condutores, na sua percepção de risco, na sua análise da situação de trânsito e na sua tomada de decisão. Portanto conviver e ter consciência social pressupõe considerar o outro em seus desejos e direitos, respeito, solidariedade, generosidade e saber limitar seus interesses em função dos interesses coletivos.


Carregar ppt "MELHORIA NA AVALIAÇÃO DO CANDIDATO A CONDUTOR CRISTIANE BAECKER AVILA PSICÓLOGA Coordenadoria de Recursos Humanos – DETRAN/PR"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google