A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Você acha que sabe tudo?. Como você vai saber o que é uma aventura se você nunca se aventurou?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Você acha que sabe tudo?. Como você vai saber o que é uma aventura se você nunca se aventurou?"— Transcrição da apresentação:

1 Você acha que sabe tudo?

2

3 Como você vai saber o que é uma aventura se você nunca se aventurou?

4

5 Como vai saber o que é a angustia se nunca disse a sua família e amigos até breve, com os olhos cheios de lágrimas.

6 Como irá saber o que é o desespero se você nunca chegou a um lugar sozinho sem saber uma só palavra?

7 Como vai saber o que é surpreendente se você nunca esteve longe de casa?

8 Como vai saber o que é intolerância se você nunca teve que se acostumar com algo que não te agrada?

9 Como vai saber o que é autonomia, se você nunca teve que tomar decisões sozinho?

10 Como vai saber o que é crescer, se você nunca deixou de ser uma criança para ter que decidir por si?

11 Como vai saber o que é distancia, se você nunca viajou pelo mundo?

12 Como vai saber o que é patriotismo se você nunca gritou. AMO MEU PAÍS! Com a bandeira brasileira no país dos outros?

13 Como vai saber o que é um verdadeiro amigo, se as circunstâncias nunca te mostram um?

14 Como vai saber o quanto gosta de sua família, se você nunca percebeu que sua família te apoia e te ama incondicionalmente? Mãe brasileira e filha dinamarquesa, no dia de ir embora.

15 Como vai saber quais são as fronteiras se você nunca viu o que há além!

16 Como vai saber o que é o mundo se você nunca foi um estudante de intercambio?

17 O intercâmbio não é um ano em sua vida!

18 É a vida em UM ANO!

19 ... Sempre quis participar de um intercâmbio. Quando me apresentaram o YEP, tive a certeza de que era isto que eu estava procurando....Embarquei no aeroporto do Galeão para chegar a Munique no dia seguinte e dar inicio ao que posso chamar de o melhor ano da minha vida. Conheci pessoas maravilhosas de todos os cantos do globo, aprendi uma nova língua, tive o prazer e a sorte de fazer parte de três ótimas famílias, fiz viagens incríveis... Aprendi que o intercâmbio não se trata apenas de aprender uma nova língua, trata-se de aprender a conviver com pessoas diferentes, com novas culturas e aprender mais sobre si mesmo. Voltei para casa com uma nova perspectiva de mundo e sabendo que posso fazer a diferença. Sofia Macedo – Alemanha 2010/11.

20 …Eu só tenho a agradecer ao Rotary por tudo, por que somente ele pode me proporcionar tantos momentos incríveis. Obrigada por me mostrar um mundo tão lindo e saber que tudo é possível quando as coisas são feitas com amor e saber, ainda, que todas as diferenças e as culturas podem conviver juntas, só basta estar aberto para novas coisas e novos pensamentos. Queria ser intercambista para sempre! Mirla Rodrigues – Alemanha 2009/10.

21 " Meu intercâmbio no México... foi fundamental para minha escolha de carreira. A experiência internacional me levou a cursar Relações Internacionais e hoje em dia sou muito grato ao Rotary. Para mim todos os jovens deveriam ter essa bela experiência, ainda mais amparada por toda estrutura rotariana, algo que definitivamente faz toda a diferença em termos de apoio ao jovem no exterior. Luiz Felipe Kling- México 2006/07 e Novas Gerações 2009/10.

22 ...Rapidamente você se vê adaptado, mesmo porque as pessoas que te recebem viabilizam todas as possíveis dificuldades como se fossem seus verdadeiros parentes. Esta engrenagem que é o intercambio de jovens marca nossas vidas de riqueza e de conhecimento. Voltarei para casa com uma bagagem de cultura, amigos, valores e com a certeza de que tenho condição de ajudar outras pessoas a viver num mundo melhor. Marcela Kemp Fernandes – EUA 2009/10.

23 Há pouco mais de um ano estava no saguão do Galeão, muito nervoso e ansioso pelo o que me esperava... Passado algum tempo percebi que valeu muito a pena meu intercâmbio na Alemanha e foi, sem dúvida, a maior experiência da minha vida. Lá cresci muito pessoalmente e também aprendi um novo idioma, o alemão. Mas o intercâmbio do Rotary é muito mais que aprender apenas um idioma e sim aprender a conviver com pessoas de culturas tão diferentes e que vivem tão distante. Filipe Nogueira – Alemanha 2008/09.

24 Vinicius de Moraes Roland – EUA 2008/9. São tantas as aventuras que vivi naquele ano que não creio que haja papel suficiente no mundo para escrever sobre todas elas. No entanto, houve, sim, um processo de adaptação custosa e que parecia não terminar nunca. Mas terminou. Quando findada a adaptação, o que sobra é a mais maravilhosa das sobras.

25 Será que agora vale o depoimento de uma mãe?... que não faz tanto tempo assim viu alguém começar a engatinhar, e andar, e falar, e se posicionar, e viver num lugar distante... em um mundo maior que a família? Um ser que era seu e parece que deixou de ser nosso rebento tão miudinho, tão dependente... que agora nos ensina, nos supera e vai além... traz lágrimas aos olhos, mas não de tristeza e sim de orgulho!...Em apenas 6 meses minha filha cresceu mais do que em 17 anos que pude acompanhar. A essência não muda, mas a vivência de outra cultura fez dela um ser com um olhar especial sobre a vida. Esse programa não pode parar! Parabéns a vocês, dedicados por esta causa! Sandra Passos – mãe da Marcela-EUA 2009/10.

26 Raisa Alemanha Ricardo EUA Marcela EUA Depois Antes Depois


Carregar ppt "Você acha que sabe tudo?. Como você vai saber o que é uma aventura se você nunca se aventurou?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google