A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A persistência das desigualdades recomposição, polarização e regressão Renato Miguel do Carmo (CIES-IUL, Observatório das Desigualdades)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A persistência das desigualdades recomposição, polarização e regressão Renato Miguel do Carmo (CIES-IUL, Observatório das Desigualdades)"— Transcrição da apresentação:

1 A persistência das desigualdades recomposição, polarização e regressão Renato Miguel do Carmo (CIES-IUL, Observatório das Desigualdades)

2 RECOMPOSIÇÃO SOCIAL

3 Processos de recomposição social ( ) Indicadores (%) População 0-14 anos 29,228,425,520,616,014,9 População anos 62,861,963,166,067,666,1 População de 65 e + anos 8,09,711,413,416,419,0 Taxa de analfabetismo 33,125,618,611,09,05,2 Pop anos c/ ensino superior --3,96,412,817,3 Pop anos c/ ensino secundário --3,35,512,716,8 Pop anos c/menos escolaridade --92,888,174,559,1 Estudantes Grupo etário anos 1,73,55,811,823,929,1 Estudantes sexo feminino no superior 29,543,645,055,055,254,2 Taxa de atividade global 37,539,442,544,645,947,6 Taxa de atividade masculina 63,862,153,354,352,951,6 Taxa de atividade feminina 13,019,029,035,539,443,9 População ativa no setor primário 43,631,719,711,25,03,0 População ativa no setor secundário 28,932,338,737,435,127,0 População ativa no setor terciário 27,536,041,651,459,970,0 Empresários, dirigentes e profissionais liberais, EDL 6,03,04,48,511,914,7 Profissionais técnicos e de enquadramento, PTE 2,64,97,911,716,722,5 Trabalhadores independentes, TI 3,87,37,28,54,85,0 Agricultores independentes. AI 14,115,211,36,22,20,9 Empregados executantes, EE 14,619,426,027,132,332,4 Operários industriais, OI 30,634,036,034,330,322,7 Assalariados agrícolas, AA 28,316,27,23,71,8 Fontes: INE, Censos, OCTES, Inquérito ao Emprego. Mauritti, R. e Nunes, N. (2013), Processos de recomposição social: continuidades e mudanças, em R. M. Carmo (org.), Portugal uma sociedade de classes: polarização e vulnerabilidade, Edições 70/ Le Monde Diplomatique, p.39.

4 Nível de escolaridade da população empregada (Portugal e UE) Source: EU Labour Force Survey (Eurostat).

5 Nível de escolaridade por classe social e por ano (percentagem)

6 …em suma Processos: terciarização da economia, feminização do mercado de trabalho, escolarização/qualificação da população empregada. Recomposição de classes, trajetórias de mobilidade social ascendente (PTE) Apesar da recuperação mantém-se um relevante défice de escolarização.

7 POLARIZAÇÃO SOCIAL

8 Desigualdade na distribuição do rendimento disponível nos países da UE-27 (coeficiente de Gini e rácio entre quantis) (2010) Coeficiente de Gini (%)S90/S10S80/S20 Letónia35,212,46,6 Bulgária35,111,46,5 Portugal34,29,45,7 Espanha34,014,96,8 Grécia33,611,06,0 Roménia33,210,96,2 R. Unido33,09,05,3 Lituânia32,910,55,8 Itália31,910,55,6 Estónia31,99,25,3 Polónia31,18,15,0 França30,87,44,6 Alemanha29,07,24,5 Chipre28,86,34,3 Dinamarca27,89,54,4 Malta27,45,94,1 Luxemburgo27,25,94,0 Hungria26,95,73,9 Áustria26,35,93,8 Bélgica26,35,93,9 Holanda25,86,13,8 Finlândia25,85,43,7 Eslováquia25,76,03,8 R. Checa25,25,33,5 Suécia24,45,53,6 Eslovénia23,85,13,5 UE-2730,78,35,1 Fonte: Statistics on Income and Living Conditions, EU-SILC 2011 (Eurostat). Nota: Países organizados por ordem decrescente de acordo com o resultado obtido para o coeficiente de Gini.

9 Rendimento médio e mediano disponível nos países da UE-27 (euros) (2010) Fonte: Statistics on Income and Living Conditions, EU-SILC 2011 (Eurostat).

10 Evolução do ganho médio mensal por quintil ( ) Fonte: Quadros de Pessoal. Note: Trabalhadores a tempo completo e com remuneração base completa. Valores a preços constantes (2006).

11

12 …em suma Portugal continua a ser um dos países mais desiguais da Europa. As desigualdades de rendimento, designadamente as desigualdades salariais, contribuem para o aumento da polarização social.

13 REGRESSÃO SOCIAL?

14 Pobreza e desigualdade: uma correlação relevante Nota: Para a Irlanda os dados referem-se a

15 Desemprego na Europa (2013)

16 Desemprego e desigualdade (2005): uma correlação fraca

17 Desemprego e desigualdade (2011): uma correlação relevante Nota: Para a Irlanda os dados do S80/S20 referem-se a 2010.

18 Nota: Para a Irlanda os dados do coeficiente de Gini referem- se a 2010.

19 …algumas questões finais Qual o efeito do desemprego no aumento das desigualdades internas de cada país, e nas desigualdades entre os países Europeus? Em que medida a relação entre desemprego, pobreza e desigualdade provocará uma efetiva regressão nos trajetos de mobilidade social? No que concerne a Portugal, irão os fatores de polarização sobrepor-se aos de recomposição social?


Carregar ppt "A persistência das desigualdades recomposição, polarização e regressão Renato Miguel do Carmo (CIES-IUL, Observatório das Desigualdades)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google