A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prevenção da transmissão mãe-filho do VIH Marcelo Araújo de Freitas Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prevenção da transmissão mãe-filho do VIH Marcelo Araújo de Freitas Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério."— Transcrição da apresentação:

1 Prevenção da transmissão mãe-filho do VIH Marcelo Araújo de Freitas Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde - Brasil

2 Brasil Dimensões: –População: –8,5 milhões Km² –27 estados –5.564 municípios Sistema Único de Saúde (SUS) + Saúde Suplementar Sistema Único de Sáude – 79% da população

3 Prevalência da infecção pelo VIH*: - 0,61% (pop. 15 a 49 anos) - fem. 0,41% - masc. 0,82% Acesso Universal: em TARV - 94,8% cobertura ARV * Estudo Sentinela Parturientes, Informações gerais Estimativa de infectados pelo VHI *

4 Razão de sexo (M:F) dos casos de SIDA, segundo ano de diagnóstico. Brasil, 1986 a 2008*

5 Razão de sexo (M:F) dos casos de SIDA em indivíduos de 13 a 19 anos, segundo ano de diagnóstico. Brasil, 1986 a 2008*

6 Casos de SIDA (número e percentual) notificados no SINAN na categoria de exposição transmissão vertical, segundo idade por ano de diagnóstico. Brasil, * *Casos até 30/06/09. Dados preliminares para os últimos 5 anos

7 NÚMERO DE GESTANTES PRÉ-NATAL (96,5%) – GESTANTES VIH+ (0,41%) – Sem intervenção (25%) crianças VIH+ /ano Protocolo transmissão (1%) 120 crianças VIH+/ano 96% INFECÇÕES EVITADAS

8 Taxas de transmissão vertical do VIH por Região.. Brasil, RegiãoTV (%) Norte13,40 Nordeste7,7 Centro-oeste4,3 Sudeste7,6 Sul4,9 BRASIL6,8 Fonte: Succi, 2004

9 Compromisso governamental

10 Plano Operacional metas regionalizadas e escalonadas Região Taxa de Transmissão * (%) % de redução proposto até 2009 Taxa esperada até 2009 % de redução proposto até 2011 Taxa esperada até 2011 N13,40309,40306,60 NE 7,70305,40303,80 CO 4,30303,00302,10 SE 7,6030 5,30303,70 S 4,9030 3,40302,40

11 Todos os insumos são financiados pelo Estado Testes para o VIH – sorológicos e rápidos ARV – mãe e crianças expostas Fórmula infantil Cabergolina – inibidor farmacológico da lactação

12 Protocolos nacionais

13 Condutas preconizadas

14 Linha de cuidado da TV do VIH Unidade Básica de Saúde Serviço de Atenção Especializada 200 Maternidade 1200

15 Atenção Básica Testagem para o VIH - primeiro e terceiro trimestres Abordagem dos parceiros Referência para Serviço de Atenção Especializada Consulta de puerpério Seguimento de crianças expostas na puericultura, acompanhando condutas do serviço de referência e da maternidade. Notificação

16 Serviço de Atenção Especializada Gestante Seguimento pré-natal, incluindo medidas específicas à atenção a gestante infectada pelo VIH: –Manejo antirretroviral (ARV) para fins de profilaxia da TV ou tratamento; –Monitoramento CD4 e CV –Abordagem dos parceiros –Aconselhamento sobre a não-amamentação após o parto, incluindo orientações sobre inibição da lactação e administração de fórmula infantil à criança exposta; –Orientações sobre a definição de via de parto

17 Acompanhamento da puérpera e parceiros Acompanhamento da criança exposta: –Monitoramento da administração do AZT xarope; –Distribuição de fórmula infantil; –Profilaxia para o P. jiruveci; –Investigação diagnóstica (carga viral); –Vacinações; Seguimento da criança infectada pelo VIH, incluindo manejo ARV. Serviço de Atenção Especializada Puérpera e criança exposta

18 Maternidades Teste rápido (TR) diagnóstico para o VIH AZT intravenoso no parto; Manejo obstétrico adequado ; Utilização de cabergolina para inibição de lactação; AZT xarope nas primeiras horas de vida do recém- nascido exposto; Dispensação da fórmula infantil; Sistema de referência tanto para seguimento da puérpera, quanto do recém-nascido exposto

19 Avanços SIDA diminui em menores de 5 anos

20 O Brasil reduziu em 41,7% a incidência de casos SIDA em crianças menores de cinco anos de idade de 1997 a 2007 Declínio da taxa de incidência no Brasil em menores de cinco anos – de 5,4 casos por 100 mil habitantes, em 2000, para 3,5 em Nordeste e Norte - aumento da taxa de incidência em menores de cinco anos, ao se comparar 2000 e SIDA diminui em menores de 5 anos

21 Taxa de incidência de SIDA em menores de 5 anos de idade (por hab.), segundo região de residência por ano de diagnóstico. Brasil, 1996 a 2007*

22 Desafios

23 Realização de novo estudo de taxa de TV; Ampliação das ações na Atenção Básica: -Aumento na cobertura de testagem -Utilização de TR -Acompanhamento crianças expostas -Pré-natal do parceiro Redução das desigualdades regionais – atenção especializada a gestantes e crianças; Maternidades – TR diagnóstico

24 OBRIGADO!


Carregar ppt "Prevenção da transmissão mãe-filho do VIH Marcelo Araújo de Freitas Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google